Qual é o Seu Principal Propósito na Vida?



Muitas coisas podem te colocar para baixo—provações e dificuldades que aparecem no caminho dessa vida frenética. Mas tudo isso começa a desvanecer quando você descobre o principal propósito de sua vida!

Hands Holding Bible
A única maneira de sairmos dessa confusão é voltando ao nosso Criador e descobrindo nosso propósito original.

Fuente: Thinkstock

Recentemente, eu estava com um grupo de amigos discutindo como as notícias estão estressantes: Mais um outro cristão foi decapitado por militantes do Estado Islâmico; os políticos não dão nenhumas soluções plausíveis para os problemas do nosso país; os problemas da saúde pública aumentam! Além disso, há constantes preocupações com a economia, o aumento da violência, o racismo e a fixação mórbida de pessoas quanto à identidade de gênero.

Esse estresse tem sido muito agravado pela velocidade da informação eletrônica, os avanços na tecnologia e mudanças constantes das normas sociais. É inacreditável como muitas pessoas estão dispostas a mudar a definição de casamento, que tem sido o alicerce da família cristã por milhares de anos.

O resultado disso é que muitas pessoas, independente da idade ou situação econômica, vivem em uma "bolha pessoal". Elas tentam ficar nessa bolha e se concentrar na própria busca pela felicidade. Assim podem fingir que todo o caos e as mudanças que estão fora dessa bolha realmente não as afetam.

Mas a realidade nos golpeia. As más notícias, ou algum problema pessoal, rompe essa bolha e nos sobrecarrega de ansiedade, medo e de uma sensação de que não há nenhum significado para a vida.

Deus não quer que você viva dessa maneira! Ele tem algo melhor para você.

Eu quero compartilhar com você uma verdade extraordinária, que poucas pessoas sabem. É uma verdade que pode mudar tudo em sua vida. Eu gostaria de ajudá-lo a descobrir o seu principal propósito na vida.

O propósito da vida não é apenas ser feliz

Sua vida vale muito mais do que você jamais imaginou! Você tem um propósito bem específico no universo.

O problema é descobrir esse propósito. Isso vai contra a cartilha social que você e eu temos seguido desde a infância. Nós fomos programados a acreditar que o principal propósito da vida é a busca da felicidade.

Eu não estou dizendo que a felicidade seja algo ruim. Todos nós queremos ser felizes. A felicidade é um dom de Deus.

Mas algo acontece conosco quando acreditamos que a felicidade é o único propósito na vida. Resulta que quando nos deparamos com questões de desemprego, problemas de saúde, conflitos nos relacionamentos ou quando assistimos a notícia mais recente sobre o terrorismo, os efêmeros sentimentos de felicidade se desvanecem e ficamos mental e emocionalmente abalados.

Albert Einstein disse: "Uma vida dirigida principalmente para a realização de desejos pessoais, mais cedo ou mais tarde, sempre vai encontrar alguma decepção amarga" (Carta a T. Lee, 16 de janeiro, 1954).

O que acontece com você quando seu companheiro ou companheira estoura sua bolha da felicidade? O que acontece quando você perde o seu emprego? O que acontece com a felicidade quando você descobre que seu melhor amigo tem câncer?

Essas experiências difíceis estão fora de nosso controle. A bolha de felicidade é estourada e resta apenas o estresse, a dor e a tristeza.

Mas viver uma vida com um objetivo principal em mente vai lhe dar a oportunidade de viver além de seus próprios limites—amando, sacrificando-se e ajudando aos outros. Encontrar uma vida de significado e propósito é o segredo para lidar com o estresse, a ansiedade e o desânimo que pode tomar conta de nossas vidas a cada dia.

Então, onde você pode descobrir o seu propósito pessoal? A resposta não está em um teste de aptidão, em aulas da faculdade ou na descoberta de seu "deus" ou "deusa" interior.

Se há um propósito para esta vida, então só podemos encontrar essa resposta com o Criador da vida.

Deus revela nosso principal propósito na Bíblia

A Bíblia é a história de todas as coisas. É sobre a criação—e o Criador que fez tudo isso. É sobre o desejo de Deus de ter Seus próprios filhos—e o desejo da humanidade de ser independente do Criador. É a história de como Jesus Cristo, o Filho de Deus, está trabalhando para nos trazer de volta à família do Criador.

A Bíblia é sobre como você, pessoalmente, tem um propósito muito específico no universo.

O apóstolo João escreveu sobre esse propósito: "Vede que grande amor nos tem concedido o Pai: que fôssemos chamados filhos de Deus . . . Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifesto o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando Ele se manifestar, seremos semelhantes a Ele; porque assim como é, O veremos. E todo o que nEle tem esta esperança, purifica-se a si mesmo, assim como Ele é puro" (1 João 3:1-3).

Vejamos três afirmações notáveis que o apóstolo João fez nesses versículos.

Primeiro: "Vede que grande amor nos tem concedido o Pai: que fôssemos chamados filhos de Deus!".

Deus criou cada um de nós por uma razão. Ele deu o livre arbítrio a cada um de nós. O problema com o livre arbítrio é que todos nós fazemos escolhas erradas. Você e eu vivemos em um mundo onde bilhões de pessoas fazem escolhas erradas, todos os dias.

A única maneira de sairmos dessa confusão é voltando ao nosso Criador e descobrindo nosso propósito original. Esse propósito é sermos Seus filhos.

Podemos ver isso em seu segundo ponto: "Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifesto o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando Ele se manifestar, seremos semelhantes a Ele; porque assim como é, O veremos".

No princípio da Bíblia, no livro de Gênesis, se afirma que os seres humanos foram feitos à imagem de Deus. Milhares de anos depois, João escreveu que aqueles que respondem ao chamado de Deus recebem a promessa de um futuro em que seremos "semelhantes a Ele; porque assim como é, O veremos".

João escreveu que nós não sabemos exatamente como vai ser esse futuro prometido, mas que seremos como Deus, assim como os filhos humanos são como os pais humanos—do mesmo tipo de seres. A razão pela qual não sabemos exatamente como nós seremos é porque nossas mentes humanas não podem compreender plenamente o Deus infinito. Mas, novamente, ele pretende que sejamos como Ele!

Será que conseguiria começar a envolver sua mente em torno de seu principal objetivo?

O terceiro ponto dessa passagem nos leva, cotidianamente, em direção a esse fantástico propósito: "E todo o que nEle tem esta esperança, purifica-se a si mesmo, assim como Ele é puro". Isto significa que, para cumprir o propósito de Deus você deve fazer algo. Vamos discutir este ponto um pouco mais tarde.

Nosso principal propósito diz respeito a que Deus criou os seres humanos à Sua imagem porque Ele quer filhos que vivam com Ele para sempre! Não como animais de estimação e nem como anjos. Mas como seres que foram feitos à Sua imagem—seres imortais semelhantes a Ele.

Esse propósito sugere um impressionante e extraordinário futuro. E também envolve a sua vida agora.

Começar a viver hoje mesmo esse propósito principal

O apóstolo João escreveu que agora somos filhos de Deus. O que isso significa?

Sim! Deus está lhe oferecendo um futuro e também uma vida repleta de significado agora mesmo. Você pode ter um relacionamento com Deus, como seu Pai, todos os dias de sua vida.

Deus quer ter um relacionamento íntimo e pessoal com você. O principal significado desta vida é sobre ter um relacionamento com Deus Pai e Jesus Cristo. É sobre ser filho de Deus agora ao olhar para esse futuro prometido.

Lamentavelmente, essa boa nova tem ficado obscurecida pelas muitas falsas pregações cristãs de hoje em dia. Muito frequentemente, de seus púlpitos, os cristãos têm pregado um evangelho da riqueza e saúde e de uma graça barata, e uma mensagem tipo: "Jesus o ama do jeito que você é", assim dizem às pessoas para ficarem do jeito que são e não mais semelhantes a Jesus.

Lembre-se que Deus inspirou Jeremias a escrever o seguinte: "Então Me invocareis, e ireis e orareis a Mim, e Eu vos ouvirei. Buscar-Me-eis, e Me achareis, quando Me buscardes de todo o vosso coração" (Jeremias 29:12-13).

Você deve parar de buscar o seu próprio propósito, tentando ficar numa bolha para perseguir seu objetivo autodeterminado, e começar a buscar o propósito de Deus com todo o seu coração.

O verdadeiro cristianismo não é morno, não é emocional, não ignora as leis de Deus, não é de dobre ânimo e nem de meio expediente. O verdadeiro cristianismo é sobre ser restaurado ao propósito original. É sobre transformação. Trata-se de desistir de tudo para receber tudo o que Deus tem a dar (ver Lucas 14:33; Apocalipse 21:7).

O verdadeiro cristianismo é sobre ser restaurado ao seu original e principal propósito. É sobre ser transformado.

O verdadeiro cristianismo é sobre sair dessa bolha humana natural do egocentrismo. É sobre a força dinâmica de Deus em sua vida, mudando e restaurando você ao seu propósito original, e assim enfrentar as dificuldades da vida com fé e esperança. É sobre encontrar a felicidade através do amor aos demais.

Compreendendo que Deus é uma família

Quando você aceita esse propósito, realmente Deus se torna Seu pai. Ao longo da vida, eu conversei com muitas pessoas que tiveram dificuldade de se relacionar com Deus, e vê-Lo como um Pai, por causa de abusos que sofreram ou pela ausência dos pais. Pode levar algum tempo, orando e estudando a Bíblia—meditando como Deus é um Pai perfeito—antes que você possa realmente enxergá-Lo como Pai.

Há outro tipo de relacionamento que pode ajudá-lo a compreender como é possível ser um filho da família de Deus. Esta explicação está no Novo Testamento, no livro de Hebreus:

"Portanto, visto como os filhos são participantes comuns de carne e sangue, também Ele [Jesus Cristo] semelhantemente participou das mesmas coisas, para que pela morte derrotasse aquele que tinha o poder da morte, isto é, o Diabo; e livrasse todos aqueles que, com medo da morte, estavam por toda a vida sujeitos à escravidão" (Hebreus 2:14-15).

Jesus Cristo veio à Terra para se tornar como "os filhos"—ou seja, como eu e você —e para compartilhar nossa experiência como carne e sangue, assim Ele pode nos libertar da morte e nos dar a vida eterna.

A Bíblia revela Jesus em muitos papéis—Messias, Salvador, Senhor, Mestre, Sumo Sacerdote—e aqui como nosso Irmão.

Você já se sentiu tão sobrecarregado para poder se aproximar do Deus maravilhoso, a ponto de Ele lhe parecer tão distante, tão grandioso, tão perfeito, que o levou a pensar assim: "Por que Ele se importaria em me ouvir?" Mas lembre-se que você tem um Irmão que está sentado à mão direita do Pai e que o ajuda a lhe trazer até Ele.

Deus é uma família formidável—e seu Pai e seu Irmão mais velho estão dispostos a ajudá-lo a fazer parte dessa família.

O seu papel nesse plano

Se você aceitar o propósito de Deus para a sua vida se torne o seu propósito, então há algo que você deve fazer.

Seu Criador é quem lhe dá o seu propósito principal. Mas ninguém pode fazer você aceitar esse propósito. Muitas pessoas, quando ouvem esta mensagem, simplesmente se afastam para bem longe dela.

Mas caso resolva aceitar o propósito de Deus para você, o que você precisa fazer?

O apóstolo Paulo respondeu essa pergunta em sua carta à Igreja em Éfeso: "Sede pois imitadores de Deus, como filhos amados" (Efésios 5:1).

Não havia cristianismo de conveniência ou de meio expediente para Paulo. Ele ensinou que o verdadeiro cristianismo é nada menos do que tentar andar, agir e pensar como nosso Pai—ser "imitadores" de nosso Pai.

Quando era adolescente, eu estava numa loja de ferragens quando um homem veio até mim e perguntou: "Você é o neto de Grover Petty, não é?" Quando lhe disse que sim, ele começou a me dizer o quanto eu era parecido com o meu avô.

O melhor elogio que alguém poderia lhe dar seria este: "Você é um cristão, não é? Logo vi, pois você é muito parecido com seu Pai".

Se você aceitar o propósito de Deus em sua vida, então seu cristianismo deve ser mais do que cantar alguns louvores e jogar algum dinheiro na bandeja de ofertas. Relembrando, Paulo disse que devemos ser "imitadores de Deus como filhos amados". Você deve se ver como alguém que Deus pode chamar de filho querido, amado, e precioso—um filho que deseja ser como seu Pai.

Paulo, então, escreve: "E andai em amor, como Cristo também vos amou, e Se entregou a Si mesmo por nós, como oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave" (versículo 2).

São necessárias duas coisas para alguém ser um verdadeiro filho de Deus. Em primeiro lugar, aceitar que, por causa de suas más escolhas e da natureza humana corrupta, você é uma imagem distorcida de Deus. Você precisa do perdão de Deus, e Ele lhe oferece esse perdão através da vida, morte e ressurreição de Jesus Cristo.

Paulo continua: "Mas a prostituição, e toda sorte de impureza ou cobiça, nem sequer se nomeie entre vós, como convém a santos, nem baixeza, nem conversa tola, nem gracejos indecentes, coisas essas que não convêm; mas antes ações de graças. Porque bem sabeis isto: que nenhum devasso, ou impuro, ou avarento, o qual é idólatra, tem herança no reino de Cristo e de Deus" (versículos 3-5).

O que realmente Paulo está querendo dizer?

Com o livre arbítrio qualquer um de nós pode recusar a oferta de Deus e viver seu próprio propósito egocêntrico. Porém, há um terrível preço a pagar por recusar o propósito de Deus—a perda da oportunidade de fazer parte da família de Deus.

Preste atenção nos versículos 6-8: "Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência. Portanto não sejais participantes com eles; pois outrora éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz".

Mas como seria possível imitar a Deus? Como podemos caminhar como filhos da luz? Somos muito fracos, limitados e confusos. Sem dúvida, não é possível ser um imitador de Deus com nossa própria inteligência, poder ou discernimento espiritual.

Anteriormente, eu havia mostrado que o primeiro passo para cumprir o propósito de Deus é buscá-Lo de todo o coração. Você deve aceitar que precisa dEle e que você é uma imagem distorcida de Deus. A partir daí você pode se entregar nas mãos de Jesus Cristo, seu irmão divino.

O próximo passo é receber poder de Deus para cumprir o propósito dEle em sua vida.

O apóstolo Pedro pregou para uma grande multidão e lhes informou sobre a obra que Deus está fazendo através de Jesus Cristo. Nessa ocasião, muitas pessoas resolveram buscar a Deus de todo o coração, Pedro disse que cada um devia arrepender-se, batizar-se e receber o Espírito de Deus (Atos 2:38).

Se você não sabe o que significa arrepender-se ou nunca foi batizado, você precisa ler os Evangelhos.

Sua vida vale mais do que você jamais imaginou! Você tem um propósito muito específico no universo. Mas você tem que fazer uma escolha. A verdade é que você não é obrigado a aceitar o propósito de Deus. Você pode simplesmente continuar em seu caminho habitual e ignorar o chamado de Deus para ser Seu filho.

Mas esteja ciente disso: Jesus contou uma parábola sobre um homem que convidou algumas pessoas para um grande banquete. Esse homem não poupou gastos, preparando o melhor de tudo para os seus convidados. Mas quando ele mandou seu servo entregar o convite àquelas pessoas, todas deram desculpas para não aceitarem o convite.

As desculpas delas pareciam ser muito boas: "Eu preciso cuidar de minha propriedade". "Eu tenho um monte de trabalho a fazer". "Eu acabei de casar e preciso passar mais tempo com minha esposa".

Aquilo que o homem estava oferecendo a seus convidados era muito mais precioso do que o que queriam para suas vidas, mas elas viviam em suas pequenas bolhas, buscando, de maneira egoísta, a felicidade. E perderam aquela oportunidade. O anfitrião acabou rejeitando aqueles a quem convidou e acabou chamando outros para seu banquete.

Deus está lhe oferecendo o melhor que Ele tem. Ele quer que você entenda o principal propósito dEle para você—viver como Seu filho agora e ser transformado à Sua imagem espiritual para sempre em Seu Reino. Ele deseja que você aceite o propósito dEle como seu propósito.

Entender agora o seu principal propósito!

Você vai agarrar esse presente de Deus? Você vai aceitar Seu convite? Ou você vai achar uma desculpa para recusá-lo?

Diante do que Deus está lhe oferecendo, eu tenho algumas perguntas simples para lhe fazer: Você estaria disposto a desistir de tudo para receber tudo o que Deus tem para você? Deus quer lhe dar uma vida cheia de significado. Ele quer ajudá-lo a enfrentar os tempos difíceis. Ele quer que você tenha uma relação mais significativa com Ele, como sendo seu Pai. Se não for com Ele, com quem será? Se não for agora, quando será?

Você e eu nascemos para receber o incrível poder espiritual de Deus. Esse é o poder de superar o sofrimento e os problemas desta vida e ser imitadores de Deus.

Você e eu nascemos para cumprir esse propósito original e principal—ser filhos de Deus e ser seres divinos e imortais semelhantes a Ele, vivendo para sempre com Ele em Seu Reino.

Sua vida vale mais do que você possa imaginar! Agora é a hora de desistir de tudo para se tornar tudo o que Deus quer que você seja! BN

Guias de estudo

Transformando A Sua Vida: O Processo de Conversão

Transformando A Sua Vida: O Processo de Conversão

Vamos examinar o ensino bíblico sobre a conversão. Ao contrário do que muitos pensam, não é apenas um evento isolado na vida. Em vez disso, as Escrituras revelam que é um processo. O processo começa com o chamado de Deus, seguido pelos passos fundamentais do arrependimento, batismo e recebimento do Espírito Santo. O processo é finalmente completado com o retorno de Jesus Cristo, que é quando os mortos em Cristo ressuscitarão à imortalidade e recebem a vida eterna. Essa é a transformação final, quando somos transformados de seres mortais para imortais!

Mais Informação

 


X
You may login with either your assigned username or your e-mail address.
The password field is case sensitive.
Loading