Ajuda para hoje e esperança para o amanhã! 

O Grandioso Exemplo do Sofrimento de Jesus

Você está aqui

O Grandioso Exemplo do Sofrimento de Jesus

Por que Cristo sofreu?

“Porque também Cristo morreu uma só vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus . . .” (1 Pedro 3:18 1 Pedro 3:18Porque também Cristo morreu uma só vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; sendo, na verdade, morto na carne, mas vivificado no espírito;
Almeida Atualizada×
).

Cristo não sofreu por merecer. Ele suportou o sofrimento para o nosso benefício: para ajudar a cumprir o propósito de Deus para nós.

Durante Seu ministério Jesus Cristo foi ridicularizado, desprezado e rejeitado pelos líderes religiosos dos Seus dias. Isto foi uma grande parte de Suas aflições antes da crucificação. Seus compatriotas ordenaram à Sua crucificação. Por fim, Ele foi abandonado até mesmo pelos Seus discípulos, que O deixaram sozinho para enfrentar Seu trágico destino. “Era desprezado, e rejeitado dos homens; homem de dores, e experimentado nos sofrimentos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos Dele caso algum” (Isaías 53:3 Isaías 53:3Era desprezado, e rejeitado dos homens; homem de dores, e experimentado nos sofrimentos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum.
Almeida Atualizada×
). “Veio para o que era Seu, e os seus não O receberam” (João 1:11 João 1:11Veio para o que era seu, e os seus não o receberam.
Almeida Atualizada×
). Ele suportou todo tipo de sofrimento humano.

Depois de ter vencido a morte através de Sua ressurreição, imediatamente Jesus explicou aos Seus discípulos a necessidade do Seu sofrimento (Lucas 24:46 Lucas 24:46e disse-lhes: Assim está escrito que o Cristo padecesse, e ao terceiro dia ressurgisse dentre os mortos;
Almeida Atualizada×
). Como Ele não tinha pecado, então Seu sofrimento não se deu por nenhum pecado próprio e sim pelos nossos pecados. Ninguém jamais passou por isso, pois o destino da humanidade estava sobre os Seus ombros. Ele mesmo pagou a pena por nossos pecados. Seu sofrimento e morte foram absolutamente necessários para a nossa salvação.

Todo cristão deveria realmente se identificar com o sofrimento de Jesus. Através desse sofrimento Ele tornou possível a nossa salvação. Se Ele não tivesse sofrido espontaneamente a nosso favor, todos nós iriamos perecer—por toda a eternidade.

Como Deus testou severamente a fidelidade de Cristo?

“E esteve no deserto quarenta dias sendo tentado por Satanás; estava entre as feras, e os anjos O serviam” (Marcos 1:13 Marcos 1:13E esteve no deserto quarenta dias sentado tentado por Satanás; estava entre as feras, e os anjos o serviam.
Almeida Atualizada×
).

“O qual nos dias da sua carne, tendo oferecido, com grande clamor e lágrimas, orações e súplicas ao que podia livrar da morte, e tendo sido ouvido por causa da Sua reverência” (Hebreus 5:7 Hebreus 5:7O qual nos dias da sua carne, tendo oferecido, com grande clamor e lágrimas, orações e súplicas ao que podia livrar da morte, e tendo sido ouvido por causa da sua reverência,
Almeida Atualizada×
).

A própria tentação é uma forma de sofrimento e teste. Jesus Cristo mesmo teve que resistir e superar aos desejos da carne. E conseguiu! Sem dúvida, Ele foi o único ser humano que resistiu a todas as tentações do pecado (1 João 3:5 1 João 3:5E bem sabeis que ele se manifestou para tirar os pecados; e nele não há pecado.
Almeida Atualizada×
; comparar Hebreus 12:3-4 Hebreus 12:3-4 [3] Considerai, pois aquele que suportou tal contradição dos pecadores contra si mesmo, para que não vos canseis, desfalecendo em vossas almas. [4] Ainda não resististes até o sangue, combatendo contra o pecado;
Almeida Atualizada×
).

Mesmo com a ajuda do Pai, a força de vontade necessária para resistir às tentações de Satanás e ao impulso da carne era inimaginável. Porém, é impossível compreendermos a agonia que Ele sofreu no Getsêmani. E lá, Ele orou três vezes ao Pai por mais força espiritual para poder cumprir a profecia de Seu sofrimento e crucificação. Ao orar tão intensamente, “Seu suor tornou-se como grandes gotas de sangue” (Lucas 22:44 Lucas 22:44E, posto em agonia, orava mais intensamente; e o seu suor tornou-se como grandes gotas de sangue, que caíam sobre o chão.
Almeida Atualizada×
). Ele chegou a perguntar ao Pai se era possível evitar Seu iminente sofrimento. Mas, logo a seguir, Ele obedientemente cumpriu aquilo que sabia ser o desejo do Pai (Mateus 26:36 Mateus 26:36Então foi Jesus com eles a um lugar chamado Getsêmane, e disse aos discípulos: Sentai-vos aqui, enquanto eu vou ali orar.
Almeida Atualizada×
, 39-42).