Ajuda para hoje e esperança para o amanhã! 

O casamento é coisa do passado?

Você está aqui

O casamento é coisa do passado?

Como pastor, eu escutei muitos casais explicarem porque se casaram e porque estão tendo dificuldades no casamento. Os conselheiros matrimoniais compilaram listas do que dizem os casais, antes e depois do casamento. Todos eles dizem mais ou menos o seguinte:

"Antes do casamento eu me sentia atraída por ele, porque era tão divertido estar com ele, mas agora vejo que ele não leva nada a sério e tudo que ele quer é festa".

"Antes do casamento eu sentia uma atração por ela, porque ela estava sempre próxima de sua família, mas agora percebo que ela acha sua mãe mais importante do que eu".

"Antes do casamento eu me sentia atraída por ele porque ele era dono de si, mas agora está sempre tendo problemas com seu chefe e ele não quer ouvir nada do que eu digo".

E o mais triste dos comentários ouvido de muitas mulheres: "Eu casei com ele porque achei que poderia mudá-lo".

Ninguém se casa planejando se divorciar. Toda noiva e noivo acredita que seu relacionamento é diferente e está destinado a ter uma vida de felicidade. Inevitavelmente, isso ocorre pouco tempo depois do casamento, logo quando começam a enfrentar as primeiras dificuldades financeiras, familiares, de amizades ou de personalidade.

São inúmeras as razões pelas quais as pessoas se casam — necessidade de segurança, o desejo sexual, a pressão de familiares e amigos, a estabilidade financeira, o desejo de ter filhos. A maioria das pessoas diz que casaram por amor. Todo mundo espera que ele ou ela possa encontrar a "alma gêmea" perfeita e ter uma experiência de vida juntos para satisfazer uma profunda necessidade de se sentir amado.

Será que isso está ficando fora de moda e obsoleto? Que rumo está tomando a instituição do casamento e por que deve continuar existindo?

O ceticismo acerca do casamento tradicional

A maioria dos casamentos começa com uma enorme promessa. O alvoroço das damas de honra, as pessoas se divertindo na recepção aos noivos e todo mundo dizendo que eles formam um belo casal. Mas, no fim, o que resta são muitos casais divididos pelo fracasso, pela mágoa e pela amargura. Por causa da alta taxa de fracasso, cada vez mais pessoas estão expressando ceticismo acerca da ideia tradicional do casamento.

O Instituto Pew Research relata que nos Estados Unidos quase metade dos adultos com idade acima de dezoito anos está casada. (Em contraste com a década de sessenta, onde 72 por cento dessa faixa etária eram casados). No Reino Unido, apenas 48 por cento, menos da metade, dos adultos são casados.

Essas estatísticas mostram uma crescente tendência de se adiar ou se evitar totalmente o casamento. Os jovens casais não querem passar pela dor de cabeça que viram seus pais passando por causa de um divórcio. O argumento de que "Nós não precisamos de um pedaço de papel para declarar o nosso amor" tem se tornado aceitável na mente de muitos quando desvalorizam o casamento, e em alguns Estados um casal pode se divorciar somente preenchendo um formulário on-line.

A realidade é que o desejo de ter uma amizade íntima, com parceiros comprometidos um com o outro em uma união ao longo da vida, é um profundo desejo no âmago psicológico e emocional de quase todos nós.

Então, por que tantos casamentos fracassam? As razões dadas incluem questões de personalidade, falta de solução de conflitos, finanças, perda da atração sexual, problemas de comunicação, diferenças de amizades e familiares e até mesmo por questões de religião.

Temos de encarar esta realidade: O casamento é uma relação complexa. Os casamentos bem sucedidos requerem esforço — às vezes, muito esforço. A instituição do casamento deve ser mais do que um acordo econômico-jurídico-social feito por duas pessoas que estão passando por um elevado estado de atração física.

As razões inerentes para se casarem

Para construir um casamento saudável você deve começar compreendendo as razões essenciais para o casamento. Essas razões nos foram dadas pelo Criador do casamento. O casamento é mais do que um arranjo legal ou social. É uma instituição divina, criada por Deus.

Se você está confuso sobre a definição de casamento, se você quer salvar o seu casamento ou se você está solteiro e gostaria de ter um casamento abençoado, então, em primeiro lugar, você precisa entender por que Deus criou o casamento.

Estas razões são apresentadas no início da Bíblia, em Gênesis 1:27-28: "Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. E Deus os abençoou e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus e sobre todo animal que rasteja pela terra” (ARA).

Vemos três pontos importantes nestes versículos.

Os seres humanos foram criados à imagem de Deus. Observe a frase "homem e mulher os criou". É triste o comentário, nesta nossa sociedade secular, de muitos oponentes do casamento que argumentam que as diferenças entre homens e mulheres são apenas biológicas.

A frase "homem e mulher" também descreve profundas diferenças psicológicas criadas por Deus, embora ambos sejam a Sua imagem. Os traços masculinos e femininos revelam diferentes aspectos da natureza de Deus. Por isso é importante compreender e apreciar essas diferenças para se construir um casamento à prova de divórcio.

Muitos casamentos acabam quando os cônjuges começam a competir uns com os outros. O homem tem prioridades e desejos próprios e a mulher suas próprias ideias e necessidades, e eles simplesmente não conseguem encontrar a "pedra filosofal" que converte a sua situação em felicidade. Para se compreender as razões intrínsecas e valor do casamento, é preciso entender as diferenças entre o homem e a mulher e aceitar que fomos criados por Deus. Essas diferenças não foram planejadas para se gerar competição, mas para formar uma relação de complementariedade.

Deus criou as diferenças biológicas e psicológicas entre homens e mulheres para que possamos nos complementar um ao outro como duas metades de um inteiro. É por isso que desejamos tanto uma "alma gêmea".

Deus abençoou a união entre o homem e a mulher e disse ao primeiro casal que se multiplicassem. Uma das principais razões que Deus criou o casamento é a de prover o ambiente propício para se criar os filhos. Deus criou o casamento como um tipo de “incubadora” para que os filhos fossem ensinados e sustentados. O casamento e a família são elementos vitais no propósito de Deus para a criação de Sua família eterna.

De acordo com o Fórum Interinstitucional Federal sobre Criança e Estatística Familiar, 2011, publicado pelo Fórum de Estatística Sobre Crianças e Família do governo dos Estados Unidos, o primeiro indicador de que uma criança vai acabar na pobreza é estar vivendo numa casa com uma mãe solteira. Deus ordenou o casamento entre um homem e uma mulher, comprometidos com Suas instruções a respeito do casamento, como o melhor ambiente para preparar os filhos para uma vida de decisões morais adequadas, estabilidade econômica e felicidade.

Deus deu aos seres humanos o domínio sobre a terra. Nós somos proprietários de tudo o que Deus nos deu ao nosso redor. O casamento foi ordenado por Deus como uma força que provê à sociedade a ajuda para combater a pobreza, o crime e a imoralidade. Ele providencia um ambiente mais seguro para todos os membros da sociedade.

Vale a pena salvar seu casamento

Se o seu casamento é baseado apenas em regras sociais, sentimentos de atração, necessidade de se sentir amado ou de segurança financeira, então sua relação foi construída em terreno instável. Infelizmente, você e eu nascemos em um mundo muito distante do Jardim do Éden. Provavelmente você sinta que tem pouca influência no trabalho ou na política, mas você pode ter controle sobre seu próprio lar.

Você pode construir um casamento e uma família onde há o governo do Reino de Deus. E pode se esforçar para construir um casamento centrado em Deus, quem vai trazer estabilidade para sua vida, mesmo diante de uma sociedade cada vez mais confusa e inconstante.

Quando nos casamos, passamos a fazer parte de uma instituição criada por Deus. Dentro de um casamento cristão, um homem e uma mulher se comprometem a amar um ao outro, nos momentos bons e nos momentos difíceis. Pois, sendo feitos à imagem de Deus, eles se comprometem a criar um ambiente onde os filhos serão cuidados e amados.

Vale a pena salvar o casamento. Ele não está ultrapassado. E continua sendo um dom maravilhoso do Criador da vida! BN