Ajuda para hoje, esperança para amanhã 

Por Que O Cristianismo Rejeita Os Dias Sagrados de Cristo?

Você está aqui

Por Que O Cristianismo Rejeita Os Dias Sagrados de Cristo?

Login or Create an Account

With a UCG.org account you will be able to save items to read and study later!

Sign In | Sign Up

×

O mês de outubro de 2017 registra um marco significativo na religião mundial — o aniversário de 500 anos da Reforma Protestante. No entanto, uma ocasião muito mais importante para o ordenamento bíblico ocorre no início do mês, e isso acontece todos os anos. Entretanto,  o protestantismo, infelizmente, não reconhece a necessidade de observá-la.

Nessa ocasião comemora-se algo que aconteceu cerca de três mil e quinhentos anos atrás, e também algo muito maior que está por vir. Estamos nos referindo à Festa dos Tabernáculos, que o mundo inteiro será obrigado a observar quando Jesus Cristo retornar à Terra para governar todas as nações! (Zacarias 14:16-19 Zacarias 14:16-19 16 Então todos os que restarem de todas as nações que vieram contra Jerusalém, subirão de ano em ano para adorarem o Rei, o Senhor dos exércitos, e para celebrarem a festa dos tabernáculos. 17 E se alguma das famílias da terra não subir a Jerusalém, para adorar o Rei, o Senhor dos exércitos, não cairá sobre ela a chuva. 18 E, se a família do Egito não subir, nem vier, não virá sobre ela a chuva; virá a praga com que o Senhor ferirá as nações que não subirem a celebrar a festa dos tabernáculos. 19 Esse será o castigo do Egito, e o castigo de todas as nações que não subirem a celebrar a festa dos tabernáculos.
Almeida Atualizada×
).

Na verdade, nesse mundo vindouro, todas as pessoas também celebrarão e adorarão no sétimo dia, o Sábado de Deus (Isaías 56:1-8 Isaías 56:1-8 1 Assim diz o Senhor: Mantende a retidão, e fazei justiça; porque a minha salvação está prestes a vir, e a minha justiça a manifestar-se. 2 Bem-aventurado o homem que fizer isto, e o filho do homem que lançar mão disto: que se abstém de profanar o sábado, e guarda a sua mão de cometer o mal. 3 E não fale o estrangeiro, que se houver unido ao Senhor, dizendo: Certamente o Senhor me separará do seu povo; nem tampouco diga o eunuco: Eis que eu sou uma árvore seca. 4 Pois assim diz o Senhor a respeito dos eunucos que guardam os meus sábados, e escolhem as coisas que me agradam, e abraçam o meu pacto: 5 Dar-lhes-ei na minha casa e dentro dos meus muros um memorial e um nome melhor do que o de filhos e filhas; um nome eterno darei a cada um deles, que nunca se apagará. 6 E aos estrangeiros, que se unirem ao Senhor, para o servirem, e para amarem o nome do Senhor, sendo deste modo servos seus, todos os que guardarem o sábado, não o profanando, e os que abraçarem o meu pacto, 7 sim, a esses os levarei ao meu santo monte, e os alegrarei na minha casa de oração; os seus holocaustos e os seus sacrifícios serão aceitos no meu altar; porque a minha casa será chamada casa de oração para todos os povos. 8 Assim diz o Senhor Deus, que ajunta os dispersos de Israel: Ainda outros ajuntarei a ele, além dos que já se lhe ajuntaram.
Almeida Atualizada×
; 66:23), e não no primeiro dia da semana, domingo. E elas observarão todas as sete festas ou festas anuais que Deus revelou à antiga Israel em Levítico 23!

Então, por que a maioria dos missionários nunca ouviu falar disso? Por que as igrejas de hoje não as ensinam? Os cristãos não deveriam praticar o que manda a Bíblia?

Uma rápida e breve visão bíblica

Deus ordenou à antiga Israel que participasse desses períodos de adoração especial durante as estações de colheita anual (Êxodo 23:14-16 Êxodo 23:14-16 14 Três vezes no ano me celebrarás festa: 15 A festa dos pães ázimos guardarás: sete dias comerás pães ázimos como te ordenei, ao tempo apontado no mês de abibe, porque nele saíste do Egito; e ninguém apareça perante mim de mãos vazias; 16 também guardarás a festa da sega, a das primícias do teu trabalho, que houveres semeado no campo; igualmente guardarás a festa da colheita � saída do ano, quando tiveres colhido do campo os frutos do teu trabalho.
Almeida Atualizada×
; Deuteronômio 16:1-17 Deuteronômio 16:1-17 1 Guarda o mês de abibe, e celebra a páscoa ao Senhor teu Deus; porque no mes de abibe, de noite, o Senhor teu Deus tirou-te do Egito. 2 Então, das ovelhas e das vacas, sacrificarás a páscoa ao Senhor teu Deus, no lugar que o Senhor escolher para ali fazer habitar o seu nome. 3 Nela não comerás pão levedado; por sete dias comerás pães ázimos, pão de aflição (porquanto apressadamente saíste da terra do Egito), para que te lembres do dia da tua saída da terra do Egito, todos os dias da tua vida. 4 O fermento não aparecerá contigo por sete dias em todos os teus termos; também da carne que sacrificares � tarde, no primeiro dia, nada ficará até pela manhã. 5 Não poderás sacrificar a páscoa em qualquer uma das tuas cidades que o Senhor teu Deus te dá, 6 mas no lugar que o Senhor teu Deus escolher para ali fazer habitar o seu nome; ali sacrificarás a páscoa � tarde, ao pôr do sol, ao tempo determinado da tua saída do Egito. 7 Então a cozerás, e comerás no lugar que o Senhor teu Deus escolher; depois, pela manhã, voltarás e irás �s tuas tendas. 8 Seis dias comerás pães ázimos, e no sétimo dia haverá assembléia solene ao Senhor teu Deus; nele nenhum trabalho farás. 9 Sete semanas contarás; desde o dia em que começares a meter a foice na seara, começarás a contar as sete semanas. 10 Depois celebrarás a festa das semanas ao Senhor teu Deus segundo a medida da oferta voluntária da tua mão, que darás conforme o Senhor teu Deus te houver abençoado. 11 E te regozijarás perante o Senhor teu Deus, tu, teu filho e tua filha, teu servo e tua serva, o levita que está dentro das tuas portas, o peregrino, o órfão e a viúva que estão no meio de ti, no lugar que o Senhor teu Deus escolher para ali fazer habitar o seu nome. 12 Também te lembrarás de que foste servo no Egito, e guardarás estes estatutos, e os cumpriras. 13 A festa dos tabernáculos celebrarás por sete dias, quando tiveres colhido da tua eira e do teu lagar. 14 E na tua festa te regozijarás, tu, teu filho e tua filha, teu servo e tua serva, e o levita, o peregrino, o órfão e a viúva que estão dentro das tuas portas. 15 sete dias celebrarás a festa ao Senhor teu Deus, no lugar que o senhor escolher; porque o Senhor teu Deus te há de abençoar em toda a tua colheita, e em todo trabalho das tuas mãos; pelo que estarás de todo alegre. 16 Três vezes no ano todos os teus homens aparecerão perante o Senhor teu Deus, no lugar que ele escolher: na festa dos pães ázimos, na festa das semanas, e na festa dos tabernáculos. Não aparecerão vazios perante o Senhor; 17 cada qual oferecerá conforme puder, conforme a bênção que o Senhor teu Deus lhe houver dado.
Almeida Atualizada×
). O posterior ensinamento das escrituras revela que as colheitas físicas simbolizavam as colheitas espirituais dos seres humanos no plano de salvação de Deus através de Jesus Cristo (Mateus 9:37-38 Mateus 9:37-38 37 Então disse a seus discípulos: Na verdade, a seara é grande, mas os trabalhadores são poucos. 38 Rogai, pois, ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara.
Almeida Atualizada×
; João 4:35 João 4:35Não dizeis vós: Ainda há quatro meses até que venha a ceifa? Ora, eu vos digo: levantai os vossos olhos, e vede os campos, que já estão brancos para a ceifa.
Almeida Atualizada×
; João 15:1-8 João 15:1-8 1 Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o viticultor. 2 Toda vara em mim que não dá fruto, ele a corta; e toda vara que dá fruto, ele a limpa, para que dê mais fruto. 3 Vós já estais limpos pela palavra que vos tenho falado. 4 Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não permanecer na videira, assim também vós, se não permanecerdes em mim. 5 Eu sou a videira; vós sois as varas. Quem permanece em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. 6 Quem não permanece em mim é lançado fora, como a vara, e seca; tais varas são recolhidas, lançadas no fogo e queimadas. 7 Se vós permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedi o que quiserdes, e vos será feito. 8 Nisto é glorificado meu Pai, que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos.
Almeida Atualizada×
; Colossenses 2:16 Colossenses 2:16Ninguém, pois, vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa de dias de festa, ou de lua nova, ou de sábados,
Almeida Atualizada×
- 17). As três primeiras festas anuais estão associadas às colheitas da primavera na terra de Israel, enquanto as últimas quatro festas estão relacionadas à última colheita do fim de verão e outono.

O Novo Testamento mostra que a Igreja cristã do primeiro século continuou observando essas festas bíblicas. O próprio Jesus observou-as e nós, como Seus seguidores, somos orientados a andar como Ele andou (João 7:8-14 João 7:8-14 8 Subi vós � festa; eu não subo ainda a esta festa, porque ainda não é chegado o meu tempo. 9 E, havendo-lhes dito isto, ficou na Galiléia. 10 Mas quando seus irmãos já tinham subido � festa, então subiu ele também, não publicamente, mas como em secreto. 11 Ora, os judeus o procuravam na festa, e perguntavam: Onde está ele? 12 E era grande a murmuração a respeito dele entre as multidões. Diziam alguns: Ele é bom. Mas outros diziam: não, antes engana o povo. 13 Todavia ninguém falava dele abertamente, por medo dos judeus. 14 Estando, pois, a festa já em meio, subiu Jesus ao templo e começou a ensinar.
Almeida Atualizada×
; 1 João 2:6 1 João 2:6aquele que diz estar nele, também deve andar como ele andou.
Almeida Atualizada×
) — viver como Ele viveu. De forma milagrosa, a Igreja do Novo Testamento começou em uma dessas festas anuais — o dia de Pentecostes (Atos 2:1-4 Atos 2:1-4 1 Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar. 2 De repente veio do céu um ruído, como que de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam sentados. 3 E lhes apareceram umas línguas como que de fogo, que se distribuíam, e sobre cada um deles pousou uma. 4 E todos ficaram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito lhes concedia que falassem.
Almeida Atualizada×
). E os apóstolos e os discípulos da Igreja primitiva continuaram observando essas festas muito tempo depois da morte e ressurreição de Jesus (Atos 18:21 Atos 18:21antes se despediu deles, dizendo: Se Deus quiser, de novo voltarei a vós; e navegou de Éfeso.
Almeida Atualizada×
; Atos 20:16 Atos 20:16Porque Paulo havia determinado passar ao largo de Éfeso, para não se demorar na Ásia; pois se apressava para estar em Jerusalém no dia de Pentecostes, se lhe fosse possível.
Almeida Atualizada×
; Atos 27:9 Atos 27:9Havendo decorrido muito tempo e tendo-se tornado perigosa a navegação, porque já havia passado o jejum, Paulo os advertia,
Almeida Atualizada×
; 1 Coríntios 5:8 1 Coríntios 5:8Pelo que celebremos a festa, não com o fermento velho, nem com o fermento da malícia e da corrupção, mas com os ázimos da sinceridade e da verdade.
Almeida Atualizada×
).

Através da observância dessas festas, o povo de Deus mantém o foco e a lembrança, ao longo do ano, na obra de Jesus Cristo em cumprimento do plano de salvação de Deus. E nós, assim como a Igreja primitiva, devemos continuar guardando-as!

As festas de Deus foram rejeitadas, substituídas e ignoradas pela Reforma

Então o que aconteceu? Ao longo do tempo, a apostasia — o abandono da verdade de Deus — foi adentrando e cresceu. Eventualmente, aqueles que continuaram nos ensinamentos e práticas de Cristo e Seus apóstolos tornaram-se uma pequena minoria entre aqueles que se identificavam como cristãos. Muitos falsos ensinamentos foram agregados ao cristianismo, e novos dias de adoração foram instituídos, a maior parte de origem pagã; como a observância semanal do domingo e os feriados religiosos anuais do Natal e do Domingo de Páscoa, que são os principais entre muitos outros.

Até mesmo a verdadeira mensagem do evangelho sobre o retorno futuro de Cristo para governar todas as nações no Reino de Deus foi alterada para uma mensagem sobre o Reino nos corações dos crentes e o governo de Cristo estabelecido através da igreja — a igreja se concentrando em Roma e chegando a dominar o antigo império e várias potências mundiais desde então. No entanto, esta foi a grande igreja apóstata — e não a Igreja verdadeira e, relativamente, pequena, que continuou praticando o ensinamento bíblico!

Com o passar do tempo, e em protesto contra a corrupção e os falsos ensinamentos e práticas na igreja romana, veio a Reforma Protestante, que tinha a intenção de retornar ao cristianismo do Novo Testamento. De certa forma, eles conseguiram restaurar alguns conceitos bíblicos, mas continuaram em muitas ideologias cristãs romanas e até trouxeram novos problemas. A ideia era seguir somente as Escrituras, mas, infelizmente, eles não conseguiram retomar à fé e à prática dos primeiros cristãos.

Desde o início da Reforma surgiu um conjunto de princípios fundamentais para o ensinamento protestante sobre a salvação (em contraste com o ensino católico) conhecido como as cinco solas — a palavra latina sola significa “apenas” ou “somente”.

Nas primeiras articulações desses princípios, havia apenas três — sola scriptura (“somente a Escritura”), sola fide (“somente a fé”) e sola gratia (“somente a graça”). Assim, apenas a Bíblia era a regra da fé — e não a tradição e os decretos da igreja romana. Entendeu-se que a salvação era pela graça e fé em Cristo para expiação, sem exigência de ações justas ou outros atos piedosos impostos pela igreja romana.

Mais tarde, foram adicionados dois solas que também expressavam o antigo ensinamento protestante: solo Christo (“somente por Cristo”), rejeitando assim a necessidade de uma classe especial de sacerdócio e qualquer outro mediador, apenas Cristo, e soli Deo gloria (“somente glória a Deus”), rejeitando a veneração a Maria, a santos e a anjos.

Apesar de muitas mudanças, não houve retorno aos dias bíblicos de adoração.

A fé e a graça têm que ser acompanhadas da obediência

Lamentavelmente, o foco excessivo apenas na fé e na graça teve como consequência vergonhosa a rejeição de toda a lei bíblica como parte do processo de justificação, ou seja, tornar-se justo diante de Deus. A epístola de Tiago declarou explicitamente que “é pelas obras que o homem é justificado, e não somente pela fé” (Tiago 2:24 Tiago 2:24Vedes então que é pelas obras que o homem é justificado, e não somente pela fé.
Almeida Atualizada×
, grifo nosso) — por causa disso, Martinho Lutero queria que este livro fosse removido da Bíblia.

E até mesmo o apóstolo Paulo, que alguns supõem ter rejeitado a lei, declarou que “não são justos diante de Deus os que só ouvem a lei; mas serão justificados os que praticam a lei” (Romanos 2:13 Romanos 2:13Pois não são justos diante de Deus os que só ouvem a lei; mas serão justificados os que praticam a lei
Almeida Atualizada×
). Entretanto, é verdade que Paulo também disse: “Concluímos pois que o homem é justificado pela fé sem as obras da lei” (Romanos 3:28 Romanos 3:28concluímos pois que o homem é justificado pela fé sem as obras da lei.
Almeida Atualizada×
). Porém, aqui não há nenhuma contradição. Precisamos entender que essa passagem aborda os dois estágios de justificação.

A princípio, uma pessoa é justificada ou tornada justa para Deus toda vez que se arrepende sinceramente (abandonando o pecado e comprometendo-se a obedecer a Deus) e tendo fé no sacrifício expiatório de Cristo — antes de qualquer ato físico de obediência. Porém, uma pessoa permanece justificada quando mantém o compromisso de continuar obedecendo com a ajuda de Cristo. E quando a pessoa pecar depois disso, então se exige um novo arrependimento para que seja justificada ou torne-se justa, juntamente com a contínua obediência para que possa permanecer justificada.

Por isso, é de suma importância que continuemos obedecendo às instruções bíblicas, inclusive a observância das festas de Deus. O próprio Paulo continuou guardando essas festas como um cristão, apresentando-as como “sombras” contínuas ou contornos dos grandes eventos do plano de salvação de Deus ainda a serem cumpridos (Colossenses 2:16-17 Colossenses 2:16-17 16 Ninguém, pois, vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa de dias de festa, ou de lua nova, ou de sábados, 17 que são sombras das coisas vindouras; mas o corpo é de Cristo.
Almeida Atualizada×
). A respeito de uma dessas festas, ele mesmo disse à congregação dos gentios (não israelitas) em Corinto: “Celebremos a festa” (1 Coríntios 5:8 1 Coríntios 5:8Pelo que celebremos a festa, não com o fermento velho, nem com o fermento da malícia e da corrupção, mas com os ázimos da sinceridade e da verdade.
Almeida Atualizada×
) — referindo-se à festa bíblica dos Pães Asmos (Levítico 23:6 Levítico 23:6E aos quinze dias desse mês é a festa dos pães ázimos do Senhor; sete dias comereis pães ázimos.
Almeida Atualizada×
).

Afirmando “somente a Escritura” e “somente Cristo” — enquanto desobedecem ambas as Escrituras e Cristo

Infelizmente, é irônico que a fé protestante, atualmente com quase novecentos milhões de adeptos, defenda os pilares “somente a Escritura” e “somente Cristo” enquanto observa os dias de adoração e feriados religiosos da tradição pagã antibíblica — quando a Bíblia diz explicitamente para não fazer isso (Deuteronômio 12:29-32 Deuteronômio 12:29-32 29 Quando o Senhor teu Deus exterminar de diante de ti as nações aonde estás entrando para as possuir, e as desapossares e habitares na sua terra, 30 guarda-te para que não te enlaces para as seguires, depois que elas forem destruídas diante de ti; e que não perguntes acerca dos seus deuses, dizendo: De que modo serviam estas nações os seus deuses? pois do mesmo modo também farei eu. 31 Não farás assim para com o Senhor teu Deus; porque tudo o que é abominável ao Senhor, e que ele detesta, fizeram elas para com os seus deuses; pois até seus filhos e suas filhas queimam no fogo aos seus deuses. 32 Tudo o que eu te ordeno, observarás; nada lhe acrescentarás nem diminuirás.
Almeida Atualizada×
).

Ao mesmo tempo, a fé protestante diz a seus seguidores que não observem os dias que a Escritura diz que devemos guardar, os mesmos dias que o próprio Cristo entregou como o Deus que interagiu com os seres humanos no período do Antigo Testamento (João 1:1-3 João 1:1-3 1 No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. 2 Ele estava no princípio com Deus. 3 Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e sem ele nada do que foi feito se fez.
Almeida Atualizada×
, 14 João 8:58 João 8:58Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que antes que Abraão existisse, eu sou.
Almeida Atualizada×
; 1 Coríntios 10:4 1 Coríntios 10:4e beberam todos da mesma bebida espiritual, porque bebiam da pedra espiritual que os acompanhava; e a pedra era Cristo.
Almeida Atualizada×
) e guardou-os como homem no Novo Testamento!

Como ocorreu essa desconexão? Surgiu, em parte, de uma grave visão antissemita entre os reformadores protestantes — seguindo uma atitude muito enraizada contra a prática judaica na igreja romana.

As festas entregues por Deus no Antigo Testamento foram vistas como um ritual judaico que, supostamente, deveria findar com a morte de Cristo — e o ato de continuar nisso era visto como legalismo judaizante. No entanto, Deus disse que essas eram as Suas festas (Levítico 23:1-2 Levítico 23:1-2 1 Depois disse o Senhor a Moisés: 2 Fala aos filhos de Israel, e dize-lhes: As festas fixas do Senhor, que proclamareis como santas convocações, são estas:
Almeida Atualizada×
). E todas juntas representam as etapas do plano de salvação de Deus para toda a humanidade — não apenas para o povo judeu — através de Jesus Cristo. De fato, a obra de Cristo é o foco central de cada uma dessas observâncias. E essa obra continua em andamento.

Será que não faria mais sentido que defender “ somente a Escritura ” e “ somente Cristo ” deveria de incluir a observância das festas bíblicas, as quais foram ordenadas por Deus e que se concentram profundamente na obra salvadora de Jesus Cristo , em vez de celebrar feriados religiosos de origem pagã com algumas conexões superficiais inventadas da história de Cristo? Sem dúvida que sim!

De fato, uma compreensão bíblica adequada da fé e da graça também exige a observância dessas festas bíblicas como parte da confiança na Palavra de Deus e do recebimento de Seus dons, como representado por esses eventos. E, sem dúvida, tudo é para a glória de Deus!

Uma visão geral das festas bíblicas — as etapas do plano de Deus para salvar a humanidade através de Jesus Cristo

Então, vamos ver mais sobre essas festas bíblicas listadas em Levítico 23 e atentemos para o papel de Jesus Cristo quanto ao seu significado e cumprimento. Mais detalhes sobre cada uma delas podem ser encontrados em nosso guia de estudo bíblico gratuito, O Plano do Dia Santo de Deus: A Promessa de Esperança para Toda a Humanidade , que pode encomendar ou baixar do nosso site (www.revistaboanova.org ).

A Páscoa . No princípio da primavera no hemisfério norte, ela era observada pelos israelitas com um cordeiro sacrificado — lembrando o sangue do cordeiro sacrificado no Egito passado nas vigas das portas dos lares israelitas para poupá-los da praga que matou os primogênitos egípcios (Êxodo 12; Levítico 23:4-5 Levítico 23:4-5 4 São estas as festas fixas do Senhor, santas convocações, que proclamareis no seu tempo determinado: 5 No mês primeiro, aos catorze do mês, � tardinha, é a páscoa do Senhor.
Almeida Atualizada×
).

Esta festa nos ensina que Jesus Cristo não tinha pecados e, como o “Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo”, deu Sua vida para que os pecados da humanidade pudessem ser perdoados e a pena de morte removida, começando com a redenção do primogênito da humanidade atualmente, a Igreja de Deus (João 1:29 João 1:29No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.
Almeida Atualizada×
; 1 Coríntios 5:7 1 Coríntios 5:7Expurgai o fermento velho, para que sejais massa nova, assim como sois sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, já foi sacrificado.
Almeida Atualizada×
; 1 Pedro 1:18-20 1 Pedro 1:18-20 18 sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver, que por tradição recebestes dos vossos pais, 19 mas com precioso sangue, como de um cordeiro sem defeito e sem mancha, o sangue de Cristo, 20 o qual, na verdade, foi conhecido ainda antes da fundação do mundo, mas manifesto no fim dos tempos por amor de vós,
Almeida Atualizada×
; Romanos 3:25 Romanos 3:25ao qual Deus propôs como propiciação, pela fé, no seu sangue, para demonstração da sua justiça por ter ele na sua paciência, deixado de lado os delitos outrora cometidos;
Almeida Atualizada×
; Hebreus 12:23 Hebreus 12:23� universal assembléia e igreja dos primogênitos inscritos nos céus, e a Deus, o juiz de todos, e aos espíritos dos justos aperfeiçoados;
Almeida Atualizada×
).

A observância dessa festa no Novo Testamento inclui a lavagem dos pés e a participação do pão asmo e do vinho como simbolismo do corpo de Cristo, que derramou Seu sangue em sacrifício, segundo Sua instrução e exemplo (João 13:12-17 João 13:12-17 12 Ora, depois de lhes ter lavado os pés, tomou o manto, tornou a reclinar-se � mesa e perguntou-lhes: Entendeis o que vos tenho feito? 13 Vós me chamais Mestre e Senhor; e dizeis bem, porque eu o sou. 14 Ora, se eu, o Senhor e Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns aos outros. 15 Porque eu vos dei exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também. 16 Em verdade, em verdade vos digo: Não é o servo maior do que o seu senhor, nem o enviado maior do que aquele que o enviou. 17 Se sabeis estas coisas, bem-aventurados sois se as praticardes.
Almeida Atualizada×
; Mateus 26:17-30 Mateus 26:17-30 17 Ora, no primeiro dia dos pães ázimos, vieram os discípulos a Jesus, e perguntaram: Onde queres que façamos os preparativos para comeres a páscoa? 18 Respondeu ele: Ide � cidade a um certo homem, e dizei-lhe: O Mestre diz: O meu tempo está próximo; em tua casa celebrarei a páscoa com os meus discípulos. 19 E os discípulos fizeram como Jesus lhes ordenara, e prepararam a páscoa. 20 Ao anoitecer reclinou-se � mesa com os doze discípulos; 21 e, enquanto comiam, disse: Em verdade vos digo que um de vós me trairá. 22 E eles, profundamente contristados, começaram cada um a perguntar-lhe: Porventura sou eu, Senhor? 23 Respondeu ele: O que mete comigo a mão no prato, esse me trairá. 24 Em verdade o Filho do homem vai, conforme está escrito a seu respeito; mas ai daquele por quem o Filho do homem é traido! bom seria para esse homem se não houvera nascido. 25 Também Judas, que o traía, perguntou: Porventura sou eu, Rabí? Respondeu-lhe Jesus: Tu o disseste. 26 Enquanto comiam, Jesus tomou o pão e, abençoando-o, o partiu e o deu aos discípulos, dizendo: Tomai, comei; isto é o meu corpo. 27 E tomando um cálice, rendeu graças e deu-lho, dizendo: Bebei dele todos; 28 pois isto é o meu sangue, o sangue do pacto, o qual é derramado por muitos para remissão dos pecados. 29 Mas digo-vos que desde agora não mais beberei deste fruto da videira até aquele dia em que convosco o beba novo, no reino de meu Pai. 30 E tendo cantado um hino, saíram para o Monte das Oliveiras.
Almeida Atualizada×
; Lucas 22:14-20 Lucas 22:14-20 14 E, chegada a hora, pôs-se Jesus � mesa, e com ele os apóstolos. 15 E disse-lhes: Tenho desejado ardentemente comer convosco esta páscoa, antes da minha paixão; 16 pois vos digo que não a comerei mais até que ela se cumpra no reino de Deus. 17 Então havendo recebido um cálice, e tendo dado graças, disse: Tomai-o, e reparti-o entre vós; 18 porque vos digo que desde agora não mais beberei do fruto da videira, até que venha o reino de Deus. 19 E tomando pão, e havendo dado graças, partiu-o e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo, que é dado por vós; fazei isto em memória de mim. 20 Semelhantemente, depois da ceia, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é o novo pacto em meu sangue, que é derramado por vós.
Almeida Atualizada×
; 1 Coríntios 11:23-31 1 Coríntios 11:23-31 23 Porque eu recebi do Senhor o que também vos entreguei: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou pão; 24 e, havendo dado graças, o partiu e disse: Isto é o meu corpo que é por vós; fazei isto em memória de mim. 25 Semelhantemente também, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é o novo pacto no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que o beberdes, em memória de mim. 26 Porque todas as vezes que comerdes deste pão e beberdes do cálice estareis anunciando a morte do Senhor, até que ele venha. 27 De modo que qualquer que comer do pão, ou beber do cálice do Senhor indignamente, será culpado do corpo e do sangue do Senhor. 28 Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma do pão e beba do cálice. 29 Porque quem come e bebe, come e bebe para sua própria condenação, se não discernir o corpo do Senhor. 30 Por causa disto há entre vós muitos fracos e enfermos, e muitos que dormem. 31 Mas, se nós nos julgássemos a nós mesmos, não seríamos julgados;
Almeida Atualizada×
).

A Festa dos Pães Asmos . Começa um dia após a Páscoa e segue por sete dias, lembrando-nos do Êxodo israelita e da passagem pelo Mar Vermelho e de nossa libertação do cativeiro e da vida pecadora (Êxodo 12-14; Levítico 23:6-8 Levítico 23:6-8 6 E aos quinze dias desse mês é a festa dos pães ázimos do Senhor; sete dias comereis pães ázimos. 7 No primeiro dia tereis santa convocação; nenhum trabalho servil fareis. 8 Mas por sete dias oferecereis oferta queimada ao Senhor; ao sétimo dia haverá santa convocação; nenhum trabalho servil fareis.
Almeida Atualizada×
).

Essa festa bíblica nos ensina que Jesus Cristo nos leva a rejeitar a iniquidade, a arrepender-nos do pecado e viver por toda palavra de Deus (1 Coríntios 5:8 1 Coríntios 5:8Pelo que celebremos a festa, não com o fermento velho, nem com o fermento da malícia e da corrupção, mas com os ázimos da sinceridade e da verdade.
Almeida Atualizada×
; Mateus 4:4 Mateus 4:4Mas Jesus lhe respondeu: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus.
Almeida Atualizada×
). E foi durante essa festa que Jesus foi morto e sepultado por três dias e noites e depois ressuscitado dos mortos. De forma figurativa, devemos ser sepultados e ressuscitados com Ele para uma nova vida, como retratado no batismo (Romanos 6) — a imersão também como um paralelo da passagem pelo Mar Vermelho (1 Coríntios 10:1-2 1 Coríntios 10:1-2 1 Pois não quero, irmãos, que ignoreis que nossos pais estiveram todos debaixo da nuvem, e todos passaram pelo mar; 2 e, na nuvem e no mar, todos foram batizados em Moisés,
Almeida Atualizada×
).

Durante essa festa, o fermento — um agente de levedação que faz com que a massa do pão inche durante o cozimento — simboliza o pecado e, portanto, ele é removido de nossos lares e não o comemos por sete dias (1 Coríntios 5:7-8 1 Coríntios 5:7-8 7 Expurgai o fermento velho, para que sejais massa nova, assim como sois sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, já foi sacrificado. 8 Pelo que celebremos a festa, não com o fermento velho, nem com o fermento da malícia e da corrupção, mas com os ázimos da sinceridade e da verdade.
Almeida Atualizada×
; Êxodo 12:19 Êxodo 12:19Por sete dias não se ache fermento algum nas vossas casas; porque qualquer que comer pão levedado, esse será cortado da congregação de Israel, tanto o peregrino como o natural da terra.
Almeida Atualizada×
) . Ao comer pão ázimo durante esse tempo, pensamos em compartilhar do verdadeiro pão da vida, Jesus Cristo (João 6:35 João 6:35Declarou-lhes Jesus. Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim, de modo algum terá fome, e quem crê em mim jamais tará sede.
Almeida Atualizada×
, 48-51), e, assim, vivendo a vida com sinceridade e verdade e livre de pecado — com o Cristo ressuscitado vivendo em nós.

A Festa de Pentecostes . Esta é uma festa de apenas um dia, que ocorre no fim da primavera no hemisfério norte (Levítico 23:15-22 Levítico 23:15-22 15 Contareis para vós, desde o dia depois do sábado, isto é, desde o dia em que houverdes trazido o molho da oferta de movimento, sete semanas inteiras; 16 até o dia seguinte ao sétimo sábado, contareis cinqüenta dias; então oferecereis nova oferta de cereais ao Senhor. 17 Das vossas habitações trareis, para oferta de movimento, dois pães de dois décimos de efa; serão de flor de farinha, e levedados se cozerão; são primícias ao Senhor. 18 Com os pães oferecereis sete cordeiros sem defeito, de um ano, um novilho e dois carneiros; serão holocausto ao Senhor, com as respectivas ofertas de cereais e de libação, por oferta queimada de cheiro suave ao Senhor. 19 Também oferecereis um bode para oferta pelo pecado, e dois cordeiros de um ano para sacrifício de ofertas pacíficas. 20 Então o sacerdote os moverá, juntamente com os pães das primícias, por oferta de movimento perante o Senhor, com os dois cordeiros; santos serão ao Senhor para uso do sacerdote. 21 E fareis proclamação nesse mesmo dia, pois tereis santa convocação; nenhum trabalho servil fareis; é estatuto perpétuo em todas as vossas habitações pelas vossas gerações. 22 Quando fizeres a sega da tua terra, não segarás totalmente os cantos do teu campo, nem colherás as espigas caídas da tua sega; para o pobre e para o estrangeiro as deixarás. Eu sou o Senhor vosso Deus.
Almeida Atualizada×
). Também chamada de Festa das Semanas ou Festa da Colheita ou das Primícias, ela nos ensina que agora Jesus Cristo está edificando Sua Igreja, a qual compreende aqueles que são um “tipo de primícias” da colheita espiritual da humanidade, sendo as “primícias das Suas criaturas” (Êxodo 23:16 Êxodo 23:16também guardarás a festa da sega, a das primícias do teu trabalho, que houveres semeado no campo; igualmente guardarás a festa da colheita � saída do ano, quando tiveres colhido do campo os frutos do teu trabalho.
Almeida Atualizada×
; Atos 2:1-4 Atos 2:1-4 1 Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar. 2 De repente veio do céu um ruído, como que de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam sentados. 3 E lhes apareceram umas línguas como que de fogo, que se distribuíam, e sobre cada um deles pousou uma. 4 E todos ficaram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito lhes concedia que falassem.
Almeida Atualizada×
; Atos 2:37-39 Atos 2:37-39 37 E, ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, irmãos? 38 Pedro então lhes respondeu: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para remissão de vossos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo. 39 Porque a promessa vos pertence a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe: a quantos o Senhor nosso Deus chamar.
Almeida Atualizada×
; Tiago 1:18 Tiago 1:18Segundo a sua própria vontade, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como que primícias das suas criaturas.
Almeida Atualizada×
; Romanos 8:23 Romanos 8:23e não só ela, mas até nós, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, aguardando a nossa adoração, a saber, a redenção do nosso corpo.
Almeida Atualizada×
).

Além do aspecto da colheita, Pentecostes também lembra o tempo em que Deus proclamou os Dez Mandamentos a Israel no Monte Sinai. Ademais, diz respeito ao Espírito Santo, que nos capacita a continuar obedecendo à lei, o qual foi dado à Igreja do Novo Testamento em Atos 2.

As primícias espirituais de Deus, os verdadeiros cristãos desta época, receberão a salvação no retorno de Cristo. Eles receberam o Espírito Santo, que gera em cada um deles um novo coração e uma nova natureza para viver obedecendo sinceramente aos mandamentos de Deus. O próprio Jesus é o primeiro dessas primícias, como já representado em uma oferta especial de primícias durante a festa anterior (ver Levítico 23:9-14 Levítico 23:9-14 9 Disse mais o Senhor a Moisés: 10 Fala aos filhos de Israel, e dize-lhes: Quando houverdes entrado na terra que eu vos dou, e segardes a sua sega, então trareis ao sacerdote um molho das primícias da vossa sega; 11 e ele moverá o molho perante o Senhor, para que sejais aceitos. No dia seguinte ao sábado o sacerdote o moverá. 12 E no dia em que moverdes o molho, oferecereis um cordeiro sem defeito, de um ano, em holocausto ao Senhor. 13 Sua oferta de cereais será dois décimos de efa de flor de farinha, amassada com azeite, para oferta queimada em cheiro suave ao Senhor; e a sua oferta de libação será de vinho, um quarto de him. 14 E não comereis pão, nem trigo torrado, nem espigas verdes, até aquele mesmo dia, em que trouxerdes a oferta do vosso Deus; é estatuto perpétuo pelas vossas gerações, em todas as vossas habitações.
Almeida Atualizada×
; 1 Coríntios 15:20 1 Coríntios 15:20Mas na realidade Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, sendo ele as primícias dos que dormem.
Almeida Atualizada×
, 23). Pentecostes vem do grego e significa “quinquagésimo”, ou seja, ocorre no quinquagésimo dia contando dessa primeira oferta do molho mexido durante a Festa dos Pães Asmos.

A Festa das Trombetas . Um Dia santo que se dá no fim do verão ou início do outono no hemisfério norte, trazido à memoria por um som estridente (Levítico 23:23-25 Levítico 23:23-25 23 Disse mais o Senhor a Moisés: 24 Fala aos filhos de Israel: No sétimo mês, no primeiro dia do mês, haverá para vós descanso solene, em memorial, com sonido de trombetas, uma santa convocação. 25 Nenhum trabalho servil fareis, e oferecereis oferta queimada ao Senhor.
Almeida Atualizada×
), provavelmente ao som de um chifre de carneiro quando Deus — o Ser que, mais tarde, nasceu em carne como Jesus Cristo — desceu ao monte Sinai em uma grande exibição de poder e depois falou os mandamentos (Êxodo 19-20).

Esta festa nos ensina que Jesus Cristo retornará à Terra no fim desta era com poder e glória — novamente precedido pelo som de trombetas. E sete anjos com sete trombetas, descritos em Apocalipse 8-10, vão anunciar eventos que abalarão o mundo. Cristo retornará quando for soprada a sétima trombeta (Apocalipse 11:15 Apocalipse 11:15E tocou o sétimo anjo a sua trombeta, e houve no céu grandes vozes, que diziam: O reino do mundo passou a ser de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará pelos séculos dos séculos.
Almeida Atualizada×
) — a última trombeta (1 Coríntios 15:52 1 Coríntios 15:52num momento, num abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos serão ressuscitados incorruptíveis, e nós seremos transformados.
Almeida Atualizada×
).

Na última trombeta, Cristo voltará para proclamar a lei de Deus — não apenas a Israel, mas a toda a humanidade. Nessa época, Ele ressuscitará os fiéis servos de Deus, os que já morreram, e transformará instantaneamente os santos obedientes, que ainda estiverem vivos, em seres espirituais imortais (Mateus 24:31 Mateus 24:31E ele enviará os seus anjos com grande clangor de trombeta, os quais lhe ajuntarão os escolhidos desde os quatro ventos, de uma � outra extremidade dos céus.
Almeida Atualizada×
; 1 Coríntios 15:52-53 1 Coríntios 15:52-53 52 num momento, num abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos serão ressuscitados incorruptíveis, e nós seremos transformados. 53 Porque é necessário que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade e que isto que é mortal se revista da imortalidade.
Almeida Atualizada×
; 1 Tessalonicenses 4:13-17 1 Tessalonicenses 4:13-17 13 Não queremos, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais como os outros que não têm esperança. 14 Porque, se cremos que Jesus morreu e ressurgiu, assim também aos que dormem, Deus, mediante Jesus, os tornará a trazer juntamente com ele. 15 Dizemo-vos, pois, isto pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, de modo algum precederemos os que já dormem. 16 Porque o Senhor mesmo descerá do céu com grande brado, � voz do arcanjo, ao som da trombeta de Deus, e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. 17 Depois nós, os que ficarmos vivos seremos arrebatados juntamente com eles, nas nuvens, ao encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor.
Almeida Atualizada×
).

O Dia da Expiação . Um Dia santo que vem uns dias depois do anterior, que, durante a época do tabernáculo e do templo de Israel, era a ocasião de uma cerimônia especial envolvendo dois bodes, um dos bodes (representando Jesus Cristo) era sacrificado, e o outro bode (simbolizando Azazel, o demónio), era banido ainda vivo ao deserto (Levítico 16; 23:26-33).

Isso aponta para o tempo em que Jesus Cristo, ao retornar, enviará um poderoso anjo para amarrar Satanás, o demônio, por mil anos (Apocalipse 20:1-3 Apocalipse 20:1-3 1 E vi descer do céu um anjo, que tinha a chave do abismo e uma grande cadeia na sua mão. 2 Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo e Satanás, e o amarrou por mil anos. 3 Lançou-o no abismo, o qual fechou e selou sobre ele, para que não enganasse mais as nações até que os mil anos se completassem. Depois disto é necessário que ele seja solto por um pouco de tempo.
Almeida Atualizada×
). Isso retrata a remoção da principal causa do pecado — Satanás e seus demônios. Até que Deus remova o instigador original do pecado, a humanidade continuará sendo levada à desobediência e ao sofrimento.

Esse Dia Santo também retrata Jesus Cristo como nosso Sumo Sacerdote fazendo expiação diante de Deus Pai pelos pecados de toda a humanidade. Essa expiação, ou “purificação”, nos permite reconciliar (tornarmos-nos um ) com Deus e ter acesso direto a Ele ao entrar espiritualmente no “santíssimo lugar” (Hebreus 9:8-14 Hebreus 9:8-14 8 dando o Espírito Santo a entender com isso, que o caminho do santuário não está descoberto, enquanto subsiste a primeira tenda, 9 que é uma parábola para o tempo presente, conforme a qual se oferecem tando dons como sacrifícios que, quanto � consciência, não podem aperfeiçoar aquele que presta o culto; 10 sendo somente, no tocante a comidas, e bebidas, e várias abluções, umas ordenanças da carne, impostas até um tempo de reforma. 11 Mas Cristo, tendo vindo como sumo sacerdote dos bens já realizados, por meio do maior e mais perfeito tabernáculo (não feito por mãos, isto é, não desta criação), 12 e não pelo sangue de bodes e novilhos, mas por seu próprio sangue, entrou uma vez por todas no santo lugar, havendo obtido uma eterna redenção. 13 Porque, se a aspersão do sangue de bodes e de touros, e das cinzas duma novilha santifica os contaminados, quanto � purificação da carne, 14 quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará das obras mortas a vossa consciência, para servirdes ao Deus vivo?
Almeida Atualizada×
; 10:19-20). Ao jejuar nesse dia, os cristãos se aproximam de Deus e vivenciam a reconciliação com Deus, que toda a humanidade experimentará após o retorno de Cristo. Jesus Cristo é essencial nesse processo como nosso Sumo Sacerdote (Hebreus 4:14-15 Hebreus 4:14-15 14 Tendo, portanto, um grande sumo sacerdote, Jesus, Filho de Deus, que penetrou os céus, retenhamos firmemente a nossa confissão. 15 Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer- se das nossas fraquezas; porém um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado.
Almeida Atualizada×
; 5:4-5, 10) e como nosso único e eterno sacrifício pelos pecados (Hebreus 9:26-28 Hebreus 9:26-28 26 doutra forma, necessário lhe fora padecer muitas vezes desde a fundação do mundo; mas agora, na consumação dos séculos, uma vez por todas se manifestou, para aniquilar o pecado pelo sacrifício de si mesmo. 27 E, como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo depois o juízo, 28 assim também Cristo, oferecendo-se uma só vez para levar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação.
Almeida Atualizada×
; 10:12).

A tradição judaica coloca esse dia de jejum como o último dia do segundo jejum de quarenta dias de Moisés — quando ele desceu com novas tábuas da lei depois de ter quebrado o primeiro conjunto em resposta ao pecado de Israel com o bezerro de ouro e mediado uma renovação do Pacto do Sinai (Êxodo 34). Isso pode ser um paralelo com a segunda vinda de Jesus como o Mediador da Nova Aliança, com a lei agora escrita nas tábuas do coração dos israelitas e de todas as pessoas — como já está sendo escrito nos corações dos verdadeiros cristãos pelo Espírito Santo (ver 2 Coríntios 3:3 2 Coríntios 3:3sendo manifestos como carta de Cristo, ministrada por nós, e escrita, não com tinta, mas com o Espírito do Deus vivo, não em tábuas de pedra, mas em tábuas de carne do coração.
Almeida Atualizada×
; Hebreus 10:15-17 Hebreus 10:15-17 15 E o Espírito Santo também no-lo testifica, porque depois de haver dito: 16 Este é o pacto que farei com eles depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei as minhas leis em seus corações, e as escreverei em seu entendimento; acrescenta: 17 E não me lembrarei mais de seus pecados e de suas iniqüidades.
Almeida Atualizada×
).

A Festa dos Tabernáculos . Ela também é chamada de Festa da Colheita e ocorre alguns dias depois desse Dia Santo anterior e dura sete dias (Êxodo 23:16 Êxodo 23:16também guardarás a festa da sega, a das primícias do teu trabalho, que houveres semeado no campo; igualmente guardarás a festa da colheita � saída do ano, quando tiveres colhido do campo os frutos do teu trabalho.
Almeida Atualizada×
; 34:22; Levítico 23:33-44 Levítico 23:33-44 33 Disse mais o Senhor a Moisés: 34 Fala aos filhos de Israel, dizendo: Desde o dia quinze desse sétimo mês haverá a festa dos tabernáculos ao Senhor por sete dias. 35 No primeiro dia haverá santa convocação; nenhum trabalho servil fareis. 36 Por sete dias oferecereis ofertas queimadas ao Senhor; ao oitavo dia tereis santa convocação, e oferecereis oferta queimada ao Senhor; será uma assembléia solene; nenhum trabalho servil fareis. 37 Estas são as festas fixas do Senhor, que proclamareis como santas convocações, para oferecer-se ao Senhor oferta queimada, holocausto e oferta de cereais, sacrifícios e ofertas de libação, cada qual em seu dia próprio; 38 além dos sábados do Senhor, e além dos vossos dons, e além de todos os vossos votos, e além de todas as vossas ofertas voluntárias que derdes ao Senhor. 39 Desde o dia quinze do sétimo mês, quando tiverdes colhido os frutos da terra, celebrareis a festa do Senhor por sete dias; no primeiro dia haverá descanso solene, e no oitavo dia haverá descanso solene. 40 No primeiro dia tomareis para vós o fruto de árvores formosas, folhas de palmeiras, ramos de árvores frondosas e salgueiros de ribeiras; e vos alegrareis perante o Senhor vosso Deus por sete dias. 41 E celebrá-la-eis como festa ao Senhor por sete dias cada ano; estatuto perpétuo será pelas vossas gerações; no mês sétimo a celebrareis. 42 Por sete dias habitareis em tendas de ramos; todos os naturais em Israel habitarão em tendas de ramos, 43 para que as vossas gerações saibam que eu fiz habitar em tendas de ramos os filhos de Israel, quando os tirei da terra do Egito. Eu sou o Senhor vosso Deus. 44 Assim declarou Moisés aos filhos de Israel as festas fixas do Senhor.
Almeida Atualizada×
). Além de celebrar a grande colheita no fim do ano agrícola, esta festa era originalmente uma comemoração dos israelitas habitando em estruturas temporárias de ramos quando saíram do Egito (versículos 40-43).

Essa festa nos ensina que, quando Jesus Cristo retornar, Ele começará a reunir ou colher parte da humanidade ainda viva e estabelecer uma nova sociedade, onde Ele é o Rei dos Reis e Senhor dos Senhores sob o comando de Deus Pai.

Jesus, auxiliado pelos santos ressuscitados, estabelecerá o Seu governo na Terra por mil anos, um período, muitas vezes, chamado de Milênio (Apocalipse 19:11-16 Apocalipse 19:11-16 11 E vi o céu aberto, e eis um cavalo branco; e o que estava montado nele chama-se Fiel e Verdadeiro; e julga a peleja com justiça. 12 Os seus olhos eram como chama de fogo; sobre a sua cabeça havia muitos diademas; e tinha um nome escrito, que ninguém sabia sabia senão ele mesmo. 13 Estava vestido de um manto salpicado de sangue; e o nome pelo qual se chama é o Verbo de Deus. 14 Seguiam-no os exércitos que estão no céu, em cavalos brancos, e vestidos de linho fino, branco e puro. 15 Da sua boca saía uma espada afiada, para ferir com ela as nações; ele as regerá com vara de ferro; e ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho do furor da ira do Deus Todo-Poderoso. 16 No manto, sobre a sua coxa tem escrito o nome: Rei dos reis e Senhor dos senhores.
Almeida Atualizada×
; Apocalipse 20:4 Apocalipse 20:4Então vi uns tronos; e aos que se assentaram sobre eles foi dado o poder de julgar; e vi as almas daqueles que foram degolados por causa do testemunho de Jesus e da palavra de Deus, e que não adoraram a besta nem a sua imagem, e não receberam o sinal na fronte nem nas mãos; e reviveram, e reinaram com Cristo durante mil anos.
Almeida Atualizada×
; Levítico 23:39-43 Levítico 23:39-43 39 Desde o dia quinze do sétimo mês, quando tiverdes colhido os frutos da terra, celebrareis a festa do Senhor por sete dias; no primeiro dia haverá descanso solene, e no oitavo dia haverá descanso solene. 40 No primeiro dia tomareis para vós o fruto de árvores formosas, folhas de palmeiras, ramos de árvores frondosas e salgueiros de ribeiras; e vos alegrareis perante o Senhor vosso Deus por sete dias. 41 E celebrá-la-eis como festa ao Senhor por sete dias cada ano; estatuto perpétuo será pelas vossas gerações; no mês sétimo a celebrareis. 42 Por sete dias habitareis em tendas de ramos; todos os naturais em Israel habitarão em tendas de ramos, 43 para que as vossas gerações saibam que eu fiz habitar em tendas de ramos os filhos de Israel, quando os tirei da terra do Egito. Eu sou o Senhor vosso Deus.
Almeida Atualizada×
; Mateus 17:1-4 Mateus 17:1-4 1 Seis dias depois, tomou Jesus consigo a Pedro, a Tiago e a João, irmão deste, e os conduziu � parte a um alto monte; 2 e foi transfigurado diante deles; o seu rosto resplandeceu como o sol, e as suas vestes tornaram-se brancas como a luz. 3 E eis que lhes apareceram Moisés e Elias, falando com ele. 4 Pedro, tomando a palavra, disse a Jesus: Senhor, bom é estarmos aqui; se queres, farei aqui três cabanas, uma para ti, outra para Moisés, e outra para Elias.
Almeida Atualizada×
; Hebreus 11:8-9 Hebreus 11:8-9 8 Pela fé Abraão, sendo chamado, obedeceu, saindo para um lugar que havia de receber por herança; e saiu, sem saber para onde ia. 9 Pela fé peregrinou na terra da promessa, como em terra alheia, habitando em tendas com Isaque e Jacó, herdeiros com ele da mesma promessa;
Almeida Atualizada×
). A partir de Jerusalém, as leis de Seu governo vão abranger todo o mundo, inaugurando um período de paz e prosperidade sem precedentes (Isaías 2:2-4 Isaías 2:2-4 2 Acontecerá nos últimos dias que se firmará o monte da casa do Senhor, será estabelecido como o mais alto dos montes e se elevará por cima dos outeiros; e concorrerão a ele todas as nações. 3 Irão muitos povos, e dirão: Vinde, e subamos ao monte do Senhor, � casa do Deus de Jacó, para que nos ensine os seus caminhos, e andemos nas suas veredas; porque de Sião sairá a lei, e de Jerusalém a palavra do Senhor. 4 E ele julgará entre as nações, e repreenderá a muitos povos; e estes converterão as suas espadas em relhas de arado, e as suas lanças em foices; uma nação não levantará espada contra outra nação, nem aprenderão mais a guerra.
Almeida Atualizada×
; Daniel 2:35 Daniel 2:35Então foi juntamente esmiuçado o ferro, o barro, o bronze, a prata e o ouro, os quais se fizeram como a pragana das eiras no estio, e o vento os levou, e não se podia achar nenhum vestígio deles; a pedra, porém, que feriu a estátua se tornou uma grande montanha, e encheu toda a terra.
Almeida Atualizada×
; Daniel 2:44 Daniel 2:44Mas, nos dias desses reis, o Deus do céu suscitará um reino que não será jamais destruído; nem passará a soberania deste reino a outro povo; mas esmiuçará e consumirá todos esses reinos, e subsistirá para sempre.
Almeida Atualizada×
; Daniel 7:13-14 Daniel 7:13-14 13 Eu estava olhando nas minhas visões noturnas, e eis que vinha com as nuvens do céu um como filho de homem; e dirigiu-se ao ancião de dias, e foi apresentado diante dele. 14 E foi-lhe dado domínio, e glória, e um reino, para que todos os povos, nações e línguas o servissem; o seu domínio é um domínio eterno, que não passará, e o seu reino tal, que não será destruído.
Almeida Atualizada×
). Tudo isso faz parte das boas novas do Reino de Deus proclamadas por Jesus e Seus discípulos — inclusive sobre como podemos entrar e fazer parte desse grande Reino.

Hoje em dia, a Festa dos Tabernáculos é observada através de encontros em vários lugares no mundo. Os membros da igreja passam a viver em habitações temporárias durante esse período. Além de nos lembrar de que nossa vida é fugaz, ela também simboliza o Milênio, quando a habitação terrena ainda será temporária, embora esplêndida — aguardando a vinda do que será permanente, os novos céus e a nova terra (Apocalipse 21-22). Como vimos desde o início, as Escrituras afirmam explicitamente que todas as nações serão obrigadas a observar esta festa (Zacarias 14:16-19 Zacarias 14:16-19 16 Então todos os que restarem de todas as nações que vieram contra Jerusalém, subirão de ano em ano para adorarem o Rei, o Senhor dos exércitos, e para celebrarem a festa dos tabernáculos. 17 E se alguma das famílias da terra não subir a Jerusalém, para adorar o Rei, o Senhor dos exércitos, não cairá sobre ela a chuva. 18 E, se a família do Egito não subir, nem vier, não virá sobre ela a chuva; virá a praga com que o Senhor ferirá as nações que não subirem a celebrar a festa dos tabernáculos. 19 Esse será o castigo do Egito, e o castigo de todas as nações que não subirem a celebrar a festa dos tabernáculos.
Almeida Atualizada×
).

O Último Grande Dia . Este é o Dia santo imediatamente após a Festa dos Tabernáculos (Levítico 23:36 Levítico 23:36Por sete dias oferecereis ofertas queimadas ao Senhor; ao oitavo dia tereis santa convocação, e oferecereis oferta queimada ao Senhor; será uma assembléia solene; nenhum trabalho servil fareis.
Almeida Atualizada×
, 39), que segue com muitos dos temas da Festa dos Tabernáculos, mas é uma festa à parte.

Este dia nos ensina que Jesus Cristo completará a Sua colheita de seres humanos levantando da morte e oferecendo salvação a todos os que morreram no passado e nunca tiveram uma verdadeira oportunidade de serem salvos (Ezequiel 37:1-14 Ezequiel 37:1-14 1 Veio sobre mim a mão do Senhor; e ele me levou no Espírito do Senhor, e me pôs no meio do vale que estava cheio de ossos; 2 e me fez andar ao redor deles. E eis que eram muito numerosos sobre a face do vale; e eis que estavam sequíssimos. 3 Ele me perguntou: Filho do homem, poderão viver estes ossos? Respondi: Senhor Deus, tu o sabes. 4 Então me disse: Profetiza sobre estes ossos, e dize-lhes: Ossos secos, ouvi a palavra do Senhor. 5 Assim diz o Senhor Deus a estes ossos: Eis que vou fazer entrar em vós o fôlego da vida, e vivereis. 6 E porei nervos sobre vós, e farei crescer carne sobre vós, e sobre vos estenderei pele, e porei em vós o fôlego da vida, e vivereis. Então sabereis que eu sou o Senhor. 7 Profetizei, pois, como se me deu ordem. Ora enquanto eu profetizava, houve um ruído; e eis que se fez um rebuliço, e os ossos se achegaram, osso ao seu osso. 8 E olhei, e eis que vieram nervos sobre eles, e cresceu a carne, e estendeu-se a pele sobre eles por cima; mas não havia neles fôlego. 9 Então ele me disse: Profetiza ao fôlego da vida, profetiza, ó filho do homem, e dize ao fôlego da vida: Assim diz o Senhor Deus: Vem dos quatro ventos, ó fôlego da vida, e assopra sobre estes mortos, para que vivam. 10 Profetizei, pois, como ele me ordenara; então o fôlego da vida entrou neles e viveram, e se puseram em pé, um exército grande em extremo. 11 Então me disse: Filho do homem, estes ossos são toda a casa de Israel. Eis que eles dizem: Os nossos ossos secaram-se, e pereceu a nossa esperança; estamos de todo cortados. 12 Portanto profetiza, e dize-lhes: Assim diz o Senhor Deus: Eis que eu vos abrirei as vossas sepulturas, sim, das vossas sepulturas vos farei sair, ó povo meu, e vos trarei � terra de Israel. 13 E quando eu vos abrir as sepulturas, e delas vos fizer sair, ó povo meu, sabereis que eu sou o Senhor. 14 E porei em vós o meu Espírito, e vivereis, e vos porei na vossa terra; e sabereis que eu, o Senhor, o falei e o cumpri, diz o Senhor.
Almeida Atualizada×
; Romanos 11:25-27 Romanos 11:25-27 25 Porque não quero, irmãos, que ignoreis este mistério (para que não presumais de vós mesmos): que o endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado; 26 e assim todo o Israel será salvo, como está escrito: Virá de Sião o Libertador, e desviará de Jacó as impiedades; 27 e este será o meu pacto com eles, quando eu tirar os seus pecados.
Almeida Atualizada×
; Lucas 11:31-32 Lucas 11:31-32 31 A rainha do sul se levantará no juízo com os homens desta geração, e os condenará; porque veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria de Salomão; e eis, aqui quem é maior do que Salomão. 32 Os homens de Nínive se levantarão no juízo com esta geração, e a condenarão; porque se arrependeram com a pregação de Jonas; e eis aqui quem é maior do que Jonas.
Almeida Atualizada×
; Apocalipse 20:11-13 Apocalipse 20:11-13 11 E vi um grande trono branco e o que estava assentado sobre ele, de cuja presença fugiram a terra e o céu; e não foi achado lugar para eles. 12 E vi os mortos, grandes e pequenos, em pé diante do trono; e abriram-se uns livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida; e os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras. 13 O mar entregou os mortos que nele havia; e a morte e o hades entregaram os mortos que neles havia; e foram julgados, cada um segundo as suas obras.
Almeida Atualizada×
). Nesta última passagem, Jesus é o Único que se senta no Grande Trono Branco para julgar — pois o Pai encarregou ao Filho todo o julgamento (João 5:22-23 João 5:22-23 22 Porque o Pai a niguém julga, mas deu ao Filho todo o julgamento, 23 para que todos honrem o Filho, assim como honram o Pai. Quem não honra o Filho, não honra o Pai que o enviou.
Almeida Atualizada×
, 27).

Assim, o ciclo anual da celebração das festas e dos Dias Sagrados da Bíblia lembra aos discípulos de Cristo que Ele está trabalhando no plano de Deus para oferecer a salvação do pecado e da morte e o dom da vida eterna na família de Deus para toda a humanidade — do passado, do presente e do futuro.

Por que os principais ramos do cristianismo tradicional rejeitam essas observâncias, que têm o foco na obra salvadora de Cristo? Porque eles estão mergulhados em falsas tradições e equívocos. Isso inclui todos aqueles da fé protestante que proclamam “somente a Escritura” e “somente Cristo”. Segundo estes princípios, eles não deveriam estar observando feriados religiosos derivados do paganismo, mas somente as festas realmente ordenadas nas Escrituras — observadas pelos apóstolos e pela Igreja primitiva, que demonstram, passo a passo, o grande plano de salvação de Deus por meio de Jesus Cristo!

Saiba mais

A maioria das igrejas ensina que as festas e os dias santos da Bíblia estão obsoletos e não têm sentido para os cristãos. Nada poderia estar mais longe da verdade, pois cada uma delas nos ensina muito sobre o papel de Jesus Cristo na salvação da humanidade! Aprenda muito mais em nosso guia de estudo bíblico gratuito, O Plano dos Dias Santos de Deus: A Promessa de Esperança Para Toda a Humanidade.