Ajuda para hoje, esperança para amanhã 

O Que é o Inferno?

Você está aqui

O Que é o Inferno?

Login or Create an Account

With a UCG.org account you will be able to save items to read and study later!

Sign In | Sign Up

×

O que você acha que acontece com as pessoas perversas quando elas morrem? Ou, deixando de fora da equação o fator moral, o que acontece com as pessoas que não são cristãs depois que morrem? Elas ficam queimando para sempre em um inferno ardente?

Essa é a crença de muitos cristãos. Mas pense nisso por um instante. Por que Deus puniria as pessoas para sempre num inferno assim? Afinal de contas, a vida é muito curta. Então, seria justo impor essa penalidade eterna de tortura e dor por causa de uma breve vida de mau comportamento? Esse tormento eterno e consciente no inferno não parece exagerado? Por que um Deus amoroso faria isso?

Se você é uma pessoa lúcida, então vai querer esclarecer isso. Estas e outras questões sobre a doutrina do inferno são intrigantes para muitos cristãos e precisam de respostas. Existem muitas ideias incorretas sendo ensinadas por igrejas cristãs.

Você sabia que a Bíblia diz que não existe o inferno do jeito que a maioria das pessoas entende? Antes que se desanime de continuar lendo, deixe-me explicar o que quero dizer. A Bíblia usa o termo “inferno” nas traduções em português — mas não acerca de uma vida pós-morte em tormento infinito. As Escrituras ensinam que haverá um julgamento para cada ser humano — e uma pena capital para aqueles que se recusem a arrepender-se. Mas qual é essa pena capital?

Vamos explorar questões-chave relacionadas ao conceito de inferno, examinando o que a Bíblia tem a dizer sobre isso e como se relaciona com a natureza de Deus e com o que está por vir.

Será que esse inferno tradicional combina com o caráter de Deus?

Tortura eterna. Agonia interminável. Aflição infinita. Isso é o que muitos acreditam sobre o inferno. Mas a Bíblia não ensina isso! Se essa é a sua visão de inferno, espero que você aproveite o desafio e estude o que realmente diz a Palavra de Deus. Vamos descobrir o que as Escrituras ensinam realmente e entender que, na verdade, isso é algo muito diferente da visão popular do inferno.

Uma pesquisa recente mostrou que um terço dos norte-americanos acredita que o inferno é “um lugar real de tormento e sofrimento aonde as almas das pessoas vão após a morte”. Muitas pessoas nunca pararam para pensar profundamente sobre o inferno e estudar a Palavra de Deus para saber se é isso mesmo o que realmente a Bíblia diz. Você aceitaria o desafio de fazer exatamente isso?

Um ensinamento cristão muito comum, baseado na Bíblia, é que Deus ama a todos. Então, por que muitos pensam que um Deus amoroso criou um inferno de fogo inextinguível? Alguns até acreditam que as pessoas justas e salvas vão poder assistir o sofrimento dos ímpios para sempre.

Pare um pouco e imagine isso! De acordo com essa maneira de pensar, os pais testemunhariam o sofrimento interminável de seus próprios filhos e se agradariam com isso. E, de alguma forma, maridos e esposas vão se sentir alegria ao ver seus cônjuges incrédulos torturados para sempre. E aqui está a pior parte: Essa ideia de inferno descreve a Deus como sádico, cruel e implacável.

Esse conceito de inferno poderia ser verdade? Lembre-se que esse é um assunto crítico, pois tem a ver com a ideia equivocada de que as pessoas não salvas são torturadas por toda a eternidade.

A Bíblia proclama que “Deus é amor” (1 João 4:8 1 João 4:8Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor.
Almeida Atualizada×
, 16, grifo nosso). Este é o Seu caráter, Sua personalidade e Sua natureza. Sempre foi e sempre será. Somos constantemente lembrados disso em toda a Bíblia: “O SENHOR vos amou…Saberás, pois, que o SENHOR Teu Deus é que é Deus, o Deus fiel, que guarda o pacto e a misericórdia, até mil gerações, aos que O amam e guardam os Seus mandamentos” (Deuteronômio 7:8-9 Deuteronômio 7:8-9 8 mas, porque o Senhor vos amou, e porque quis guardar o juramento que fizera a vossos pais, foi que vos tirou com mão forte e vos resgatou da casa da servidão, da mão de Faraó, rei do Egito. 9 Saberás, pois, que o Senhor teu Deus é que é Deus, o Deus fiel, que guarda o pacto e a misericórdia, até mil gerações, aos que o amam e guardam os seus mandamentos;
Almeida Atualizada×
).

Séculos depois, o apóstolo Paulo também escreveu sobre as qualidades únicas e maravilhosas do caráter de nosso Pai: “Mas Deus, sendo rico em misericórdia , por causa do grande amor com que nos amou e estando nós mortos em nossos delitos, nos deu vida juntamente com Cristo” (Efésios 2:4-5 Efésios 2:4-5 4 Mas Deus, sendo rico em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou, 5 estando nós ainda mortos em nossos delitos, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos),
Almeida Atualizada×
, ARA).

Do início ao fim da Bíblia, a essência de Deus — Seu próprio Ser de amor — é constantemente descrito. No início do livro de Apocalipse, nos é dito: “Graça a vós e paz da parte Daquele que é, e que era, e que há de vir… e da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dos mortos e o Príncipe dos reis da terra. Àquele que nos ama, e pelo Seu sangue nos libertou dos nossos pecados, e nos fez reino, sacerdotes para Deus, Seu Pai, a Ele seja glória e domínio pelos séculos dos séculos. Amém” (Apocalipse 1:4-6 Apocalipse 1:4-6 4 João, �s sete igrejas que estão na Ásia: Graça a vós e paz da parte daquele que é, e que era, e que há de vir, e da dos sete espíritos que estão diante do seu trono; 5 e da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dos mortos e o Príncipe dos reis da terra. Âquele que nos ama, e pelo seu sangue nos libertou dos nossos pecados, 6 e nos fez reino, sacerdotes para Deus, seu Pai, a ele seja glória e domínio pelos séculos dos séculos. Amém.
Almeida Atualizada×
).

Será que essas passagens estão em harmonia com a ideia de que um Deus amoroso vai punir e torturar as pessoas infinitamente num inferno ardente? Seria justo aplicar uma pena de agonizante e interminável tormento por uma vida curta de afrontas?

Por que um Deus amoroso mandaria pessoas para um inferno de fogo para sempre? Sua Palavra diz: “O SENHOR não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; porém é longânimo para convosco, não querendo que ninguém se perca, senão que todos venham a arrepender-se” (2 Pedro 3:9 2 Pedro 3:9O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; porém é longânimo para convosco, não querendo que ninguém se perca, senão que todos venham a arrepender-se.
Almeida Atualizada×
).

Esse é o coração de Deus — Ele quer o melhor para todos. Ele até nos diz para amar nossos inimigos (Mateus 5:44 Mateus 5:44Eu, porém, vos digo: Amai aos vossos inimigos, e orai pelos que vos perseguem;
Almeida Atualizada×
). No entanto, a visão tradicional de inferno nos faz acreditar que Deus atormenta vingativamente as pessoas más para todo o sempre — não apenas por algumas décadas ou alguns séculos, mas por um tempo infinito ! A percepção de que Deus sentença as pessoas a uma incessante e eterna tortura é tão repulsivo que chegou a afastar as pessoas da crença em Deus.

Qual é a visão bíblica do inferno?

Aqui está uma passagem bem familiar — uma que você pode até ter memorizado. E nela o próprio Jesus está ensinando o seguinte: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o Seu Filho unigênito, para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16 João 3:16Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
Almeida Atualizada×
). Será que há algo significativo neste famoso versículo que você pode não ter percebido?

Sem o sacrifício de Cristo, o que pode acontecer conosco? Jesus disse que morreremos . Nós perecemos , não vivemos para sempre. Na verdade, a palavra “perecer” não significa apenas parar de viver, mas sim ser destruído ou “tornar-se nada” — deixar de existir. Essa é uma grande diferença entre o que Deus diz e o que muitas pessoas acreditam. A Bíblia nos diz que você não continua automaticamente vivendo para sempre, nem no céu nem no inferno. Jesus diz que não temos a vida eterna em nós, mas que precisamos receber a vida eterna.

Aqui está outra passagem poderosa que revela essa mesma grande verdade. “Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor.” (Romanos 6:23 Romanos 6:23Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor.
Almeida Atualizada×
). Você notou o contraste descrito neste versículo? A pena pelo pecado é a morte , não a vida eterna no inferno. A morte significa extinção da vida — e não separação consciente de Deus, como muitos tentam redefini-la. Aqueles que pecam, ou desobedecem a Deus, não vão ser torturados para sempre. Eles não vão sentir dor eternamente. Eles não vão sofrer uma agonia eterna. Eles vão receber a morte . Sua vida vai acabar .

Mas, por outro lado, para a pessoa arrependida, Deus dá o dom da vida eterna no Reino de Deus por meio do nosso Salvador Jesus Cristo. Como você está vendo, não temos a vida eterna de forma natural. Não temos uma alma imortal. A vida eterna — existência consciente e perene — precisa ser dada a nós. É por isso que precisamos entender o simples ensinamento de Deus de que “o salário do pecado é a morte” — e não uma vida de incessante sofrimento.

Veja como, de forma clara e consistente, a Escritura descreve esse fato: “Eis que todas as almas são Minhas; como o é a alma do pai, assim também a alma do filho é Minha: a alma que pecar, essa morrerá ” (Ezequiel 18:4 Ezequiel 18:4Eis que todas as almas são minhas; como o é a alma do pai, assim também a alma do filho é minha: a alma que pecar, essa morrerá.
Almeida Atualizada×
). Alguns versículos depois, Deus repete isso, porém com mais ênfase: “A alma que pecar, essa morrerá ” (Ezequiel 18:20 Ezequiel 18:20A alma que pecar, essa morrerá; o filho não levará a iniquidade do pai, nem o pai levará a iniquidade do filho, A justiça do justo ficará sobre ele, e a impiedade do ímpio cairá sobre ele.
Almeida Atualizada×
).

Isso é muito expressivo! Como é diferente o que Deus diz e o que muitos creem! Deus nos diz que as almas podem morrer . Já ouviu isso antes? Você entendeu que a Bíblia ensina que as almas deixam de viver? Jesus Cristo disse: “Não temais os que matam o corpo, e não podem matar a alma; temei antes Aquele [Deus] que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo” (Mateus 10:28 Mateus 10:28E não temais os que matam o corpo, e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo.
Almeida Atualizada×
). Então, há um tipo de “inferno” — que resulta na destruição total do corpo e da alma, não apenas numa vida em tormento, enquanto separada para sempre de Deus. (Ver “Quatro Palavras Diferentes Para o Termo ‘Inferno’ nas Traduções da Bíblia Em Português” ).

Isto é fato: Deus sustém todas as vidas — todas as vidas pertencem a Ele. Na verdade, a alma é o que somos. Segundo a Sua Palavra, somos almas ou seres vivos. Não temos uma alma separada de nossa mente e de nosso corpo. Agora, o que acontece com o pecador — a alma — que não se arrepende? Mais uma vez, a Bíblia diz claramente que os pecadores não vão continuar vivendo para sempre em castigo no inferno. Em vez disso, eles morrem .

A justiça de Deus é perfeita

Ao reconhecer que o conceito bíblico sobre o inferno não tem nada a ver com um tormento consciente e eterno, precisamos ser cautelosos para não cair na disposição mental de achar que não há punição para os ímpios. Pelo fato de Deus ser amor, será que algum tipo de castigo contradiz Seu caráter? Absolutamente não . Os pecadores impenitentes serão punidos — mas de forma justa e imparcial. Mas não no tipo de inferno eterno em que a maioria das pessoas acredita.

A Bíblia prediz o julgamento de Deus sobre os ímpios. Como castigo, o pecador contumaz e impenitente será jogado em um lago de fogo e será queimado — sem tortura eterna, apenas uma pena de morte misericordiosa e rápida. Este é o verdadeiro inferno. O ímpio impenitente não queimará para sempre nesse fogo. Em vez disso, eles serão total e completamente queimados, destruídos e reduzidos a cinzas pelas chamas do lago de fogo.

Você já leu esta passagem da Bíblia? “Pois eis que aquele dia vem ardendo como fornalha; todos os soberbos, e todos os que cometem impiedade, serão como restolho; e o dia que está para vir os abrasará, diz o SENHOR dos exércitos, de sorte que não lhes deixará nem raiz nem ramo. Mas para vós, os que temeis o Meu nome, nascerá o sol da justiça, trazendo curas nas suas asas; e vós saireis e saltareis como bezerros da estrebaria. E pisareis os ímpios, porque se farão cinza debaixo das plantas de vossos pés naquele dia que prepararei, diz o SENHOR dos exércitos” (Malaquias 4:1-3 Malaquias 4:1-3 1 Pois eis que aquele dia vem ardendo como fornalha; todos os soberbos, e todos os que cometem impiedade, serão como restolho; e o dia que está para vir os abrasará, diz o Senhor dos exércitos, de sorte que não lhes deixará nem raiz nem ramo. 2 Mas para vós, os que temeis o meu nome, nascerá o sol da justiça, trazendo curas nas suas asas; e vós saireis e saltareis como bezerros da estrebaria. 3 E pisareis os ímpios, porque se farão cinza debaixo das plantas de vossos pés naquele dia que prepararei, diz o Senhor dos exércitos.
Almeida Atualizada×
).

A Palavra de Deus é clara: Aqueles que decidirem não arrepender-se de sua maldade e pecado serão punidos pelo fogo — mas não pelo inferno mítico da imaginação dos homens. Não é um inferno de fogo que queima eternamente. Não é um isolamento eterno e consciente de Deus. Não é um tormento emocional, mental ou físico interminável. Não é uma ignomínia, arrependimento ou dor eterno. É a pena capital definitiva, que leva ao fim da vida — na verdade, o fim da existência , a aniquilação total, o fim do estado de consciência.

A verdade sobre o inferno demonstra a misericórdia de Deus

Deus respeita a escolha do ser humano. Por causa de Sua intenção de sermos como Ele e Seu caráter amoroso, Ele não força ninguém a crer nEle. Em vez disso, Ele quer que desejemos escolher o Seu caminho. As pessoas absurdamente perversas serão punidas, mas não porque Deus se recuse a perdoá-las. Isso será uma escolha consciente da parte delas ao recusar a misericórdia de Deus e decidirem não se arrepender. Uma vez que os ímpios escolham não seguir o caminho dEle, eles serão consumidos pelo fogo e não existirão mais. Eles não serão torturados por toda a eternidade. Na verdade, Deus os ama muito. Ele quer que seu sofrimento acabe.

Não existe nenhuma contradição. Deus é um Deus de misericórdia e amor. Deus, a Fonte de toda a vida e toda a bondade, poupa, misericordiosamente, aqueles que O rejeitam de sua própria miséria. Deus é um Deus de grande sabedoria, misericórdia e juízo justo. Quando tratar-se do tema do castigo eterno e do inferno, esta é a coisa mais importante a lembrar-se: Deus é um Deus de misericórdia e amor .

O tema sobre inferno é controverso e, muitas vezes, incompreendido. Qual é a verdade? Sua Bíblia indica claramente que os ímpios serão consumidos — destruídos pelo fogo. Eles não existirão mais. Eles não sofrerão um tormento consciente e eterno. Quando o plano de Deus para a humanidade estiver completo, não haverá mais pranto, nem lágrimas, nem tristeza, nem mais dor (Apocalipse 21:4 Apocalipse 21:4Ele enxugará de seus olhos toda lágrima; e não haverá mais morte, nem haverá mais pranto, nem lamento, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas.
Almeida Atualizada×
). A morte definitiva do perverso impenitente em um lago de fogo é um ato de amor, de justiça e de misericórdia de Deus.

Todos nós devemos agradecer por Sua justiça e grande plano de salvação através de Jesus Cristo. Ele planejou um futuro maravilhoso para aqueles que O ama e aceita a Sua misericórdia. Espero que você decida aprender mais sobre isso!


Quatro Palavras Diferentes Para o Termo ‘Inferno’ nas Traduções da Bíblia Em Português

Nenhuma das palavras traduzidas como “inferno” na Bíblia em português se referem a uma vida consciente após a morte num tormento infinito. De fato, as Escrituras afirmam que não há um estado de consciência na morte, mas que seremos trazidos à existência consciente em uma futura ressurreição (ver Eclesiastes 9:5 Eclesiastes 9:5Pois os vivos sabem que morrerão, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco têm eles daí em diante recompensa; porque a sua memória ficou entregue ao esquecimento.
Almeida Atualizada×
, 10; Daniel 12:2 Daniel 12:2E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno.
Almeida Atualizada×
; 1 Coríntios 15:6 1 Coríntios 15:6depois apareceu a mais de quinhentos irmãos duma vez, dos quais vive ainda a maior parte, mas alguns já dormiram;
Almeida Atualizada×
, 18, 20, 51; 1 Tessalonicenses 4:13-14 1 Tessalonicenses 4:13-14 13 Não queremos, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais como os outros que não têm esperança. 14 Porque, se cremos que Jesus morreu e ressurgiu, assim também aos que dormem, Deus, mediante Jesus, os tornará a trazer juntamente com ele.
Almeida Atualizada×
). Então, qual o significado dessas palavras que foram traduzidas como “inferno”?

Primeiro, no Antigo Testamento, o termo hebraico é seol e, no Novo Testamento, o termo grego equivalente é hades . Ambas as palavras são usadas nas Escrituras para se referir ao túmulo — sepultar na terra.

Em seguida, o termo grego tártaro , que aparece apenas em um versículo (2 Pedro 2:4 2 Pedro 2:4Porque se Deus não poupou a anjos quando pecaram, mas lançou-os no inferno, e os entregou aos abismos da escuridão, reservando-os para o juízo;
Almeida Atualizada×
). Aqui ele se refere à atual condição dos demônios, os anjos rebeldes, que foram restringidos ou presos na Terra .

O último termo é a palavra gehena , a forma grega no Novo Testamento do termo hebraico Gai Hinom, o Vale de Hinom, situado ao sul e ao sudeste de Jerusalém. Durante os tempos bíblicos de terríveis apostasias, as pessoas eram queimadas aqui em sacrifícios pagãos — e tornou-se um lugar para queimar lixo. Esse termo foi usado por Jesus em referência ao futuro julgamento no lago de fogo, que acabará queimando os perversos. Aqui não há nenhum sentido de um fogo eterno de tortura, que inflama para sempre.

Para saber mais sobre esses termos e como são usados nas Escrituras, e também mais acerca do que a Bíblia tem a dizer sobre todo esse tema, não deixe de solicitar ou baixar o nosso guia de estudo bíblico gratuito Céu e Inferno: O que Realmente Ensina a Bíblia?