Ajuda para hoje e esperança para o amanhã! 

Os Festivais de Deus

Os Festivais de Deus

Transferência

Transferência

Os Festivais de Deus

×

Nós celebramos os festivais que Deus nos ordenou a observar nas Escrituras, rejeitando todos os feriados criados pelo homem e derivados do culto pagão, como o Natal e o Domingo de Páscoa,3 de acordo com a instrução de Deuteronômio 12:29-32 Deuteronômio 12:29-32 29 Quando o Senhor teu Deus exterminar de diante de ti as nações aonde estás entrando para as possuir, e as desapossares e habitares na sua terra, 30 guarda-te para que não te enlaces para as seguires, depois que elas forem destruídas diante de ti; e que não perguntes acerca dos seus deuses, dizendo: De que modo serviam estas nações os seus deuses? pois do mesmo modo também farei eu. 31 Não farás assim para com o Senhor teu Deus; porque tudo o que é abominável ao Senhor, e que ele detesta, fizeram elas para com os seus deuses; pois até seus filhos e suas filhas queimam no fogo aos seus deuses. 32 Tudo o que eu te ordeno, observarás; nada lhe acrescentarás nem diminuirás.
Almeida Atualizada×
, para não ‘imitarmos como essas nações serviam aos seus deuses ’.

Quando Deus libertou a nação de Israel da escravidão no Egito, ele ordenou-lhes que participassem em adorações especiais durante as épocas de colheita do ano (Êxodo 23:14-16 Êxodo 23:14-16 14 Três vezes no ano me celebrarás festa: 15 A festa dos pães ázimos guardarás: sete dias comerás pães ázimos como te ordenei, ao tempo apontado no mês de abibe, porque nele saíste do Egito; e ninguém apareça perante mim de mãos vazias; 16 também guardarás a festa da sega, a das primícias do teu trabalho, que houveres semeado no campo; igualmente guardarás a festa da colheita � saída do ano, quando tiveres colhido do campo os frutos do teu trabalho.
Almeida Atualizada×
, Deuteronômio 16:1-17 Deuteronômio 16:1-17 1 Guarda o mês de abibe, e celebra a páscoa ao Senhor teu Deus; porque no mes de abibe, de noite, o Senhor teu Deus tirou-te do Egito. 2 Então, das ovelhas e das vacas, sacrificarás a páscoa ao Senhor teu Deus, no lugar que o Senhor escolher para ali fazer habitar o seu nome. 3 Nela não comerás pão levedado; por sete dias comerás pães ázimos, pão de aflição (porquanto apressadamente saíste da terra do Egito), para que te lembres do dia da tua saída da terra do Egito, todos os dias da tua vida. 4 O fermento não aparecerá contigo por sete dias em todos os teus termos; também da carne que sacrificares � tarde, no primeiro dia, nada ficará até pela manhã. 5 Não poderás sacrificar a páscoa em qualquer uma das tuas cidades que o Senhor teu Deus te dá, 6 mas no lugar que o Senhor teu Deus escolher para ali fazer habitar o seu nome; ali sacrificarás a páscoa � tarde, ao pôr do sol, ao tempo determinado da tua saída do Egito. 7 Então a cozerás, e comerás no lugar que o Senhor teu Deus escolher; depois, pela manhã, voltarás e irás �s tuas tendas. 8 Seis dias comerás pães ázimos, e no sétimo dia haverá assembléia solene ao Senhor teu Deus; nele nenhum trabalho farás. 9 Sete semanas contarás; desde o dia em que começares a meter a foice na seara, começarás a contar as sete semanas. 10 Depois celebrarás a festa das semanas ao Senhor teu Deus segundo a medida da oferta voluntária da tua mão, que darás conforme o Senhor teu Deus te houver abençoado. 11 E te regozijarás perante o Senhor teu Deus, tu, teu filho e tua filha, teu servo e tua serva, o levita que está dentro das tuas portas, o peregrino, o órfão e a viúva que estão no meio de ti, no lugar que o Senhor teu Deus escolher para ali fazer habitar o seu nome. 12 Também te lembrarás de que foste servo no Egito, e guardarás estes estatutos, e os cumpriras. 13 A festa dos tabernáculos celebrarás por sete dias, quando tiveres colhido da tua eira e do teu lagar. 14 E na tua festa te regozijarás, tu, teu filho e tua filha, teu servo e tua serva, e o levita, o peregrino, o órfão e a viúva que estão dentro das tuas portas. 15 sete dias celebrarás a festa ao Senhor teu Deus, no lugar que o senhor escolher; porque o Senhor teu Deus te há de abençoar em toda a tua colheita, e em todo trabalho das tuas mãos; pelo que estarás de todo alegre. 16 Três vezes no ano todos os teus homens aparecerão perante o Senhor teu Deus, no lugar que ele escolher: na festa dos pães ázimos, na festa das semanas, e na festa dos tabernáculos. Não aparecerão vazios perante o Senhor; 17 cada qual oferecerá conforme puder, conforme a bênção que o Senhor teu Deus lhe houver dado.
Almeida Atualizada×
). Estas celebrações estão listadas na íntegra em Levítico 23, onde são referidas em várias traduções da Bíblia como “ as solenidades do senhor ” ou “as festas fixas do senhor” (Levítico 23:2 Levítico 23:2Fala aos filhos de Israel, e dize-lhes: As festas fixas do Senhor, que proclamareis como santas convocações, são estas:
Almeida Atualizada×
, 4).

“Solenidade” é usado aqui no sentido de festividade ou celebração. Esta é certamente uma descrição válida, e quatro das ocasiões listadas em Levítico 23 são na verdade chamadas no original hebraico do Antigo Testamento com a palavra chag ou hag, que significa “festa” [versículos 6, 34, 39 e 41]. Mas a palavra hebraica usada ao início do capítulo, nos versículos 2 e 4, referindo-se a todas as ocasiões, é mo’edim , que significa “horas marcadas”. Assim, essas ocasiões são compromissos especiais que Deus fez com Seu povo—“horas de reunião ou encontro marcados” que Ele quer que nós mantenhamos.

O entendimento da mensagem do evangelho e do plano de salvação de Deus é enriquecido pela compreensão que Deus usa as colheitas físicas de alimentos para simbolizar as colheitas espirituais de seres humanos através do dom da salvação de Deus por meio de Jesus Cristo (Mateus 9:37-38 Mateus 9:37-38 37 Então disse a seus discípulos: Na verdade, a seara é grande, mas os trabalhadores são poucos. 38 Rogai, pois, ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara.
Almeida Atualizada×
; João 4:35 João 4:35Não dizeis vós: Ainda há quatro meses até que venha a ceifa? Ora, eu vos digo: levantai os vossos olhos, e vede os campos, que já estão brancos para a ceifa.
Almeida Atualizada×
; 15:1-8, Colossenses 2:16-17 Colossenses 2:16-17 16 Ninguém, pois, vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa de dias de festa, ou de lua nova, ou de sábados, 17 que são sombras das coisas vindouras; mas o corpo é de Cristo.
Almeida Atualizada×
). Os três primeiros festivais estão associados com as colheitas da primavera na terra de Israel, enquanto os quatro últimos festivais estão relacionados com as colheitas do fim do verão e início do outono.

Dentro dos sete festivais existem sete Dias Santos (ou Sábados) anuais. Estes Sábados anuais, juntamente com o Sábado semanal de Deus, são santas convocações, ou reuniões obrigatórias, do povo de Deus. Eles dias são santos porque eles são santificados—separados—por Deus. Ele ordena que Seu povo se reúna nestes dias para adorá-Lo e aprender acerca dEle e Seu plano, bem como para conviver e festejar conjuntamente (Levítico 23:1-4 Levítico 23:1-4 1 Depois disse o Senhor a Moisés: 2 Fala aos filhos de Israel, e dize-lhes: As festas fixas do Senhor, que proclamareis como santas convocações, são estas: 3 Seis dias se fará trabalho, mas o sétimo dia é o sábado do descanso solene, uma santa convocação; nenhum trabalho fareis; é sábado do Senhor em todas as vossas habitações. 4 São estas as festas fixas do Senhor, santas convocações, que proclamareis no seu tempo determinado:
Almeida Atualizada×
, Deuteronômio 14:23-26 Deuteronômio 14:23-26 23 E, perante o Senhor teu Deus, no lugar que escolher para ali fazer habitar o seu nome, comerás os dízimos do teu grão, do teu mosto e do teu azeite, e os primogênitos das tuas vacas e das tuas ovelhas; para que aprendas a temer ao Senhor teu Deus por todos os dias. 24 Mas se o caminho te for tão comprido que não possas levar os dízimos, por estar longe de ti o lugar que Senhor teu Deus escolher para ali por o seu nome, quando o Senhor teu Deus te tiver abençoado; 25 então vende-os, ata o dinheiro na tua mão e vai ao lugar que o Senhor teu Deus escolher. 26 E aquele dinheiro darás por tudo o que desejares, por bois, por ovelhas, por vinho, por bebida forte, e por tudo o que te pedir a tua alma; comerás ali perante o Senhor teu Deus, e te regozijarás, tu e a tua casa.
Almeida Atualizada×
, Neemias 8:1-12 Neemias 8:1-12 1 Então todo o povo se ajuntou como um só homem, na praça diante da porta das águas; e disseram a Esdras, o escriba, que trouxesse o livro da lei de Moisés, que o Senhor tinha ordenado a Israel. 2 E Esdras, o sacerdote, trouxe a lei perante a congregação, tanto de homens como de mulheres, e de todos os que podiam ouvir com entendimento, no primeiro dia do sétimo mês. 3 E leu nela diante da praça que está fronteira � porta das águas, desde a alva até o meio-dia, na presença dos homens e das mulheres, e dos que podiam entender; e os ouvidos de todo o povo estavam atentos ao livro da lei. 4 Esdras, o escriba, ficava em pé sobre um estrado de madeira, que fizeram para esse fim e estavam em pé junto a ele, � sua direita, Matitias, Sema, Ananías, Urias, Hilquias e Maaséias; e � sua esquerda, Pedaías, Misael, Malquias, Hasum, Hasbadana, Zacarias e Mesulão. 5 E Esdras abriu o livro � vista de todo o povo (pois estava acima de todo o povo); e, abrindo-o ele, todo o povo se pôs em pé. 6 Então Esdras bendisse ao Senhor, o grande Deus; e todo povo, levantando as mãos, respondeu: Amém! amém! E, inclinando-se, adoraram ao Senhor, com os rostos em terra. 7 Também Jesuá, Bani, Serebias, Jamim, Acube; Sabetai, Hodias, Maaséias, Quelita, Azarias, Jozabade, Hanã, Pelaías e os levitas explicavam ao povo a lei; e o povo estava em pé no seu lugar. 8 Assim leram no livro, na lei de Deus, distintamente; e deram o sentido, de modo que se entendesse a leitura. 9 E Neemias, que era o governador, e Esdras, sacerdote e escriba, e os levitas que ensinavam o povo, disseram a todo o povo: Este dia é consagrado ao Senhor vosso Deus; não pranteeis nem choreis. Pois todo o povo chorava, ouvindo as palavras da lei. 10 Disse-lhes mais: Ide, comei as gorduras, e bebei as doçuras, e enviai porções aos que não têm nada preparado para si; porque este dia é consagrado ao nosso Senhor. Portanto não vos entristeçais, pois a alegria do Senhor é a vossa força. 11 Os levitas, pois, fizeram calar todo o povo, dizendo: Calai-vos, porque este dia é santo; por isso não vos entristeçais. 12 Então todo o povo se foi para comer e beber, e para enviar porções, e para fazer grande regozijo, porque tinha entendido as palavras que lhe foram referidas.
Almeida Atualizada×
).

O registro do Novo Testamento mostra que a Igreja Cristã do primeiro século continuou a observar os festivais bíblicos. O próprio Jesus Cristo observou estes festivais, e nós, como Seus seguidores somos instruídos a andar como Ele andou (João 7:8-14 João 7:8-14 8 Subi vós � festa; eu não subo ainda a esta festa, porque ainda não é chegado o meu tempo. 9 E, havendo-lhes dito isto, ficou na Galiléia. 10 Mas quando seus irmãos já tinham subido � festa, então subiu ele também, não publicamente, mas como em secreto. 11 Ora, os judeus o procuravam na festa, e perguntavam: Onde está ele? 12 E era grande a murmuração a respeito dele entre as multidões. Diziam alguns: Ele é bom. Mas outros diziam: não, antes engana o povo. 13 Todavia ninguém falava dele abertamente, por medo dos judeus. 14 Estando, pois, a festa já em meio, subiu Jesus ao templo e começou a ensinar.
Almeida Atualizada×
, 1 João 2:06 1 João 2:06aquele que diz estar nele, também deve andar como ele andou.
Almeida Atualizada×
)—para viver como Ele viveu.

A Igreja do Novo Testamento milagrosamente começou num destes festivais anuais—o Dia de Pentecostes (Atos 2:1-4 Atos 2:1-4 1 Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar. 2 De repente veio do céu um ruído, como que de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam sentados. 3 E lhes apareceram umas línguas como que de fogo, que se distribuíam, e sobre cada um deles pousou uma. 4 E todos ficaram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito lhes concedia que falassem.
Almeida Atualizada×
). Os apóstolos e discípulos da Igreja primitiva continuaram a observar estes festivais muito depois da morte e ressurreição de Jesus (Atos 18:21 Atos 18:21antes se despediu deles, dizendo: Se Deus quiser, de novo voltarei a vós; e navegou de Éfeso.
Almeida Atualizada×
; 20:16, 27:91 Coríntios 5:8 1 Coríntios 5:8Pelo que celebremos a festa, não com o fermento velho, nem com o fermento da malícia e da corrupção, mas com os ázimos da sinceridade e da verdade.
Almeida Atualizada×
).

Paulo manteve a observância destes festivais e apresentou-os como “sombras” contínuas ou esboços dos grandes eventos no plano de salvação de Deus que ainda estão para ser cumpridos (Colossenses 2:16-17 Colossenses 2:16-17 16 Ninguém, pois, vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa de dias de festa, ou de lua nova, ou de sábados, 17 que são sombras das coisas vindouras; mas o corpo é de Cristo.
Almeida Atualizada×
). Ele também instruiu a congregação dos gentios (não-israelitas) em Corinto a respeito de um dos festivais, dizendo “ Celebremos a festa ”  (1 Coríntios 5:8 1 Coríntios 5:8Pelo que celebremos a festa, não com o fermento velho, nem com o fermento da malícia e da corrupção, mas com os ázimos da sinceridade e da verdade.
Almeida Atualizada×
ARA).

Através da observação destas festas, o povo de Deus medita e lembra-se durante o ano, da obra de Jesus, o Messias, em cumprimento do plano de salvação de Deus. A Sua obra envolve diferentes fases—a primeira fase foi a Sua vinda para oferecer-se como sacrifício pelo pecado para a humanidade, agora, numa outra fase, atuando como Advogado e Sumo Sacerdote para o Seu povo e vivendo dentro deles para ajudá-los a vencer o pecado e, numa fase final, voltando em poder e glória para estabelecer o governo do Reino de Deus sobre todas as nações.

Tudo isso e muito mais é retratado nas festas anuais. Através de Cristo como nosso ponto focal, começamos a entender o significado especial por trás das festas anuais.

O plano da salvação como revelado nas Escrituras Sagradas é retratado no significado dos sete festivais anuais enumerados em Levítico 23. Em resumo:

A Páscoa bíblica , no início da primavera no hemisfério norte, nos ensina que Jesus Cristo não tinha pecado e, como “Cordeiro de Deus” pascal, deu a Sua vida para que os pecados da humanidade poderiam ser perdoados e a pena de morte removida (1 Coríntios 5:7 1 Coríntios 5:7Expurgai o fermento velho, para que sejais massa nova, assim como sois sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, já foi sacrificado.
Almeida Atualizada×
, 1 Pedro 1:18-20 1 Pedro 1:18-20 18 sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver, que por tradição recebestes dos vossos pais, 19 mas com precioso sangue, como de um cordeiro sem defeito e sem mancha, o sangue de Cristo, 20 o qual, na verdade, foi conhecido ainda antes da fundação do mundo, mas manifesto no fim dos tempos por amor de vós,
Almeida Atualizada×
, Romanos 3:25 Romanos 3:25ao qual Deus propôs como propiciação, pela fé, no seu sangue, para demonstração da sua justiça por ter ele na sua paciência, deixado de lado os delitos outrora cometidos;
Almeida Atualizada×
).

A Páscoa bíblica, apesar de não ser observada como um Sábado anual sobre o qual nenhum trabalho servil é para ser feito, é o primeiro festival do ano. Sua observância inclui o lava-pés assim como a partilha do pão sem fermento e vinho como símbolos do corpo de Cristo e Seu sangue derramado oferecido em sacrifício. (Veja o capítulo intitulado “A Páscoa Bíblica”, começando na página 35.)

• A Festa dos Pães Asmos (A Festa dos Pães sem Fermento) , começando no dia depois da Páscoa bíblica e continuando por sete dias, ensina-nos que Jesus Cristo nos leva a rejeitar a iniqüidade, a arrependermos-nos dos pecados, e a viver de toda a palavra de Deus  (1 Coríntios 5:8 1 Coríntios 5:8Pelo que celebremos a festa, não com o fermento velho, nem com o fermento da malícia e da corrupção, mas com os ázimos da sinceridade e da verdade.
Almeida Atualizada×
, Mateus 4:4 Mateus 4:4Mas Jesus lhe respondeu: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus.
Almeida Atualizada×
).

Durante este festival, levedura—qualquer agente como o fermento que faz a massa do pão crescer durante o cozimento—simboliza o pecado e, portanto, é removido das nossas casas e não é comido durante os sete dias (1 Coríntios 5:7-8 1 Coríntios 5:7-8 7 Expurgai o fermento velho, para que sejais massa nova, assim como sois sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, já foi sacrificado. 8 Pelo que celebremos a festa, não com o fermento velho, nem com o fermento da malícia e da corrupção, mas com os ázimos da sinceridade e da verdade.
Almeida Atualizada×
; Êxodo 12:19 Êxodo 12:19Por sete dias não se ache fermento algum nas vossas casas; porque qualquer que comer pão levedado, esse será cortado da congregação de Israel, tanto o peregrino como o natural da terra.
Almeida Atualizada×
). Ao comer pão sem fermento durante este periodo, demonstramos viver uma vida de sinceridade e verdade, livre do pecado. O primeiro e o último dia deste festival de sete dias são  Sábados anuais.

• A Festa de Pentecostes é um Sábado anual no final da primavera no hemisfério norte. Também chamada de Festa das Semanas ou a Festa da Colheita ou Primícias, ela nos ensina que Jesus Cristo está construindo Sua Igreja, constituída por aqueles que são “como as primícias” da colheita espiritual da humanidade, que têm “as primícias do Espírito” (Êxodo 23:16 Êxodo 23:16também guardarás a festa da sega, a das primícias do teu trabalho, que houveres semeado no campo; igualmente guardarás a festa da colheita � saída do ano, quando tiveres colhido do campo os frutos do teu trabalho.
Almeida Atualizada×
, Atos 2:1-4 Atos 2:1-4 1 Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar. 2 De repente veio do céu um ruído, como que de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam sentados. 3 E lhes apareceram umas línguas como que de fogo, que se distribuíam, e sobre cada um deles pousou uma. 4 E todos ficaram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito lhes concedia que falassem.
Almeida Atualizada×
, 37-39; Tiago 1:18 Tiago 1:18Segundo a sua própria vontade, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como que primícias das suas criaturas.
Almeida Atualizada×
, Romanos 8:23 Romanos 8:23e não só ela, mas até nós, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, aguardando a nossa adoração, a saber, a redenção do nosso corpo.
Almeida Atualizada×
). (Veja o capítulo intitulado “A Igreja”, começando na página 56.)

Estes que têm “as primícias do Espírito” receberão a salvação no retorno de Cristo. Entretanto receberam o poder do Espírito Santo, que cria em cada um deles um novo coração e uma nova natureza para viverem na obediência incondicional aos mandamentos de Deus.

O próprio Jesus é o primeiro das primícias, como representado numa oferta especial de primícias durante o festival anterior (veja Levítico 23:9-14 Levítico 23:9-14 9 Disse mais o Senhor a Moisés: 10 Fala aos filhos de Israel, e dize-lhes: Quando houverdes entrado na terra que eu vos dou, e segardes a sua sega, então trareis ao sacerdote um molho das primícias da vossa sega; 11 e ele moverá o molho perante o Senhor, para que sejais aceitos. No dia seguinte ao sábado o sacerdote o moverá. 12 E no dia em que moverdes o molho, oferecereis um cordeiro sem defeito, de um ano, em holocausto ao Senhor. 13 Sua oferta de cereais será dois décimos de efa de flor de farinha, amassada com azeite, para oferta queimada em cheiro suave ao Senhor; e a sua oferta de libação será de vinho, um quarto de him. 14 E não comereis pão, nem trigo torrado, nem espigas verdes, até aquele mesmo dia, em que trouxerdes a oferta do vosso Deus; é estatuto perpétuo pelas vossas gerações, em todas as vossas habitações.
Almeida Atualizada×
; 1 Coríntios 15:20 1 Coríntios 15:20Mas na realidade Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, sendo ele as primícias dos que dormem.
Almeida Atualizada×
, 23). Pentecostes, palavra grega para “qüinquagésimo”, é o qüinquagésimo dia a contar desta oferta especial de primícias.

• A Festa das Trombetas , um sábado anual no final do verão ou início do outono no hemisfério norte, ensina-nos que Jesus Cristo retornará visivelmente à terra no final desta época. Nessa altura Ele ressuscitará os fiéis servos de Deus que já não estão vivos, e instantaneamente transformará os santos obedientes que ainda estão vivos, em seres espirituais imortais (Mateus 24:31 Mateus 24:31E ele enviará os seus anjos com grande clangor de trombeta, os quais lhe ajuntarão os escolhidos desde os quatro ventos, de uma � outra extremidade dos céus.
Almeida Atualizada×
; 1 Coríntios 15:52-53 1 Coríntios 15:52-53 52 num momento, num abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos serão ressuscitados incorruptíveis, e nós seremos transformados. 53 Porque é necessário que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade e que isto que é mortal se revista da imortalidade.
Almeida Atualizada×
, 1 Tessalonicenses 4:13-17 1 Tessalonicenses 4:13-17 13 Não queremos, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais como os outros que não têm esperança. 14 Porque, se cremos que Jesus morreu e ressurgiu, assim também aos que dormem, Deus, mediante Jesus, os tornará a trazer juntamente com ele. 15 Dizemo-vos, pois, isto pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, de modo algum precederemos os que já dormem. 16 Porque o Senhor mesmo descerá do céu com grande brado, � voz do arcanjo, ao som da trombeta de Deus, e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. 17 Depois nós, os que ficarmos vivos seremos arrebatados juntamente com eles, nas nuvens, ao encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor.
Almeida Atualizada×
) .

Este festival comemora o toque das trombetas que precederão e anunciarão Sua volta. Sete anjos com sete trombetas são descritos em Apocalipse 8-10 anunciando eventos que abalarão o mundo. Cristo voltará com o toque da sétima trombeta (Apocalipse 11:15 Apocalipse 11:15E tocou o sétimo anjo a sua trombeta, e houve no céu grandes vozes, que diziam: O reino do mundo passou a ser de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará pelos séculos dos séculos.
Almeida Atualizada×
).

O Dia da Expiação , um Sábado anual, pouco depois do Sábado anual anterior, aponta para quando Satanás, o diabo, será preso por 1.000 anos (Levítico 16:29-30 Levítico 16:29-30 29 Também isto vos será por estatuto perpétuo: no sétimo mês, aos dez do mês, afligireis as vossas almas, e não fareis trabalho algum, nem o natural nem o estrangeiro que peregrina entre vos; 30 porque nesse dia se fará expiação por vós, para purificar-vos; de todos os vossos pecados sereis purificados perante o Senhor.
Almeida Atualizada×
, 20-22; Apocalipse 20:1-3 Apocalipse 20:1-3 1 E vi descer do céu um anjo, que tinha a chave do abismo e uma grande cadeia na sua mão. 2 Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo e Satanás, e o amarrou por mil anos. 3 Lançou-o no abismo, o qual fechou e selou sobre ele, para que não enganasse mais as nações até que os mil anos se completassem. Depois disto é necessário que ele seja solto por um pouco de tempo.
Almeida Atualizada×
). Retrata a remoção da causa primária do pecado—Satanás e seus demônios. Até que Deus remova o instigador do pecado original, a humanidade continuará a ser levada à desobediência e sofrimento.

Este Dia Santo também retrata nosso Sumo Sacerdote, Jesus Cristo, fazendo expiação pelos pecados de toda humanidade. Este ato de expiação—ato de aplicar o Seu sacrifício para pagar as dívidas dos nossos pecados—permite-nos ser reconciliados com Deus e ter acesso direto a Ele, entrando espiritualmente no “Santo dos Santos” (Hebreus 9:8-14 Hebreus 9:8-14 8 dando o Espírito Santo a entender com isso, que o caminho do santuário não está descoberto, enquanto subsiste a primeira tenda, 9 que é uma parábola para o tempo presente, conforme a qual se oferecem tando dons como sacrifícios que, quanto � consciência, não podem aperfeiçoar aquele que presta o culto; 10 sendo somente, no tocante a comidas, e bebidas, e várias abluções, umas ordenanças da carne, impostas até um tempo de reforma. 11 Mas Cristo, tendo vindo como sumo sacerdote dos bens já realizados, por meio do maior e mais perfeito tabernáculo (não feito por mãos, isto é, não desta criação), 12 e não pelo sangue de bodes e novilhos, mas por seu próprio sangue, entrou uma vez por todas no santo lugar, havendo obtido uma eterna redenção. 13 Porque, se a aspersão do sangue de bodes e de touros, e das cinzas duma novilha santifica os contaminados, quanto � purificação da carne, 14 quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará das obras mortas a vossa consciência, para servirdes ao Deus vivo?
Almeida Atualizada×
; 10:19-20). Por meio do jejum neste dia, aproximamos-nos de Deus, e representamos a reconciliação com Deus que toda a humanidade irá experimentar após o retorno de Cristo. Cristo é essencial neste processo como nosso Sumo Sacerdote (Hebreus 4:14-15 Hebreus 4:14-15 14 Tendo, portanto, um grande sumo sacerdote, Jesus, Filho de Deus, que penetrou os céus, retenhamos firmemente a nossa confissão. 15 Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer- se das nossas fraquezas; porém um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado.
Almeida Atualizada×
; 5:4-5, 10) e como nosso único sacrifício pelo pecado para sempre (Hebreus 9:26-28 Hebreus 9:26-28 26 doutra forma, necessário lhe fora padecer muitas vezes desde a fundação do mundo; mas agora, na consumação dos séculos, uma vez por todas se manifestou, para aniquilar o pecado pelo sacrifício de si mesmo. 27 E, como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo depois o juízo, 28 assim também Cristo, oferecendo-se uma só vez para levar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação.
Almeida Atualizada×
; 10:12).

• A Festa dos Tabernáculos , também chamada de Festa da Colheita, vem uns dias após o Dia Santo anterior e dura sete dias, sendo o primeiro um Sábado anual. Esta festa nos ensina que quando Jesus Cristo voltar, Ele vai começar a colheita ou a reunião da maior parte da humanidade para estabelecer uma nova sociedade com Ele como Rei dos Reis e Senhor dos Senhores sob Deus Pai.

Cristo, assistido pelos santos ressuscitados, estabelecerá Seu governo na terra por 1.000 anos (Apocalipse 19:11-16 Apocalipse 19:11-16 11 E vi o céu aberto, e eis um cavalo branco; e o que estava montado nele chama-se Fiel e Verdadeiro; e julga a peleja com justiça. 12 Os seus olhos eram como chama de fogo; sobre a sua cabeça havia muitos diademas; e tinha um nome escrito, que ninguém sabia sabia senão ele mesmo. 13 Estava vestido de um manto salpicado de sangue; e o nome pelo qual se chama é o Verbo de Deus. 14 Seguiam-no os exércitos que estão no céu, em cavalos brancos, e vestidos de linho fino, branco e puro. 15 Da sua boca saía uma espada afiada, para ferir com ela as nações; ele as regerá com vara de ferro; e ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho do furor da ira do Deus Todo-Poderoso. 16 No manto, sobre a sua coxa tem escrito o nome: Rei dos reis e Senhor dos senhores.
Almeida Atualizada×
; 20:4, Levítico 23:39-43 Levítico 23:39-43 39 Desde o dia quinze do sétimo mês, quando tiverdes colhido os frutos da terra, celebrareis a festa do Senhor por sete dias; no primeiro dia haverá descanso solene, e no oitavo dia haverá descanso solene. 40 No primeiro dia tomareis para vós o fruto de árvores formosas, folhas de palmeiras, ramos de árvores frondosas e salgueiros de ribeiras; e vos alegrareis perante o Senhor vosso Deus por sete dias. 41 E celebrá-la-eis como festa ao Senhor por sete dias cada ano; estatuto perpétuo será pelas vossas gerações; no mês sétimo a celebrareis. 42 Por sete dias habitareis em tendas de ramos; todos os naturais em Israel habitarão em tendas de ramos, 43 para que as vossas gerações saibam que eu fiz habitar em tendas de ramos os filhos de Israel, quando os tirei da terra do Egito. Eu sou o Senhor vosso Deus.
Almeida Atualizada×
, Mateus 17:1-4 Mateus 17:1-4 1 Seis dias depois, tomou Jesus consigo a Pedro, a Tiago e a João, irmão deste, e os conduziu � parte a um alto monte; 2 e foi transfigurado diante deles; o seu rosto resplandeceu como o sol, e as suas vestes tornaram-se brancas como a luz. 3 E eis que lhes apareceram Moisés e Elias, falando com ele. 4 Pedro, tomando a palavra, disse a Jesus: Senhor, bom é estarmos aqui; se queres, farei aqui três cabanas, uma para ti, outra para Moisés, e outra para Elias.
Almeida Atualizada×
, Hebreus 11:8-9 Hebreus 11:8-9 8 Pela fé Abraão, sendo chamado, obedeceu, saindo para um lugar que havia de receber por herança; e saiu, sem saber para onde ia. 9 Pela fé peregrinou na terra da promessa, como em terra alheia, habitando em tendas com Isaque e Jacó, herdeiros com ele da mesma promessa;
Almeida Atualizada×
). Regra sob Suas leis vai se espalhar de Jerusalém para todo o mundo, introduzindo um período sem precedentes de paz e prosperidade (Isaías 2:2-4 Isaías 2:2-4 2 Acontecerá nos últimos dias que se firmará o monte da casa do Senhor, será estabelecido como o mais alto dos montes e se elevará por cima dos outeiros; e concorrerão a ele todas as nações. 3 Irão muitos povos, e dirão: Vinde, e subamos ao monte do Senhor, � casa do Deus de Jacó, para que nos ensine os seus caminhos, e andemos nas suas veredas; porque de Sião sairá a lei, e de Jerusalém a palavra do Senhor. 4 E ele julgará entre as nações, e repreenderá a muitos povos; e estes converterão as suas espadas em relhas de arado, e as suas lanças em foices; uma nação não levantará espada contra outra nação, nem aprenderão mais a guerra.
Almeida Atualizada×
; Daniel 2:35 Daniel 2:35Então foi juntamente esmiuçado o ferro, o barro, o bronze, a prata e o ouro, os quais se fizeram como a pragana das eiras no estio, e o vento os levou, e não se podia achar nenhum vestígio deles; a pedra, porém, que feriu a estátua se tornou uma grande montanha, e encheu toda a terra.
Almeida Atualizada×
, 44; 7:13-14). (Veja o capítulo intitulado “O Retorno de Jesus Cristo e o Vindouro Reinado”, começando na página 69.)

Este festival é observado hoje em dia por meio de reuniões regionais em todo o mundo, nas quais os membros da Igreja vivem em habitações temporárias durante o período inteiro, em conformidade com as instruções Bíblicas.

O Oitavo Dia , o Sábado anual imediatamente a seguir à Festa dos Tabernáculos, é conhecido por muitos como o Último Grande Dia. Este dia nos ensina que Jesus Cristo completará a Sua colheita de seres humanos levantando-os dos mortos e oferecendo salvação a todos que morreram no passado e que nunca tiveram uma oportunidade completa de salvação (Ezequiel 37:1-14 Ezequiel 37:1-14 1 Veio sobre mim a mão do Senhor; e ele me levou no Espírito do Senhor, e me pôs no meio do vale que estava cheio de ossos; 2 e me fez andar ao redor deles. E eis que eram muito numerosos sobre a face do vale; e eis que estavam sequíssimos. 3 Ele me perguntou: Filho do homem, poderão viver estes ossos? Respondi: Senhor Deus, tu o sabes. 4 Então me disse: Profetiza sobre estes ossos, e dize-lhes: Ossos secos, ouvi a palavra do Senhor. 5 Assim diz o Senhor Deus a estes ossos: Eis que vou fazer entrar em vós o fôlego da vida, e vivereis. 6 E porei nervos sobre vós, e farei crescer carne sobre vós, e sobre vos estenderei pele, e porei em vós o fôlego da vida, e vivereis. Então sabereis que eu sou o Senhor. 7 Profetizei, pois, como se me deu ordem. Ora enquanto eu profetizava, houve um ruído; e eis que se fez um rebuliço, e os ossos se achegaram, osso ao seu osso. 8 E olhei, e eis que vieram nervos sobre eles, e cresceu a carne, e estendeu-se a pele sobre eles por cima; mas não havia neles fôlego. 9 Então ele me disse: Profetiza ao fôlego da vida, profetiza, ó filho do homem, e dize ao fôlego da vida: Assim diz o Senhor Deus: Vem dos quatro ventos, ó fôlego da vida, e assopra sobre estes mortos, para que vivam. 10 Profetizei, pois, como ele me ordenara; então o fôlego da vida entrou neles e viveram, e se puseram em pé, um exército grande em extremo. 11 Então me disse: Filho do homem, estes ossos são toda a casa de Israel. Eis que eles dizem: Os nossos ossos secaram-se, e pereceu a nossa esperança; estamos de todo cortados. 12 Portanto profetiza, e dize-lhes: Assim diz o Senhor Deus: Eis que eu vos abrirei as vossas sepulturas, sim, das vossas sepulturas vos farei sair, ó povo meu, e vos trarei � terra de Israel. 13 E quando eu vos abrir as sepulturas, e delas vos fizer sair, ó povo meu, sabereis que eu sou o Senhor. 14 E porei em vós o meu Espírito, e vivereis, e vos porei na vossa terra; e sabereis que eu, o Senhor, o falei e o cumpri, diz o Senhor.
Almeida Atualizada×
; Romanos 11:25-27 Romanos 11:25-27 25 Porque não quero, irmãos, que ignoreis este mistério (para que não presumais de vós mesmos): que o endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado; 26 e assim todo o Israel será salvo, como está escrito: Virá de Sião o Libertador, e desviará de Jacó as impiedades; 27 e este será o meu pacto com eles, quando eu tirar os seus pecados.
Almeida Atualizada×
; Lucas 11:31-32 Lucas 11:31-32 31 A rainha do sul se levantará no juízo com os homens desta geração, e os condenará; porque veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria de Salomão; e eis, aqui quem é maior do que Salomão. 32 Os homens de Nínive se levantarão no juízo com esta geração, e a condenarão; porque se arrependeram com a pregação de Jonas; e eis aqui quem é maior do que Jonas.
Almeida Atualizada×
; Apocalipse 20:11-13 Apocalipse 20:11-13 11 E vi um grande trono branco e o que estava assentado sobre ele, de cuja presença fugiram a terra e o céu; e não foi achado lugar para eles. 12 E vi os mortos, grandes e pequenos, em pé diante do trono; e abriram-se uns livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida; e os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras. 13 O mar entregou os mortos que nele havia; e a morte e o hades entregaram os mortos que neles havia; e foram julgados, cada um segundo as suas obras.
Almeida Atualizada×
). (Veja o capítulo intitulado “As Ressurreições e o Juízo Eterno”, começando na página 65.)

Assim, o ciclo anual da celebração dos festivais e Dias Santos relembra aos discípulos de Cristo que Ele está elaborando o plano de salvação de Deus oferecendo salvação do pecado e da morte, e o dom da vida eterna na família de Deus a toda a humanidade—do passado, do presente e do futuro.