Ajuda para hoje e esperança para o amanhã! 

A Abragência Mundial da Profecia

Você está aqui

A Abragência Mundial da Profecia

Deus prometeu a Abraão: “Em ti serão benditas todas as famílias da terra” (Gênesis 12:3 Gênesis 12:3Abençoarei aos que te abençoarem, e amaldiçoarei �quele que te amaldiçoar; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.
Almeida Atualizada×
). Para cumprir esse objetivo, Deus também lhe prometeu: “E far-te-ei [através do povo de Israel] uma grande nação, e abençoar-te-ei, e engrandecerei o teu nome, e tu serás uma bênção. E abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem” (Gênesis 12:2-3 Gênesis 12:2-3 [2] Eu farei de ti uma grande nação; abençoar-te-ei, e engrandecerei o teu nome; e tu, sê uma bênção. [3] Abençoarei aos que te abençoarem, e amaldiçoarei �quele que te amaldiçoar; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.
Almeida Atualizada×
).

Quando examinamos cuidadosamente a profecia bíblica, vemos simplesmente que Deus permanece fiel à Sua promessa. Qualquer pessoa ou nação que se opõe à maneira como Deus decidiu usar o povo de Israel—por causa de Suas promessas a Abraão—está condenada, por fim, ao fracasso. Isto não é porque os israelitas descendentes de Abraão são melhores do que outras nações. É porque essas pessoas se puseram contra a vontade de Deus.

O plano de Deus se estende a todas as nações

Deus é justo. Ele puniu severamente a antiga Israel e a Judá quando se rebelaram contra Ele. Ele abençoa quem está em conformidade com Suas instruções e pune aqueles que são contrários. E, por fim, Ele demonstra não ter nenhuma parcialidade em seu tratamento com os israelitas e os não-israelitas (Deuteronômio 10:17-19 Deuteronômio 10:17-19 [17] Pois o Senhor vosso Deus, é o Deus dos deuses, e o Senhor dos senhores, o Deus grande, poderoso e terrível, que não faz acepção de pessoas, nem recebe peitas; [18] que faz justiça ao órfão e � viúva, e ama o estrangeiro, dando-lhe pão e roupa. [19] Pelo que amareis o estrangeiro, pois fostes estrangeiros na terra do Egito.
Almeida Atualizada×
).

No texto dos Dez Mandamentos, Ele explicou que suas leis se aplicam a todos: “Eu, o senhor, teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a maldade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem e faço misericórdia em milhares aos que me amam e guardam os meus mandamentos” (Êxodo 20:5-6 Êxodo 20:5-6 [5] Não te encurvarás diante delas, nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam. [6] e uso de misericórdia com milhares dos que me amam e guardam os meus mandamentos.
Almeida Atualizada×
).

Deus julga as pessoas pelas respostas às Suas instruções. Ele disse especificamente ao povo da antiga Israel para amar ao estrangeiro porque eles mesmos foram estrangeiros no Egito (Levítico 19:34 Levítico 19:34Como um natural entre vós será o estrangeiro que peregrinar convosco; amá-lo-eis como a vós mesmos; pois estrangeiros fostes na terra do Egito. Eu sou o Senhor vosso Deus.
Almeida Atualizada×
). E explicou a Abraão que Seu plano mestre também tem como finalidade abençoar “todas as famílias da terra” (Gênesis 12:3 Gênesis 12:3Abençoarei aos que te abençoarem, e amaldiçoarei �quele que te amaldiçoar; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.
Almeida Atualizada×
).

Esse plano envolve os descendentes de Abraão através de Jacó em um papel proeminente e especial. Jesus Cristo, evidentemente, é a principal descendência de Abraão no plano (Mateus 1:1 Mateus 1:1Livro da genealogia de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão.
Almeida Atualizada×
, Gálatas 3:29 Gálatas 3:29E, se sois de Cristo, então sois descendência de Abraão, e herdeiros conforme a promessa.
Almeida Atualizada×
); a salvação somente é acessível por meio dEle (Atos 4:10-12 Atos 4:10-12 [10] seja conhecido de vós todos, e de todo o povo de Israel, que em nome de Jesus Cristo, o nazareno, aquele a quem vós crucificastes e a quem Deus ressuscitou dentre os mortos, nesse nome está este aqui, são diante de vós. [11] Ele é a pedra que foi rejeitada por vós, os edificadores, a qual foi posta como pedra angular. [12] E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, em que devamos ser salvos.
Almeida Atualizada×
).

Mas, os outros descendentes naturais de Israel desempenham um papel vital no plano de Deus. É importante que nós compreendamos as implicações, em âmbito mundial, da profecia bíblica para que o papel de Israel não seja mal interpretado. Deus não está enfocado somente em Israel. Seu propósito diz respeito a todas as nações e a todos os povos.

Isaías inicia sua profecia com estas palavras: “Ouvi, ó céus, e presta ouvidos, tu, ó terra” (Isaías 1:2 Isaías 1:2Ouvi, ó céus, e dá ouvidos, ó terra, porque falou o Senhor: Criei filhos, e os engrandeci, mas eles se rebelaram contra mim.
Almeida Atualizada×
). E logo acrescenta: “E acontecerá, nos últimos dias, que se firmará o monte da Casa do senhor no cume dos montes e se exalçará por cima dos outeiros; e concorrerão a ele todas as nações” (Isaías 2:2 Isaías 2:2Acontecerá nos últimos dias que se firmará o monte da casa do Senhor, será estabelecido como o mais alto dos montes e se elevará por cima dos outeiros; e concorrerão a ele todas as nações.
Almeida Atualizada×
). No último capítulo do mesmo livro, Deus nos diz através de Isaías: “O tempo vem, em que ajuntarei todas as nações . . . e virão e verão a minha glória”  (Isaías 66:18 Isaías 66:18Pois eu conheço as suas obras e os seus pensamentos; vem o dia em que ajuntarei todas as nações e línguas; e elas virão, e verão a minha glória.
Almeida Atualizada×
).

A profecia transcende as fronteiras nacionais. Embora Deus concentre mais atenção em seu plano para os descendentes de Abraão, Ele não se esquece do resto da humanidade (Atos 10:34-35 Atos 10:34-35 [34] Então Pedro, tomando a palavra, disse: Na verdade reconheço que Deus não faz acepção de pessoas; [35] mas que lhe é aceitável aquele que, em qualquer nação, o teme e pratica o que é justo.
Almeida Atualizada×
). Ele abençoará a todos os que Lhe obedecem e punirá a todos os que obstinadamente são contra Sua vontade— tanto israelitas quanto outras nações.

O propósito de longo alcance de Deus é mudar o comportamento de todas as pessoas. Isto é porque Ele não quer “que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se” (2 Pedro 3:9 2 Pedro 3:9O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; porém é longânimo para convosco, não querendo que ninguém se perca, senão que todos venham a arrepender-se.
Almeida Atualizada×
). Ele prometeu, “a minha casa será chamada Casa de Oração para todos os povos” (Isaías 56:7 Isaías 56:7sim, a esses os levarei ao meu santo monte, e os alegrarei na minha casa de oração; os seus holocaustos e os seus sacrifícios serão aceitos no meu altar; porque a minha casa será chamada casa de oração para todos os povos.
Almeida Atualizada×
). A profecia explica como isso vai acontecer.

Deus amou o mundo

Embora Deus tenha escolhido Israel como um “tesouro pessoal dentre todas as nações” (Êxodo 19:5 Êxodo 19:5Agora, pois, se atentamente ouvirdes a minha voz e guardardes o meu pacto, então sereis a minha possessão peculiar dentre todos os povos, porque minha é toda a terra;
Almeida Atualizada×
, NVI), seu propósito vai muito além dos israelitas. Moisés explicou isto, quando Deus estava estabelecendo Israel como nação: “Eu lhes ensinei decretos e leis, como me ordenou o Senhor . . . Vocês devem obedecer-lhes e cumpri-los, pois assim os outros povos verão a sabedoria e o discernimento de vocês. Quando eles ouvirem todos estes decretos dirão: ‘De fato esta grande nação é um povo sábio e inteligente’” (Deuteronômio 4:5-6 Deuteronômio 4:5-6 [5] Eis que vos ensinei estatutos e preceitos, como o Senhor meu Deus me ordenou, para que os observeis no meio da terra na qual estais entrando para a possuirdes. [6] Guardai-os e observai-os, porque isso é a vossa sabedoria e o vosso entendimento � vista dos povos, que ouvirão todos estes, estatutos, e dirão: Esta grande nação é deveras povo sábio e entendido.
Almeida Atualizada×
, NVI).

Sob protestos, o profeta Jonas foi enviado por Deus para profetizar aos gentios da cidade de Nínive. Seus cidadãos responderam ao seu aviso e se arrependeram, e Deus os poupou. Ele se preocupa com todos os povos.

Deus entregou a Israel a responsabilidade crucial de viver os Seus caminhos como um modelo para o benefício de outras nações. Naquela época, os israelitas não tinham um coração para obedecer a Deus (Jeremias 7:23-24 Jeremias 7:23-24 [23] Mas isto lhes ordenei: Dai ouvidos � minha voz, e eu serei o vosso Deus, e vós sereis o meu povo; andai em todo o caminho que eu vos mandar, para que vos vá bem. [24] Mas não ouviram, nem inclinaram os seus ouvidos; porém andaram nos seus próprios conselhos, no propósito do seu coração malvado; e andaram para trás, e não para diante.
Almeida Atualizada×
). Então, seu sucesso como um modelo foi de curta duração. Ao longo do tempo a sua conduta degenerou-se ao mesmo nível das outras nações ao seu redor.

Finalmente, Deus retirou temporariamente Suas bênçãos dos descendentes de Abraão e eles foram levados para o cativeiro. Deus, então, ofereceu a Nabucodonosor, rei gentio da Babilônia, uma oportunidade incomum para servi-Lo. Daniel, o profeta que era um importante administrador no governo de Nabucodonosor, registrou que Deus ofereceu a este monarca gentio a chance de se arrepender de seus pecados e aplicar as leis de Deus em seu reino.

As nações e as pessoas no vasto império de Nabucodonosor teriam sido beneficiadas imensamente se ele tivesse aceitado a oferta de Deus. E então, este conhecimento e compreensão dos caminhos de Deus poderiam ter sido passados para as gerações futuras.

Deus permitiu que Nabucodonosor governasse um império cuja cultura e influência se estenderia muito além dele e alcançaria os impérios e culturas que sucederiam a Babilônia. Mas, porque Nabucodonozor não se submeteu a Deus, a influência da Babilônia seria muito mais para o mal do que para o bem. As Escrituras mostram essa influência maligna continuaria através do tempo até a segunda vinda de Jesus Cristo (Apocalipse 17:5 Apocalipse 17:5e na sua fronte estava escrito um nome simbólico: A grande Babilônia, a mãe das prostituições e das abominações da terra.
Almeida Atualizada×
; 18:2).

O futuro revelado a um rei gentio

Para chamar a atenção de Nabucodonosor, Deus revelou-lhe, através de um sonho, um vislumbre do futuro. Daniel explica ao rei que “há um Deus nos céus, o qual revela os segredos; ele, pois, fez saber ao rei Nabucodonosor o que há de ser no fim dos dias” (Daniel 2:28 Daniel 2:28mas há um Deus no céu, o qual revela os mistérios; ele, pois, fez saber ao rei Nabucodonozor o que há de suceder nos últimos dias. O teu sonho e as visões que tiveste na tua cama são estas:
Almeida Atualizada×
).

Daniel continuou: “O Deus dos céus te tem dado o reino . . . E, depois de ti, se levantará outro reino, inferior ao teu, e um terceiro reino, de metal, o qual terá domínio sobre toda a terra. E o quarto reino será forte como ferro . . . Mas, nos dias desses reis, o Deus do céu levantará um reino que não será jamais destruído; . . . e será estabelecido para sempre” (vv. 37-44).

Por causa dos pecados de Israel, Deus concedeu a governantes gentios o domínio naquela região até o último reino—o Reino de Deus—ser estabelecido na volta de Cristo. Deus revelou esta profecia básica—que é um esboço dos futuros poderes dominantes naquela região—a Nabucodonosor.

Na mesma época, Deus enviou Daniel para dizer ao monarca: “Ó rei, aceita o meu conselho e desfaze os teus pecados pela justiça” (Daniel 4:27 Daniel 4:27Portanto, ó rei, aceita o meu conselho, e põe fim aos teus pecados, praticando a justiça, e �s tuas iniqüidades, usando de misericórdia com os pobres, se, porventura, se prolongar a tua tranqüilidade.
Almeida Atualizada×
). Embora, temporariamente, tenha reconhecido a grandeza de Deus, Nabucodonosor realmente nunca aceitou a advertência de Daniel.

Deus humilhou ao rei, entregando-o completamente à insanidade por sete anos. Durante esse tempo, ele estava incapaz de administrar os negócios da Babilônia. Daniel tinha lhe avisado: “Serás tirado de entre os homens, e a tua morada será com os animais do campo, e te farão comer erva como os bois . . . até que conheças que o Altíssimo tem domínio sobre o reino dos homens e o dá a quem quer” (Daniel 4:25 Daniel 4:25serás expulso do meio dos homens, e a tua morada será com os animais do campo, e te farão comer erva como os bois, e serás molhado do orvalho do céu, e passar-se-ão sete tempos por cima de ti; até que conheças que o Altíssimo tem domínio sobre o reino dos homens, e o dá a quem quer.
Almeida Atualizada×
). Deus quis ter certeza de que Nabucodonosor não teria nenhuma desculpa para desobedecê-Lo.

Quando tudo acabou, Nabucodonosor emitiu uma proclamação: “Nabucodonosor, rei, a todos os povos, nações e línguas que moram em toda a terra: paz vos seja multiplicada! pareceu-me bem fazer conhecidos os sinais e maravilhas que Deus, o Altíssimo, tem feito para comigo. quão grandes são os seus sinais, e quão poderosas, as suas maravilhas! O seu reino é um reino sempiterno, e o seu domínio, de geração em geração” (versículos 1-3).

O rei da Babilônia reconheceu o poder e a autoridade de Deus sobre a terra. Mas, não temos indicação de que ele mudou permanentemente os seus caminhos idólatras e que tenha começado a servir somente ao Deus verdadeiro. Ele veio a entender, no entanto, que o Deus de Daniel era maior do que todos os outros deuses que ele adorava.

Uma lição da história

O que Deus tem mostrado, e a história repetidamente provado, é que nem os líderes nacionais nem os seus súditos são capazes de obedecer a Deus, de maneira consistente e por conta própria. Paulo resumiu isso quando ele escreveu: “Pois quê? Somos nós [os judeus] mais excelentes [que os gentios]? De maneira nenhuma! Pois já dantes demonstramos que, tanto judeus como gregos [gentios], todos estão debaixo do pecado, como está escrito: Não há um justo, nem um sequer. Não há ninguém que entenda; não há ninguém que busque a Deus. Todos se extraviaram e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só” (Romanos 3:9-12 Romanos 3:9-12 [9] Pois quê? Somos melhores do que eles? De maneira nenhuma, pois já demonstramos que, tanto judeus como gregos, todos estão debaixo do pecado; [10] como está escrito: Não há justo, nem sequer um. [11] Não há quem entenda; não há quem busque a Deus. [12] Todos se extraviaram; juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só.
Almeida Atualizada×
).

Não até Jesus Cristo estabelecer o Reino de Deus na terra, e Deus dar o Seu Espírito a “toda carne” (Joel 2:28 Joel 2:28Acontecerá depois que derramarei o meu Espírito sobre toda a carne; vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos anciãos terão sonhos, os vossos mancebos terão visões;
Almeida Atualizada×
, Atos 2:17 Atos 2:17E acontecerá nos últimos dias, diz o Senhor, que derramarei do meu Espírito sobre toda a carne; e os vossos filhos e as vossas filhas profetizarão, os vossos mancebos terão visões, os vossos anciãos terão sonhos;
Almeida Atualizada×
, 38), àqueles que voluntariamente se arrependerem, poderá haver justiça pelo mundo inteiro. Deus revelou esta mesma verdade, a Nabucodonosor, através de Daniel: “O Deus do céu levantará um reino que não será jamais destruído; e esse reino não passará a outro povo; esmiuçará e consumirá todos esses reinos e será estabelecido para sempre” (Daniel 2:44 Daniel 2:44Mas, nos dias desses reis, o Deus do céu suscitará um reino que não será jamais destruído; nem passará a soberania deste reino a outro povo; mas esmiuçará e consumirá todos esses reinos, e subsistirá para sempre.
Almeida Atualizada×
).

Esta verdade é o foco da profecia bíblica. A profecia mostra como o Deus Criador intervirá nos assuntos da humanidade e estabelecerá o Seu Reino, que trará paz, justiça e salvação para toda a humanidade.

A profecia bíblica tem alcance mundial. É centrado somente em um Governante—Jesus Cristo, o Filho de Deus—que pode estabelecer uma utopia na terra.

Agora veremos como essa utopia prometida surgirá.