Ajuda para hoje e esperança para o amanhã! 

Como devemos tratar os pais que são difíceis de respeitar?

Você está aqui

Como devemos tratar os pais que são difíceis de respeitar?

Download (Baixar)
MP3 Audio (1.19 MB)

Download (Baixar)

Como devemos tratar os pais que são difíceis de respeitar?

MP3 Audio (1.19 MB)
×

Infelizmente, nem todos os pais ou avós são pessoas honradas. Respeitar adequadamente aqueles cujo comportamento é pouco honroso não é fácil. Por exemplo, as vítimas de contínuo abuso verbal, físico ou sexual em geral têm dificuldade para respeitar o pai, que é culpado disso. Deus não exige, no quinto mandamento, que os filhos desse tipo de pai continuem a submeter-se a eles ou a seus maus-tratos.

Ainda assim, devemos respeitar os nossos antepassados. Como podemos honrar os pais ou avós cujo comportamento não é digno de respeito? Como podemos colocar em prática esse mandamento em relação a eles?

Primeiro temos que lidar com nossas próprias atitudes. Jesus nos disse para amar e orar até mesmo para os nossos inimigos (Mateus 5:44-45 Mateus 5:44-45 [44] Eu, porém, vos digo: Amai aos vossos inimigos, e orai pelos que vos perseguem; [45] para que vos torneis filhos do vosso Pai que está nos céus; porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons, e faz chover sobre justos e injustos.
Almeida Atualizada×
). Isto também aplica-se aos pais que nos maltrataram ou cujo exemplo não podemos respeitar. Não devemos sentir ódio ou raiva deles. Mas devemos veementemente desaprovar seu modo de vida. Podemos desprezar seu comportamento pecaminoso. Mas não devemos desprezá-los como pessoas. É nesse ponto que Deus estabelece limites para nós e então somos abençoados quando aceitamos esses limites.

Ademais, quando tivermos oportunidade de conversar com ou sobre os nossos pais ou avós, devemos nos abster de comentários depreciativos e devemos tratá-los com educação e respeito. Devemos orar para que Deus os ajude a entender como estão errados seus caminhos para que possam se reconciliar com Ele e por meio dEle eventualmente conosco.

Finalmente, devemos viver de uma maneira que possamos respeitá-los através do exemplo que damos como seus filhos e filhas. Nosso comportamento apropriado pode dar-lhes a honra que eles nunca ganharam pessoalmente.