Ajuda para hoje e esperança para o amanhã! 

Jesus Cristo Era o Messias?

Você está aqui

Jesus Cristo Era o Messias?

Qual foi o propósito de Jesus Cristo? Por que Ele veio à Terra? Por que Ele voltará outra vez? As respostas a estas perguntas tornam-se evidentes quando examinamos o conceito do Messias.

A palavra hebraica Messias quer dizer “O Ungido”. A unção era usada, entre outras coisas, com o significado de que os reis tinham sido escolhidos por Deus (1 Samuel 15:1 1 Samuel 15:1Disse Samuel a Saul: Enviou-me o Senhor a ungir-te rei sobre o seu povo, sobre Israel; ouve, pois, agora as palavras do Senhor.
Almeida Atualizada×
; 16:12-13; 1 Reis 1:34 1 Reis 1:34E Zadoque, o sacerdote, com Natã, o profeta, ali o ungirão rei sobre Israel. E tocareis a trombeta, e direis: Viva o rei Salomão!
Almeida Atualizada×
). A palavra Cristo significa “O Ungido” em grego, a língua em que foi escrito o Novo Testamento — o mesmo significado da palavra hebraica Messias. Os dois termos significam a mesma coisa (João 1:14 João 1:14E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade; e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai.
Almeida Atualizada×
; 4:25).

As profecias de um rei e um reino

Os hebreus compreendiam que as Escrituras continham muitas profecias sobre um governante nomeado divinamente que restauraria a glória e a grandeza do reino de Israel. Por exemplo, Isaías 9:6-7 Isaías 9:6-7 [6] Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o governo estará sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai Eterno, Príncipe da Paz. [7] Do aumento do seu governo e da paz não haverá fim, sobre o trono de Davi e no seu reino, para o estabelecer e o fortificar em retidão e em justiça, desde agora e para sempre; o zelo do Senhor dos exércitos fará isso.
Almeida Atualizada×
diz: “…o principado está sobre os seus ombros…Do incremento deste principado e da paz, não haverá fim, sobre o trono de Davi e no seu reino, para o firmar e o fortificar em juízo e em justiça, desde agora e para sempre…” (Isaías 9:6-7 Isaías 9:6-7 [6] Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o governo estará sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai Eterno, Príncipe da Paz. [7] Do aumento do seu governo e da paz não haverá fim, sobre o trono de Davi e no seu reino, para o estabelecer e o fortificar em retidão e em justiça, desde agora e para sempre; o zelo do Senhor dos exércitos fará isso.
Almeida Atualizada×
). E Jeremias 23:5 Jeremias 23:5Eis que vêm dias, diz o Senhor, em que levantarei a Davi um Renovo justo; e, sendo rei, reinará e procederá sabiamente, executando o juízo e a justiça na terra.
Almeida Atualizada×
, acrescenta: “Eis que vêm dias, diz o SENHOR, em que levantarei a Davi um Renovo justo; sendo rei, reinará, e prosperará, e praticará o juízo e a justiça na terra”.

Depois dos reinos de Israel e de Judá terem sido levados ao cativeiro, respectivamente, pela Assíria e pela Babilônia, o povo Israelita confiou nessas promessas de libertação. Nos dias de Cristo, os descendentes dos judeus que retornaram da Babilônia à sua terra natal, vários séculos antes, foram subjugados pelo Império Romano. Em sua opressão eles oraram e esperaram pelo Messias prometido, um rei conquistador que os libertaria de seus senhores romanos e restauraria a grandeza de Israel.

Através de muitas profecias, eles deduziram corretamente que o Messias estava prestes a aparecer. A esperança era grande. Quando João Batista entrou em cena, alguns pensaram que ele poderia ser o Messias. As escrituras nos dizem que “estando o povo em expectação e pensando todos de João, em seu coração, se, porventura, seria o Cristo [o Messias]” (Lucas 3:15 Lucas 3:15Ora, estando o povo em expectativa e arrazoando todos em seus corações a respeito de João, se porventura seria ele o Cristo,
Almeida Atualizada×
).

João disse que não era o Messias, apontando o povo para Jesus de Nazaré. Um dos seguidores de João, um pescador de nome André, creu imediatamente em Cristo. “Este achou primeiro a seu irmão Simão e disse-lhe: Achamos o Messias (que, traduzido, é o Cristo)” (João 1:40-41 João 1:40-41 [40] André, irmão de Simão Pedro, era um dos dois que ouviram João falar, e que seguiram a Jesus. [41] Ele achou primeiro a seu irmão Simão, e disse-lhe: Havemos achado o Messias (que, traduzido, quer dizer Cristo).
Almeida Atualizada×
). Ambos, André e Simão (Pedro) tornaram-se discípulos.

Jesus confirma que era o Messias

Em uma conversa com uma mulher samaritana, Jesus admitiu era o tão esperado Messias. “A mulher disse-lhe: Eu sei que o Messias (que se chama o Cristo) vem; quando Ele vier, nos anunciará tudo. Jesus disse-lhe: Eu o sou, Eu que falo contigo” (João 4:25-26 João 4:25-26 [25] Replicou-lhe a mulher: Eu sei que vem o Messias (que se chama o Cristo); quando ele vier há de nos anunciar todas as coisas. [26] Disse-lhe Jesus: Eu o sou, eu que falo contigo.
Almeida Atualizada×
).

Em Seu julgamento, Jesus também admitiu ser o Messias. “O sumo sacerdote lhe tornou a perguntar e disse-Lhe: És Tu o Cristo, [Messias] Filho do Deus Bendito? E Jesus disse-lhe: ‘Eu o sou, e vereis o Filho do Homem assentado à direita do Todo-poderoso e vindo sobre as nuvens do céu’” (Marcos 14:61-62 Marcos 14:61-62 [61] Ele, porém, permaneceu calado, e nada respondeu. Tornou o sumo sacerdote a interrogá-lo, perguntando-lhe: És tu o Cristo, o Filho do Deus bendito? [62] Respondeu Jesus: Eu o sou; e vereis o Filho do homem assentado � direita do Poder e vindo com as nuvens do céu.
Almeida Atualizada×
).

Jesus sabia que tinha nascido para ser rei. Antes de ser crucificado, Jesus foi interrogado por Pôncio Pilatos, que perguntou se Ele era realmente um rei. Jesus respondeu-lhe: “Tu dizes que Eu sou rei. Eu para isso nasci e para isso vim ao mundo…” (João 18:36-37 João 18:36-37 [36] Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; entretanto o meu reino não é daqui. [37] Perguntou-lhe, pois, Pilatos: Logo tu és rei? Respondeu Jesus: Tu dizes que eu sou rei. Eu para isso nasci, e para isso vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade ouve a minha voz.
Almeida Atualizada×
).

A incompreensão dos discípulos

O fato de que o reino de Jesus não era para aquela época foi mal compreendido pela maioria de Seus seguidores. Eles acreditavam que Jesus Cristo encabeçaria uma revolta popular que expulsaria os romanos e estabeleceria uma nova entidade política. Às vezes, alguns dos discípulos até argumentavam entre si quais deles ocupariam as principais posições no novo governo (Mateus 20:20-21 Mateus 20:20-21 [20] Aproximou-se dele, então, a mãe dos filhos de Zebedeu, com seus filhos, ajoelhando-se e fazendo-lhe um pedido. [21] Perguntou-lhe Jesus: Que queres? Ela lhe respondeu: Concede que estes meus dois filhos se sentem, um � tua direita e outro � tua esquerda, no teu reino.
Almeida Atualizada×
; Lucas 9:46 Lucas 9:46E suscitou-se entre eles uma discussão sobre qual deles seria o maior.
Almeida Atualizada×
; 22:24).

O entendimento deles era limitado. Eles não entenderam que primeiro Cristo deveria vir para sofrer e morrer pelos pecados da humanidade e somente depois viria como o rei conquistador que eles aguardavam.

Mesmo depois de Jesus aparecer-lhes outra vez, eles ainda não entendiam. Eles ainda esperavam que Cristo estabelecesse o Reino de Deus naquela época. Observe Atos 1:6-8 Atos 1:6-8 [6] Aqueles, pois, que se haviam reunido perguntavam-lhe, dizendo: Senhor, é nesse tempo que restauras o reino a Israel? [7] Respondeu-lhes: A vós não vos compete saber os tempos ou as épocas, que o Pai reservou � sua própria autoridade. [8] Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samária, e até os confins da terra.
Almeida Atualizada×
: “Aqueles, pois, que se haviam reunido perguntaram-lhe, dizendo: Senhor restaurarás Tu neste tempo o reino a Israel? E disse-lhes: ‘Não vos pertence saber os tempos ou as estações que o Pai estabeleceu pelo Seu próprio poder. Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-Me-eis testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria e até aos confins da terra’” (Atos 1:6-8 Atos 1:6-8 [6] Aqueles, pois, que se haviam reunido perguntavam-lhe, dizendo: Senhor, é nesse tempo que restauras o reino a Israel? [7] Respondeu-lhes: A vós não vos compete saber os tempos ou as épocas, que o Pai reservou � sua própria autoridade. [8] Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samária, e até os confins da terra.
Almeida Atualizada×
).

Jesus explicou que o tempo desse reino não devia ser a principal preocupação deles; na verdade, eles nem saberiam quando ele seria estabelecido. Cristo disse que o foco deles deveria estar na obra que Ele lhes havia designado. O Reino de Deus será estabelecido em seu devido tempo.

Finalmente, eles compreenderam que Jesus de Nazaré era de fato o Messias prometido, que primeiro teve que sofrer e morrer pelos pecados deles. Mais tarde, Ele viria como um rei conquistador para estabelecer o Reino de Deus.

As dezenas de profecias registradas pelos profetas acerca de um Messias — profecias cumpridas por Jesus Cristo — constituem as provas robustas de que a Bíblia é a Palavra de Deus inspirada. Os quatro Evangelhos recordam as profecias do Antigo Testamento e mostram como elas foram cumpridas por Jesus Cristo.

Os Evangelhos também falam de Sua ressurreição e regresso à Terra como rei conquistador. Essa é a mensagem dos Evangelhos — que Jesus Cristo foi o Messias profetizado no Antigo Testamento. Para saber mais sobre o papel de Jesus baixe ou solicite nosso guia de estudo bíblico gratuito Quem é Deus?