Ajuda para hoje e esperança para o amanhã! 

Não é só uma questão de dieta

Não é só uma questão de dieta

Se a qualquer momento as distinções entre carnes limpas e imundas deixaram de existir, isso não deveria ter sido esclarecido na Bíblia através do exemplo dos servos de Deus?

Pelo contrário, ainda no tempo da Igreja primitiva, encontramos os seguidores de Cristo evitando escrupulosamente comer carne de animais que Deus havia revelado como imunda (Atos 10:14 Atos 10:14Mas Pedro respondeu: De modo nenhum, Senhor, porque nunca comi coisa alguma comum e imunda.
Almeida Atualizada×
; 11:8). As profecias do fim dos tempos fazem as mesmas distinções (Apocalipse 18:2 Apocalipse 18:2E ele clamou com voz forte, dizendo: Caiu, caiu a grande Babilônia, e se tornou morada de demônios, e guarida de todo espírito imundo, e guarida de toda ave imunda e detestável.
Almeida Atualizada×
; Isaías 66:15-17 Isaías 66:15-17 [15] Pois, eis que o Senhor virá com fogo, e os seus carros serão como o torvelinho, para retribuir a sua ira com furor, e a sua repreensão com chamas de fogo. [16] Porque com fogo e com a sua espada entrará o Senhor em juízo com toda a carne; e os que forem mortos pelo Senhor serão muitos. [17] Os que se santificam, e se purificam para entrar nos jardins após uma deusa que está no meio, os que comem da carne de porco, e da abominação, e do rato, esses todos serão consumidos, diz o Senhor.
Almeida Atualizada×
).

Mas não é somente uma questão de dieta. Um estudo minucioso da Bíblia nos ajuda a entender outras dimensões do significado da separação entre carnes limpas e imundas.

A Palavra de Deus descreve a carne de animais imundos como uma “abominação” (Levítico 11:10-13 Levítico 11:10-13 [10] Mas todo o que não tem barbatanas, nem escamas, nos mares e nos rios, todo réptil das águas, e todos os animais que vivem nas águas, estes vos serão abomináveis, [11] tê-los-eis em abominação; da sua carne não comereis, e abominareis os seus cadáveres. [12] Tudo o que não tem barbatanas nem escamas, nas águas, será para vós abominável. [13] Dentre as aves, a estas abominareis; não se comerão, serão abominãveis: a águia, o quebrantosso, o xofrango,
Almeida Atualizada×
, 20, 23, 41-42) e “abominável” (Deuteronômio 14:3 Deuteronômio 14:3Nenhuma coisa abominável comereis.
Almeida Atualizada×
, ARA) — e à luz disso, somos advertidos a não consumir tais carnes (Levítico 11:43 Levítico 11:43Não vos tomareis abomináveis por nenhum animal rasteiro, nem neles vos contaminareis, para não vos tornardes imundos por eles.
Almeida Atualizada×
). Estas são palavras fortes, mas a lição é que precisamos aceitar todos os aspectos da Bíblia, inclusive as leis alimentícias básicas de Levítico 11 e Deuteronômio 14.

Ao instituir o sistema de sacrifício para a antiga Israel, Deus ordenou muitos sacrifícios específicos que envolviam animais. Contudo, em nenhum lugar Ele ordena ou permite o sacrifício de um animal imundo, nem há registros de que algum dos servos de Deus tenha sacrificado esse tipo de animal para Ele. Pois, esse tipo de sacrifício misturaria o sagrado com aquilo que Deus designara como impuro e contaminado. E isso simplesmente seria impensável para um verdadeiro servo de Deus porque seria uma afronta ao próprio Criador.