Ajuda para hoje e esperança para o amanhã! 

A Explosão Demográfica e a Profecia

Você está aqui

A Explosão Demográfica e a Profecia

Depois, somente no século XX, houve uma explosão demográfica, uma vez que a população quadruplicou de tamanho. Ultrapassou a impressionante marca de seis bilhões de pessoas. Apesar dos avanços no controle de natalidade, a população mundial continua crescendo rapidamente.

Ao olhar à tendência é possível entender porque muitos estão preocupados. Segundo, o Departamento de População das Nações Unidas, levou cento e vinte e três anos para a população passar de um bilhão a dois bilhões. Mas, bastaram trinta e três anos para atingir a marca de três bilhões e quatorze anos para chegar ao nível de quatro bilhões. Em seguida, levou somente treze anos para atingir cinco bilhões, e apenas onze anos mais tarde se ultrapassou a marca de seis bilhões.

A partir de agora, estima-se, um bilhão de pessoas serão acrescentadas a cada dez anos. Se esta taxa de crescimento — de cerca de oitenta milhões de pessoas por ano — se mantenha, a população do planeta dobrará novamente em cinquenta anos.

O que significa tudo isto? A terra pode suportar este nível de crescimento populacional sem haver consequências desastrosas?

Sinais de fadiga do Meio Ambiente

A terra está demonstrando as sérias consequências desse aumento rápido da população combinado com o consumo excessivo de seus recursos. Em 1989, a indústria de pesca sentiu uma diminuição na captura de peixes nos oceanos, e continua declinando. A diminuição das reservas de metais, combustíveis fósseis, florestas, terras produtivas, de água doce e dos animais selvagens já é realidade.

A poluição atingiu uma escala global, praticamente nenhum lugar da terra está livre da contaminação da água, do ar e do solo. Esta não é uma visão extremista, mas é o que está nos relatórios regulares de organizações mundiais como a ONU e a Cruz Vermelha.

Talvez nos Estados Unidos, Europa e Japão, onde existem recursos disponíveis para combater os efeitos mais nocivos do aumento da população, não haja tanta preocupação. Mas, essas nações representam apenas um sexto da população mundial. O resto do mundo está numa condição muito pior.

Previsão de mais Fome

O aumento dramático da população mundial tem exercido grande pressão sobre os sistemas político, militar, econômico e social em todo o planeta. Algumas agências de ajuda humanitária consideram que em algumas regiões da África já há fome crônica.

A explosão demográfica não é apenas um problema de quantidade, mas de qualidade devido às diferentes condições de vida. Enquanto a taxa de natalidade nos países industrializados tem caído, em regiões atrasadas permanece bastante elevada.

Estima-se que noventa e cinco por cento do crescimento populacional ocorrerá nos cento e trinta países mais pobres. Desde logo, um quarto dos habitantes do planeta vive com menos de um dólar por dia. Contudo, este é o lugar onde é maior o crescimento populacional. Em dois países e uma região — China (1,3 bilhão de pessoas), Índia (1,1 bilhão) e África (800 milhões) — está a metade da população mundial.

A medida que a população cresce aumentam as tensões nas cidades e entre as nações. Invariavelmente, mais violência, crimes e doenças aparecem quando as pessoas são forçadas cada vez mais a viverem em locais apertados e insalubres.

Segundo estatísticas da ONU do ano de 2001, Tóquio era a cidade mais populosa do mundo, com vinte e seis milhões de habitantes. Mas, a ONU calcula que nos próximos quinze anos as maiores cidades do mundo serão Bombaim (Índia) com vinte e seis milhões; Lagos (Nigéria) com vinte e três milhões; Daca (Bangladesh) com vinte e um milhões; São Paulo (Brasil) com vinte milhões; Karachi (Paquistão) e Cidade do México com dezenove milhões; Jacarta (Indonésia) e Calcutá e Nova Deli (Índia) com dezessete milhões de habitantes. Poderão estas nações, a maioria delas muito pobres, continuar a fornecer serviços básicos e manter a paz se os seus recursos se esgotarem?

Profecia em curso

Qual a relação de tudo isso com a profecia? Em primeiro lugar, de acordo com o cenário do fim dos tempos descrito no livro de Apocalipse, um enorme exército vindo do leste do Eufrates vai atravessar o rio trazendo uma terrível guerra mundial. “E ouvi uma voz... a qual dizia ao sexto anjo, que tinha a trombeta: Solta os quatro anjos que estão presos junto ao grande rio Eufrates. E foram soltos os quatro anjos que estavam preparados para a hora, e dia, e mês, e ano, a fim de matarem a terça parte dos homens. E o número dos exércitos dos cavaleiros era de duzentos milhões” (Apocalipse 9:13-16 Apocalipse 9:13-16 [13] O sexto anjo tocou a sua trombeta; e ouvi uma voz que vinha das quatro pontas do altar de ouro que estava diante de Deus, [14] a qual dizia ao sexto anjo, que tinha a trombeta: Solta os quatro anjos que se acham presos junto do grande rio Eufrates. [15] E foram soltos os quatro anjos que haviam sido preparados para aquela hora e dia e mês e ano, a fim de matarem a terça parte dos homens. [16] O número dos exércitos dos cavaleiros era de duas miríades de miríades; pois ouvi o número deles.
Almeida Atualizada×
).

Para esta profecia ser cumprida, é necessário que exista bilhões de pessoas no planeta para que esta região possa dispor de duzentos milhões de soldados. Até a última parte do século XX, as nações nesta área não conseguiriam reunir nem metade desse número. Mas agora, pela primeira vez na história, elas podem fornecer uma força militar maciça..

Além disso, a multiplicação da população mundial no século vinte e a explosão do conhecimento tornou possível o aprimoramento das comunicações, do transporte e da tecnologia. Podemos, facilmente, ver o cumprimento da profecia que Deus entregou a Daniel: “E tu, Daniel, fecha estas palavras e sela este livro, até ao fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e a ciência se multiplicará” (Daniel 12:4 Daniel 12:4Tu, porém, Daniel, cerra as palavras e sela o livro, até o fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e a ciência se multiplicará.
Almeida Atualizada×
).

Tomamos por certo coisas como viagens internacionais rápidas, computadores, a Internet e a explosão do conhecimento, mas tudo isso somente tornou-se amplamente disponível a partir dos últimos anos do século vinte.