Ajuda para hoje e esperança para o amanhã! 

Devemos Temer os Eventos Mundiais?

Você está aqui

Devemos Temer os Eventos Mundiais?

Alguma vez você já teve medo de voar?

Um voo, em particular, ficou em minha memória. Todos os quatro assentos daquela aeronave foram ocupados. O piloto, eu e minha esposa e nossa bagagem estavam naquele pequeno avião monomotor. Acho que era um Cessna 170. Estávamos voando a uma altitude mais baixa do que o normal quando encontramos uma série bolsões de ar e descemos rapidamente alguns metros. Eu fiquei um pouco fora de meu assento, mas logo me acomodei e apertei mais meu cinto de segurança.

Meus dedos empalideceram quando apertei a maçaneta da porta, segurando-a firmemente. Neste momento, senti que meu estômago tinha encontrado um novo lugar para se alojar em meu corpo—bem perto de minha garganta.

O piloto, que havia ficado em silêncio a maior parte do tempo desse curto voo de quarenta minutos, virou-se e olhou para mim com um sorriso indiferente. O movimento oscilante da aeronave não parecia incomodá-lo, e ele continuava checando seu e-mail em seu telefone como se nada de errado estivesse acontecendo.

Por conta desses bolsões de ar e dos medidores de combustível, que estavam próximo do vermelho, eu pensava que aquela pequena aeronave não conseguiria passar por isso. Alguns dias antes desse voo, eu havia dito em um sermão a importância da oração e da confiança em Deus e agora eu estava praticando o que pregara.

Medo e ansiedade—todos nós experimentamos essas fortes emoções. O medo invade sua mente através de inúmeras e diferentes portas e janelas. O medo de voar. O medo de altura. O medo de multidão. O medo de adoecer. O medo de invadirem sua casa. E a lista segue.

Porém, diante de tantas coisas terríveis que vemos acontecendo no mundo hoje em dia, não devíamos ter medo?

Deus nos ordena superar esse tipo de medo, que causa tensão em nosso íntimo e nos afeta emocional, física e espiritualmente.

Algumas pessoas que sempre assistem os noticiários descobriram que vivem em constante estado de medo e preocupação.

Vejamos três coisas essenciais para lidar com esse tipo de medo:

1. Saber que Deus não quer que tenhamos medo

Muitas passagens da Bíblia nos dizem diretamente para "não temer" ou "não temais". Em Provérbios 28:1 nos é dito que os justos são caracterizados pela coragem!

Não podemos fugir do medo ingerindo drogas ou álcool, entrando em um estado profundo estupor ou sono. Também não podemos derrotar os nossos medos, tentando apenas "ficar longe de tudo", tirando férias em algum lugar. A libertação de nossos medos começa com nossa atitude mental.

2. Entender que não enfrentamos sozinhos nossos problemas

Não importa o quão graves sejam nossos problemas, nós não estamos sozinhos. Deus não nos abandona, nem mesmo quando a nossa segurança pessoal está ameaçada.

O livro de Hebreus nos encoraja com a promessa de que estamos aos cuidados de Deus: "Conservem-se livres do amor ao dinheiro e contentem-se com o que vocês têm, porque Deus mesmo disse: 'Nunca o deixarei, nunca o abandonarei'. Podemos, pois, dizer com confiança: 'O Senhor é o meu ajudador, não temerei. O que me podem fazer os homens?'" (Hebreus 13:5-6 Hebreus 13:5-6 [5] Seja a vossa vida isenta de ganância, contentando-vos com o que tendes; porque ele mesmo disse: Não te deixarei, nem te desampararei. [6] De modo que com plena confiança digamos: O Senhor é quem me ajuda, não temerei; que me fará o homem?
Almeida Atualizada×
, NVI).

3. Manter-se motivado pelo amor, que afasta o medo

O apóstolo João nos diz: "No amor, não há temor; antes, o perfeito amor lança fora o temor; porque o temor tem consigo a pena, e o que teme não é perfeito em amor" (1 João 4:18).

Há um contraste entre os dois. O amor busca oportunidades para dar e servir ao próximo. "O que posso fazer por alguém?"

O medo nos faz olhar fixamente para as possíveis consequências de nos envolver na vida de alguém e também nos faz perguntar: "O que será que essa pessoa vai querer em troca?" O amor não suspeita mal. O medo suspeita de tudo. O amor tudo crê. O medo sempre desconfia.

O amor está ocupado realizando as tarefas de hoje e não se preocupa com o amanhã. O medo, por se aborrecer constantemente com o amanhã e com o que poderia acontecer, não consegue assumir responsabilidades ou se concentrar em tarefas.

Infelizmente, o mundo vai ficar muito pior. Mas logo depois de tudo, ele será melhor do que nunca. Essa é uma promessa do nosso Criador!

Quando você enfrentar seus medos, pense em direção ao alto. Devemos enfrentar tudo com a confiança de que Deus nos ajudará. Ele estará conosco. Ele nos ajudará a aprender verdadeiramente a "não temeres". BN