Ajuda para hoje e esperança para o amanhã! 

As Epidemias na Profecia Bíblica

Você está aqui

As Epidemias na Profecia Bíblica

O ano de 2020 despontou com esperança e promessas. Certamente que havia os habituais problemas globais e líderes problemáticos, mas no geral as coisas pareciam bastante promissoras.

Mas, praticamente da noite para o dia, as condições mudaram — dramaticamente. Começaram a surgir relatórios preocupantes da China sobre um novo vírus que havia passado de animais para seres humanos, algo semelhante ao vírus da gripe suína e da gripe aviária. De várias formas, esse novo coronavírus parecia semelhante ao vírus comum da gripe e do resfriado. Mas, na verdade, ele era diferente.

Como esse vírus se originou em animais — provavelmente, morcegos — e depois sofreu mutações e deu um 'salto de espécies' para infectar os seres humanos, os novos hospedeiros humanos infectados por esse vírus não tinham imunidade ou defesas naturais contra ele.

Primeiramente, a China e, em seguida, a Organização Mundial de Saúde (OMS), subestimaram a ameaça da propagação de pessoa para pessoa. Mas o perigo logo aumentou demais para continuar sendo ignorado. Ele realmente poderia se espalhar pelos seres humanos e, diferentemente de resfriados e gripes normais, as taxas de transmissão e letalidade desse vírus pareciam ser muito mais altas. Em particular, os idosos pareciam mais propensos a infecções pulmonares fatais. O número de mortos subiu rapidamente para centenas, e depois para milhares.

Imediatamente, a China isolou Wuhan, centro da epidemia, proibindo todo o tráfego de entrada e saída da cidade. E os onze milhões de habitantes dali foram obrigados a ficar dentro de casa. Logo depois, outras cidades com milhões de habitantes foram colocadas em isolamento semelhante. No final de janeiro, a Organização Mundial da Saúde mudou de posição e declarou uma emergência sanitária global.

Em retrospecto, isso obviamente foi tarde demais. Em poucas semanas, o vírus Covid-19 se espalhou por grande parte do mundo antes que a maioria das pessoas tivesse ideia do que estava acontecendo. A propagação da epidemia foi auxiliada grandemente pelo fato de os governos terem demorado a interromper as viagens internacionais. Um grande número de pessoas infectadas não mostrava sinais de doença, pois o período de incubação durava duas semanas, e ninguém sabia ao certo como o vírus se espalhava e nenhum teste de detecção ou tratamento conhecido estava disponível.

Lamentavelmente, em todo o mundo, governos e hospitais estavam despreparados para o crescente fluxo de pacientes — apesar dos repetidos avisos do passado sobre a possibilidade de uma pandemia desse tipo.

As pandemias e a profecia bíblica

As pandemias — epidemias globais — estão conosco há muito tempo. A Covid-19 é simplesmente a mais recente. Amanhã poderíamos ver surgir, aparentemente do nada, outra praga muito mais severa para varrer o mundo, deixando um rastro de miséria e de milhões de mortos.

Como tudo isso se encaixa nas profecias da Bíblia? Será que as profecias têm algo a revelar sobre as condições atuais e o que podemos esperar do futuro?

Pouco antes de Sua crucificação, os discípulos de Jesus perguntaram a Ele que "sinais" — eventos ou tendências — precederiam Seu retorno. Em resposta, ele listou enganos religiosos, guerras, fomes e pestes. Mas tudo isso, disse Ele, seria “o princípio das dores” (Mateus 24:5-8 Mateus 24:5-8 [5] Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; a muitos enganarão. [6] E ouvireis falar de guerras e rumores de guerras; olhai não vos perturbeis; porque forçoso é que assim aconteça; mas ainda não é o fim. [7] Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino; e haverá fomes e terremotos em vários lugares. [8] Mas todas essas coisas são o princípio das dores.
Almeida Atualizada×
, grifo nosso).

E isso levaria ao que se convencionou chamar de grande tribulação — nesse tempo “haverá mais angústia que em qualquer outra ocasião desde o começo do mundo, e nunca mais haverá angústia tão grande”. Então, Ele acrescentou: “De fato, se o tempo de calamidade não tivesse sido limitado, ninguém sobreviveria, mas esse tempo foi limitado por causa dos escolhidos” (versículos 21-22, Nova Versão Transformadora).

Sem dúvida, isso é preocupante até de pensar. Será que a humanidade poderia realmente enfrentar um tempo em que todo ser vivo na Terra poderia correr o risco de extinção? (Na verdade, essa possibilidade já existe por causa da ameaça de uma guerra nuclear, química e biológica).

Os quatro cavaleiros do Apocalipse

A profecia de Jesus em Mateus 24 é um esboço básico das tendências e eventos do tempo do fim. Contudo, Ele deu uma profecia ainda mais detalhada no livro de Apocalipse que, em seu primeiro versículo, nos diz que é uma "Revelação de Jesus Cristo".

Em Apocalipse 6, vemos a repetição dessas mesmas quatro principais tendências que Jesus predisse em Mateus 24 — engano religioso, guerra, fome e pestes.

O primeiro cavaleiro, no segundo versículo, está montado em um cavalo branco. Alguns creem que esse é Jesus Cristo, mas não é! Jesus voltará num cavalo branco, mas muito mais tarde, segundo a linha do tempo profético desse livro. Esse primeiro cavaleiro segura um arco e tem uma coroa. Mas o verdadeiro Jesus empunha uma espada e usa muitas coroas. O primeiro cavaleiro é um impostor, representando uma religião falsa e corrupta que enganará a maior parte da humanidade (ver Mateus 24:5 Mateus 24:5Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; a muitos enganarão.
Almeida Atualizada×
, 11, 24).

O segundo cavaleiro monta um cavalo vermelho, e “foi dado que tirasse a paz da terra e que se matassem uns aos outros; e foi-lhe dada uma grande espada” (versículo 4). Este cavalo representa o derramamento de sangue e o horror da guerra generalizada que Jesus predisse em Mateus 24:6-7 Mateus 24:6-7 [6] E ouvireis falar de guerras e rumores de guerras; olhai não vos perturbeis; porque forçoso é que assim aconteça; mas ainda não é o fim. [7] Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino; e haverá fomes e terremotos em vários lugares.
Almeida Atualizada×
.

Apocalipse 6:5 Apocalipse 6:5Quando abriu o terceiro selo, ouvi o terceiro ser vivente dizer: Vem! E olhei, e eis um cavalo preto; e o que estava montado nele tinha uma balança na mão.
Almeida Atualizada×
descreve um cavalo preto, e seu cavaleiro carrega uma balança na mão. E uma voz descreve a escassez de comida que atingirá a Terra após essa guerra. Isso representa o surto de fome predita por Jesus em Mateus 24:7 Mateus 24:7Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino; e haverá fomes e terremotos em vários lugares.
Almeida Atualizada×
.

Assim, chegamos ao quarto cavalo e seu cavaleiro. O apóstolo João o descreve como “um cavalo amarelo pálido. Seu cavaleiro chamava-se Morte e o lugar dos mortos o seguia de perto” (Apocalipse 6:8 Apocalipse 6:8E olhei, e eis um cavalo amarelo, e o que estava montado nele chamava-se Morte; e o hades seguia com ele; e foi-lhe dada autoridade sobre a quarta parte da terra, para matar com a espada, e com a fome, e com a peste, e com as feras da terra.
Almeida Atualizada×
, Bíblia Sagrada King James Atualizada).

O Comentário Bíblico Expositivo diz o seguinte sobre a cor amarelo pálido do quarto cavalo: “O amarelo pálido (cloros) denota um verde amarelado...a palidez de uma pessoa doente em contraste com uma aparência saudável”. Em termos bem simples, esse cavalo é a cor da morte — que é o nome de seu cavaleiro.

Segundo essa profecia de Jesus, registrada em Mateus 24, na esteira dos enganos religiosos, da guerra e da fome, outra onda de desastres atingirá a Terra — “pestes” ou doenças epidêmicas (versículo 7).

E o mais assustador é que João nos diz em Apocalipse 6:8 Apocalipse 6:8E olhei, e eis um cavalo amarelo, e o que estava montado nele chamava-se Morte; e o hades seguia com ele; e foi-lhe dada autoridade sobre a quarta parte da terra, para matar com a espada, e com a fome, e com a peste, e com as feras da terra.
Almeida Atualizada×
que “foi-lhes dado poder para matar a quarta parte da terra com espada, e com fome, e com peste, e com as feras da terra”.

Além de doenças ainda virão outras pragas. Jesus também mencionou grandes “terremotos” (Mateus 24:7 Mateus 24:7Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino; e haverá fomes e terremotos em vários lugares.
Almeida Atualizada×
; Apocalipse 6:12 Apocalipse 6:12E vi quando abriu o sexto selo, e houve um grande terremoto; e o sol tornou-se negro como saco de cilício, e a lua toda tornou-se como sangue;
Almeida Atualizada×
) — um termo que, no grego original, também pode ser aplicado a outras catástrofes naturais, como grandes tempestades e tsunamis.

Em meio a todo esse horror, as doenças epidêmicas vão matar centenas de milhões de pessoas. E o total de mortos será muito superior a tudo que já vimos até hoje!

E para entender como essas pestes podem ser devastadoras e mortais, vamos examinar brevemente algumas das horrendas epidemias de nosso passado.

As pestes que mudaram a história

Em termos de impacto, até agora nada superou a "Peste Negra" ou "Peste Bubônica” do século quatorze. Aparentemente, esse surto de peste bubônica começou na Ásia e avançou para o oeste da Europa, onde se espalhou de forma rápida e impetuosa. Acredita-se que ela tenha matado um terço da população mundial.

Como era típico das doenças na época, não havia prevenção ou cura conhecida. A estrutura social se rompeu. As pessoas entraram em pânico quando cidades inteiras foram exterminadas. As famílias foram dizimadas quando os pais perderam seus filhos e estes perderam seus pais, e homens e mulheres perderam seus cônjuges.

Entretanto, essa não foi a primeira nem a última vez que a praga realiza sua marcha mortal pela civilização. Em 541 d.C., oito séculos antes, um surto de peste no tempo do imperador Justiniano destruiu seus sonhos de restabelecer o poder e a glória do Império Romano. Hordas de ratos hospedeiros de pulgas espalharam uma praga pelo Império Bizantino, matando cerca de um quarto da população do mundo — cerca de cinquenta milhões de pessoas.

Em 1894, outro surto de peste em Hong Kong e Cantão (ou Guangzhou) matou entre oitenta a cem mil pessoas, e depois se espalhou dos portos chineses para o resto do mundo, causando mais dez milhões de mortes.

Apesar disso, a peste bubônica está longe de ser a única assassina em massa quando se trata de epidemias. Em 1817, a primeira das sete pandemias de cólera, nos seguintes cento e cinquenta anos, começou na Rússia e ceifou um milhão de vidas. Esse surto de cólera se espalhou pela Índia, onde morreram milhões de pessoas.

Outras doenças, como varíola, lepra e sarampo, também ceifaram milhões de vidas. Em 1520, a varíola ajudou a derrocar o poderoso Império Asteca, na área que hoje é conhecida como o México.

Atualmente, os epidemiologistas estão muito preocupados com a pandemia da Covid-19 — vírus zoonóticos que passam de animais para seres humanos por meio de mutações. O vírus da AIDS (HIV) é um desses assassinos que já matou cerca de trinta e cinco milhões de pessoas nos últimos quarenta anos. E também o ebola, que mata suas vítimas tão rápido que geralmente morrem antes que tenham tempo de espalhar o vírus para outras pessoas.

Há pouco mais de um século, uma cepa de gripe passou de aves para seres humanos e matou cerca de cinquenta milhões de pessoas durante sua marcha mortal por todo o mundo.

Hoje em dia também é preciso levar em consideração a probabilidade de armas biológicas serem usadas contra outros seres humanos. Essa ideia existe desde os anos 1300, quando invasores mongóis lançavam cadáveres infestados de pragas nos muros das cidades para permitir que essa peste matasse seus adversários. O antraz e o cólera são apenas dois dentre um número de agentes infecciosos mortais que sabemos terem sido transformados em armas biológicas por governos e terroristas.

A advertência de Deus para o homem

A Covid-19 levou grande parte do mundo a um estado de quase pânico. Nações inteiras entraram em quarentena devido à doença. O fechamento de milhares de empresas, ordenado pelo governo, expulsou milhões de pessoas do trabalho. Agora resta saber se essas medidas são ou não exageradas diante do perigo representado pelo vírus. No entanto, o impacto econômico das paralisações de negócios pode levar a uma recessão mundial ou talvez até a outra depressão mundial como a dos anos 1930.

Todavia, essas coisas são apenas uma antecipação de futuras catástrofes, que a profecia bíblica indica que serão de magnitude muitíssimo maior. Será que conseguimos imaginar um mundo em que veremos centenas de milhões de mortes?

Então, isso nos leva de volta à mensagem de Deus para a humanidade através dos quatro cavaleiros. Os horrores que eles representam — religiões falsas, guerras, fome e doenças — são consequências da decisão da humanidade de rejeitar nosso Criador e escolher sua própria maneira de viver — que, como tem demonstrado toda a história da humanidade, termina em morte (Provérbios 14:12 Provérbios 14:12Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele conduz � morte.
Almeida Atualizada×
; 16:25).

A Bíblia está repleta de advertências e pedidos de Deus para que todos se afastem de seus caminhos pecaminosos e “busquem o Senhor enquanto se pode achá-Lo” (Isaías 55:6 Isaías 55:6Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.
Almeida Atualizada×
, NVI). Ele quer que todos vivam de maneira íntegra e de acordo com Suas leis, as quais nos mostram como amar a Ele e ao próximo. Ele não quer que “ninguém pereça, mas que todos cheguem ao arrependimento” (2 Pedro 3:9 2 Pedro 3:9O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; porém é longânimo para convosco, não querendo que ninguém se perca, senão que todos venham a arrepender-se.
Almeida Atualizada×
, NVI).

O antídoto para as pragas do fim dos tempos

Será que existe um antídoto para o quarto cavaleiro da doença e da morte? Existem sim. E qualquer um de nós pode obtê-lo.

Quando Deus tirou o povo de Israel do Egito, Ele disse-lhes: “Se ouvirem com atenção a voz do SENHOR, Seu Deus, e fizerem o que é certo aos olhos dEle, obedecendo a Seus mandamentos e cumprindo todos os Seus decretos, não os farei sofrer nenhuma das doenças que enviei sobre o Egito, pois Eu sou o SENHOR que os cura” (Êxodo 15:26 Êxodo 15:26dizendo: Se ouvires atentamente a voz do Senhor teu Deus, e fizeres o que é reto diante de seus olhos, e inclinares os ouvidos aos seus mandamentos, e guardares todos os seus estatutos, sobre ti não enviarei nenhuma das enfermidades que enviei sobre os egípcios; porque eu sou o Senhor que te sara.
Almeida Atualizada×
, Nova Versão Transformadora).

Mas se desobedecessem, eles poderiam esperar o seguinte: “Mas, se vocês se recusarem a dar ouvidos ao SENHOR, Seu Deus, e não cumprirem todos os mandamentos e decretos que hoje lhes dou, as seguintes maldições cairão sobre vocês e os atingirão...O SENHOR os afligirá com pragas, até fazê-los desaparecer da terra...O SENHOR os ferirá com doenças debilitantes, com febres e inflamações...O SENHOR os castigará com loucura, cegueira e pânico” (Deuteronômio 28:15 Deuteronômio 28:15Se, porém, não ouvires a voz do Senhor teu Deus, se não cuidares em cumprir todos os seus mandamentos e os seus estatutos, que eu hoje te ordeno, virão sobre ti todas estas maldições, e te alcançarão:
Almeida Atualizada×
, 21-22, 28, Nova Versão Transformadora).

Entretanto, após a cavalgada devastadora dos quatro cavaleiros, o livro de Apocalipse mostra o resto da história — a intervenção misericordiosa de Deus tanto para corrigir quanto para salvar a raça humana da extinção. Deus trará a paz e a libertação da morte e das doenças para a Terra em Seu maravilhoso Reino — mas não antes de a humanidade ter aprendido a lição sobre o resultado de nossos caminhos humanos.

A história da humanidade não termina com o último dos quatro cavaleiros do Apocalipse. Pois, João não viu apenas quatro cavaleiros, mas cinco. E a esperança da humanidade está nesse quinto cavaleiro, Jesus Cristo, cuja cavalgada, em Apocalipse 19:11-16 Apocalipse 19:11-16 [11] E vi o céu aberto, e eis um cavalo branco; e o que estava montado nele chama-se Fiel e Verdadeiro; e julga a peleja com justiça. [12] Os seus olhos eram como chama de fogo; sobre a sua cabeça havia muitos diademas; e tinha um nome escrito, que ninguém sabia sabia senão ele mesmo. [13] Estava vestido de um manto salpicado de sangue; e o nome pelo qual se chama é o Verbo de Deus. [14] Seguiam-no os exércitos que estão no céu, em cavalos brancos, e vestidos de linho fino, branco e puro. [15] Da sua boca saía uma espada afiada, para ferir com ela as nações; ele as regerá com vara de ferro; e ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho do furor da ira do Deus Todo-Poderoso. [16] No manto, sobre a sua coxa tem escrito o nome: Rei dos reis e Senhor dos senhores.
Almeida Atualizada×
, será para intervir nos assuntos mundiais e marcar o fim do desgoverno humano na Terra.

Essa é a verdadeira esperança da humanidade. E somente isso porá realmente um fim nas doenças e nas pandemias mortais. A vinda do Rei dos reis trará um infindável reino de paz e de abundantes bênçãos para toda a raça humana.

Mas você não precisa esperar até lá para experimentar as bênçãos que podem advir de conhecer e ter um relacionamento com Deus! Por que não agir agora? Por que não buscar a Palavra de Deus para aprender o que Ele realmente quer e espera de nós, e saber como você pode evitar os tempos terríveis que vão assolar nosso mundo? A escolha é sua!


A Perspectiva Bíblica Sobre as Pestes e Outras Calamidades

Como devemos enfrentar tragédias, acidentes e desastres, independentemente de sua escala ou circunstâncias? Aqui estão algumas chaves para uma adequada perspectiva bíblica:

1. Através da profecia bíblica Deus diz que terríveis desastres, inclusive pestes ou doenças epidêmicas, iriam aumentar em frequência e intensidade à medida que se aproximasse o fim dos tempos — isso com o intuito de tirar as pessoas de sua letargia e levá-las a buscá-Lo (Mateus 24:7 Mateus 24:7Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino; e haverá fomes e terremotos em vários lugares.
Almeida Atualizada×
; Lucas 21:11 Lucas 21:11e haverá em vários lugares grandes terremotos, e pestes e fomes; haverá também coisas espantosas, e grandes sinais do céu.
Almeida Atualizada×
; Apocalipse 6:7-8 Apocalipse 6:7-8 [7] Quando abriu o quarto selo, ouvi a voz do quarto ser vivente dizer: Vem! [8] E olhei, e eis um cavalo amarelo, e o que estava montado nele chamava-se Morte; e o hades seguia com ele; e foi-lhe dada autoridade sobre a quarta parte da terra, para matar com a espada, e com a fome, e com a peste, e com as feras da terra.
Almeida Atualizada×
; 16:2, 8-11).

2. Eclesiastes 9:11 Eclesiastes 9:11Observei ainda e vi que debaixo do sol não é dos ligeiros a carreira, nem dos fortes a peleja, nem tampouco dos sábios o pão, nem ainda dos prudentes a riqueza, nem dos entendidos o favor; mas que a ocasião e a sorte ocorrem a todos.
Almeida Atualizada×
revela que Deus permite que muitos eventos sigam seu curso de acordo com o "tempo e o acaso" (ARA). Isso significa que para as pessoas afetadas muitas dessas tragédias são acidentais e imprevisíveis.

3. Cristo deixou claro que aqueles que morrem em terríveis acidentes ou desastres não são necessariamente mais pecadores do que os que sobreviveram (Lucas 13:1-5 Lucas 13:1-5 [1] Ora, naquele mesmo tempo estavam presentes alguns que lhe falavam dos galileus cujo sangue Pilatos misturara com os sacrifícios deles. [2] Respondeu-lhes Jesus: Pensais vós que esses foram maiores pecadores do que todos os galileus, por terem padecido tais coisas? [3] Não, eu vos digo; antes, se não vos arrependerdes, todos de igual modo perecereis. [4] Ou pensais que aqueles dezoito, sobre os quais caiu a torre de Siloé e os matou, foram mais culpados do que todos os outros habitantes de Jerusalém? [5] Não, eu vos digo; antes, se não vos arrependerdes, todos de igual modo perecereis.
Almeida Atualizada×
).

4. As tragédias ou as calamidades pessoais não são necessariamente o resultado de pecados (João 9:2-3 João 9:2-3 [2] Perguntaram-lhe os seus discípulos: Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego? [3] Respondeu Jesus: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi para que nele se manifestem as obras de Deus.
Almeida Atualizada×
).

5. As pestes e outros desastres deveriam servir para nos ensinar a ser humildes e nos levar ao arrependimento, ajudando-nos a ver o quanto dependemos do sustento e da proteção de Deus (1 Reis 8:37-40 1 Reis 8:37-40 [37] Se houver na terra fome ou peste, se houver crestamento ou ferrugem, gafanhotos ou lagarta; se o seu inimigo os cercar na terra das suas cidades; seja qual for a praga ou doença que houver; [38] toda oração, toda súplica que qualquer homem ou todo o teu povo Israel fizer, conhecendo cada um a chaga do seu coração, e estendendo as suas mãos para esta casa, [39] ouve então do céu, lugar da tua habitação, perdoa, e age, retribuindo a cada um conforme todos os seus caminhos, segundo vires o seu coração (pois tu, só tu conheces o coração de todos os filhos dos homens); [40] para que te temam todos os dias que viverem na terra que deste a nossos pais.
Almeida Atualizada×
; Apocalipse 16:8-11 Apocalipse 16:8-11 [8] O quarto anjo derramou a sua taça sobre o sol, e foi-lhe permitido que abrasasse os homens com fogo. [9] E os homens foram abrasados com grande calor; e blasfemaram o nome de Deus, que tem poder sobre estas pragas; e não se arrependeram para lhe darem glória. [10] O quinto anjo derramou a sua taça sobre o trono da besta, e o seu reino se fez tenebroso; e os homens mordiam de dor as suas línguas. [11] E por causa das suas dores, e por causa das suas chagas, blasfemaram o Deus do céu; e não se arrependeram das suas obras.
Almeida Atualizada×
).

6. Às vezes, as doenças epidêmicas e outros desastres ocorriam por causa do julgamento direto de Deus sobre a humanidade e sobre as nações rebeldes (Gênesis 6:11-13 Gênesis 6:11-13 [11] A terra, porém, estava corrompida diante de Deus, e cheia de violência. [12] Viu Deus a terra, e eis que estava corrompida; porque toda a carne havia corrompido o seu caminho sobre a terra. [13] Então disse Deus a Noé: O fim de toda carne é chegado perante mim; porque a terra está cheia da violência dos homens; eis que os destruirei juntamente com a terra.
Almeida Atualizada×
; 18:20; 19:24-25; Êxodo 9:13-14 Êxodo 9:13-14 [13] Então disse o Senhor a Moisés: Levanta-te pela manhã cedo, põe-te diante de Faraó, e dize-lhe: Assim diz o Senhor, o Deus dos hebreus: Deixa ir o meu povo, para que me sirva; [14] porque desta vez enviarei todas as a minhas pragas sobre o teu coração, e sobre os teus servos, e sobre o teu povo, para que saibas que não há outro como eu em toda a terra.
Almeida Atualizada×
; 32:35; Levítico 26:14-16 Levítico 26:14-16 [14] Mas, se não me ouvirdes, e não cumprirdes todos estes mandamentos, [15] e se rejeitardes os meus estatutos, e a vossa alma desprezar os meus preceitos, de modo que não cumprais todos os meus mandamentos, mas violeis o meu pacto, [16] então eu, com efeito, vos farei isto: porei sobre vós o terror, a tísica e a febre ardente, que consumirão os olhos e farão definhar a vida; em vão semeareis a vossa semente, pois os vossos inimigos a comerão.
Almeida Atualizada×
, 21, 25; Números 16:46-50 Números 16:46-50 [46] Depois disse Moisés a Arão: Toma o teu incensário, põe nele fogo do altar, deita incenso sobre ele e leva-o depressa � congregação, e faze expiação por eles; porque grande indignação saiu do Senhor; já começou a praga. [47] Tomou-o Arão, como Moisés tinha falado, e correu ao meio da congregação; e eis que já a praga havia começado entre o povo; e deitando o incenso no incensário, fez expiação pelo povo. [48] E pôs-se em pé entre os mortos e os vivos, e a praga cessou. [49] Ora, os que morreram da praga foram catorze mil e setecentos, além dos que morreram no caso de Corá. [50] E voltou Arão a Moisés � porta da tenda da revelação, pois cessara a praga.
Almeida Atualizada×
; Deuteronômio 28:58-62 Deuteronômio 28:58-62 [58] Se não tiveres cuidado de guardar todas as palavras desta lei, que estão escritas neste livro, para temeres este nome glorioso e temível, o Senhor teu Deus; [59] então o Senhor fará espantosas as tuas pragas, e as pragas da tua descendência, grandes e duradouras pragas, e enfermidades malignas e duradouras; [60] e fará tornar sobre ti todos os males do Egito, de que tiveste temor; e eles se apegarão a ti. [61] Também o Senhor fará vir a ti toda enfermidade, e toda praga que não está escrita no livro desta lei, até que sejas destruído. [62] Assim ficareis poucos em número, depois de haverdes sido em multidão como as estrelas do céu; porquanto não deste ouvidos � voz do Senhor teu Deus.
Almeida Atualizada×
; Ezequiel 14:21 Ezequiel 14:21Pois assim diz o Senhor Deus: Quanto mais quando eu enviar contra Jerusalém os meus quatro juízos violentos, a espada, a fome, as bestas-feras e a peste, pura exterminar dela homens e animais?
Almeida Atualizada×
; Apocalipse 9:20-21 Apocalipse 9:20-21 [20] Os outros homens, que não foram mortos por estas pragas, não se arrependeram das obras das suas mãos, para deixarem de adorar aos demônios, e aos ídolos de ouro, de prata, de bronze, de pedra e de madeira, que nem podem ver, nem ouvir, nem andar. [21] Também não se arrependeram dos seus homicídios, nem das suas feitiçarias, nem da sua prostituição, nem dos seus furtos.
Almeida Atualizada×
).

7. Algumas calamidades são agravadas pelas más decisões do homem e pela constante rejeição a Deus e a Suas leis, resultando em uma piora das condições ambientais, sanitárias e econômicas (Provérbios 14:12 Provérbios 14:12Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele conduz � morte.
Almeida Atualizada×
; 22:3; Mateus 7:24-27 Mateus 7:24-27 [24] Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as põe em prática, será comparado a um homem prudente, que edificou a casa sobre a rocha. [25] E desceu a chuva, correram as torrentes, sopraram os ventos, e bateram com ímpeto contra aquela casa; contudo não caiu, porque estava fundada sobre a rocha. [26] Mas todo aquele que ouve estas minhas palavras, e não as põe em prática, será comparado a um homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia. [27] E desceu a chuva, correram as torrentes, sopraram os ventos, e bateram com ímpeto contra aquela casa, e ela caiu; e grande foi a sua queda.
Almeida Atualizada×
).

8. Sem dúvida, Deus é tão imensamente amoroso que tem um grande plano para toda a humanidade (João 3:16 João 3:16Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
Almeida Atualizada×
; 2 Pedro 3:9 2 Pedro 3:9O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; porém é longânimo para convosco, não querendo que ninguém se perca, senão que todos venham a arrepender-se.
Almeida Atualizada×
; 1 Timóteo 2:4 1 Timóteo 2:4o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.
Almeida Atualizada×
; 1 Coríntios 15:22-24 1 Coríntios 15:22-24 [22] Pois como em Adão todos morrem, do mesmo modo em Cristo todos serão vivificados. [23] Cada um, porém, na sua ordem: Cristo as primícias, depois os que são de Cristo, na sua vinda. [24] Então virá o fim quando ele entregar o reino a Deus o Pai, quando houver destruído todo domínio, e toda autoridade e todo poder.
Almeida Atualizada×
).

9. Aqueles cristãos convertidos que morreram em desastres, seguramente, estão aguardando para serem elevados à imortalidade na primeira ressurreição quando Jesus Cristo retornar (Isaías 57:1-2 Isaías 57:1-2 [1] Perece o justo, e não há quem se importe com isso; os homens compassivos são arrebatados, e não há ninguém que entenda. Pois o justo é arrebatado da calamidade, [2] entra em paz; descansam nas suas camas todos os que andam na retidão.
Almeida Atualizada×
; 1 Coríntios 15:51-52 1 Coríntios 15:51-52 [51] Eis aqui vos digo um mistério: Nem todos dormiremos mas todos seremos transformados, [52] num momento, num abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos serão ressuscitados incorruptíveis, e nós seremos transformados.
Almeida Atualizada×
; 1 Tessalonicenses 4:16 1 Tessalonicenses 4:16Porque o Senhor mesmo descerá do céu com grande brado, � voz do arcanjo, ao som da trombeta de Deus, e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.
Almeida Atualizada×
; Apocalipse 20:4-6 Apocalipse 20:4-6 [4] Então vi uns tronos; e aos que se assentaram sobre eles foi dado o poder de julgar; e vi as almas daqueles que foram degolados por causa do testemunho de Jesus e da palavra de Deus, e que não adoraram a besta nem a sua imagem, e não receberam o sinal na fronte nem nas mãos; e reviveram, e reinaram com Cristo durante mil anos. [5] Mas os outros mortos não reviveram, até que os mil anos se completassem. Esta é a primeira ressurreição. [6] Bem-aventurado e santo é aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre estes não tem poder a segunda morte; mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo, e reinarão com ele durante os mil anos.
Almeida Atualizada×
).

10. E os mortos em desastres que não são cristãos, aqueles que nunca tiveram um entendimento genuíno sobre Deus ou uma verdadeira oportunidade de salvação eterna, serão ressuscitados na segunda ressurreição para viver novamente em carne e ter sua primeira e real oportunidade de aprender o caminho de Deus, arrepender-se e ser salvos (João 5:28-29 João 5:28-29 [28] Não vos admireis disso, porque vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz e sairão: [29] os que tiverem feito o bem, para a ressurreição da vida, e os que tiverem praticado o mal, para a ressurreição do juízo.
Almeida Atualizada×
; Mateus 12:41-42 Mateus 12:41-42 [41] Os ninivitas se levantarão no juízo com esta geração, e a condenarão; porque se arrependeram com a pregação de Jonas. E eis aqui quem é maior do que Jonas. [42] A rainha do sul se levantará no juízo com esta geração, e a condenará; porque veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria de Salomão. E eis aqui quem é maior do que Salomão.
Almeida Atualizada×
; Apocalipse 20:5 Apocalipse 20:5Mas os outros mortos não reviveram, até que os mil anos se completassem. Esta é a primeira ressurreição.
Almeida Atualizada×
).

11. As multidões de seres humanos que serão ressuscitados na segunda ressurreição vão ter uma vida feliz e abundante sob o governo do Reino de Deus (Ezequiel 37:12-14 Ezequiel 37:12-14 [12] Portanto profetiza, e dize-lhes: Assim diz o Senhor Deus: Eis que eu vos abrirei as vossas sepulturas, sim, das vossas sepulturas vos farei sair, ó povo meu, e vos trarei � terra de Israel. [13] E quando eu vos abrir as sepulturas, e delas vos fizer sair, ó povo meu, sabereis que eu sou o Senhor. [14] E porei em vós o meu Espírito, e vivereis, e vos porei na vossa terra; e sabereis que eu, o Senhor, o falei e o cumpri, diz o Senhor.
Almeida Atualizada×
).

12. Todo sofrimento que passamos agora nesta “presente era perversa” (Gálatas 1:4 Gálatas 1:4o qual se deu a si mesmo por nossos pecados, para nos livrar do presente século mau, segundo a vontade de nosso Deus e Pai,
Almeida Atualizada×
, NVI) — uma era dominada pelo homem sob a influência de Satanás, o diabo — serve como lição sobre o que significa viver em um mundo separado de Deus e de Seus caminhos.

13. Não sabemos de todas as razões que Deus tem para trazer ou permitir calamidades específicas ou por que determinadas pessoas são obrigadas a sofrer por conta disso, mas devemos confiar que, em Sua onisciência e suprema sabedoria, enfim, Ele sabe o que é melhor para todos nós (Romanos 8:28 Romanos 8:28E sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.
Almeida Atualizada×
; 1 Timóteo 2:4 1 Timóteo 2:4o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.
Almeida Atualizada×
).

14. Jesus Cristo vai retornar para inaugurar o governo do Reino de Deus (Apocalipse 11:15 Apocalipse 11:15E tocou o sétimo anjo a sua trombeta, e houve no céu grandes vozes, que diziam: O reino do mundo passou a ser de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará pelos séculos dos séculos.
Almeida Atualizada×
; Daniel 7:14 Daniel 7:14E foi-lhe dado domínio, e glória, e um reino, para que todos os povos, nações e línguas o servissem; o seu domínio é um domínio eterno, que não passará, e o seu reino tal, que não será destruído.
Almeida Atualizada×
), e neste nenhuma catástrofe, doença, crise econômica ou temor vai afligir a humanidade.

15. Quando finalmente toda a humanidade arrependida for glorificada, não haverá mais dor, sofrimento, tristeza ou morte (Apocalipse 21:4 Apocalipse 21:4Ele enxugará de seus olhos toda lágrima; e não haverá mais morte, nem haverá mais pranto, nem lamento, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas.
Almeida Atualizada×
).

16. Todos os sofrimentos desta breve e atual era não podem ser comparados com a glória que enfim experimentaremos por toda a eternidade (Romanos 8:18 Romanos 8:18Pois tenho para mim que as aflições deste tempo presente não se podem comparar com a glória que em nós há de ser revelada.
Almeida Atualizada×
; 2 Coríntios 4:17-18 2 Coríntios 4:17-18 [17] Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós cada vez mais abundantemente um eterno peso de glória; [18] não atentando nós nas coisas que se vêem, mas sim nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, enquanto as que se não vêem são eternas.
Almeida Atualizada×
).

—Tom Robinson