Ajuda para hoje e esperança para o amanhã! 

Alguém Bate à Porta!

Você está aqui

Alguém Bate à Porta!

Há uma brincadeira que alguém deve dizer "Toc, toc, toc" e outro responde "Quem é?". Além de ser divertido, esse breve diálogo da brincadeira reflete a expectativa social de atender alguém que bate à nossa porta. Porém, há uma batida muito mais intensa em outra porta que exige uma resposta bem mais urgente.

Eu falo de uma batida de mudança de vida na porta de nossos corações, que só pode ser aberta por nossa consciência interior e disposição de permitir que Deus entre quando vier para fazer isso — e Ele fará! Esse é um passo essencial se quisermos, como advertiu o apóstolo Pedro, crescer “na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo” (2 Pedro 3:18 2 Pedro 3:18antes crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como até o dia da eternidade.
Almeida Atualizada×
). Pedro mesmo aprendeu que crescer na graça e no conhecimento não é uma eventualidade, mas uma experiência de desenvolvimento contínuo de nossa capacidade de responder ao grande convite de seguir a Cristo.

Muitos de vocês, como leitores desta revista, acreditam que existe um Deus interventor que não apenas agiu como Criador, ou Primeira Causa, mas também interrompeu por várias vezes o tempo e o espaço ao longo da história para realizar Seu plano de estabelecer Seu Reino vindouro na Terra. E você também crê que esse mesmo Deus intervém em nossa vida pessoal ao nos chamar para um relacionamento redentor com Ele. Porém, entendendo tudo isso, você estaria pronto hoje ou amanhã para que Deus intervenha em sua vida mais uma vez?

A batida recíproca das Escrituras

Muitos seguidores sinceros de Jesus Cristo estão familiarizados com essa promessa dEle: “Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á” (Mateus 7:7 Mateus 7:7Pedí, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei e abrir-se-vos-á.
Almeida Atualizada×
). Ele nos assegura ainda: “E tudo quanto pedirdes em Meu nome, Eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho” (João 14:13 João 14:13e tudo quanto pedirdes em meu nome, eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.
Almeida Atualizada×
). Portanto, na expectativa de uma resposta, precisamos aceitar o convite para "bater" à porta de Deus.

Mas o que acontece quando Cristo bate à nossa porta em momentos inesperados e com diretrizes até então desconhecidas para nos conduzir aos próximos passos de “crescer na graça e no conhecimento”? Em uma mensagem para Seus seguidores através dos tempos, Ele declara: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a Minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e com ele cearei, e ele, Comigo” (Apocalipse 3:20 Apocalipse 3:20Eis que estou � porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.
Almeida Atualizada×
).

Aqui está a chave para avançar nesse caminho estreito e menos percorrido (ver Mateus 7:13-14 Mateus 7:13-14 [13] Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz � perdição, e muitos são os que entram por ela; [14] e porque estreita é a porta, e apertado o caminho que conduz � vida, e poucos são os que a encontram.
Almeida Atualizada×
) – para crescer em nosso relacionamento com Deus por meio de Cristo. Então, como vimos, as batidas na porta são para os dois lados. Nós batemos à porta de Deus e, por sua vez, Ele bate à nossa — em nossos corações. A questão, neste último caso, não é se Ele vai bater, pois certamente fará isso. Mas, a verdadeira questão é se vamos abrir a porta e responder a Quem está chamando.

Abrindo portas em Jope

Pondere sobre o relato ilustrativo de Atos 10 em que dois homens estão batendo energicamente à porta de Deus em oração e Deus também está batendo nas portas deles. Um deles era Cornélio, centurião romano temente a Deus, e o outro era o apóstolo Pedro. A cada um deles Deus deu uma visão especial, um chamado divino que lhes pedia para fazer o impensável. Um conquistador romano deveria procurar um membro de um povo conquistado para aprender sobre Jesus. E Pedro, um homem judeu daquele povo conquistado, deveria aceitar o convite para entrar na casa daquele gentio e compartilhar a plenitude do evangelho com ele e sua família. Novamente, isso era inimaginável naquela época!

Pedro e seus companheiros judeus cristãos haviam feito uma leitura limitada das Escrituras, que declaravam que por meio de Abraão — em última análise, através do descendente de Abraão, Jesus — “serão benditas todas as famílias da terra” (Gênesis 12:3 Gênesis 12:3Abençoarei aos que te abençoarem, e amaldiçoarei �quele que te amaldiçoar; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.
Almeida Atualizada×
). Pedro estava prestes a descobrir o grande significado dessas pequenas palavras todas e benditas. Quando lemos toda a história completa em Atos 10, descobrimos que demorou um pouco para ele atender à celestial batida à porta sobre Cornélio, mas ele o fez. E, assim como com Pedro, Deus é persistente e paciente conosco quanto a nossa resposta a Ele.

Contudo, há mais coisas nessa história. Esse episódio se configurou uma plataforma de lançamento para a obra de Deus, pois foi aqui onde Deus bateu à porta do coração de Pedro para permitir que este discípulo se desenvolvesse espiritualmente e recebesse os gentios na família de Deus, e isso é revelador. Na ocasião, ele estava hospedado no porto de Jope (Atos 10:5 Atos 10:5agora, pois, envia homens a Jope e manda chamar a Simão, que tem por sobrenome Pedro;
Almeida Atualizada×
). Mas, o que tem de significativo nisso? Isso nos lembra da história do profeta Jonas, que recebeu uma batida na porta de seu coração para pregar uma mensagem de arrependimento aos gentios. E foi ali em Jope que Jonas bateu a porta na cara de Deus e fugiu para longe (Jonas 1:1-3 Jonas 1:1-3 [1] Ora veio a palavra do Senhor a Jonas, filho de Amitai, dizendo: [2] Levanta-te, vai � grande cidade de Nínive, e clama contra ela, porque a sua malícia subiu até mim. [3] Jonas, porém, levantou-se para fugir da presença do Senhor para Társis. E, descendo a Jope, achou um navio que ia para Társis; pagou, pois, a sua passagem, e desceu para dentro dele, para ir com eles para Társis, da presença do Senhor.
Almeida Atualizada×
).

Então, cerca de oitocentos anos depois, outro servo de Deus, alguém que tinha atendido ao convite de seguir a Cristo, sairia de Jope para onde Deus o conduzisse e não fugiria de Suas ordens. Por quê? Porque Pedro chegou ao mesmo ponto do patriarca Jó, que declarou a Deus: “Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora Te veem os meus olhos” (Jó 42:5 Jó 42:5Com os ouvidos eu ouvira falar de ti; mas agora te vêem os meus olhos.
Almeida Atualizada×
). Deus estava intervindo na vida desse discípulo com um grande propósito, que o levaria a um novo capítulo de sua vida.

Quando essa batida é em nossa porta

E quanto a mim e a você? Como abrimos a porta de nosso coração quando Cristo vier bater nela? E como fazemos para entrar pela porta que nosso Pai Celestial abre para crescermos na graça e no conhecimento? Você pode até não receber visões divinas, mas Deus tem Suas maneiras de alcançá-lo. Talvez este artigo seja um golpe para você. Mas, para concluir, permitam-me compartilhar alguns pensamentos sobre estar sempre atento para uma possível batida celestial na porta de nosso coração.

Compreenda que Deus não apenas criou o tempo, mas que também é o mestre do tempo. Ele fez o sol, a lua e as estrelas e ainda está ativamente criando algo especial em você. Assim Isaías reconheceu diante de Deus: “Mas, agora, ó SENHOR, Tu és o Nosso Pai; nós, o barro, e Tu, o Nosso oleiro; e todos nós, obra das Tuas mãos” (Isaías 64:8 Isaías 64:8Mas agora, ó Senhor, tu és nosso Pai; nós somos o barro, e tu o nosso oleiro; e todos nós obra das tuas mãos.
Almeida Atualizada×
). Ele é Quem trabalha em nossa modelagem à Sua imagem e não nós. E Ele ainda não terminou Sua obra conosco. Ele continuará batendo à nossa porta para nos convidar a experimentar a próxima etapa desse processo de moldagem.

Além disso, embora o grande propósito de Deus para nós e a humanidade nunca mude (Isaías 46:9-11 Isaías 46:9-11 [9] Lembrai-vos das coisas passadas desde a antigüidade; que eu sou Deus, e não há outro; eu sou Deus, e não há outro semelhante a mim; [10] que anuncio o fim desde o princípio, e desde a antigüidade as coisas que ainda não sucederam; que digo: O meu conselho subsistirá, e farei toda a minha vontade; [11] chamando do oriente uma ave de rapina, e dum país remoto o homem do meu conselho; sim, eu o disse, e eu o cumprirei; formei esse propósito, e também o executarei.
Almeida Atualizada×
), reconheça que Ele nos revela mais detalhes ao longo do caminho enquanto nos diz quando está pronto para nos levar ao próximo nível de compreensão. Este é o mesmo Deus que nos informa: “Eis que farei uma coisa nova” (Isaías 43:19 Isaías 43:19Eis que faço uma coisa nova; agora está saindo � luz; porventura não a percebeis? eis que porei um caminho no deserto, e rios no ermo.
Almeida Atualizada×
). Ele também declara em Sua revelação: “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo” (2 Coríntios 5:17 2 Coríntios 5:17Pelo que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.
Almeida Atualizada×
).

Às vezes, essa novidade pode ser um obstáculo para nós e talvez até nos impedir de abrir a porta que Deus está batendo agora. Mudar não é fácil. E pode ser tão estranhamente novo, até mesmo assustador, que nos perdemos ou fugimos desse propósito de Deus. Sem dúvida, nem sempre compreenderemos os propósitos dEle: “Porque os Meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os Meus caminhos, diz o SENHOR” (Isaías 55:8 Isaías 55:8Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor.
Almeida Atualizada×
). Em termos simples, devemos esperar o inesperado de Deus e em Seu tempo e à Sua maneira.

Enfim, lembra-se de Pedro em Jope e sua conexão com Jonas? Às vezes, Deus levará Seu povo da aliança e cada cristão fiel de volta a certas circunstâncias correlacionadas para terminar alguns "negócios inacabados". A vida é muitas vezes um círculo de oportunidades renovadas para seguirmos em frente atendendo ao convite de seguir a Cristo. Alguém bate à porta de nosso coração, convidando a seguí-Lo e sabemos Quem está do outro lado dela — e que sempre estará. Estejamos sempre atentos e responsivos ao abrir essa porta.