Pregando o evangelho e preparando um povo

Epístolas de Paulo: 1 Tessalonicenses 4:11 - 5:28

Você está aqui

Epístolas de Paulo

1 Tessalonicenses 4:11 - 5:28

Download (Baixar)
MP3 Audio (46.44 MB)

Download (Baixar)

Epístolas de Paulo: 1 Tessalonicenses 4:11 - 5:28

MP3 Audio (46.44 MB)
×

Continuação de estudo Bíblico das epístolas de Paulo, completando a epístola de 1 Tessalonicenses.

Transcrição

Bom dia ou boa tarde, aqui é Jorge Campos.

Nos estudos prévios desta secção do estudo das epístolas de Paulo temos estado a cobrir 1 TS vimos que Paulo nestes 3 primeiros capítulos encorajou e exortou os irmãos de Tessalônica, e depois do 4º capítulo começou gentilmente a abordar alguns pontos de correção.

Do v. 1-8 Paulo falou acerca da importância da pureza sexual, nosso último ponto abordou este assunto de santificação. Hoje vamos continuar este estudo e analisar como a crença que a segunda vinda de Cristo estava iminente, isto é, estamos sempre a observar, criou perguntas e resultou a alguns pensarem que não precisavam de trabalhar.

Vejamos então a começar a ler 1 TS 4:9: “no tocante ao amor fraternal, não há necessidade de que eu vos escreva porquanto vós mesmos fostes instruídos de que vos deveis amar uns aos outros”. Por isso Paulo está a dizer que amor entre irmãos ele não precisa estar a dizer porque há nas plenas escrituras que Deus nos instrui a amar uns aos outros, amar ao próximo.

E por isso ele diz: e na verdade estais praticando isso mesmo para com todos os irmãos em toda a Macedônia. E realmente eu tenho reparado que vós tendes a praticar isso, muito bem! Contudo está a ter um problemazinho, vos exortamos irmãos a cada vez mais a progredir e diligenciares a viver tranquilamente, cuidar do que é vosso e trabalhar com as próprias mãos como vos ordenamos, de modo que vos porteis com dignidade e para com os de fora e de nada deveis precisar.

E por isso está a dizer: sim, vocês estão a praticar amor com o próximo contudo quero que continuem a progredir cada vez mais, a viver tranquilamente cuidando de trabalhar com as mãos. Ah, então aqui havia um problema de preguiça, ou outro problemas, mas parece que baseado na vinda de Jesus Cristo a qualquer momento e por isso que Jesus Cristo diz: venho sem demora.

Mas por isso pensavam, ah bem temos dinheiro suficiente e pronto não precisamos trabalhar mais porque Cristo vem. Esse é um mau entendimento grande, muito grande. E continuando ele então, diz: ele mencionou este problema muito gentilmente, muito sutilmente, vejam isso, ele mencionou isto no versículo 11 a dizer trabalhar com as próprias mãos, e depois gentilmente abordou de novo no capítulo 5:14 que diz: “exortamos-vos, também, irmãos, a que admoesteis os insubmissos”. O que quer dizer isso, insubmissos? Vamos ver isso quando chegarmos a esta secção, mas está a falar aí de um outro problema, este problema de não trabalharem. Mas isso abordaremos mais adiante.

E vimos que mesmo assim não aprenderam a lição, e por isso na segunda carta, na epístola de 2 TS 3:6-14 está a abordar o mesmo tema, dizendo assim: “nós vos ordenamos irmãos em nome do nosso Senhor Jesus Cristo, que vos  aparteis de todo o irmão que anda desordenadamente.”

Interessante porque aqui a palavra desordenadamente é do grego atakatos e se formos ver em 1 TS 5:14 está dizendo também “vos exortamos irmãos a que admoesteis aos insubmissos”. A palavra grega para insubmissos é também, como lemos em 2 TS 3:6 foi traduzida desordenamente, a palavra grega é atakatos.  Em 1 TS 5:14 traduzido como insubmissos, mas uma vez mais a palavra grega é atakatos. E por isso está aqui a abordar um problema que existia e que vai ser mais abordado na segunda epístola que é da “falta de trabalhar”. E por isso em 1 TS 4:11 ele simplesmente diz eu disse para “diligenciarmos a viver tranquilamente e cuidar do que é vosso e trabalhar com as próprias mãos como vos ordenamos”!!

Vê-se que era um problema que já existia, e depois lê-se na segunda epístola de TS 3:6 diz: “vos ordenamos irmãos”!! Quer dizer que Paulo foi sutil, mas depois teve que ser um bocadinho mais forte deste assunto. Porque não tinham aprendido a lição que precisamos de trabalhar com as nossas próprias mãos.

Por isso é que diz em 2 TS 3:10: “por enquanto ainda convosco vos ordenamos isto: se alguém não quer trabalhar também não coma”!!

Por isso se vê aqui um ponto que ele não quis ser forte, que é um ponto sensível estar a dizer as pessoas ah não estás a trabalhar, mas tens que trabalhar. E ele teve que abordar isto mais de uma vez. Ora ele então deixa esse ponto porque depois a continuar a partir do versículo 11 de 1TS 4 até o versículo 18, essa secção descreve a respeito da ressurreição, isto é, da segunda vinda de Cristo. O problema que estava existente naquela cultura, naquela sociedade é como eu mencionei com a vinda de Cristo brevemente, isso digamos assim aumentou ou agravou este sentimento em alguns de dizer que não precisam trabalhar.

Hoje em dia esta secção do versículo 13-18, esta secção da ressurreição, isto é, da segunda vinda de Cristo é mal aplicada de um outro jeito, de uma outra maneira porque ele usou isto para provar que é, de uma maneira geral, comumente ou de uma maneira comum o que as pessoas chamam o arrebatamento e usamos isto para provar esta teoria, digamos assim do arrebatamento.

Ora o que é a teoria do arrebatamento?

A várias variedades, uns dizem assim, outro dizem um bocadinho diferente, mas mais ou menos basicamente é o seguinte: é baseado numa série de livros que foram produzidos a uns anos atrás intitulados DEIXADOS PARA TRÁS. E depois houve até um filme que foi feito sobre esse tema. E dessa série de livros demonstra por uma série de eventos cataclísmicos desapareceram do planeta milhões de pessoas, de repente veículos na auto estrada ficaram sem pessoas a guiar, descontrolados, e assim a causar acidentes, sem que ninguém os dirigia, por exemplo vê-se que nesse filme o povo fica atemorizado ao ver que seus amigos, seus parentes e gente querida que eram “cristãos” tinham subitamente desaparecido diante dos seus próprios olhos.

Essa é a teoria do arrebatamento, desapareceram!!

Tá claro que diz que foram para o céu. E essa teoria diz que os não cristãos foram deixados para trás!  E por isso diz que a teoria diz que secretamente e subitamente levam da terra para o céu antes da vinda de Cristo.

E geralmente essa teoria diz que é 7 anos antes da sua vinda. E essa teoria diz que depois vai haver a GRANDE TRIBULAÇÃO e isso pura e simplesmente irmãos não é realmente o que a bíblia diz.

Queridos irmãos a intenção de muitas pessoas de puxar a teoria do arrebatamento é para entre aspas “salvar mais almas”, fazer que mais almas venham ao arrependimento agora!! E ao mesmo tempo a motivação diz por isso os cristãos serão protegidos. E por isso dizem que tem que aceitar Jesus Cristo agora.

Mas queridos irmãos, sim há uma proteção, mas não é deste gênero. Não é dessa maneira, não por esse período de tempo. Vejamos em AP 3:10 na carta a uma das igrejas em que Jesus Cristo escreveu ao mensageiro, ao líder dessa igreja diz: “porque guardaste a palavra de minha perseverança, eu também te guardarei da hora da provação.” A hora da provação é quando todo mundo será provado. É o que diz aqui, a provação “que há de vir sobre o mundo inteiro para experimentar os que habitam sobre a terra”, quer dizer vai haver uma grande tribulação na terra mas diz “porque guardastes a palavra da minha perseverança, eu te guardarei,” eu te protegerei durante esse período, dessa hora.

Por isso diz que “venho sem demora. Conserva o que tens para que ninguém tome a tua coroa.” Se você comparar isso com AP 12:14 vemos começando a ler a partir do v. 13 diz: “quando pois o dragão, [isto é, satanás] se viu atirado para a terra [ao fim do tempo, Miguel vai atirá-lo para a terra diz assim:] perseguiu a mulher, [simbolicamente a igreja] que dera a luz o filho varão e que foram dadas a mulher, [a igreja de Deus,] duas asas da grande águia para que voasse para o deserto ao seu lugar.” Até o deserto, não é até o céu, ao seu lugar, “aí onde é sustentada durante tempo, tempos e metade de tempo” quer dizer 3 anos e meio, período da grande tribulação.

Por isso vemos a grande tribulação como lemos em outros pontos, em outros lugares é 3 anos e meio e não 7, “então a serpente jorrou da sua boca atrás da mulher, [atrás da igreja,] água como um rio,” (v.15) [por exemplo como um exército, uma força humana para destruir a igreja a fim de que ela fosse arrebatada pelo rio para que a igreja fosse destruída por esse exército militar, essa força de pessoas que estavam a tentar destruir a igreja.

“A terra, porém, socorreu a mulher e a terra abriu a boca e engoliu o rio, o rio que o dragão tinha jorrado de sua boca” (v. 16), por isso vê-se que Deus vai proteger a igreja de uma maneira milagrosa para poder ir para o deserto ao seu lugar.

Depois diz que o dragão ficou irado com a igreja e foi pelejar contra o resto da igreja (V17); quer dizer que parte dos verdadeiros cristãos serão protegidos e outra parte dos verdadeiros não serão protegidos.

Define aqui que esse resto desses verdadeiros cristãos são realmente os que guardam os mandamentos de Deus e não só alguns ou outros mas todos, os 10.

Hoje em dia as pessoas dizem: Ah não! A lei não é necessária obedecer à lei! Mas aqui diz aqueles que guardam os mandamentos de Deus e tem o testemunho de Jesus. E por isso parte da igreja vai ser protegida e parte não vai ser protegida, por isso essa teoria do arrebatamento que todos os cristãos vão ser arrebatados para o céu está incorreta em vários pontos.

Ponto 1, vai ser: alguns vão ser protegidos, outros nãos.

Ponto 2, não vai para o céu, vai para o deserto o seu lugar, isto é, na terra, protegido da serpente.

E por isso vemos que vai haver uma proteção, mas o argumento principal dessa teoria do arrebatamento é baseado em 1 TS4:17, ora vamos então ler isto porque a situação, o contexto da situação entre os versículos 13-18 para entendermos o contexto. O contexto era que pensavam que Cristo vinha rapidamente, agora, neste momento; no entanto algumas pessoas já tinham falecido, entretanto isto foi alguns anos depois neste Tessalonicenses foi escrito cerca do ano 51 DC, cerca de 20 anos depois de Cristo ter falecido e ter ressuscitado e então vemos aqui que algumas pessoas já tinham falecido, já tinham morrido neste período de 20 anos, alguns cristãos. Por isso alguns irmãos cristãos em Tessalônica estavam tristes a dizer: coitados, estas pessoas estavam a espera de Cristo e não viram Cristo. E não estavam a entender, não foram arrebatados, isto é o que as pessoas pensam hoje em dia, não viram a vinda de Cristo, e tinham uma certa tristeza.

Uma vez mais pensavam que Cristo viria nessa era e porque essas pessoas não estariam a viver quando Cristo viesse, estavam a dormir, isto é, já estavam mortos. E por isso Paulo concluiu esta secção com o v. 18 a dizer: “Consolai-vos uns aos outros com estas” coisas, uma vez mais está a dar palavras de encorajamento. Então vamos ler cuidadosamente do v.13-18 para vermos o que Paulo está a dizer aqui.

No v.13 diz assim: “não queremos que sejais ignorantes a respeito dos que dormem,” sim aos que estão mortos. Lembrem-se que na bíblia vocês sabem, leiam o evangelho quando Jesus Cristo mencionou por exemplo a respeito de Lázaro. Olha ele morreu e Jesus diz que ele está a dormir. Sabia muito bem que estava morto, mas o simbolismo da primeira morte é dormir porque vamos ressuscitar, porque Jesus Cristo ressuscitou e pagou, comprou nós de volta do pecado, nos redimiu do pecado. Por isso diz que todos morrem por causa do primeiro Adão e todos vão ser vivificados por causa do segundo Adão que é Cristo. Todos, não é só alguns, todos!!

E por isso Jesus Cristo pagou, comprou a vida de todos, para os ressuscitar todos. Sim, depois vão ser julgados de acordo com as ações neste mundo e de ações que vão fazer após a ressurreição quando aprenderem o caminho de Deus porque muitos não o sabiam, e vão ter a primeira oportunidade que nunca tiveram, porque nunca souberam, porque foram endurecidos ou estavam endurecidos, e estão endurecidos hoje porque não estão a entender a verdade.

Mas continuando aqui está dando analogia que as pessoas não estão mortas, e sim a dormir, por isso “não sejam ignorantes aos que dormem, [aos que já morreram] para que não vos entristecerdes como os demais que não tem esperança.” Para vocês não estarem tristes como o resto do mundo que não tem esperança.

Queridos irmãos qual é a nossa esperança?

A nossa esperança é a vinda de Cristo, a segunda vinda de Cristo. A nossa esperança é a ressurreição se nós estivermos a ser fiéis, é a ressurreição à vinda de Cristo. A Bíblia chama a primeira ressurreição; sim, haverá uma segunda ressurreição depois dos 1000 anos como lemos em AP 20. Mas a nossa esperança a esta ressurreição é o estabelecimento do reino de Deus.

O que é o reino de Deus? O reino de Deus, queridos irmãos, é o governo de Deus a governar na terra. Sim, isso é uma perspectiva do reino de Deus. Porque o reino de Deus, além de ser um governo, tem que ter governantes ou reis, tem que ter o povo que vai governar, tem que ter leis para reinar, para governarem esse povo, digamos assim, constituição e tem que ter um território.

Por exemplo, vamos olhar por exemplo o Brasil, o governo brasileiro tem os governantes, segundo tem o povo brasileiro, terceira tem a constituição brasileira e as leis brasileiras, e quarto tem o território brasileiro. E para ser um governo ter que ter estas 4 entidades porque o reino de Deus, vai ser o reino de Deus a governar a terra, tem os reis, tem o povo que vive na terra, o povo físico, tem os reis que vão ser os governantes, que vão ser os seres espirituais, que tenham sido transformados ou ressuscitados na primeira ressurreição, vai ter a lei, a constituição que é a lei de Deus e vai ter o território que é a terra inteira, porque a terra não vai ser destruída; Cristo vem para salvar a terra, para trazer paz a este mundo. Isto é o  reino de Deus.

Ora como eu expliquei este é um sentido, agora há outro sentido, o outro sentido é que o reino de Deus é aquele que vamos herdar. Em 1 CO 15:50 diz: “carne e sangue não vão herdar o reino de Deus,” não vai entrar no reino de Deus, isto é, na família de Deus; a família de Deus vai ser aquela família que são do reino de Deus, que são seres espirituais do mesmo gênero, do mesmo tipo, da mesma gloria de Deus. Tá claro muito inferior, mas dessa mesma família, desse mesmo gênero.

E por isso queridos irmãos, a nossa esperança é a ressurreição, é o reino de Deus porque a ressurreição representa quando Cristo vier para reinar na terra e trazer paz a este país e quando seremos ressuscitados para sermos membros, sermos seres espirituais, não seremos carne e sangue, mas seremos membros do reino.

E continuo aqui no v.13 diz assim: “com respeito aos que dormem para vos não entristeceres como os demais que não tem essa esperança.” As pessoas do MUNDÃO não têm esta esperança, quando morrem, oh sim tem esta ideia, ó está morto e foi para o céu e está a olhar para nós; mas irmãos isso é MENTIRA! Isso não é verdade, da maneira que falamos hoje em dia, isso é FAKE! Isso é vazio, e por isso as pessoas quando outras morrem tem este vazio, sim, temos este vazio porque um ente querido não está conosco e sentimos a falta desse ente querido, sim, mas temos esta esperança, temos este consolamento que vamos ver esta pessoa quando ele ou ela for ressuscitada a vinda de Cristo, se é um verdadeiro cristão ou 1000 anos depois da vinda de Cristo se não é um verdadeiro cristão. Mas vai viver de novo e vai ter uma oportunidade que NUNCA teve.

E por isso diz: “não fiquem tristes como os demais porque não tem esta esperança.” Mas retornando a ler no v.14: “pois se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também Deus através de Cristo, diante de Cristo, trará em sua companhia os que dormem.”

O que isso quer dizer? Quer dizer que irmãos, precisamos de ter essa esperança que Cristo virá e tal como Cristo ressuscitou, Deus mediante Jesus trará, donde? Trará da morte, trará de dormir, os acordará, os ressuscitará em sua companhia os que dormem. Vai ressuscitar os que dormem.

V.15: “ora, ainda vos declaramos, por palavra do Senhor, isto: nós os vivos,” eu já expliquei isto a vocês mas estou a explicar de novo, “nós os vivos , os que ficarmos até a vinda do Senhor de modo algum precederemos os que dormem.” Perguntar então: vejam isto, bem claro, bem claro, nós os que estamos a viver não vamos preceder os que dorme, quer dizer nós não vamos ser arrebatados, digamos assim antes dos que dormem serem ressuscitados, por isso esta teoria que vão ser arrebatados 7 anos antes da ressurreição é falsa.

De modo algum precederemos os que estão mortos, os que dormem.

v.16: “porquanto o Senhor mesmo,” o próprio Jesus Cristo, “dada a Sua palavra de ordem,” da palavra do Pai: agora é a hora!! Não sabe o dia e a hora, mas quando o Pai disser AGORA, é a HORA!

“Ouvida a voz do arcanjo ao soar a trombeta de Deus.” Ao tempo da 7ª. Trombeta, da última trombeta, “o Senhor mesmo ... descerá dos céus”. O Senhor Jesus Cristo vai descer do céu, vai estar nas nuvens, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro.

Primeiro, antes dos que estão vivos serem transformados, antes dos vivos serem digamos entre aspas “arrebatados”. Os mortos vão ressuscitar primeiro. A teoria do arrebatamento está incorreta irmãos, não veem?

V.17: “depois nós os vivos,” os que ainda estão a viver na terra, nós que ainda somos carne e sangue estejamos protegidos ou não da garra da serpente, mas ainda estamos vivos na terra, não houve este arrebatamento 7 anos antes e que os carros ficaram vazios, e houve esta confusão, não, depois nós os vivos, os que ficarmos seremos apanhados, “seremos arrebatados” seremos levados depois da ressurreição, digamos assim, uns momentos depois , não sabemos se é 1 segundo, 10 segundos, ou 1 hora? Mas é depois, um pouco depois, “seremos arrebatados juntamente com eles,” isto é, com os mortos que acabaram de ser ressuscitados; nós vamos ser arrebatados com eles, e se vamos a nos juntar a eles, aonde? Nas nuvens, “nos ares,” no ar; e assim é deste modo, é desta maneira que daí em diante vamos estar sempre com Cristo.

E é desta maneira, deste modo, que “estaremos para sempre com o Senhor,” não é que vamos estar assim no meio do ar para sempre, mas é deste modo, desta maneira que daí em diante vamos viver com Cristo, onde Ele for nós vamos.

Estão a ver? Este contexto? Vejam aqui alguns pontos adicionais, por favor. Dormem. Dormem na esperança. Queridos irmãos, a nossa única esperança é a ressurreição

Leiam 1 CO 15:12-19 diz assim: “ora se é corrente pregar-se que Cristo ressuscitou dentre os mortos, [sim, ressuscitou dos mortos,] como, pois, afirmam alguns entre vós que não há ressurreição de mortos?” Sim, porque há alguns que dizem que não há ressurreição de mortos? “E se não há ressurreição de mortos, então Cristo não ressuscitou! E se Cristo não ressuscitou é vã a nossa pregação, estamos a pregar em vão, e a vossa fé é em vão!”

Sim, é tudo baseado na ressurreição de Cristo. E assim, nós, o apóstolo diz aqui em 1 CO, Paulo, somos tidos por falsas testemunhas de Deus. Porque estamos a dar este testemunho que Jesus Cristo ressuscitou e então somos mentirosos, se ele não ressuscitou. Como “temos asseverado contra Deus que Ele ressuscitou a Cristo ao qual ele não ressuscitou, sim, se os mortos não ressuscitam,” (v.15) então Deus não ressuscitou a Jesus Cristo, mas nós temos que dizer que Deus ressuscitou Cristo porque se não somos mentirosos, estamos a mentir, está claro!!

“Porque se os mortos”, como diz no v.16. “se os mortos não ressuscitam, então Cristo também não ressuscitou! E se Cristo não ressuscitou é vã a nossa fé, a vossa fé! E ainda permaneceis em vossos pecados,” isto tudo é em vão!

Queridos irmãos aqui vemos que isso, a ressurreição é a nossa esperança, e essa ressurreição vai ser a última trombeta.

Vejam 1 CO 15:50, diz: “isto afirmo irmãos que carne e sangue não podem herdar o reino de Deus nem a corrupção herdar a incorrupção, eis que vos digo um mistério: nem todos dormiremos,” isto é, nem todos vamos morrer, estaremos a viver naquele momento ante a vinda de Cristo. Vamos ser “transformados” para seres espirituais “num momento, num abrir e fechar dos olhos, ao ressoar da última trombeta. A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis [como lemos primeiro,] e nós [depois] seremos transformados.” Por isso vemos que é esta sequência, esta ordem, é feito tudo em ordem.

E por isso continuando a ler em 1 TS estávamos a ler no v.17, e agora no v.18: “Consolai-vos, pois, uns aos outros com estas palavras,” fiquem encorajados. Por isso irmãos lembrem-se que Cristo virá, ninguém sabe o dia e a hora, infelizmente houve muitas pessoas que tentaram e as vezes tentam [especular], ora Cristo vem naquele dia, olha aquela data vai ser quando Cristo virá! Mas diz que ninguém sabe o dia e a hora exceto o PAI.

Problema que alguns ficaram desapontados e disseram ah então deixam de vigiar e depois dizem ah o Senhor está a demorar e começam a fazer coisas incorretas que não deviam fazer. Temos que ter cuidado, temos que estar alertas, e porquê? Porque Jesus Cristo vem quando não estão a espera, porque não estão a vigiar, e vejam como Paulo continua aqui em 1 TS 5: “irmãos relativamente aos tempos e as épocas, [isto é quando Jesus Cristo, quando é que vem, ou não vem, quando é a hora;] não há necessidade que eu vos escreva pois vocês estão inteirados com precisão que o dia do Senhor vem como o dia que vem o ladrão de noite”! O dia do Senhor vem de surpresa, mas não deve ser assim para nós se nós estivermos a vigiar.

O dia do Senhor irmãos não é um domingo como as pessoas dizem: olhem ao ler Apocalipse João estava numa visão, num espirito e era no dia do Senhor, era num domingo! Não irmãos, o dia do Senhor não é num domingo, estão a fabricar, provem na bíblia que o dia do Senhor é no domingo? Não podem provar. Então qual é o dia do Senhor? O dia do Senhor é o julgamento de Deus sobre a humanidade, é o dia da ira do Senhor; vejam por exemplo em Joel 2:.30-31: “Mostrarei prodígios no céu e na terra: sangue, fogo e fumaça, o sol se converterá em trevas e a lua em sangue”, quer dizer vai haver sinais celestes, lembremos este ponto, sinais celestes, primeiro, “antes que venha o grande e terrível dia do Senhor”! E será que todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo!

Por isso o dia do Senhor vem após imediatamente após os sinais celestes, ora quando serão os sinais celestes? Os sinais celestes são o sexto selo. Vejam em AP 6:12 em diante, está a falar do sexto selo, e está claro que é após o quinto selo que é a GRANDE TRIBULAÇÃO, que é após os quatro primeiros selos, dos 4 cavaleiros. E vemos aqui que o sexto selo vão ser estes sinais celestes porque veja aí no v.12 de AP 6, “o sol se tornou negro como um saco de crina, a lua toda, como sangue, as estrelas do céu caíram na terra” e vejam no v.14 “o céu recolheu-se como um pergaminho, ... os montes e ilhas foram movidos”, vão haver estes sinais enormes!

Que é o sinal de Deus a dizer BASTA! Agora Eu estou a intervir porque diz aqui nos v.16-17 de AP 6: porque isto é a “ira do Cordeiro, porque chegou o dia da grande ira Deles!” Isto é do Cordeiro e do Pai, do Filho e do Pai! “E quem é que pode sustentar-se?”

O dia do Senhor vem depois dos sinais celestes e o dia do Senhor é a ira de Deus, é este momento do julgamento de Deus, ora a ira do Senhor é o sétimo selo de AP; e o sétimo selo então quando é aberto vê-se 7 trombetas; e por isso a ira do Senhor é este período antes da vinda de Cristo, mas após os sinais celestes durante este período das 7 trombetas e mesmo antes da vinda de Cristo que vem completar esta ira com as 7 últimas pragas ou os 7 flagelos.

E por isso lemos aqui em 1 TS 5:3 diz assim: “quando andarem dizendo: PAZ E SEGURANÇA”, olha quando falarem, olha o mundo está tudo a resolver-se bem, “eis que lhes sobrevirá repentina DESTRUIÇÃO! Como vêm as dores de parto, à que está para dar à luz e de nenhum modo escaparão”! Quando uma dama está para dar a luz as dores de parto vem, e depois acalma, depois vem de novo a dor, e acalma, depois VEM e ACALMA, e pois ficam mais intensas e próximas umas das outras, e as vezes param e, olha quando será? Houve umas dores e parou assim. Depois de repente oh vem mesmo, mas as damas sabem e os maridos sabem das suas esposas a passarem por essas dificuldades sentiram com elas e ajudaram com elas ao darmos carinho e amor neste tempo difícil.

E por isso vemos vai haver repentina destruição, é o que diz aqui. No v.3 “quando falarem paz e segurança, virá repentina destruição” como veem nas dores de parto àquela “que está para dar à luz e de nenhum modo escaparão; mas vós, irmãos, não esteis em trevas para que esse dia como um ladrão não vos pegue de surpresa”, e porquê? 

Porque estamos a vigiar, temos que vigiar. Vocês leiam em outras escrituras em MT que diz: estejam alertas, estejam a vigiar. LC 21:36: “vigiai, orai para serem encontrados dignos, para serem protegidos, para escaparem e para se botarem em pé quando Jesus Cristo vier”, de estarem ressuscitados, de estarem transformados, em pé como seres espirituais como Cristo.

V.5: “portanto vós todos sois filhos da luz e filhos do dia, nós não somos da noite e nem das trevas, por isso estamos alertas e estamos a vigiar, não nos deve apanhar de surpresa. Assim pois não durmamos como os demais, portanto vigiemos e sejamos sóbrios”! Estejamos acordados, não estejam a dormir, vocês viram a parábola das 10 virgens, adormeceram e cinco estejam acordados, estejam preparados, tenham óleo pronto.

Irmão eu estou sempre continuamente a dizer a vocês: por favor estejam a vigiar, estejam acordados, estejam prontos; infelizmente alguns ouvem estes sermões e adormecem! Literalmente eu estou a pregar e caem a dormir enquanto eu estou a pregar. Vigiemos e sejamos sóbrios, “os que dormem, dormem de noite, os que se embriagam, é de noite que se embriagam. Nós, porém, somos do dia e sejamos sóbrios, estejamos acordados, revestindo-nos da couraça da fé”.

O que é couraça? É a proteção aqui no peito, no coração, da fé. A fé protege o nosso coração “e do amor”. A fé e o amor protegem o nosso coração. “E tomando o capacete a esperança da salvação”!

O que é o capacete? Protege a cabeça, se você vai andar de moto ou bicicleta ou coisa assim, você precisa ter um capacete para proteger a cabeça; nós precisamos de ter um capacete espiritual para proteger a nossa cabeça, e esse capacete é o que? “Da esperança da salvação”. A esperança que Jesus Cristo vai voltar e trazer o reino de Deus para governar na terra, governar em Portugal, governar no Brasil, governar em Moçambique, governar em Angola, governar neste mundo inteiro. Essa é a nossa esperança.; e além disso é para nós sermos reis debaixo do rei dos reis, e senhores debaixo do Senhor dos senhores debaixo dessa família espiritual a governar os seres humanos, senhores e reis sem corrupção preparados e treinados agora para governar com Cristo.

V9: “porque Deus não nos destinou, [... estou a ler isso ...] para a ira”, Deus não nos destinou para a ira de Deus. Deus vai nos proteger da sua ira. Não somos pré destinados para sofrer, Deus quer que todo mundo se arrependa, mas infelizmente não se arrependem! “Porque Deus não nos destinou para a ira, mas para alcançarmos a salvação mediante o nosso Senhor Jesus Cristo”.

Deus nos predestinou para sermos salvos; sim somos predestinados para o que? Para sermos salvos, somos predestinados para sermos filhos e filhas do reino de Deus, é essa nossa predestinação. Não é predestinados que tu vais ter sucesso e tu não vais! Não Deus que TODOS tenham sucesso; Deus predestinou todos para isso.

Mas ... porque você tem livre arbítrio, você pode decidir: não seguir a Deus! Mas isso não é decisão de Deus, porque a decisão de Deus é que você o siga, que você seja um discípulo. Deus deu seu único filho, seu unigênito, para que você se arrependesse.

Por isso a predestinação de Deus é para que você se arrependa! Ele deu o seu filho por você! E por isso não nos destinou para a ira; não nos destinou para o desastre, Deus nos destinou para ter sucesso, mas se nós não temos sucesso, se nós acabamos na ira, vai ser a nossa decisão.

Diz assim: “Deus não nos destinou para a ira, (no v.9), mas para alcançar a salvação mediante o nosso Senhor Jesus Cristo que morreu por nós, para que vigiemos”, para estarmos vivos para termos uma vida futura, eterna como filhos e filhas de Deus.  Quer estejamos mortos, quer estejamos a viver agora; a intenção de Deus é que estejamos mortos, ou estejamos a viver seremos todos ressuscitados para podermos estar com Ele, em união com Ele, quando Ele voltar, lemos no v.10.

Continuando no v.11: “Consolai-vos, pois, uns aos outros edificai-vos reciprocamente, como estais fazendo”, por isso fiquem encorajados.

E depois chega aqui a uns pontos de conclusão, diz assim: “Agora, vos rogamos, irmãos, que acatais com apreço os que trabalham entre vós e os que vos presidem no Senhor e vos admoestam”, isto é, irmãos tenham respeito aos vossos ministros da IGREJA DE DEUS que estão a servir a vocês, porque estão a encorajar e a guiar.

E no v.13: “E que os tenhais com amor e máxima consideração por causa do trabalho que realizam”, tenham amor para com os seus ministros, porque por causa do que estão a fazer por nós; por isso vemos que na IGREJA DE DEUS há governo, de cima para baixo! Hoje muitas pessoas não gostam; AH o ministro quer ser um ditador! Não, nós não somos ditadores, não, nós queremos o bem da sua fé. Nós queremos o bem de você ... mas é necessário que você voluntariamente se submeta tal qual a mulher em analogia, a esposa , voluntariamente deve se submeter ao marido e o marido, então, deve ser um líder da família mas não é um ditador, porque o líder, tem cuidado, carinho e amor para com a mulher, e por isso é um líder mas não está a fazer isso para dominar a mulher e para a controlar. Não, é para a amar! E por isso diz : “vivei em paz uns para com os outros” no v. 13.

V.14: “Exortamos-vos também irmãos a admoestai os insubmissos”, aqueles que NÃO TRABALHAM! “Consolei os desanimados, amparei os fracos, e sejais longânimes para com todos”. Uma vez mais como mencionei a um bocadinho, os insubmissos são aqueles que são ataktos, desordenados, andando de um lado para o outro, que não querem se submeter e não estão a trabalhar.

“Evitai que alguém retribua a outrem mal por mal”; sim, mesmo se há pessoas que estão a fazer coisas más a vocês, vós não façais mal a eles, ao contrário, “segui sempre bem entre vós e para com todos”. Se as pessoas dão mal a vocês, vocês dão o bem.

“Regozijai-vos sempre, em tudo daí graças, orai sem cessar”, estejam a orar sem parar, dando graças e demonstrando gratidão; porquê? Porque é a vontade de Deus, e de Cristo para convosco.

Estão a ver que demonstrar gratidão, é uma coisa que Deus quer que você demonstre?

Gratidão é muito importante irmãos, dizer obrigado sinceramente é muito importante.

Magoa quando fazemos coisas para os outros e os outros depois nem param e nem dizem OBRIGADO! Por isso lembram daqueles 10 que foram curados e só UM voltou atrás a dizer a Cristo: OBRIGADO???  E Cristo disse: onde estão os outros ??? Esse é um grande problema da humanidade hoje em dia. UM GRANDE PROBLEMA!

v.19: “Não apagais o espírito”; como apagamos o espírito? Porque o espírito nos guia, RM 8:14: aqueles que tem o Espírito de Deus são guiados pelo Espírito de Deus, e filhos de Deus! O Espírito nos guia, não nos controla! O Espírito de Deus, sim, o poder de Deus, a essência de Deus, aquilo que vem de Deus que nos ajuda a ser santos; por isso se diz a “santificação do espírito”. É o Espírito de Deus que é o Espírito do Pai, e também é o Espírito de Jesus Cristo visto que há um só espírito, mas que procede do Pai, por isso é que somos filhos de Deus; é o Espírito que nos gera, que nos faz realmente filhos de Deus, e por isso precisamos estar a orar, precisamos de estar a estudar e precisamos de praticar o que Deus nos diz pela Sua palavra e que nos faz convictos pela Sua palavra e pelo Seu Espírito para nós pormos isso em prática.  E se não pormos isso em prática, estamos a entristecer, a apagar a vontade de Deus que Ele está a dar nos através do seu Espírito.

Continuando no v.20: “não desprezeis as profecias” por isso temos que ouvir as pregações, as instruções, as conversas positivas de encorajamento, profecias não é só dizer: olha aqui eu vou dizer o que vai acontecer no futuro, sim isso são profecias, mas profecias é ser professor, é ensinar e por isso não desprezem o ensino.

“Julgai todas as coisas retendo o que é bom”; examina, prova, verifica o que está certo e o que está errado, provai se é certo ou errado, e retém o que é bom!

“Abstende-te de toda a forma de mal”, evita a aparência do que parece mal. Por exemplo: um jovem ficar sozinho com uma moça num quarto é uma aparência de mal além disso quantos problemas já vimos disso; por isso evitem isso!

v.23: “O mesmo Deus da paz vos santifica em tudo; e o vosso espírito, alma e corpo”. Devemos entender bem o que está aqui a dizer: o nosso espírito, a nossa mente humana, a nossa disposição mental, a nossa capacidade de pensar o espírito do homem no homem; o que digamos assim o que está gravado com que o faz que sejamos um ser vivente.

A alma, que quer dizer a vida inteira, a nossa vida, quer dizer é um ser vivente, a vitalidade humana o equivalente ao hebraico nephesh! Que muitas vezes é traduzido por alma, mas mais corretamente seria traduzido como ser vivente, ou seja, uma pessoa que vive, por isso que lemos que aquele que peca, aquela alma que peca, MORRE!! Vocês podem ver isso, busquem na vossa bíblia no AT a alma que peca, morre! Por isso não é uma alma imortal porque morre.

E depois em terceiro lugar está a dizer aqui que a alma inclui o corpo; o corpo é espírito, é toda a energia vivente dessa pessoa que está vivendo, vivente, que é tudo junto, o espírito, o corpo sendo a alma, o ser vivente.

E depois o corpo, espirito e alma, o corpo em grego é SOMA que literalmente quer dizer a carne, o corpo físico, e por isso irmãos diz assim: que o mesmo Deus da paz vos santifique em tudo e o vosso espírito, alma e corpo, o vosso espirito do homem no homem, a vossa maneira de que vocês são, o que faz que vocês sejam vocês!  E a vossa alma, que é o vosso ser vivente, a vossa energia que inclui o corpo porque tem vida que seria assim, digamos, toda a energia vivente que inclui por exemplo o sopro da vida, isso tudo, este ser vivente. E o corpo que é a carne, diz “sejam conservados íntegros e irrepreensíveis”, isto é, sem pecado, e por isso sejamos conservados limpos e sem falhas quando Jesus Cristo vier.

“Na vinda do nosso Senhor Jesus Cristo. Fiel é o que vos chama e também o fará”. Deus nos chama, é fiel, e por isso Ele nos chama e completará essa chamada desde que nós continuemos a responder e sejamos fiéis até o fim! Deus nunca nos deixará.

Finalmente v.25: “irmãos orai por nós”, orai pelos ministros para que nós tenhamos saúde para fazermos a obra de Deus; não é a minha obra, é a obra de Deus, eu sou simplesmente um servo de Deus e por isso orem por mim, como Paulo está a dizer: orem por nós; porque? Para continuarmos a fazer a obra de Deus da maneira que Deus queira; para estarmos direitinhos para nos mantermos fiéis, para sermos puros, para que sejamos um exemplo para vocês. ORAI POR NÓS!

V.26: “saudai todos os irmãos com ósculo santo”, saudai todos os irmãos com todo o amor, com todo o carinho, com um ABRAÇO VIRTUAL, com toda a capacidade de dizer: irmãos, Paulo está aqui a dizer: EU VOS AMO! E eu diria: irmãos que estão a ouvir este sermão EU VOS AMO! Mantenham-se fiéis, mantenham-se na fé.

v.27: “Conjuro-vos pelo Senhor que esta epístola seja lida a todos os irmãos”, peço que ouçam este sermão, digamos assim. Peço que leiam esta epístola, mas como naqueles dias não havia imprensa e não podiam distribuir, estava a dizer: leiam em público.

E depois conclui que “a GRAÇA,” a BONDADE, tudo que é BOM, GENTILEZA de nosso Senhor Jesus Cristo e o Pai, AMÉM!