Ajuda para hoje e esperança para o amanhã! 

Perguntas e Respostas Sobre o Dízimo

Você está aqui

Perguntas e Respostas Sobre o Dízimo

O dízimo é voluntário?

Sim, no sentido de que todo aquele que honra a Deus e obedece a Suas instruções o praticará de forma voluntária. Deus nunca força ninguém a agir contra a sua vontade. Ao mesmo tempo, no entanto, Ele espera que pratiquemos o dízimo, pois o ato de não dar o dízimo equivale ao roubo e ademais acarretará em maldição (Malaquias 3:8 Malaquias 3:8Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas alçadas.
Almeida Atualizada×
). Assim, o dízimo não é voluntário no sentido de ser algo opcional. Nem Deus nos permite decidir arbitrariamente o valor mínimo que devemos Lhe dar. Através do Seu sistema de dízimo Deus revela o valor mínimo que deve retornar a Ele de tudo o que Ele nos dá. Uma vez que Deus é nosso Criador e porque tudo pertence a Ele (Salmos 24:1 Salmos 24:1Do Senhor é a terra e a sua plenitude; o mundo e aqueles que nele habitam.
Almeida Atualizada×
; Ageu 2:8 Ageu 2:8Minha é a prata, e meu é o ouro, diz o Senhor dos exércitos.
Almeida Atualizada×
), assim Ele tem o direito de estabelecer esse sistema de apoio financeiro para Seus objetivos espirituais.

O dízimo era praticado antes da aliança nacional de Deus com Israel?

Abraão e Jacó entendiam e praticavam dízimo. Abraão deu o dízimo de todos os despojos de uma missão de resgate (Gênesis 14:20 Gênesis 14:20E bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus inimigos nas tuas mãos! E Abrão deu-lhe o dízimo de tudo.
Almeida Atualizada×
), e Jacó, ao chegar a uma relação mais próxima com Deus, prometeu dar a Deus o dízimo (um décimo, dez por cento) de tudo o que Ele o abençoasse (Gênesis 28:22 Gênesis 28:22então esta pedra que tenho posto como coluna será casa de Deus; e de tudo quanto me deres, certamente te darei o dízimo.
Almeida Atualizada×
).

Os sacerdotes e levitas também davam o dízimo?

Deus deu o dízimo aos levitas para o seu trabalho no tabernáculo e como uma herança (Números 18:21 Números 18:21Eis que aos filhos de Levi tenho dado todos os dízimos em Israel por herança, pelo serviço que prestam, o serviço da tenda da revelação.
Almeida Atualizada×
, 24). Porém, de todo dízimo que recebessem eles também deveriam pagar o dízimo (versículo 26). Entre os levitas Deus escolheu Arão e sua família para servir como sacerdotes (Êxodo 4:14 Êxodo 4:14Então se acendeu contra Moisés a ira do Senhor, e disse ele: Não é Arão, o levita, teu irmão? eu sei que ele pode falar bem. Eis que ele também te sai ao encontro, e vendo-te, se alegrará em seu coração.
Almeida Atualizada×
; Números 3:10 Números 3:10Mas a Arão e a seus filhos ordenarás que desempenhem o seu sacerdócio; e o estranho que se chegar será morto.
Almeida Atualizada×
). Então, Arão e sua família mesmo sendo levitas também teriam que pagar o dízimo.

A prática do dízimo foi ordenada somente a Israel?

A intenção de Deus era que Israel fosse um modelo para outras nações (Deuteronômio 28:1 Deuteronômio 28:1Se ouvires atentamente a voz do Senhor teu Deus, tendo cuidado de guardar todos os seus mandamentos que eu hoje te ordeno, o Senhor teu Deus te exaltará sobre todas as nações da terra;
Almeida Atualizada×
). Em Romanos 2:6-15 Romanos 2:6-15 [6] que retribuirá a cada um segundo as suas obras; [7] a saber: a vida eterna aos que, com perseverança em favor o bem, procuram glória, e honra e incorrupção; [8] mas ira e indignação aos que são contenciosos, e desobedientes � iniqüidade; [9] tribulação e angústia sobre a alma de todo homem que pratica o mal, primeiramente do judeu, e também do grego; [10] glória, porém, e honra e paz a todo aquele que pratica o bem, primeiramente ao judeu, e também ao grego; [11] pois para com Deus não há acepção de pessoas. [12] Porque todos os que sem lei pecaram, sem lei também perecerão; e todos os que sob a lei pecaram, pela lei serão julgados. [13] Pois não são justos diante de Deus os que só ouvem a lei; mas serão justificados os que praticam a lei [14] (porque, quando os gentios, que não têm lei, fazem por natureza as coisas da lei, eles, embora não tendo lei, para si mesmos são lei. [15] pois mostram a obra da lei escrita em seus corações, testificando juntamente a sua consciência e os seus pensamentos, quer acusando-os, quer defendendo-os),
Almeida Atualizada×
, o apóstolo Paulo explica que todas as nações serão julgadas pela mesma lei de Deus. O Cristianismo da Bíblia não refuta a lei ou a sua ligação com Israel. Em vez disso, aqueles que se tornaram parte da Igreja do Novo Testamento foram chamados de “o Israel de Deus” (Gálatas 6:16 Gálatas 6:16E a todos quantos andarem conforme esta norma, paz e misericórdia sejam sobre eles e sobre o Israel de Deus.
Almeida Atualizada×
).

O dízimo incidia apenas sobre os produtos agrícolas?

Em Gênesis 14 Abraão resgata algumas pessoas e recupera seus bens (versículo 16). Quanto aos despojos, Abraão deu o dízimo “de tudo” (versículo 20; Hebreus 7:2 Hebreus 7:2a quem também Abraão separou o dízimo de tudo (sendo primeiramente, por interpretação do seu nome, rei de justiça, e depois também rei de Salém, que é rei de paz;
Almeida Atualizada×
). O dízimo não estava limitado aos produtos agrícolas. Em 2 Crônicas 31:5 2 Crônicas 31:5Logo que esta ordem se divulgou, os filhos de Israel trouxeram em abundância as primícias de trigo, mosto, azeite, mel e todo produto do campo; também trouxeram em abundância o dízimo de tudo.
Almeida Atualizada×
, lemos que Israel trouxe “muitas primícias de trigo, e de mosto, e de azeite, e de mel, e de toda a novidade do campo; também os dízimos de tudo trouxeram em abundância”.

E como a economia da antiga Israel era predominantemente agrícola, esse versículo identifica adequadamente tais produtos. Mas devemos observar também que a frase “os dízimos de tudo” permite entender que havia produtos não agrícolas. Da mesma forma, Provérbios 3:9 Provérbios 3:9Honra ao Senhor com os teus bens, e com as primícias de toda a tua renda;
Almeida Atualizada×
(ACF) nos diz: “Honra ao senhor com os teus bens e com a primeira parte de todos os teus ganhos”. Deus quer que O honremos com todo o acréscimo e não apenas com os acréscimos da agricultura. Seria incoerente admitir que Deus esperasse que apenas agricultores dessem o dízimo enquanto dispensasse todos os outros desse mandamento.

Quantos dízimos são citados na Bíblia?

A Bíblia explica que os dízimos (um décimo, Levítico 27:32 Levítico 27:32Quanto a todo dízimo do gado e do rebanho, de tudo o que passar debaixo da vara, esse dízimo será santo ao Senhor.
Almeida Atualizada×
) eram destinados a três fins: para sustentar o ministério levítico (Números 18:21 Números 18:21Eis que aos filhos de Levi tenho dado todos os dízimos em Israel por herança, pelo serviço que prestam, o serviço da tenda da revelação.
Almeida Atualizada×
), para prover meios ao povo de Deus de observar Suas festas ordenadas (Deuteronômio 14:22-27 Deuteronômio 14:22-27 [22] Certamente darás os dízimos de todo o produto da tua semente que cada ano se recolher do campo. [23] E, perante o Senhor teu Deus, no lugar que escolher para ali fazer habitar o seu nome, comerás os dízimos do teu grão, do teu mosto e do teu azeite, e os primogênitos das tuas vacas e das tuas ovelhas; para que aprendas a temer ao Senhor teu Deus por todos os dias. [24] Mas se o caminho te for tão comprido que não possas levar os dízimos, por estar longe de ti o lugar que Senhor teu Deus escolher para ali por o seu nome, quando o Senhor teu Deus te tiver abençoado; [25] então vende-os, ata o dinheiro na tua mão e vai ao lugar que o Senhor teu Deus escolher. [26] E aquele dinheiro darás por tudo o que desejares, por bois, por ovelhas, por vinho, por bebida forte, e por tudo o que te pedir a tua alma; comerás ali perante o Senhor teu Deus, e te regozijarás, tu e a tua casa. [27] Mas não desampararás o levita que está dentro das tuas portas, pois não tem parte nem herança contigo.
Almeida Atualizada×
) e para ajudar aos pobres (versículos 28-29). Embora alguns tenham assumido que apenas um dízimo deveria ser separado e, em seguida, dividido individualmente entre estas três categorias como bem entendessem, mas as instruções da Bíblia contradiz esta hipótese.

Números 18:21 Números 18:21Eis que aos filhos de Levi tenho dado todos os dízimos em Israel por herança, pelo serviço que prestam, o serviço da tenda da revelação.
Almeida Atualizada×
menciona Deus dando aos filhos de Levi todos os dízimos, ou décimos, do seu acréscimo. Se os levitas deviam receber apenas parte de um dízimo, Deus não teria prometido-lhes dez por cento. Evidentemente, Deus não mente (Números 23:19 Números 23:19Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa. Porventura, tendo ele dito, não o fará? ou, havendo falado, não o cumprirá?
Almeida Atualizada×
; Tito 1:2 Tito 1:2na esperança da vida eterna, a qual Deus, que não pode mentir, prometeu antes dos tempos eternos,
Almeida Atualizada×
). Da mesma forma, Deuteronômio 14:23 Deuteronômio 14:23E, perante o Senhor teu Deus, no lugar que escolher para ali fazer habitar o seu nome, comerás os dízimos do teu grão, do teu mosto e do teu azeite, e os primogênitos das tuas vacas e das tuas ovelhas; para que aprendas a temer ao Senhor teu Deus por todos os dias.
Almeida Atualizada×
fala de uma pessoa usando um décimo, dez por cento, de seu acréscimo para as festas, e Deuteronômio 14:28-29 Deuteronômio 14:28-29 [28] Ao fim de cada terceiro ano levarás todos os dízimos da tua colheita do mesmo ano, e os depositarás dentro das tuas portas. [29] Então virá o levita (pois nem parte nem herança tem contigo), o peregrino, o órfão, e a viúva, que estão dentro das tuas portas, e comerão, e fartar-se-ão; para que o Senhor teu Deus te abençoe em toda obra que as tuas mãos fizerem.
Almeida Atualizada×
fala de dez por cento, a cada três anos, para ser usado para ajudar aqueles que passam necessidade. Portanto, três dízimos distintos, é a única maneira de explicar apropriadamente as instruções dadas nessas diferentes passagens.

Além da Bíblia, há alguma evidência histórica sobre a existência de mais de um dízimo?

Josefo, um historiador judeu do primeiro século, que escreveu bastante sobre a história e costumes judaicos explica em duas ocasiões que havia mais de um dízimo. Primeiro, ele escreve: “Que seja retirado do vosso fruto um décimo, além das décimas devidas aos sacerdotes e aos levitas. Este você pode vender no campo, mas é para ser usado naquelas festas e sacrifícios que devem ser celebrados na cidade santa: porque é razoável que apreciem os frutos da terra que Deus te deu para possuires, de modo que possam ser para a honra do doador” (Josefo, Antiquidades Judaicas, livro 4, capítulo 8, seção 8).

Ele continua: “Além das duas décimas, que já disse que você deve pagar a cada ano, uma aos levitas e outra para as festas sagradas, você deve trazer cada terceiro ano um terceiro dízimo para ser distribuído aqueles com necessidades; às mulheres que também sejam viúvas, e às crianças que são órfãos” (Antiquidades Judaicas, Livro 4, capítulo 8, seção 22).

Outras antigas fontes históricas, inclusive a Septuaginta (meados do século II a.C., tradução grega do Antigo Testamento) e o Livro dos Jubileus (uma obra pseudepigráfica de meados do segundo século a.C.), descrevem os múltiplos dízimos. Os escritores posteriores da igreja como Jerônimo (ca. 347-420, tradutor principal da versão Vulgata Latina da Bíblia) e Crisóstomo (347-407) também ensinaram que os israelitas davam múltiplos dízimos.

Que importância o dízimo tem para Deus?

Em Malaquias 3:8 Malaquias 3:8Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas alçadas.
Almeida Atualizada×
Deus diz: “Roubará o homem a Deus? Todavia, vós me roubais e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas alçadas”. Deus diz que aqueles que se recusam a dar-Lhe o dízimo e as ofertas estão roubando―transgredindo um dos Dez Mandamentos (Êxodo 20:15 Êxodo 20:15Não furtarás.
Almeida Atualizada×
; Deuteronômio 5:19 Deuteronômio 5:19Não furtarás.
Almeida Atualizada×
).

Os comentários sobre o dízimo no livro de Malaquias referem-se apenas ao sacerdócio ou também se referem a todos os outros?

Algumas instruções de Deus no livro de Malaquias eram dirigidas aos sacerdotes (Malaquias 1:8 Malaquias 1:8Pois quando ofereceis em sacrifício um animal cego, isso não é mau? E quando ofereceis o coxo ou o doente, isso não é mau? Ora apresenta-o ao teu governador; terá ele agrado em ti? ou aceitará ele a tua pessoa? diz o Senhor dos exércitos.
Almeida Atualizada×
) porque eles tinham a responsabilidade de ensinar as pessoas sobre a lei de Deus (Deuteronômio 33:8-10 Deuteronômio 33:8-10 [8] De Levi disse: Sejam teu Tumim e teu Urim para o teu homem santo, que provaste em Massá, com quem contendeste junto �s águas de Meribá; [9] aquele que disse de seu pai e de sua mãe: Nunca os vi, e não reconheceu a seus irmãos, e não conheceu a seus filhos; pois esses levitas guardaram a tua palavra e observaram o teu pacto. [10] Ensinarão os teus preceitos a Jacó, e a tua lei a Israel; chegarão incenso ao seu nariz, e porão holocausto sobre o teu altar.
Almeida Atualizada×
; Malaquias 2:7 Malaquias 2:7Pois os lábios do sacerdote devem guardar o conhecimento, e da sua boca devem os homens procurar a instrução, porque ele é o mensageiro do Senhor dos exércitos.
Almeida Atualizada×
). Mas Deus não disse que somente os sacerdotes são os únicos culpados de desobediência. Em referência a omissão dos dízimos e ofertas, Deus disse: “toda a nação”, era culpada desse pecado (Malaquias 3:9 Malaquias 3:9Vós sois amaldiçoados com a maldição; porque a mim me roubais, sim, vós, esta nação toda.
Almeida Atualizada×
).

Embora os dois primeiros capítulos de Malaquias sejam dirigidos aos pecados de Israel naquela época, os dois últimos capítulos falam da segunda vinda de Cristo e do lago de fogo. Curiosamente, a repreensão de Deus a respeito do dízimo é encontrada nesta seção que é claramente profética. Além disso, as questões abordadas em Malaquias (acerca da lei de Deus, mestres fiéis, evitar o divórcio e pagar os dízimos) eram importantes para todos os israelitas no tempo de Malaquias, quando foi escrito, e continuam sendo questões muito importantes para o povo 
de Deus.

O dízimo foi abolido sob a Nova Aliança?

Absolutamente não. Embora alguns presumam que as leis de Deus foram abolidas pela Nova Aliança, Jeremias 31:31-33 Jeremias 31:31-33 [31] Eis que os dias vêm, diz o Senhor, em que farei um pacto novo com a casa de Israel e com a casa de Judá, [32] não conforme o pacto que fiz com seus pais, no dia em que os tomei pela mão, para os tirar da terra do Egito, esse meu pacto que eles invalidaram, apesar de eu os haver desposado, diz o Senhor. [33] Mas este é o pacto que farei com a casa de Israel depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei a minha lei no seu interior, e a escreverei no seu coração; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo.
Almeida Atualizada×
e Hebreus 8 e 10 confirmam que, sob a Nova Aliança as leis de Deus seriam escritas nos corações dos crentes―e não revogadas ou anuladas.

Embora a Nova Aliança incluísse mudanças de um sacerdócio físico ao sacerdócio espiritual de Jesus Cristo e a substituição dos sacrifícios que apontavam para Ele, esses ajustes estão todos documentados no Novo Testamento. Hebreus 7 discute a mudança em relação ao sacerdócio. Jesus Cristo, sacerdote segundo a ordem de Melquisedeque (o pré-encarnado Jesus Cristo como o sacerdote que recebeu dízimos de Abraão), substituiu a família de Arão. A implicação óbvia é que, como Jesus Cristo agora substituiu a família de Arão como Sumo Sacerdote, os ministros de Jesus Cristo igualmente assumem o papel dos levitas e por isso devem receber os dízimos para realizar a obra contínua de Deus.

Também é importante notar que, embora Deus tenha dado temporariamente o dízimo aos levitas para o Seu serviço, continua sendo santo e, afinal de contas, pertence a Ele (Levítico 27:30 Levítico 27:30Também todos os dízimos da terra, quer dos cereais, quer do fruto das árvores, pertencem ao senhor; santos são ao Senhor.
Almeida Atualizada×
). Quando Deus o deu aos levitas e o povo se recusou a pagar-lhes, Deus disse que as pessoas estavam roubando-Lhe―e não roubando aos levitas (Malaquias 3:8 Malaquias 3:8Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas alçadas.
Almeida Atualizada×
). Os cristãos, que estão sob os termos da Nova Aliança, continuam honrando a Deus através de seus dízimos e ofertas.

O que Jesus disse sobre o dízimo?

Em Mateus 23:23 Mateus 23:23Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho, e tendes omitido o que há de mais importante na lei, a saber, a justiça, a misericórdia e a fé; estas coisas, porém, devíeis fazer, sem omitir aquelas.
Almeida Atualizada×
Jesus criticou severamente as autoridades religiosas do Seu tempo por causa do seu entendimento espiritual distorcido. Eles eram meticulosos quanto ao dízimo das pequeninas ervas especiarias, disse Jesus, mas negligenciavam “o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a fé”. Eles deveriam ter enfatizado nestes princípios espirituais mais importantes, e Jesus completou: “e não omitir aquelas”. Aqui, Cristo confirmou o dízimo como uma prática que deve ser seguida.

Por que Paulo não menciona o dízimo em suas cartas?

Considerando que toda a Escritura foi inspirada por Deus e proveitosa para o ensino (2 Timóteo 3:16-17 2 Timóteo 3:16-17 [16] Toda Escritura é divinamente inspirada e proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir, para instruir em justiça; [17] para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente preparado para toda boa obra.
Almeida Atualizada×
) e que a única Escritura disponível na época eram os livros que conhecemos como o Antigo Testamento, Paulo não considerou necessário repetir tudo sobre as leis de Deus em suas cartas. Suas cartas contêm respostas a questões específicas e não foram escritas para ser um novo conjunto de leis no lugar da instrução de Deus encontrada nos livros anteriores da Bíblia.

Por que Paulo não recebeu os dízimos dos coríntios? Este seria o exemplo do Novo Testamento para os ministros?

Algumas pessoas em Corinto estavam entre os detratores mais mordazes do apóstolo Paulo. Em 1 Coríntios 9:1-23 1 Coríntios 9:1-23 [1] Não sou eu livre? Não sou apóstolo? Não vi eu a Jesus nosso Senhor? Não sois vós obra minha no Senhor? [2] Se eu não sou apóstolo para os outros, ao menos para vós o sou; porque vós sois o selo do meu apostolado no Senhor. [3] Esta é a minha defesa para com os que me acusam. [4] Não temos nós direito de comer e de beber? [5] Não temos nós direito de levar conosco esposa crente, como também os demais apóstolos, e os irmãos do Senhor, e Cefas? [6] Ou será que só eu e Barnabé não temos direito de deixar de trabalhar? [7] Quem jamais vai � guerra � sua própria custa? Quem planta uma vinha e não come do seu fruto? Ou quem apascenta um rebanho e não se alimenta do leite do rebanho? [8] Porventura digo eu isto como homem? Ou não diz a lei também o mesmo? [9] Pois na lei de Moisés está escrito: Não atarás a boca do boi quando debulha. Porventura está Deus cuidando dos bois? [10] Ou não o diz certamente por nós? Com efeito, é por amor de nós que está escrito; porque o que lavra deve debulhar com esperança de participar do fruto. [11] Se nós semeamos para vós as coisas espirituais, será muito que de vós colhamos as materias? [12] Se outros participam deste direito sobre vós, por que não nós com mais justiça? Mas nós nunca usamos deste direito; antes suportamos tudo, para não pormos impedimento algum ao evangelho de Cristo. [13] Não sabeis vós que os que administram o que é sagrado comem do que é do templo? E que os que servem ao altar, participam do altar? [14] Assim ordenou também o Senhor aos que anunciam o evangelho, que vivam do evangelho. [15] Mas eu de nenhuma destas coisas tenho usado. Nem escrevo isto para que assim se faça comigo; porque melhor me fora morrer, do que alguém fazer vã esta minha glória. [16] Pois, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, porque me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o evangelho! [17] Se, pois, o faço de vontade própria, tenho recompensa; mas, se não é de vontade própria, estou apenas incumbido de uma mordomia. [18] Logo, qual é a minha recompensa? É que, pregando o evangelho, eu o faça gratuitamente, para não usar em absoluto do meu direito no evangelho. [19] Pois, sendo livre de todos, fiz-me escravo de todos para ganhar o maior número possível: [20] Fiz-me como judeu para os judeus, para ganhar os judeus; para os que estão debaixo da lei, como se estivesse eu debaixo da lei (embora debaixo da lei não esteja), para ganhar os que estão debaixo da lei; [21] para os que estão sem lei, como se estivesse sem lei (não estando sem lei para com Deus, mas debaixo da lei de Cristo), para ganhar os que estão sem lei. [22] Fiz-me como fraco para os fracos, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, para por todos os meios chegar a salvar alguns. [23] Ora, tudo faço por causa do evangelho, para dele tornar-me co-participante.
Almeida Atualizada×
, ele defendeu o seu papel ministerial e afirmou que ele e Barnabé tinham o direito de receber o apoio financeiro do coríntios pelo seu serviço à Igreja (versículos 13-14). Mesmo tendo esse direito, Paulo explicou que eles não iriam exercê-lo porque estavam preocupados de que isso poderia “atrapalhar o evangelho” (versículo 12, BLH). Ele não queria ser acusado de ganância ou de querer ser sustentado pelos membros dali. Para evitar tais acusações, ele decidiu não receber o apoio financeiro deles.

Para se sustentar financeiramente, Paulo trabalhou como fabricante de tendas (Atos 18:1-3 Atos 18:1-3 [1] Depois disto Paulo partiu para Atenas e chegou a Corinto. [2] E encontrando um judeu por nome Áqüila, natural do Ponto, que pouco antes viera da Itália, e Priscila, sua mulher (porque Cláudio tinha decretado que todos os judeus saíssem de Roma), foi ter com eles, [3] e, por ser do mesmo ofício, com eles morava, e juntos trabalhavam; pois eram, por ofício, fabricantes de tendas.
Almeida Atualizada×
). Em 2 Coríntios 11:5-13 2 Coríntios 11:5-13 [5] Ora, julgo que em nada tenho sido inferior aos mais excelentes apóstolos. [6] Pois ainda que seja rude na palavra, não o sou contudo na ciência; antes, por todos os modos, isto vos temos demonstrado em tudo. [7] Pequei porventura, humilhando-me a mim mesmo, para que vós fôsseis exaltados, porque de graça vos anunciei o evangelho de Deus? [8] Outras igrejas despojei, recebendo delas salário, para vos servir; [9] e quando estava presente convosco, e tinha necessidade, a ninguém fui pesado; porque os irmãos, quando vieram da Macedônia, supriram a minha necessidade; e em tudo me guardei, e ainda me guardarei, de vos ser pesado. [10] Como a verdade de Cristo está em mim, não me será tirada glória nas regiões da Acaia. [11] Por que? Será porque não vos amo? Deus o sabe. [12] Ora, o que faço e ainda farei, é para cortar ocasião aos que buscam ocasião; a fim de que, naquilo em que se gloriam, sejam achados assim como nós. [13] Pois os tais são falsos apóstolos, obreiros fraudulentos, disfarçando-se em apóstolos de Cristo.
Almeida Atualizada×
, Paulo reflete sobre a sua decisão: “Será que cometi algum pecado ao humilhar-me a fim de elevá-los, pregando-lhes gratuitamente o evangelho de Deus? Despojei outras igrejas, recebendo delas sustento, a fim de servi-los” (versículos 7-8, NVI). Ele então explica que os irmãos da Macedônia custearam as despesas que ele não poderia pagar enquanto em Corinto: “Quando estive entre vocês e passei por alguma necessidade, não fui um peso para ninguém; pois os irmãos, quando vieram da Macedônia, supriram aquilo de que eu necessitava. Fiz tudo para não ser pesado a vocês” (versículo 9, NVI).

A decisão de Paulo não receber o apoio financeiro dos coríntios ocorreu numa situação incomum causada pelas atitudes acusatórias de alguns deles.

Como faço para calcular e pagar meus dízimos?

Os dízimos são calculados “de toda a novidade de tua semente” [acréscimo] (Deuteronômio 14:22 Deuteronômio 14:22Certamente darás os dízimos de todo o produto da tua semente que cada ano se recolher do campo.
Almeida Atualizada×
, 28; 2 Crônicas 31:5 2 Crônicas 31:5Logo que esta ordem se divulgou, os filhos de Israel trouxeram em abundância as primícias de trigo, mosto, azeite, mel e todo produto do campo; também trouxeram em abundância o dízimo de tudo.
Almeida Atualizada×
). Para determinar o acréscimo é preciso deduzir os custos do negócio do rendimento bruto. Por exemplo, no caso de um agricultor, o custo da semente, do fertilizante, dos equipamentos e outras coisas da fazenda relacionadas com as despesas que devem ser deduzidas do lucro de uma colheita para determinar o acréscimo.

Depois de determinarmos o nosso acréscimo [rendimento], devemos dar um décimo a Deus para apoiar a Sua obra. Caso sejamos assalariados, o melhor é enviar nossos dízimos e nossas ofertas, (que são as nossas contribuições além dos dez por cento) assim que recebamos nossos salários. Quanto aos profissionais autônomos, que passam por grandes flutuações na renda e nos gastos, é possível que não consigam calcular com precisão o seu acréscimo até chegarem ao fim do seu ano contábil.

Além de darmos a Deus um décimo de nosso acréscimo [rendimento], Deus nos diz para guardar outros dez por cento para observar Suas festas. Nós devemos também separar fielmente esses fundos para as Suas festas durante todo o ano para que estejam prontamente disponíveis para nosso uso quando chegar a época dos festivais.

Finalmente, caso seja possível, Deus espera que ajudemos aos pobres através de um terceiro dízimo guardado nos anos terceiro e sexto de um ciclo de sete anos (Deuteronômio 14:28-29 Deuteronômio 14:28-29 [28] Ao fim de cada terceiro ano levarás todos os dízimos da tua colheita do mesmo ano, e os depositarás dentro das tuas portas. [29] Então virá o levita (pois nem parte nem herança tem contigo), o peregrino, o órfão, e a viúva, que estão dentro das tuas portas, e comerão, e fartar-se-ão; para que o Senhor teu Deus te abençoe em toda obra que as tuas mãos fizerem.
Almeida Atualizada×
; 15:1). Hoje, quase todos os governos cobram impostos em excesso a esse percentual destinado a ajudar os necessitados. Nestas circunstâncias, a maioria das pessoas está pagando o terceiro dízimo em forma de impostos. Enquanto que ainda mantemos as nossas obrigações cristãs para ajudar aqueles que têm necessidades, não é necessário contribuir com fundos adicionais para os pobres, além de nossos impostos sociais, se não temos possibilidades de fazer isso.