Ajuda para hoje e esperança para o amanhã! 

Perguntas acerca do Reino de Deus

Você está aqui

Perguntas acerca do Reino de Deus

Pouco tempo antes de ser preso, julgado e crucificado, Jesus Cristo profetizou de um período mundial de cataclismo e inquietação sem paralelo na história da humanidade. Este tempo será caracterizado por decepção religiosa, guerra, terramotos, fomes e doenças epidémicas, juntamente com outros grandes acontecimentos catastróficos (Lucas 21:7-28 Lucas 21:7-28 [7] Perguntaram-lhe então: Mestre, quando, pois, sucederão estas coisas? E que sinal haverá, quando elas estiverem para se cumprir? [8] Respondeu então ele: Acautelai-vos; não sejais enganados; porque virão muitos em meu nome, dizendo: Sou eu; e: O tempo é chegado; não vades após eles. [9] Quando ouvirdes de guerras e tumultos, não vos assusteis; pois é necessário que primeiro aconteçam essas coisas; mas o fim não será logo. [10] Então lhes disse: Levantar-se-á nação contra nação, e reino contra reino; [11] e haverá em vários lugares grandes terremotos, e pestes e fomes; haverá também coisas espantosas, e grandes sinais do céu. [12] Mas antes de todas essas coisas vos hão de prender e perseguir, entregando-vos �s sinagogas e aos cárceres, e conduzindo-vos � presença de reis e governadores, por causa do meu nome. [13] Isso vos acontecerá para que deis testemunho. [14] Proponde, pois, em vossos corações não premeditar como haveis de fazer a vossa defesa; [15] porque eu vos darei boca e sabedoria, a que nenhum dos vossos adversário poderá resistir nem contradizer. [16] E até pelos pais, e irmãos, e parentes, e amigos sereis entregues; e matarão alguns de vós; [17] e sereis odiados de todos por causa do meu nome. [18] Mas não se perderá um único cabelo da vossa cabeça. [19] Pela vossa perseverança ganhareis as vossas almas. [20] Mas, quando virdes Jerusalém cercada de exércitos, sabei então que é chegada a sua desolação. [21] Então, os que estiverem na Judéia fujam para os montes; os que estiverem dentro da cidade, saiam; e os que estiverem nos campos não entrem nela. [22] Porque dias de vingança são estes, para que se cumpram todas as coisas que estão escritas. [23] Ai das que estiverem grávidas, e das que amamentarem naqueles dias! porque haverá grande angústia sobre a terra, e ira contra este povo. [24] E cairão ao fio da espada, e para todas as nações serão levados cativos; e Jerusalém será pisada pelos gentios, até que os tempos destes se completem. [25] E haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas; e sobre a terra haverá angústia das nações em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas. [26] os homens desfalecerão de terror, e pela expectação das coisas que sobrevirão ao mundo; porquanto os poderes do céu serão abalados. [27] Então verão vir o Filho do homem em uma nuvem, com poder e grande glória. [28] Ora, quando essas coisas começarem a acontecer, exultai e levantai as vossas cabeças, porque a vossa redenção se aproxima.
Almeida Atualizada×
). Neste sermão Cristo esclareceu que o Reino de Deus ainda não estava cá.

Ele disse aos Seus discípulos que, depois destes acontecimentos, as pessoas “verão vir o Filho do Homem numa nuvem, com poder e grande glória … quando virdes acontecer essas coisas, sabei que o Reino de Deus está perto” (Lucas 21:27 Lucas 21:27Então verão vir o Filho do homem em uma nuvem, com poder e grande glória.
Almeida Atualizada×
, 31). Claramente, Cristo disse que o Reino de Deus não se estabelecerá na terra a não ser depois do Seu triunfal regresso em poder e grande glória.

Cristo voltou a esclarecer isto noutras ocasiões. Quantos de nós temos orado o Pai-nosso sem reconhecermos as óbvias palavras proferidas por Jesus Cristo em resposta ao pedido dos discípulos para os ensinar a orar. “Portanto, vós orareis assim,” Disse-lhes Jesus Cristo. “Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino …” (Mateus 6:9-10 Mateus 6:9-10 [9] Portanto, orai vós deste modo: Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome; [10] venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu;
Almeida Atualizada×
). A oração mais comum no Cristianismo reconhece que o Reino de Deus ainda não está cá e que os Cristãos devem orar fervorosamente para ele vir!

Próximo do fim da Sua vida, quando estava sendo interrogado por Pilatos antes da Sua crucifixão, Jesus declarou sem rodeios: “O meu Reino não é deste mundo; se o meu Reino fosse deste mundo, lutariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas, agora, o meu Reino não é daqui” (João 18:36).

Então, Pilatos exigiu saber se Cristo era um rei. Cristo respondeu: “Tu dizes que eu sou rei. Eu para isso nasci e para isso vim ao mundo …” (versículo 37).

Hebreus 11 descreve a fé dos servos de Deus ao longo de milénios. Resumindo a história e as experiências deles, os versículos 13-16 dizem-nos: “Todos estes morreram na fé, sem terem recebido as promessas, mas, vendo-as de longe, e crendo nelas, e abraçando-as, confessaram que eram estrangeiros e peregrinos na terra. Porque os que isso dizem claramente mostram que buscam uma pátria. E se, na verdade, se lembrassem daquela [pátria] de onde haviam saído, teriam oportunidade de tornar. Mas, agora, desejam uma [pátria] melhor, isto é, a celestial. Pelo que também Deus não se envergonha deles, de se chamar seu Deus, porque lhes preparou uma cidade.”

Até Abraão, o pai dos fiéis, “esperava a cidade que tem fundamentos, da qual o artífice e construtor é Deus” (Hebreus 11:10 Hebreus 11:10porque esperava a cidade que tem os fundamentos, da qual o arquiteto e edificador é Deus.
Almeida Atualizada×
).

Conquanto o povo de Deus hoje em dia sinta na sua vida um antegozo do Reino de Deus que está para vir muitas escrituras esclarecem que o Reino de Deus não chegou, mas que, no futuro, será estabelecido na terra. Para estudar este assunto importante, leia o nosso livro “O Evangelho do Reino de Deus.”

É a Igreja o Reino de Deus?

Há quem suponha que a Igreja é o Reino de Deus. Embora haja uma ligação entre ambos, eles não são idênticos. Jesus Cristo é a Cabeça da Igreja (Efésios 1:22), a qual é o corpo dos crentes chamados por Deus para proclamar o Reino vindouro.  

Cristo dirige a Sua Igreja, por isso ela está sob o Seu poder e soberania reais. Podemos dizer que a Igreja é o precursor do Reino de Deus. Ou, para dizer como Jesus Cristo disse, podemos dizer que o Reino de Deus é semelhante ao proverbial grão de semente de mostarda, aguardando a sua germinação e rápido crescimento com a vinda de Jesus (Mateus 13:31-32 Mateus 13:31-32 [31] Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante a um grão de mostarda que um homem tomou, e semeou no seu campo; [32] o qual é realmente a menor de todas as sementes; mas, depois de ter crescido, é a maior das hortaliças, e faz-se árvore, de sorte que vêm as aves do céu, e se aninham nos seus ramos.
Almeida Atualizada×
).

A Bíblia, contudo, nunca usa o termo “reino” aplicando-o directamente à Igreja. Em contra partida refere-se ao profetizado governo mundial de Deus.