Ajuda para hoje e esperança para o amanhã! 

A Graça do Ponto de Vista da Bíblia

Você está aqui

A Graça do Ponto de Vista da Bíblia

“Graça e paz, da parte de Deus, Nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo” (1 Coríntios 1:3 1 Coríntios 1:3Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.
Almeida Atualizada×
).

Muitas pessoas estão familiarizadas com o famoso hino “Graça Maravilhosa”. Embora suas palavras sejam conhecidas por muitos, pouquíssimos sabem alguma coisa sobre o homem que as escreveu e como elas foram escritas. John Newton foi capitão de navios negreiros e transportava cargas de escravos da África para as Américas. Em 1748, seu navio foi pego em uma tempestade violenta e começou a afundar. Quando parecia que afundaria junto com o navio, ele clamou a Deus por livramento. Então, parou de entrar água no navio e ele seguiu viagem em segurança.

Newton entregou sua vida a Deus e começou a estudar seriamente a Bíblia. Com o tempo, ele se tornou ministro e dedicou sua vida à abolição do tráfico de escravos. Mais tarde, ele escreveu o hino “Graça Maravilhosa” como uma reflexão sobre sua antiga vida e como Deus, em Sua graça e misericórdia, o havia livrado de uma vida de maldade para algo muito melhor. Seu famoso refrão diz:

Graça maravilhosa, quão doce canção

Que me diz vem descansar em meu Deus

Mui perdido andava, mas eu me encontrei

Era cego até que Jesus enxerguei.

Newton viveu o suficiente para ver a Grã-Bretanha abolir a escravidão pouco antes de sua morte em 1807.

O que significa graça?

A história de John Newton pode se aplicar a muitos de nós. O assunto da graça é vital para o nosso bem-estar espiritual. No entanto, ela é muitas vezes incompreendida e, às vezes, até controversa por causa do uso abusivo da graça, causando permissividade e ilicitude.

Como você definiria a graça? Se perguntássemos isso a diferentes pessoas, escutaríamos distintos enfoques do assunto e nuances diferentes de uma pessoa para outra.

Para alguns, sua definição pode ser a bondade de Deus para uma pessoa que não merece. Outros podem vê-la como o perdão imerecido de Deus, ou seja, o perdão dos pecados. Essas definições estão corretas? Absolutamente! Mas isso é tudo o que podemos definir da graça? Na verdade, essas são apenas pequenas partes de toda a natureza da graça.

O estudo bíblico acerca da graça não é muito difícil de entender. Ele envolve a análise das definições das palavras hebraicas e gregas traduzidas para o português como “graça” e vários termos relacionados na Bíblia. Mas isso não é uma “ciência complexa” de teologia. Ela pode ser plenamente compreendida.

A Bíblia foi escrita e compilada por um período de cerca de 1.500 anos. Assim, quando a palavra graça surge no texto, aparece já nos primeiros capítulos da Bíblia, vemos diferentes ênfases na maneira como ela se manifesta e significa.

A primeira vez que a palavra graça aparece na Bíblia

A graça aparece no início da Bíblia, onde vemos que Noé estava debaixo ou dentro da graça de Deus. “Noé, porém, achou graça aos olhos do SENHOR” (Gênesis 6:8 Gênesis 6:8Noé, porém, achou graça aos olhos do Senhor.
Almeida Atualizada×
, grifo nosso).

Portanto, graça não é um conceito que aparece apenas no Novo Testamento. Não é algo que Jesus Cristo trouxe e que era desconhecido antes disso. Na verdade, o Antigo Testamento contém muitas menções à graça, como Noé achando graça aos olhos de Deus. O que isto significa?

Aqui a palavra hebraica traduzida por “graça” é hen ou chen (pronuncia-se khane), que tem sido definida como “favor, graça, aceitação... favor imerecido ou consideração aos olhos de Deus...A palavra transmite um senso de aceitação ou predileção... e alguma posição ou privilégio especial com Deus ou com as pessoas” (The Complete Word Study Dictionary: Old Testament [Dicionário Completo de Estudo de Palavras do Antigo Testamento], Warren Baker e Eugene Carpenter, 2003, p. 354). Frequentemente, ela é traduzida como "favor" em várias traduções da Bíblia.

Aprofundando um pouco mais, o termo chen vem do verbo hebraico chanan. A raiz dessa palavra adiciona uma camada mais panorâmica e humanamente compreensível ao significado da graça. O primeiro significado dessa palavra na Concordância Bíblica Completa de Strong é "curvar-se ou inclinar-se em sinal de bondade para com alguém inferior...”.

Que definição! A graça é Deus curvando-seinclinando-seem bondade para conosco, que somos muito inferiores. Que belo quadro é a definição da graça!

Provavelmente, todos nós já ajudamos alguém que tenha caído, seja uma criança, uma pessoa idosa ou alguém que simplesmente caiu. E, possivelmente, todos já fomos ajudados antes. Pense em como você se sentiu quando alguém lhe estendeu a mão depois que você tropeçou e caiu. É embaraçoso cair, mas a mão de outra pessoa, estendendo a bondade, melhora a situação. E quando você segura essa mão, põe-se em pé novamente e continua o seu dia.

O Expository Dictionary of Bible Words (Dicionário Expositivo de Palavras Bíblicas) contribui para o nosso entendimento do termo chanan, explicando-o como “a resposta de uma pessoa capaz de ajudar a outra que precisa de ajuda...Existe um pressuposto implícito de que a pessoa que ajuda é movida por seus sentimentos e que quem é ajudado não tem o direito de esperar essa ajuda” (Lawrence Richards, 1985, p. 439).

Isso também ajuda muito a nossa análise do significado da graça. Embora não tenhamos o direito de esperar ajuda, mesmo estando precisando muito, Deus conhece nossas necessidades e responde com Sua ajuda.

Estar nas "boas graças"

Voltando agora a Noé, nesse caso em particular, como podemos tornar relevante o significado da graça para nós? E o que significa Noé ter achado graça aos olhos de Deus?

Para colocar em termos mais modernos, podemos dizer que Noé estava ao lado do bem com Deus. Há muitas pessoas com quem gostaríamos de cair nas graças delas — estar ao lado do bem com elas. Quem é casado quer cair nas graças do marido ou da mulher. Sabemos que, se encontrarmos favor aos olhos de nosso marido ou esposa, as coisas vão estar bem. As pequenas coisas são ignoradas. E mesmo que haja problemas, eles são resolvidos. Podemos trazer ideias à tona, discuti-las com entusiasmo e chegar a um acordo. Tudo funciona melhor!

Por outro lado, também não queremos estar em uma posição em que não sejamos a favor. Porque isso nada dá certo. Pequenos incômodos podem se tornar um grande problema. Queremos estar nas boas graças de nosso cônjuge!

Também queremos estar em boas graças de nosso empregador. Assim é quando no trabalho seu chefe gosta de você. Você está nas boas graças dele — favorecido. E tudo dá certo. As pequenas coisas são esquecidas. Se você chegar alguns minutos atrasado para o trabalho, seu chefe poderá simplesmente dizer-lhe: "Não tem problema, você é um bom funcionário, e pode compensar outra hora."

Mas se você não está nas graças dele e chegar cinco minutos atrasado, a história pode ser diferente. Seu chefe pode ficar irritado. As coisas podem não vão ficar bem. Esse pequeno erro pode ser aumentado desproporcionalmente. E, muitas vezes, a situação pode ficar complicada!

Uma amizade é baseada em estar nas boas graças de alguém. A razão pela qual você atrai certas pessoas é porque você caiu nas graças delas e vice-versa. Você se dá bem com elas. Os pequenos problemas ou as diferenças são esquecidos. Mas se você não estiver nas graças de alguém, as mínimas coisas podem se tornar irritantes e perturbadoras.

A graça de Deus para conosco opera de maneira semelhante. Jesus nos chama de amigos (João 15:15 João 15:15Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas chamei-vos amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos dei a conhecer.
Almeida Atualizada×
) e nós devemos nos esforçar para permanecer nas graças dEle. Estamos em um relacionamento que ignora pequenas coisas. Você pode dizer que estar sob a graça ou estar nas boas graças é estar do lado de bem de alguém, e queremos estar do lado do bem com Deus.

Quando oramos e conversamos com Deus, deixamos que ele saiba: "Quero estar do seu lado do bem!" Deus quer ter um relacionamento conosco. E se escolhermos fazer isso, e se nosso relacionamento estiver sendo correto com Ele, então saberemos que estamos ao lado do bem com Ele!

Noé estava do lado do bem com Deus. Apesar de suas fragilidades humanas, ele ainda era favorecido por Deus. Ele estava do lado do bem com Deus — onde, novamente, deveríamos querer estar! No caso de Noé, a graça de Deus salvou, literalmente, sua vida e a vida dos membros de sua família quando o mundo se tornou irremediavelmente corrupto, violento, perverso e irreparável a ponto de Deus ter praticamente que recomeçá-lo (Gênesis 6:11-13 Gênesis 6:11-13 [11] A terra, porém, estava corrompida diante de Deus, e cheia de violência. [12] Viu Deus a terra, e eis que estava corrompida; porque toda a carne havia corrompido o seu caminho sobre a terra. [13] Então disse Deus a Noé: O fim de toda carne é chegado perante mim; porque a terra está cheia da violência dos homens; eis que os destruirei juntamente com a terra.
Almeida Atualizada×
).

A salvação que Noé recebeu pela graça de Deus tem lições importantes sobre a maneira como somos salvos pela graça de Deus, o que discutiremos mais profundamente adiante.

Compreensão da graça segundo o uso da palavra em hebraico

O problema com algumas definições da graça é que elas se tornam muito restritivas e bitoladas, pondo certos conceitos uns contra os outros. Isso leva as pessoas a debater o significado das palavras.

Ao estudar a Bíblia, um princípio importante a ser lembrado é que quando são possíveis várias definições, isso não significa que elas sejam contraditórias. Muitas vezes, isso significa que são complementares, ou seja, que ambas são verdadeiras. Quando as definições são biblicamente válidas, essas definições e maneiras diferentes de definir a graça apenas aumentam a plenitude do significado.

Por exemplo, Deus liberalmente usa bastante a palavra traduzida como "graça" nas Escrituras do Antigo Testamento. Observando como a palavra é usada, podemos entender melhor seu significado. Vamos observar algumas passagens:

“Porque o SENHOR Deus é um sol e escudo; o SENHOR dará graça e glória; não negará bem algum aos que andam na retidão” (Salmos 84:11 Salmos 84:11Porquanto o Senhor Deus é sol e escudo; o Senhor dará graça e glória; não negará bem algum aos que andam na retidão.
Almeida Atualizada×
).

Aqui vemos que é Deus quem quer fazer esse favor. Ele quer dar dons. Ele quer ajudar a vida das pessoas. E para quem está disposto a andar de pé, Ele quer tomar ainda mais banho com eles. Foi isso que Davi foi inspirado a escrever sobre Deus!

Em Provérbios 3:34 Provérbios 3:34Ele escarnece dos escarnecedores, mas dá graça aos humildes.
Almeida Atualizada×
, Salomão compartilhou seu entendimento sobre Deus, dizendo: “Certamente ele escarnecerá dos escarnecedores, mas dará graça aos mansos”. E isso é citado em Tiago 4:6 Tiago 4:6Todavia, dá maior graça. Portanto diz: Deus resiste aos soberbos; dá, porém, graça aos humildes.
Almeida Atualizada×
e 1 Pedro 5:5 1 Pedro 5:5Semelhantemente vós, os mais moços, sede sujeitos aos mais velhos. E cingi-vos todos de humildade uns para com os outros, porque Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes.
Almeida Atualizada×
, mas aparece primeiro em Provérbios. Isso nos garante que Deus dá Seu favor, Sua bondade e Seus dons àqueles que são humildes.

Provérbios 4:9 Provérbios 4:9Ela dará � tua cabeça uma grinalda de graça; e uma coroa de glória te entregará.
Almeida Atualizada×
, falando da sabedoria personificada como mulher, diz: “Dará à tua cabeça um diadema de graça e uma coroa de glória te entregará”.

A graça é uma das coisas mais magníficas que Deus deseja nos dar. Ela está muito além do perdão dos pecados, que é extremamente importante e também é um presente de Deus. O perdão não é algo que possamos ganhar, comprar ou pagar de alguma forma. Isso é um presente totalmente gratuito de Deus.

Mas a graça é muito mais do que o perdão dos pecados. A graça é muito mais do que o perdão imerecido ou imérito. A graça é o derramamento contínuo do divino conhecimento, da glória, da sabedoria e de qualquer coisa boa que você possa imaginar que seja de Deus. Tudo isso faz parte da graça de Deus.

A graça abundante

Deus estendeu a graça a todos em Israel quando essa nação deixou o Egito. Observe Jeremias 31:2 Jeremias 31:2Assim diz o Senhor: O povo que escapou da espada achou graça no deserto. Eu irei e darei descanso a Israel.
Almeida Atualizada×
: "Assim diz o SENHOR: O povo que escapou da espada encontrou graça no deserto; é Israel mesmo, quando Eu o fizer descansar".

Então, o fato de Deus libertar Israel de gerações de escravidão no Egito e levando-os à Terra Prometida foi um grande ato de graça — Deus os favoreceu, os libertou, cuidou e os abençoou amorosamente.

Isso estava exatamente de acordo com a natureza e o caráter de Deus quando Ele se descreveu a Moisés na ocasião em que lhe apareceu na sarça ardente: “SENHOR, SENHOR Deus compassivo, clemente e longânimo e grande em misericórdia e fidelidade; que guarda a misericórdia em mil gerações, que perdoa a iniquidade, a transgressão e o pecado...” (Êxodo 34:6-7 Êxodo 34:6-7 [6] Tendo o Senhor passado perante Moisés, proclamou: Jeovã, Jeová, Deus misericordioso e compassivo, tardio em irar-se e grande em beneficência e verdade; [7] que usa de beneficência com milhares; que perdoa a iniqüidade, a transgressão e o pecado; que de maneira alguma terá por inocente o culpado; que visita a iniqüidade dos pais sobre os filhos e sobre os filhos dos filhos até a terceira e quarta geração.
Almeida Atualizada×
, ARA). Aqui vemos o "Deus do Antigo Testamento" se revelando como sendo cheio de misericórdia e de graça!

E dessa maneira, Deus estendeu Sua graça em larga escala no passado. E Ele diz que estenderá a graça para muito mais pessoas no futuro. Observe esta profecia do que Ele planeja fazer: “E sobre a casa de Davi e sobre os habitantes de Jerusalém derramarei o Espírito de graça e de súplicas; e olharão para Mim, a quem traspassaram [uma profecia específica sobre Jesus Cristo]; e o prantearão como quem pranteia por um unigênito; e chorarão amargamente por Ele, como se chora amargamente pelo primogênito” (Zacarias 12:10 Zacarias 12:10Mas sobre a casa de Davi, e sobre os habitantes de Jerusalém, derramarei o espírito de graça e de súplicas; e olharão para aquele a quem traspassaram, e o prantearão como quem pranteia por seu filho único; e chorarão amargamente por ele, como se chora pelo primogênito.
Almeida Atualizada×
).

Embora pareça que parte dessa profecia teve um pequeno grau de cumprimento no primeiro século, quando Deus iniciou Sua Igreja, conforme registrado em Atos 2, o contexto completo de Zacarias 12 mostra que ela será cumprida em uma escala muito maior quando Jesus Cristo voltar a Terra como Rei dos reis e Senhor dos senhores. Naquele tempo, Deus demonstrará imensa graça para muitos, e, como resultado dessa graça, as pessoas reconhecerão que seus pecados são responsáveis pela morte do Salvador da humanidade, Jesus Cristo — e isso levará muitos ao sincero arrependimento de seus pecados.

Portanto, vemos que esses são apenas alguns dos exemplos e usos da palavra chen, a palavra hebraica traduzida como "graça" no Antigo Testamento. Vemos o favor e a dádiva de Deus, e Sua especial atenção àqueles a quem Ele decide oferecê-la. Outras duas palavras hebraicas que se encaixam no significado geral da graça são ratson, no sentido de aceitação, e hesed (ou chesed), que significa bondade, misericórdia e devoção.

A palavra do Novo Testamento traduzida como “graça”: Charis

No Novo Testamento, a palavra grega geralmente traduzida como "graça" é charis (pronuncia-se karis). Ela é definida como “graça, aquilo que particularmente causa alegria, prazer, gratificação, favor, aceitação, por uma bondade concedida ou desejada, um benefício, agradecimento, gratidão. Um favor prestado sem expectativa de retorno, uma expressão absolutamente livre da bondade de Deus para com os homens, que encontram seu único motivo na generosidade e benevolência do Doador; favor que não foi ganho e imerecido” (The Complete Word Study Dictionary: New Testament [Dicionário Completo de Estudo de Palavras do Novo Testamento], Spiros Zodhiates, 1992, p. 1469).

O termo charis é a raiz da palavra “caridade”, que significa amor e dádiva. E advém do verbo grego chairo, que significa “regozijar-se”. Sendo também a origem da nossa palavra carisma e, de forma menos direta, graça. No âmbito de seu uso, vemos que "graça" significa ser favorecido, ser aceito, ser o destinatário das bênçãos e bondade de Deus. Também vemos que é uma dádiva que reflete o amor de Deus. (Para uma compreensão mais detalhada de como o termo charis era entendido pelos escritores do Novo Testamento do primeiro século, consulte “Qual Era o Significado da “Graça” no Mundo do Primeiro Século?”).

O primeiro uso da palavra “graça” no Novo Testamento está em uma referência a Jesus Cristo em Lucas 2:40 Lucas 2:40E o menino ia crescendo e fortalecendo-se, ficando cheio de sabedoria; e a graça de Deus estava sobre ele.
Almeida Atualizada×
: “E o Menino crescia e se fortalecia em espírito, cheio de sabedoria; e a graça de Deus estava sobre Ele”.

Quando Jesus era criança, provavelmente não havia nada mais importante para Deus Pai do que fazer tudo o que podia por esse menino judeu — alimentá-Lo, cuidar dEle, protegê-Lo e, de todas as formas, levá-Lo a cumprir a missão que os dois haviam planejado juntos.

E estava sobre Ele a graça de Deus, toda atenção e favor possíveis. Também, neste caso, vemos que não podemos limitar a definição de graça apenas ao perdão dos pecados ou ao perdão imerecido, porque, como Deus em carne (Mateus 1:23 Mateus 1:23Eis que a virgem conceberá e dará � luz um filho, o qual será chamado EMANUEL, que traduzido é: Deus conosco.
Almeida Atualizada×
), Jesus obviamente nunca havia pecado e, portanto, não precisava de perdão.

A remissão e o perdão de nossos pecados são apenas parte da definição da palavra graça. Portanto, quando pensamos estar sob a graça, isso não significa apenas que Deus perdoou nossos pecados, ou seja, perdoou coisas que dissemos e pensamentos e atitudes erradas que tivemos. A graça de Deus abrange muito mais que isso!

Enquanto crescemos na graça e no conhecimento, um conceito que veremos mais adiante, nós precisamos entender que a melhor maneira de ver a graça não é a partir do ponto de vista de Deus remover o que é ruim em nós, mas nos dar o que é bom.

Pondere sobre algumas coisas que Ele nos dá: A compreensão de Seu plano e propósito para nós. A oportunidade da vida eterna. A oportunidade de um relacionamento amoroso com Ele e Seu Filho. Sua inestimável instrução e revelação para nós, a Bíblia. A compreensão sobre o Reino de Deus e como podemos entrar nele. O perdão de nossos pecados. E estas são apenas bênçãos espirituais, sem mencionar as bênçãos físicas. Tudo isso e muito mais faz parte de Sua graça!

A lei de Deus: parte da graça divina

Quem realmente conhece a Palavra de Deus sabe que a lei de Deus também faz parte da Sua graça. A lei de Deus é parte de Sua bondade para conosco — provendo essa luz e direção de como viver, o que é capaz de evitar dor, angústia e sofrimento advindo do pecado, a violação da lei de Deus (1 João 3:4 1 João 3:4Todo aquele que vive habitualmente no pecado também vive na rebeldia, pois o pecado é rebeldia.
Almeida Atualizada×
)

O uso incorreto do contraste entre estar debaixo da lei e debaixo da graça é um argumento falso criado para confundir as pessoas e refrear sutilmente a lei de Deus, que é uma das dádivas mais preciosas e graciosas que um Deus amoroso poderia entregar. Essa lei orienta as pessoas sobre como viver e será uma característica marcante de Seu futuro Reino no mundo de amanhã (Deuteronômio 6:24 Deuteronômio 6:24Pelo que o Senhor nos ordenou que observássemos todos estes estatutos, que temêssemos o Senhor nosso Deus, para o nosso bem em todo o tempo, a fim de que ele nos preservasse em vida, assim como hoje se vê.
Almeida Atualizada×
; 10:13; Josué 1:8 Josué 1:8Não se aparte da tua boca o livro desta lei, antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido.
Almeida Atualizada×
; Isaías 2:3 Isaías 2:3Irão muitos povos, e dirão: Vinde, e subamos ao monte do Senhor, � casa do Deus de Jacó, para que nos ensine os seus caminhos, e andemos nas suas veredas; porque de Sião sairá a lei, e de Jerusalém a palavra do Senhor.
Almeida Atualizada×
).

A graça e a lei, na verdade, andam de mãos dadas. A lei, por si mesma, é a graça de Deus, como acabamos de mencionar. Pois, sem lei não haveria necessidade da graça redentora. A graça inclui o favor de Deus aos pecadores arrependidos, perdoando a prévia desobediência de Sua lei. E isso é necessário porque “todo aquele que pratica o pecado também transgride a lei, porque o pecado é a transgressão da lei” (1 João 3:4 1 João 3:4Todo aquele que vive habitualmente no pecado também vive na rebeldia, pois o pecado é rebeldia.
Almeida Atualizada×
, ARA). Se não houver infração de lei, como argumentam alguns, o pecado não existiria (Romanos 5:13 Romanos 5:13Porque antes da lei já estava o pecado no mundo, mas onde não há lei o pecado não é levado em conta.
Almeida Atualizada×
). E se não houver pecado, a própria ideia da graça como perdão de Deus não faz nenhum sentido. Além disso, Deus, através da graça, também nos dá os meios para obedecer à Sua lei, como veremos.

A lei de Deus é parte crucial de Sua graça. É uma dádiva que vem dEle. E é o guia e o manual de instruções de Deus sobre como devemos viver. Ela é um reflexo da mente e do pensamento perfeito de Deus (Salmos 19:7 Salmos 19:7A lei do Senhor é perfeita, e refrigera a alma; o testemunho do Senhor é fiel, e dá sabedoria aos simples.
Almeida Atualizada×
). Ela é um lindo presente, guia e orientação para uma vida pacífica e produtiva! Tudo de bom que Deus nos dá faz parte de Sua graça. Adiante discutiremos isso com mais detalhes neste guia de estudo.

A igreja primitiva estava sob a graça

Observe esta notável declaração sobre a Igreja primitiva em Atos 4:33 Atos 4:33Com grande poder os apóstolos davam testemunho da ressurreição do Senhor Jesus, e em todos eles havia abundante graça.
Almeida Atualizada×
: “E os apóstolos davam, com grande poder, testemunho da ressurreição do Senhor Jesus, e em todos eles havia abundante graça”. Isso está descrevendo a obra da Igreja primitiva desde o início.

Observe que os seguidores de Jesus Cristo receberam uma grande graça — não apenas graça, mas grande graça. Com essa imensa graça, veio um grande poder pelo qual "os apóstolos deram testemunho da ressurreição do Senhor Jesus". Eles tinham um grande poder porque tinham uma grande graça. A graça e o favor de Deus lhes deram poder — assim como também pode nos dar poder hoje.

Se algo poderia ser descrito como uma grande ajuda divina à Igreja primitiva, isso seria a Sua graça, pois Deus deu-lhes o Seu Espírito Santo e, inacreditavelmente, abriu as portas para que começassem a obra imediatamente. A Igreja estava experimentando a abundância da graça de Deus. Os apóstolos tinham grande poder. Eles deram testemunho da ressurreição de Jesus Cristo e do poder de Deus.

Como isso se aplica a nós hoje em dia? Você já pensou em orar pedindo para que essa mesma graça, o favor divino recebido pela Igreja primitiva, seja dada à Igreja de Deus hoje? Você pede regularmente a Deus que abra portas, que nos dê Seu poder e compreensão mais profunda, que multiplique nossa força para que Sua obra possa ser realizada em nós e através de nós e de Sua Igreja — para que possamos segui-Lo e obedecê-Lo da melhor maneira? Porque tudo isso vem através da graça e do poder de Deus!

Abrir o coração e a mente das pessoas que ouvem a mensagem que Ele entregou para a Igreja proclamar também é um aspecto da graça de Deus — faz parte da benignidade dos dons de Deus.

Chamados pela graça de Deus

Notemos também Romanos 5:17 Romanos 5:17Porque, se pela ofensa de um só, a morte veio a reinar por esse, muito mais os que recebem a abundância da graça, e do dom da justiça, reinarão em vida por um só, Jesus Cristo.
Almeida Atualizada×
: “Pois, se a morte reinou pelo pecado de um homem [Adão, o primeiro homem], muito mais reinarão e viverão aqueles que recebem a graça abundante de Deus e a oferta gratuita de salvação, por meio de Jesus Cristo” (Novo Testamento: Versão Fácil de Ler).

Certamente, não haveria necessidade da graça e do perdão de Deus se os seres humanos, começando com Adão, não tivessem pecado e se colocado nessa situação de transgressores. Aqui Paulo fala sobre “a graça abundante” que recebemos por Jesus Cristo porque essa graça pode cobrir os pecados que cometemos. E sabemos o resultado disso se a pena de morte não tivesse sido removida. Remover essa penalidade e não permitir que ela siga pairando sobre nós é uma grande dádiva.

Outra passagem de Romanos discute o fato de que Deus chama e escolhe alguns por Sua graça. Veja o que diz em Romanos 11:5 Romanos 11:5Assim, pois, também no tempo presente ficou um remanescente segundo a eleição da graça.
Almeida Atualizada×
: “Assim, hoje também há um remanescente escolhido pela graça" (NVI).

Ser chamado e escolhido neste tempo para fazer parte da Igreja de Deus e de Sua família é uma expressão da graça de Deus. O chamado que recebemos para entender a verdade de Deus vem de Sua graça para conosco.

Paulo continua, dizendo: “E, se é pela graça, já não é mais pelas obras; se fosse, a graça já não seria graça” (versículo 6, NVI). A graça, a benignidade de Deus, não é algo que alguém possa ganhar ou comprar. Ela é um presente. Ela é algo que vem espontaneamente de Deus porque você tem um bom relacionamento com Ele e tornou-se Seu amigo.

Deus quer te dar tudo. Sua graça é tão profunda que Ele até quer lhe dar uma herança quase além da imaginação humana! Isso é o que Paulo nos diz em 1 Coríntios 2:9 1 Coríntios 2:9Mas, como está escrito: As coisas que olhos não viram, nem ouvidos ouviram, nem penetraram o coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam.
Almeida Atualizada×
: “Mas como dizem as Escrituras: Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem ninguém jamais imaginou o que Deus tem preparado para aqueles que O amam” (Novo Testamento: Versão Fácil de Ler).

Esses versículos mostram apenas superficialmente a plenitude do que Deus planejou para nós através de Sua graça para conosco. O verdadeiro quadro é muito maior do que o espaço que temos aqui para cobrir o assunto. Para saber mais, baixe ou solicite nosso guia de estudo bíblico gratuito Por que você nasceu? Isso o ajudará a entender essa maravilhosa verdade com muito mais detalhes.

A graça auxilia na luta contra o pecado

Em Romanos 7, vemos algumas das obras da graça em nossas vidas. Aqui o apóstolo Paulo descreve sua batalha existencial cotidiana — exatamente o mesmo tipo de luta que todos enfrentamos em nosso corpo, mente e espírito. Paulo escreve: “Mas existe outra coisa no fundo de mim mesmo que está em guerra com o meu querer e que me torna escravo do pecado que ainda está em mim” (versículo 23, Bíblia Versão O Livro).

Paulo estava escrevendo essas palavras muito tempo depois de se tornar apóstolo, provavelmente cerca de vinte anos depois de estar servindo a Deus na pregação do evangelho, estabelecendo congregações e até realizando milagres. No entanto, ele ainda lidava com as íntimas batalhas pessoais dentro de si.

Ele continua nos versículos 24-25: “Que miserável eu sou! Quem me libertará desta vida dominada pelo pecado? Pois bem: graças a Deus porque isso foi justamente feito por Jesus Cristo nosso Senhor! Portanto, eu mesmo com a minha mente quero obedecer à lei de Deus, mas por causa da minha natureza pecaminosa sou escravo ao pecado” (Bíblia Versão O Livro).

Paulo confiou na ajuda que veio de Deus Pai e Jesus Cristo através do Espírito Santo. Ele confiou em Sua bondade. Ele confiou em toda a força que Cristo lhe deu para combater as fraquezas da carne.

Todos os dias quando oramos e pedimos a Deus que perdoe nossos pecados e fraquezas, e que Ele nos dê forças para não repetir nossos erros e coisas más que dissemos ou fizemos, é pela graça de Deus que temos esse desejo, vontade e determinação de continuar porque temos um bom relacionamento com Ele. Ele quer e nos dará essa ajuda quando nos rendermos e submetermos nossas vidas a Ele, e permitindo assim sermos guiados pelo Seu Espírito. Devemos orar diariamente por essa ajuda para que, independente de qual seja nossa luta, Deus, através de Sua graça, nos ajude a mudar.

Paulo expressa um pensamento muito semelhante em Romanos 2:4 Romanos 2:4Ou desprezas tu as riquezas da sua benignidade, e paciência e longanimidade, ignorando que a benignidade de Deus te conduz ao arrependimento?
Almeida Atualizada×
: "Ou desprezas tu as riquezas da sua benignidade, e paciência, e longanimidade, ignorando que a benignidade de Deus te leva ao arrependimento?".

Aqui poderíamos facilmente substituir “graça” pela “benignidade” neste versículo: “ignorando que a graça de Deus te leva ao arrependimento?” A benignidade e a graça de Deus são, essencialmente, a mesma coisa, porque tudo de bom que vem de Deus faz parte de Sua graça. E outras passagens nos dizem que Deus concede o arrependimento (Atos 11:18 Atos 11:18Ouvindo eles estas coisas, apaziguaram-se e glorificaram a Deus, dizendo: Assim, pois, Deus concedeu também aos gentios o arrependimento para a vida.
Almeida Atualizada×
; 2 Timóteo 2:25 2 Timóteo 2:25corrigindo com mansidão os que resistem, na esperança de que Deus lhes conceda o arrependimento para conhecerem plenamente a verdade,
Almeida Atualizada×
).

Arrependimento e arrepender-se são termos usados na Bíblia que indicam que devemos deixar nossa própria maneira de viver e pensar e, em vez disso, buscar o caminho de vida e a maneira como Deus pensa. E isto é um requisito para a salvação (Atos 2:37-40 Atos 2:37-40 [37] E, ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, irmãos? [38] Pedro então lhes respondeu: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para remissão de vossos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo. [39] Porque a promessa vos pertence a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe: a quantos o Senhor nosso Deus chamar. [40] E com muitas outras palavras dava testemunho, e os exortava, dizendo: salvai-vos desta geração perversa.
Almeida Atualizada×
) e um necessário primeiro passo para responder apropriadamente à graça de Deus para conosco.

A bondade e a graça de Deus é que nos levam ao arrependimento. Quando recebemos esse bom presente, então devemos reconhecer que Ele está nos encorajando a fazer as coisas certas e mudar de atitude para que possamos nos reconciliar com Deus, ou restaurar um relacionamento correto com Ele, e nos aproximar mais dEle. Esta é a resposta que Ele espera de nós como destinatários de Sua graça!