Ajuda para hoje e esperança para o amanhã! 

Será que o Dízimo foi abolido pela Nova Aliança?

Você está aqui

Será que o Dízimo foi abolido pela Nova Aliança?

Frequentemente, algumas pessoas pregam essa ideia, dizendo: “O dízimo do Antigo Testamento foi substituído pelas doações do Novo Testamento”. Na prática, essa crença significa que agora as pessoas podem determinar por si mesmas quanto dão de suas rendas para Deus. Mas será isso que a Bíblia ensina?

O fato é que a Bíblia revela que Deus deu à humanidade algumas de Suas leis antes da instituição da Antiga Aliança no Sinai. Na realidade, Deus tinha revelado àquelas pessoas, com quem Ele estava trabalhando, o princípio do dízimo e outros mandamentos, estatutos e leis àqueles séculos antes da Antiga Aliança (Gênesis 14:16-20 Gênesis 14:16-20 [16] Assim tornou a trazer todos os bens, e tornou a trazer também a Ló, seu irmão, e os bens dele, e também as mulheres e o povo. [17] Depois que Abrão voltou de ferir a Quedorlaomer e aos reis que estavam com ele, saiu-lhe ao encontro o rei de Sodoma, no vale de Savé (que é o vale do rei). [18] Ora, Melquisedeque, rei de Salém, trouxe pão e vinho; pois era sacerdote do Deus Altíssimo; [19] e abençoou a Abrão, dizendo: bendito seja Abrão pelo Deus Altíssimo, o Criador dos céus e da terra! [20] E bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus inimigos nas tuas mãos! E Abrão deu-lhe o dízimo de tudo.
Almeida Atualizada×
; 26:5; 28:22). Porque essas leis refletem o amor de Deus pela humanidade e Sua orientação sobre como ter uma vida abundante, por isso elas foram incluídas na Antiga Aliança que Deus fez com Israel.

Quando a Antiga Aliança foi substituída pela Nova Aliança (Hebreus 8:6-8 Hebreus 8:6-8 [6] Mas agora alcançou ele ministério tanto mais excelente, quanto é mediador de um melhor pacto, o qual está firmado sobre melhores promessas. [7] Pois, se aquele primeiro fora sem defeito, nunca se teria buscado lugar para o segundo. [8] Porque repreendendo-os, diz: Eis que virão dias, diz o Senhor, em que estabelecerei com a casa de Israel e com a casa de Judá um novo pacto.
Almeida Atualizada×
), no momento da crucificação de Cristo, as instruções de Deus para a felicidade e benefício da humanidade, que precederam a Antiga Aliança, não chegaram ao fim. Em vez disso, a Nova Aliança tornou possível que as pessoas terem as leis de Deus arraigadas em suas mentes e corações (versículo 10). O fato é que o dízimo—um décimo de nossa renda—continua válido, como forma de honrar a Deus através da obediência às Suas instruções.

Para aprender mais sobre esse importante princípio, solicite o nosso guia de estudo bíblico “O que a Bíblia Ensina Sobre o Dízimo?” e para compreender mais o que se espera dos cristãos sob a nova aliança, leia esse outro guia de estudo bíblico A Nova Aliança: Será que a Lei de Deus foi Abolida?