Ajuda para hoje e esperança para o amanhã! 

Por Que O Casamento É Importante?

Você está aqui

Por Que O Casamento É Importante?

Login or Create an Account

With a UCG.org account you will be able to save items to read and study later!

Sign In | Sign Up

×

Além da responsabilidade de editor-chefe da revista A Boa Nova, eu também ensino alunos em idade universitária e sirvo como pastor voluntário. Nessas minhas funções, além de ser casado há quarenta e dois anos com uma mulher maravilhosa, eu aprendi muito sobre o casamento. Quais são as coisas que tenho aprendido?

Embora tenha sido há várias décadas, lembro-me de ter aconselhado um jovem casal em sua noite antes da cerimônia de casamento. Eu era novato, pois esse era o primeiro casamento que iria realizar. Juntos, lemos Efésios 5:22-33 Efésios 5:22-33 22 Vós, mulheres, submetei-vos a vossos maridos, como ao Senhor; 23 porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o Salvador do corpo. 24 Mas, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres o sejam em tudo a seus maridos. 25 Vós, maridos, amai a vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, 26 a fim de a santificar, tendo-a purificado com a lavagem da água, pela palavra, 27 para apresentá-la a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem qualquer coisa semelhante, mas santa e irrepreensível. 28 Assim devem os maridos amar a suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. 29 Pois nunca ninguém aborreceu a sua própria carne, antes a nutre e preza, como também Cristo � igreja; 30 porque somos membros do seu corpo. 31 Por isso deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e se unirá � sua mulher, e serão os dois uma só carne. 32 Grande é este mistério, mas eu falo em referência a Cristo e � igreja. 33 Todavia também vós, cada um de per si, assim ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie a seu marido.
Almeida Atualizada×
, onde o apóstolo Paulo dá instruções matrimoniais a maridos e esposas.

“Mulheres, sujeitai-vos a vosso marido, como ao Senhor”, Paulo disse às esposas (versículo 22). “Maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja e a Si mesmo se entregou por ela”, disse ele aos maridos (versículo 25). “Deixará o homem seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher; e serão dois numa carne”, disse ele a ambos (versículo 31).

Então, discutimos longamente esses versículos, observando o que estabelece o elevado padrão de Deus para ambos os parceiros no casamento.

Então, no próximo versículo — como frequentemente acontece quando estou contemplando profundamente o significado de uma passagem específica — eu vi algo que nunca havia entendido antes.

Ao concluir sua argumentação sobre o casamento, Paulo escreve: “Grande é este mistério; digo-o, porém, a respeito de Cristo e da igreja” (versículo 32, grifo nosso). Em retrospecto, isso soa óbvio, mas naquele momento compreendi, pela primeira vez, uma verdade que era clara para Paulo quando escreveu sobre o casamento — que o casamento existe para nos ensinar sobre nosso relacionamento com Jesus Cristo.

Deixe sua mente refletir mais profundamente nisso.

O casamento é muito mais do que um arranjo social, uma união física e emocional ou uma parceria financeira. Ele também é uma experiência de aprendizado e crescimento destinada a ajudar a incutir em nossas vidas lições de caráter e verdades espirituais, que seriam difíceis de aprender de outra maneira. Embora possamos aprender essas coisas intelectualmente por conta própria, através do casamento, aprendemos através da experiência — um nível muito mais profundo.

Quais são algumas dessas lições?

O casamento ensina comprometimento para um mundo que tem pouca consideração por essa aliança. O que dizer sobre esse compromisso quando quase metade de todos primeiros casamentos termina em divórcio (com taxas muito mais elevadas para os casamentos subsequentes)? Ou, ainda pior, por que tantos casais optam por viver juntos sem sequer se incomodarem em se casar?

Jesus Cristo mostrou Seu compromisso conosco ao oferecer Seu supremo sacrifício — e não apenas esvaziando-Se da glória, poder e esplendor que compartilhava com Deus Pai antes de vir em carne, mas também dando Sua própria vida e garantindo que Ele nunca nos abandonará (Filipenses 2:5-8 Filipenses 2:5-8 5 Tende em vós aquele sentimento que houve também em Cristo Jesus, 6 o qual, subsistindo em forma de Deus, não considerou o ser igual a Deus coisa a que se devia aferrar, 7 mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, tornando-se semelhante aos homens; 8 e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, tornando-se obediente até a morte, e morte de cruz.
Almeida Atualizada×
; Hebreus 7:25-27 Hebreus 7:25-27 25 Portanto, pode também salvar perfeitamente os que por ele se chegam a Deus, porquanto vive sempre para interceder por eles. 26 Porque nos convinha tal sumo sacerdote, santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores, e feito mais sublime que os céus; 27 que não necessita, como os sumos sacerdotes, de oferecer cada dia sacrifícios, primeiramente por seus próprios pecados, e depois pelos do povo; porque isto fez ele, uma vez por todas, quando se ofereceu a si mesmo.
Almeida Atualizada×
; Hebreus 13:5 Hebreus 13:5Seja a vossa vida isenta de ganância, contentando-vos com o que tendes; porque ele mesmo disse: Não te deixarei, nem te desampararei.
Almeida Atualizada×
).

Ele é o exemplo vivo do tipo de compromisso que os parceiros devem ter no casamento — e o exemplo perfeito do tipo de compromisso que devemos ter com Ele.

A segunda lição é que o casamento nos ensina que há coisas mais importantes que nós mesmos. Como diz o ditado: “O mundo não gira em torno de você!”. Geralmente, até mesmo as pessoas mais teimosas aprendem que o universo não gira em torno delas. Para cumprir o grande plano Seu e de Seu Pai, Jesus Cristo veio na carne para morrer como um criminoso comum para “trazer muitos filhos à glória” da família de Deus (Hebreus 2:10-13 Hebreus 2:10-13 10 Porque convinha que aquele, para quem são todas as coisas, e por meio de quem tudo existe, em trazendo muitos filhos � glória, aperfeiçoasse pelos sofrimentos o autor da salvação deles. 11 Pois tanto o que santifica como os que são santificados, vêm todos de um só; por esta causa ele não se envergonha de lhes chamar irmãos, 12 dizendo: Anunciarei o teu nome a meus irmãos, cantar-te-ei louvores no meio da congregação. 13 E outra vez: Porei nele a minha confiança. E ainda: Eis-me aqui, e os filhos que Deus me deu.
Almeida Atualizada×
).

Para o casamento durar, em algum momento, o marido e a esposa devem aprender que não se trata dele ou dela, mas deles juntos — e sobre considerar mais o outro (Filipenses 2:3-4 Filipenses 2:3-4 3 nada façais por contenda ou por vanglória, mas com humildade cada um considere os outros superiores a si mesmo; 4 não olhe cada um somente para o que é seu, mas cada qual também para o que é dos outros.
Almeida Atualizada×
). Nosso maior exemplo disso é Jesus Cristo (versículo 5).

A terceira lição é que o casamento ensina o compartilhamento e o sacrifício. É muito comum as pessoas presumirem que o casamento é uma proposta de 50% de participação. Embora a maioria possa ver dessa maneira, na verdade, um casamento amoroso diz respeito a 100% de doação para a outra pessoa. Quando os parceiros do casamento estão focados nas necessidades, na felicidade e no bem-estar um do outro, nota-se logo o quanto eles se dão bem! Nenhum dos dois se concentra apenas em seus desejos, mas em compartilhar e sacrificar-se um pelo outro.

E que exemplo impressionante de compartilhamento e sacrifício que temos em Jesus Cristo, quem deu tudo de Si, inclusive a própria vida, para que possamos compartilhar a vida eterna com Ele na família de Deus, quando “seremos semelhantes a Ele” como filhos glorificados e imortais de Deus (Romanos 8:29 Romanos 8:29Porque os que dantes conheceu, também os predestinou para serem conformes � imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos;
Almeida Atualizada×
; Hebreus 2:11 Hebreus 2:11Pois tanto o que santifica como os que são santificados, vêm todos de um só; por esta causa ele não se envergonha de lhes chamar irmãos,
Almeida Atualizada×
; 1 João 3:2 1 João 3:2Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifesto o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é, o veremos.
Almeida Atualizada×
; 2 Coríntios 6:18 2 Coríntios 6:18e eu serei para vós Pai, e vós sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo-Poderoso.
Almeida Atualizada×
).

Em resumo, o casamento nos ensina a amar. E qual é a característica marcante de Deus que Seus filhos devem imitar? “ Deus é amor …” (1 João 4:8 1 João 4:8Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor.
Almeida Atualizada×
, 16). O amor é uma preocupação altruísta com o próximo — o oposto do egocentrismo.

E, de fato, o casamento é um dos maiores presentes de Deus para nós. Será que nós também não deveríamos vê-lo dessa maneira?