Ajuda para hoje e esperança para o amanhã! 

A Boa Nova do Reino de Deus

Você está aqui

A Boa Nova do Reino de Deus

“Depois que João foi entregue à prisão, veio Jesus para a Galileia, pregando o evangelho do Reino de Deus e dizendo: O tempo está cumprido, e o Reino de Deus está próximo. Arrependei-vos e crede no evangelho” (Marcos 1:14-15 Marcos 1:14-15 [14] Ora, depois que João foi entregue, veio Jesus para a Galiléia pregando o evangelho de Deus [15] e dizendo: O tempo está cumprido, e é chegado o reino de Deus. Arrependei-vos, e crede no evangelho.
Almeida Atualizada×
).

O tema da mensagem de Jesus Cristo era a Boa Nova do Reino de Deus. E isso está muito claro através dos evangelhos de Mateus, Marcos e Lucas. E Lucas registra as próprias palavras Cristo quando ele informou qual era o Seu propósito: “Ele lhes disse: Também é necessário que Eu anuncie a outras cidades o evangelho do Reino de Deus, porque para isso fui enviado” (Lucas 4:43 Lucas 4:43Ele, porém, lhes disse: É necessário que também �s outras cidades eu anuncie o evangelho do reino de Deus; porque para isso é que fui enviado.
Almeida Atualizada×
).

Marcos relata que, ao iniciar Seu ministério, “veio Jesus para a Galileia, pregando o evangelho do Reino de Deus” (Marcos 1:14 Marcos 1:14Ora, depois que João foi entregue, veio Jesus para a Galiléia pregando o evangelho de Deus
Almeida Atualizada×
).

Mateus disse que, “desde então, começou Jesus a pregar e a dizer: Arrependei-vos, porque é chegado o Reino dos céus… E percorria Jesus toda a Galileia, ensinando nas suas sinagogas, e pregando o evangelho do Reino” (Mateus 4:17 Mateus 4:17Desde então começou Jesus a pregar, e a dizer: Arrependei- vos, porque é chegado o reino dos céus.
Almeida Atualizada×
, 23).

A passagem de Lucas 8:1 Lucas 8:1Logo depois disso, andava Jesus de cidade em cidade, e de aldeia em aldeia, pregando e anunciando o evangelho do reino de Deus; e iam com ele os doze,
Almeida Atualizada×
confirma que Jesus Cristo fez exatamente o que disse que faria: “E aconteceu, depois disso, que andava de cidade em cidade e de aldeia em aldeia, pregando e anunciando o evangelho do Reino de Deus . . .” (Lucas 8:1 Lucas 8:1Logo depois disso, andava Jesus de cidade em cidade, e de aldeia em aldeia, pregando e anunciando o evangelho do reino de Deus; e iam com ele os doze,
Almeida Atualizada×
).

Desde o princípio, essa mensagem do Reino foi o cerne e o foco do ensinamento de Cristo. Em conjunto, os evangelhos de Mateus, Marcos, Lucas e João usam a expressão “o reino de Deus” em cinquenta e três passagens bíblicas. Sem dúvida, o evangelho trazido por Jesus diz respeito a esse Reino.

Os outros discípulos também proclamaram essa mensagem

E quanto aos Seus discípulos? O que Ele ordenou-lhes que pregassem? “E, convocando os Seus doze discípulos, deu-lhes virtude e poder sobre todos os demônios e para curarem enfermidades; e enviou-os a pregar o Reino de Deus e a curar os enfermos” (Lucas 9:1-2 Lucas 9:1-2 [1] Reunindo os doze, deu-lhes poder e autoridade sobre todos os demônios, e para curarem doenças; [2] e enviou-os a pregar o reino de Deus, e fazer curas,
Almeida Atualizada×
).

Mais tarde, Ele instruiu a outros a proclamar essa mesma mensagem. “E, depois disso, designou o Senhor ainda outros setenta e mandou-os adiante da sua face, de dois em dois, a todas as cidades e lugares aonde ele havia de ir...e dizei-lhes: É chegado a vós o Reino de Deus” (Lucas 10:1 Lucas 10:1Depois disso designou o Senhor outros setenta, e os enviou adiante de si, de dois em dois, a todas as cidades e lugares aonde ele havia de ir.
Almeida Atualizada×
, 9).

Está muito claro que o Reino de Deus foi o tema do ministério de Cristo. No Seu Sermão da Montanha, num dos exemplos mais conhecidos de Sua mensagem, Ele apontou o Reino para Seus seguidores. Ele começou a Sua mensagem dizendo: “Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o Reino dos céus… bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o Reino dos céus” (Mateus 5:3 Mateus 5:3Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus.
Almeida Atualizada×
, 10).

Cristo falou aos Seus seguidores da importância de obedecer à lei de Deus para conseguir entrar nesse Reino: “Qualquer, pois, que violar um destes menores mandamentos e assim ensinar aos homens será chamado o menor no Reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no Reino dos céus. Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no Reino dos céus” (Mateus 5:19-20 Mateus 5:19-20 [19] Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus. [20] Pois eu vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus.
Almeida Atualizada×
).

Ele também avisou que temos de ser submissos à vontade de Deus para entrarmos no Reino: “Nem todo o que Me diz: Senhor, Senhor! Entrará no Reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de Meu Pai, que está nos céus” (Mateus 7:21 Mateus 7:21Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.
Almeida Atualizada×
).

Ele ensinou os Seus seguidores a orar, dizendo: “Venha o Teu Reino” (Mateus 6:10 Mateus 6:10venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu;
Almeida Atualizada×
). E observe atentamente que Ele ordenou-lhes: “Buscai primeiro o Reino de Deus, e a Sua justiça” (Mateus 6:33 Mateus 6:33Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.
Almeida Atualizada×
). A nossa principal prioridade deve ser buscar entrar no Reino de Deus.

Frequentemente, Ele serviu-se de parábolas para ilustrar alguns aspectos do Reino de Deus (Mateus 13, 20, 22, 25; Lucas 13, 19). Em uma de Suas últimas conversas, antes da crucificação, Ele disse a Seus discípulos que não participaria novamente dos símbolos da Páscoa até a Sua volta, quando irá beber “de novo...no Reino de Meu Pai” (Mateus 26:29 Mateus 26:29Mas digo-vos que desde agora não mais beberei deste fruto da videira até aquele dia em que convosco o beba novo, no reino de meu Pai.
Almeida Atualizada×
).

Durante um período de quarenta dias, imediatamente após a Sua morte e ressurreição, Jesus Cristo foi visto pelos Seus seguidores. Note que, mesmo durante esse tempo, Ele continuou “falando do que respeita ao Reino de Deus” (Atos 1:3 Atos 1:3aos quais também, depois de haver padecido, se apresentou vivo, com muitas provas infalíveis, aparecendo-lhes por espaço de quarenta dias, e lhes falando das coisas concernentes ao reino de Deus.
Almeida Atualizada×
).

Qual mensagem foi proclamada pelos seguidores de Cristo?

Jesus Cristo não foi o único a proclamar essa mensagem. Antes de Cristo começar o Seu ministério, João Batista disse ao povo para se arrepender, anunciando que era “chegado o reino dos céus” (Mateus 3:2 Mateus 3:2dizendo: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus.
Almeida Atualizada×
).

Como vimos, o ministério de Jesus era focado no Reino. Segundo as diretrizes de Cristo, os Seus discípulos deveriam continuar proclamando o Reino depois de Sua morte.

A importância da vida, sacrifício e ressurreição de Jesus Cristo foi uma parte vital da mensagem ensinada pelos apóstolos. O apóstolo Pedro deixou isso claro em sua primeira pregação pública no mesmo dia em que a Igreja começou, ao receber, milagrosamente, o Espírito Santo (Atos 2:22-24 Atos 2:22-24 [22] Varões israelitas, escutai estas palavras: A Jesus, o nazareno, varão aprovado por Deus entre vós com milagres, prodígios e sinais, que Deus por ele fez no meio de vós, como vós mesmos bem sabeis; [23] a este, que foi entregue pelo determinado conselho e presciência de Deus, vós matastes, crucificando-o pelas mãos de iníquos; [24] ao qual Deus ressuscitou, rompendo os grilhões da morte, pois não era possível que fosse retido por ela.
Almeida Atualizada×
, 36).

Pedro também falou sobre os conceitos mais amplos do Reino de Deus em seu ministério. Em 2 Pedro 1:10-11 2 Pedro 1:10-11 [10] Portanto, irmãos, procurai mais diligentemente fazer firme a vossa vocação e eleição; porque, fazendo isto, nunca jamais tropeçareis. [11] Porque assim vos será amplamente concedida a entrada no reino eterno do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.
Almeida Atualizada×
, lemos: “Portanto, irmãos, procurai fazer cada vez mais firme a vossa vocação e eleição; porque, fazendo isto, nunca jamais tropeçareis. Porque assim vos será amplamente concedida a entrada no Reino eterno de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.”

Veja também que o povo queria ser batizado por causa da mensagem de Filipe acerca do Reino. “Mas, como cressem em Filipe, que lhes pregava acerca do Reino de Deus e do nome de Jesus Cristo, se batizavam, tanto homens como mulheres” (Atos 8:12 Atos 8:12Mas, quando creram em Filipe, que lhes pregava acerca do reino de Deus e do nome de Jesus, batizavam-se homens e mulheres.
Almeida Atualizada×
).

Paulo anunciou o Reino

E quanto ao apóstolo Paulo? O livro de Atos registra que no princípio de seu apostolado, enquanto estabelecia congregações em várias cidades, ele confirmava “o ânimo dos discípulos, exortando-os a permanecer na fé, pois que por muitas tribulações nos importa entrar no Reino de Deus” (Atos 14:22 Atos 14:22confirmando as almas dos discípulos, exortando-os a perseverarem na fé, dizendo que por muitas tribulações nos é necessário entrar no reino de Deus.
Almeida Atualizada×
). Mais tarde, em Éfeso, Paulo, “entrando na sinagoga, falou ousadamente por espaço de três meses, disputando e persuadindo-os acerca do Reino de Deus” (Atos 19:8 Atos 19:8Paulo, entrando na sinagoga, falou ousadamente por espaço de três meses, discutindo e persuadindo acerca do reino de Deus.
Almeida Atualizada×
).

Paulo descreveu a sua própria pregação em Corinto relacionando-a com o “reino de Deus” (1 Coríntios 4:20 1 Coríntios 4:20Porque o reino de Deus não consiste em palavras, mas em poder.
Almeida Atualizada×
). Ele referiu-se a si próprio e aos seus companheiros como “cooperadores no Reino de Deus” (Colossenses 4:11 Colossenses 4:11e Jesus, que se chama Justo, sendo unicamente estes, dentre a circuncisão, os meus cooperadores no reino de Deus; os quais têm sido para mim uma consolação.
Almeida Atualizada×
).

Paulo, quando esteve em prisão domiciliar em Roma e quase ao fim de seu ministério, recebeu muitos visitantes, “aos quais declarava com bom testemunho o Reino de Deus e procurava persuadi-los à fé de Jesus, tanto pela lei de Moisés como pelos profetas, desde pela manhã até à tarde” (Atos 28:23 Atos 28:23Havendo-lhe eles marcado um dia, muitos foram ter com ele � sua morada, aos quais desde a manhã até a noite explicava com bom testemunho o reino de Deus e procurava persuadí-los acerca de Jesus, tanto pela lei de Moisés como pelos profetas.
Almeida Atualizada×
). Observe que Paulo usava as escrituras do Antigo Testamento — a lei de Moisés e os profetas — para pregar sobre o Reino de Deus e Jesus Cristo.

Alguns deturpam o ensinamento de Paulo ao dizer, erroneamente, que ele pregava um evangelho somente acerca da vida, morte e ressurreição de Cristo. Porém, a verdade é que Paulo pregou uma mensagem sobre ambos, Jesus Cristo e o Reino de Deus. O último versículo do livro de Atos descreve Paulo “pregando o Reino de Deus e ensinando com toda a liberdade as coisas pertencentes ao Senhor Jesus Cristo” (Atos 28:31 Atos 28:31pregando o reino de Deus e ensinando as coisas concernentes ao Senhor Jesus Cristo, com toda a liberdade, sem impedimento algum.
Almeida Atualizada×
).

Aqueles que seguiram os passos de Jesus Cristo ensinaram a mesma mensagem que Ele ensinou. O livro de Atos e as cartas dos apóstolos à igreja primitiva deixam claro que eles ensinaram sobre o Reino de Deus.

O evangelho antes de Jesus Cristo

Alguns acreditam que o evangelho foi introduzido primeiramente por Jesus Cristo em Seu ministério terreno. Mas o evangelho é muito mais antigo. Ele é chamado de “o evangelho eterno” (Apocalipse 14:6 Apocalipse 14:6E vi outro anjo voando pelo meio do céu, e tinha um evangelho eterno para proclamar aos que habitam sobre a terra e a toda nação, e tribo, e língua, e povo,
Almeida Atualizada×
). Os últimos quatro versículos de Hebreus 3 falam da incredulidade da antiga Israel e do triste destino daqueles que morreram no deserto, não entrando na terra prometida. E Hebreus 4:2 Hebreus 4:2Porque também a nós foram pregadas as boas novas, assim como a eles; mas a palavra da pregação nada lhes aproveitou, porquanto não chegou a ser unida com a fé, naqueles que a ouviram.
Almeida Atualizada×
continua a história: “Porque também a nós foram pregadas as boas-novas, como a eles . . .” Israel ouviu o evangelho, mas não o aceitou por falta de fé.

Centenas de anos antes disso, o patriarca Abraão também ouviu o evangelho (Gálatas 3:8 Gálatas 3:8Ora, a Escritura, prevendo que Deus havia de justificar pela fé os gentios, anunciou previamente a boa nova a Abraão, dizendo: Em ti serão abençoadas todas as nações.
Almeida Atualizada×
). Estas duas passagens confirmam que o evangelho estava sendo pregado antes do ministério de Cristo na Terra.

Ao descrever como vai recompensar os que forem fiéis ao Seu caminho de vida quando voltar, Jesus Cristo revelou que o Reino de Deus foi preparado para nós muito antes do que podemos imaginar: “Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o Reino que vos está preparado desde a fundação do mundo” (Mateus 25:34 Mateus 25:34Então dirá o Rei aos que estiverem � sua direita: Vinde, benditos de meu Pai. Possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo;
Almeida Atualizada×
).

O Reino de Deus foi pregado pelos servos de Deus antes do ministério de Jesus Cristo na Terra. Em alguns dos salmos, o rei Davi abordou profeticamente o Reino de Deus. Como ele escreve em Salmos 145:10-13 Salmos 145:10-13 [10] Todas as tuas obras te louvarão, ó Senhor, e os teus santos te bendirão. [11] Falarão da glória do teu reino, e relatarão o teu poder, [12] para que façam saber aos filhos dos homens os teus feitos poderosos e a glória do esplendor do teu reino. [13] O teu reino é um reino eterno; o teu domínio dura por todas as gerações.
Almeida Atualizada×
: “Todas as Tuas obras Te louvarão, ó SENHOR, e os Teus santos Te bendirão. Falarão da glória do Teu reino e relatarão o Teu poder, para que façam saber aos filhos dos homens as Tuas proezas e a glória da magnificência do Teu reino. O Teu reino é um reino eterno; o Teu domínio estende-se a todas as gerações.”

O profeta Daniel também sabia sobre a vinda do Reino de Deus. Ele também foi inspirado a escrever sobre a esse futuro Reino: “O reino, e o domínio, e a majestade dos reinos debaixo de todo o céu serão dados ao povo dos santos do Altíssimo; o Seu reino será um reino eterno, e todos os domínios o servirão e lhe obedecerão” (Daniel 7:27 Daniel 7:27O reino, e o domínio, e a grandeza dos reinos debaixo de todo o céu serão dados ao povo dos santos do Altíssimo. O seu reino será um reino eterno, e todos os domínios o servirão, e lhe obedecerão.
Almeida Atualizada×
).

Entretanto, embora o evangelho tivesse sua origem na fundação do mundo e fora proclamado ao longo das eras, poucos o entenderam até que Jesus Cristo e os apóstolos o proclamaram ao mundo.

Mas, por quê? Como já mencionado, a antiga Israel não creu no evangelho nem teve a fé para aceitá-lo (Hebreus 3:19 Hebreus 3:19E vemos que não puderam entrar por causa da incredulidade.
Almeida Atualizada×
; 4:2). E, além disso, as escrituras do Antigo Testamento não juntavam todas as peças do enigma. Elas davam fascinantes vislumbres do Reino, mas para haver uma melhor compreensão seria necessário esperar a vinda de Jesus Cristo, o revelador dos “mistérios do reino” (Mateus 13:11 Mateus 13:11Respondeu-lhes Jesus: Porque a vós é dado conhecer os mistérios do reino dos céus, mas a eles não lhes é dado;
Almeida Atualizada×
).

Quando Jesus Cristo veio pregando o evangelho do Reino de Deus, Ele estabeleceu os fundamentos que Deus Pai havia planejado desde o início e que foram revelados pelos primeiros profetas. Como o mensageiro do Reino, Jesus revelou as verdades fundamentais que não foram compreendidas nas profecias do Antigo Testamento.

Um dos grandes mal-entendidos sobre o Reino, esclarecido e revelado por Jesus Cristo, foi que milhares de anos separariam Sua primeira vinda, como o Cordeiro sacrificial de Deus (João 1:29 João 1:29No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.
Almeida Atualizada×
), da Sua segunda vinda, como o Rei conquistador desse Reino (Apocalipse 19:11-16 Apocalipse 19:11-16 [11] E vi o céu aberto, e eis um cavalo branco; e o que estava montado nele chama-se Fiel e Verdadeiro; e julga a peleja com justiça. [12] Os seus olhos eram como chama de fogo; sobre a sua cabeça havia muitos diademas; e tinha um nome escrito, que ninguém sabia sabia senão ele mesmo. [13] Estava vestido de um manto salpicado de sangue; e o nome pelo qual se chama é o Verbo de Deus. [14] Seguiam-no os exércitos que estão no céu, em cavalos brancos, e vestidos de linho fino, branco e puro. [15] Da sua boca saía uma espada afiada, para ferir com ela as nações; ele as regerá com vara de ferro; e ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho do furor da ira do Deus Todo-Poderoso. [16] No manto, sobre a sua coxa tem escrito o nome: Rei dos reis e Senhor dos senhores.
Almeida Atualizada×
). A Sua primeira vinda cumpriu uma parte essencial do evangelho do Reino — o Seu sacrifício tornou possível o nosso perdão, justificação e, enfim, a entrada nesse Reino. A Sua segunda vinda trará o estabelecimento desse Reino maravilhoso.

Do princípio ao fim, a Bíblia proclama uma mensagem consistente referente ao Reino de Deus, uma mensagem comunicada pelos servos de Deus ao longo dos tempos. Mas, paradoxalmente, a parte da revelação sobre o Reino de Deus, que foi claramente descrita nas profecias do Antigo Testamento — um reino real governado por um Messias profetizado — parece ser o aspecto menos compreendido do evangelho hoje em dia.

Muitos creem que a fantástica verdade de que os seguidores de Jesus Cristo terão uma vida eterna em um reino eterno torna totalmente desnecessário qualquer reinado terreno literal sobre os seres humanos físicos. Mas, o que diz a Bíblia? Devemos deixar de lado todas as ideias preconcebidas e acreditar nos claros ensinamentos da Palavra de Deus.