Ajuda para hoje e esperança para o amanhã! 

Tinha Jesus Cabelo Comprido?

Tinha Jesus Cabelo Comprido?

Transferência
MP3 Audio (3.62 MB)

Transferência

Tinha Jesus Cabelo Comprido?

MP3 Audio (3.62 MB)
×

A maior partes das pessoas assumem que Jesus tinha cabelo comprido. Ao fim e ao cabo, é da forma como O têm visto representado em todas as pinturas, desenhos e filmes. É o único Jesus que têm visto. Mas estas representações são corretas?

O facto é que não sabemos como Jesus se parecia, porque os primeiros desenhos e pinturas dEle só foram feitos centenas de anos depois. Por isso toda a representação que vemos a Seu respeito não é mais que imaginação artística.

Conquanto não saibamos como é que Jesus se parecia, sabemos que Ele não se parecia com as descrições comuns de cabelo comprido. Até porque Ele inspirou o apóstolo Paulo a escrever em 1 Coríntios 11:14 1 Coríntios 11:14Não vos ensina a própria natureza que se o homem tiver cabelo comprido, é para ele uma desonra;
Almeida Atualizada×
“Ou não vos ensina a mesma natureza que é desonra para o varão ter cabelo crescido?”

Para além desta instrução relativa a cabelo longo no homem, a Bíblia também contém evidências circunstanciais de que Jesus não teve cabelo comprido.

Talvez a mais notável seja a de Judas O ter de identificar com um beijo, quando O traiu. Esse foi o sinal previamente combinado que Judas deu para que os guardas O pudessem identificar. Porque é que Judas teve de fazer isso? Porque Jesus parecia-se como todo o homem normal desse tempo, e não O podiam identificar se Judas O não traísse com um beijo.

Este incidente mostra que Jesus se parecia como qualquer Judeu normal do Seu tempo; não havia nada que o distinguisse fisicamente. A profecia messiânica de Isaías 53:2 Isaías 53:2Pois foi crescendo como renovo perante ele, e como raiz que sai duma terra seca; não tinha formosura nem beleza; e quando olhávamos para ele, nenhuma beleza víamos, para que o desejássemos.
Almeida Atualizada×
diz que Ele: “não tinha parecer nem formosura; e, olhando nós para ele, nemhuma beleza viamos, para que o desejássemos.”

Pelo menos em duas ocasiões os Evangelhos nos dizem que Jesus escapou de entre a multidão, quando pessoas O tentaram matar (Lucas 4:30 Lucas 4:30Ele, porém, passando pelo meio deles, seguiu o seu caminho.
Almeida Atualizada×
; João 8:59 João 8:59Então pegaram em pedras para lhe atirarem; mas Jesus ocultou-se, e saiu do templo.
Almeida Atualizada×
). Ele pôde escapar simplesmente porque se parecia com qualquer homem normal e se podia misturar com as pessoas à Sua volta.

Um artigo da Associated Press, de 24 de Fevereiro 2004 reporta: “‘Jesus não teve cabelo comprido’, disse o antropologista Joe Zias que estudou centenas de esqueletos encontrados em escavações arqueológicas em Jerusalém. ‘Na antiguidade os homens Judeus não usavam cabelo comprido’. ‘Os textos Judeus ridicularizavam o cabelo longo, como coisa Romana ou Grega’, disse Lawrence Schiffman da Universidade Nova de Nova Iorque” (“Jesus Scholars Find Fault in Gibson’s ‘Passion’” [Estudiosos de Jesus Encontram Falha na ‘Paixão’ de Gibson]). Contudo, não era completamente típico, mesmo entre os Gregos e os Romanos, como atestam muitas estátuas e moedas da época.

“Junto com extensivos escritos desse período, especialistas apontam para o friso do Arco de Tito, em Roma, construído depois de Jerusalém ser tomada no ano 70, para celebrar a vitória, o qual mostra homens Judeus com cabelo curto sendo levados para o cativeiro” (Ibid.).

Jesus não era o homem delicado e efeminado, com uma aparência quase angélica, como em geral é apresentado nas pinturas. Era um carpinteiro, um construtor, um homem que sabia do negócio da construção. Sabia como derrubar árvores e como fazer traves de madeira, como manusear rochas para construir paredes e como construir edifícios de pedra e madeira.

Os Evangelhos dão bem a entender que Ele passava muito tempo ao ar livre. Ele andou com pescadores, uma classe de pessoas que nunca respeitaria ou admiraria uma pessoa de constituição frágil. Contudo, Jesus teve 12 discípulos que O seguiam para todo o lado que Ele fosse e que eventualmente morreram por Ele. Eles conheciam-No como um verdadeiro homem, não como a fabricação que vemos em tantos quadros e pinturas.