Ajuda para hoje e esperança para o amanhã! 

Os Dias Santos de Deus Têm Alguma Importância Hoje em Dia?

Você está aqui

Os Dias Santos de Deus Têm Alguma Importância Hoje em Dia?

O registro bíblico demonstra que, no início da história descrita na Bíblia, somente algumas pessoas decidiram obedecer a Deus. Todavia, nos primórdios da eras, os patriarcas, incluindo Abel, Enoque e Noé responderam à revelação do plano de salvação de Deus (Mateus 23:35 Mateus 23:35para que sobre vós caia todo o sangue justo, que foi derramado sobre a terra, desde o sangue de Abel, o justo, até o sangue de Zacarias, filho de Baraquias, que mataste entre o santuário e o altar.
Almeida Atualizada×
). Depois do dilúvio da época de Noé, Deus resolveu trabalhar com Abraão e sua esposa, Sara. Acerca das pessoas obedientes a Deus dessas épocas Hebreus 11:13 Hebreus 11:13Todos estes morreram na fé, sem terem alcançado as promessas; mas tendo-as visto e saudado, de longe, confessaram que eram estrangeiros e peregrinos na terra.
Almeida Atualizada×
diz que “todos estes morreram na fé”,  mas acreditando que alcançariam a vida eterna (versículo 40). 

Precisamos entender que o plano para nos dar a vida eterna já estava em andamento nas vidas desse povo de Deus da antiguidade. O plano não teve início com uma aliança ou pacto realizado entre Deus e a antiga Israel nem começou com o ministério terreno de Jesus.

Deus amou tanto o mundo “que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16 João 3:16Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
Almeida Atualizada×
). O amor de Deus, demonstrado pela entrega de Seu Filho, proporcionou a continuidade de Seu plano de salvação, que foi determinado desde a fundação do mundo (Mateus 25:34 Mateus 25:34Então dirá o Rei aos que estiverem � sua direita: Vinde, benditos de meu Pai. Possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo;
Almeida Atualizada×
; Apocalipse 13:8 Apocalipse 13:8E adora-la-ão todos os que habitam sobre a terra, esses cujos nomes não estão escritos no livro do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo.
Almeida Atualizada×
). O esquema dos Dias Santos revelaria, no momento certo, o plano que Deus tinha feito para a humanidade desde o início. A observância dessas festas não era simplesmente uma boa ideia que Deus teve depois de dar início a história humana.

Deus começou revelando à família de Abraão essa boa nova acerca do Seu plano de salvação (Gálatas 3:8 Gálatas 3:8Ora, a Escritura, prevendo que Deus havia de justificar pela fé os gentios, anunciou previamente a boa nova a Abraão, dizendo: Em ti serão abençoadas todas as nações.
Almeida Atualizada×
). Gênesis 26:3-4 Gênesis 26:3-4 [3] peregrina nesta terra, e serei contigo e te abençoarei; porque a ti, e aos que descenderem de ti, darei todas estas terras, e confirmarei o juramento que fiz a Abraão teu pai; [4] e multiplicarei a tua descendência como as estrelas do céu, e lhe darei todas estas terras; e por meio dela serão benditas todas as naçoes da terra;
Almeida Atualizada×
identifica determinadas bênçãos que Deus prometeu a Abraão e aos seus descendentes. O Criador prometeu abençoá-los: “Porquanto Abraão obedeceu à Minha voz e guardou o Meu mandado, os Meus preceitos, os Meus estatutos e as Minhas leis” (versículo 5). Talvez esta seja a razão porque a Bíblia chama Abraão de “amigo de Deus” e “pai de todos os que creem” (Tiago 2:23 Tiago 2:23e se cumpriu a escritura que diz: E creu Abraão a Deus, e isso lhe foi imputado como justiça, e foi chamado amigo de Deus.
Almeida Atualizada×
; Romanos 4:11 Romanos 4:11E recebeu o sinal da circuncisão, selo da justiça da fé que teve quando ainda não era circuncidado, para que fosse pai de todos os que crêem, estando eles na incircuncisão, a fim de que a justiça lhes seja imputada,
Almeida Atualizada×
; Gênesis 18:17-19 Gênesis 18:17-19 [17] E disse o Senhor: Ocultarei eu a Abraão o que faço, [18] visto que Abraão certamente virá a ser uma grande e poderosa nação, e por meio dele serão benditas todas as nações da terra? [19] Porque eu o tenho escolhido, a fim de que ele ordene a seus filhos e a sua casa depois dele, para que guardem o caminho do Senhor, para praticarem retidão e justiça; a fim de que o Senhor faça vir sobre Abraão o que a respeito dele tem falado.
Almeida Atualizada×
).

Uma nação escolhida

Os descendentes de Abraão tornaram-se uma poderosa nação (Gênesis 18:18 Gênesis 18:18visto que Abraão certamente virá a ser uma grande e poderosa nação, e por meio dele serão benditas todas as nações da terra?
Almeida Atualizada×
). Eles foram chamados pelo nome de Jacó, neto de Abraão, cujo nome foi mudado para Israel (Gênesis 32:28 Gênesis 32:28Então disse: Não te chamarás mais Jacó, mas Israel; porque tens lutado com Deus e com os homens e tens prevalecido.
Almeida Atualizada×
). Depois de se estabelecerem no Egito, não demorou muito para que se tornassem escravos (Êxodos 1). A história de como Deus libertou Israel da escravidão, assim como a história de como Ele nos livra do mal hoje em dia, é parte desse intrincado esquema das festas de Deus.

Em seu devido tempo, o Criador desencadeou uma série de eventos que ilustraram aos israelitas como o Seu plano era representado pela observância dos Dias Santos e como os conduziria à libertação da escravidão no Egito. Quando Moisés e Arão se dirigiram a faraó, eles disseram ao governante egípcio que esta era a ordem do Deus de Israel: “Deixa ir o Meu povo, para que Me celebre uma festa no deserto” (Êxodo 5:1 Êxodo 5:1Depois foram Moisés e Arão e disseram a Faraó: Assim diz o Senhor, o Deus de Israel: Deixa ir o meu povo, para que me celebre uma festa no deserto.
Almeida Atualizada×
).

Antes, Moisés e Aarão tinham se reunido com os anciãos de Israel e explicado o plano de Deus para libertá-los (Êxodo 3:16-18 Êxodo 3:16-18 [16] Vai, ajunta os anciãos de Israel e dize-lhes: O Senhor, o Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, apareceu-me, dizendo: certamente vos tenho visitado e visto o que vos tem sido feito no Egito; [17] e tenho dito: Far-vos-ei subir da aflição do Egito para a terra do cananeu, do heteu, do amorreu, do perizeu, do heveu e do jebuseu, para uma terra que mana leite e mel. [18] E ouvirão a tua voz; e ireis, tu e os anciãos de Israel, ao rei do Egito, e dir-lhe-eis: O Senhor, o Deus dos hebreus, encontrou-nos. Agora, pois, deixa-nos ir caminho de três dias para o deserto para que ofereçamos sacrifícios ao Senhor nosso Deus.
Almeida Atualizada×
). Então, Moisés e o seu irmão Arão, guiados por Deus, fizeram uma série de milagres diante do povo (Êxodo 4:29-30 Êxodo 4:29-30 [29] Então foram Moisés e Arão e ajuntaram todos os anciãos dos filhos de Israel; [30] e Arão falou todas as palavras que o Senhor havia dito a Moisés e fez os sinais perante os olhos do povo.
Almeida Atualizada×
). Diante disso, os israelitas creram (mas, depois, hesitaram) que Deus os libertaria e cumpriria o Seu acordo com Abraão, como tinha prometido (Êxodo 4:31 Êxodo 4:31E o povo creu; e quando ouviram que o Senhor havia visitado os filhos de Israel e que tinha visto a sua aflição, inclinaram-se, e adoraram.
Almeida Atualizada×
; 6:4-8).

O que se seguiu foi a primeira Páscoa e a primeira Festa dos Pães Asmos da antiga Israel. Muito tempo depois, a Igreja do Novo Testamento celebrou estes mesmos dias como lembrança da libertação dos cristãos através de Jesus Cristo. Por exemplo, Paulo disse aos membros da Igreja em Corinto — judeus e gentios — que deviam ficar “sem fermento”, isto é, sem pecado, porque “Cristo, nossa Páscoa, foi sacrificado por nós” (1 Coríntios 5:7 1 Coríntios 5:7Expurgai o fermento velho, para que sejais massa nova, assim como sois sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, já foi sacrificado.
Almeida Atualizada×
). No versículo seguinte Paulo diz: “Pelo que façamos festa”, referindo-se à mesma festa que Deus tinha instituído para a antiga Israel muitos séculos antes.

As festas no Novo Testamento

Desde os primeiros anos de infância, Jesus celebrou as festas com Seus pais. Lucas 2:41 Lucas 2:41Ora, seus pais iam todos os anos a Jerusalém, � festa da páscoa.
Almeida Atualizada×
diz-nos: “Ora, todos os anos, iam seus pais a Jerusalém, à Festa da Páscoa”. Os versículos seguintes descrevem Jesus, então com a idade de doze anos, debatendo fervorosamente com teólogos de sua época durante essa festa (versículos 42-48). Com Seu entendimento e discernimento, Ele deixou espantados aqueles líderes religiosos. João escreve que Jesus continuou observando os Dias Santos anuais depois de adulto, durante o Seu ministério (João 2:23 João 2:23Ora, estando ele em Jerusalém pela festa da páscoa, muitos, vendo os sinais que fazia, creram no seu nome.
Almeida Atualizada×
; 4:45).   

Em um de Seus mais instrutivos exemplos, Jesus arriscou a Sua segurança pessoal para assistir à Festa dos Tabernáculos (João 7:1-2 João 7:1-2 [1] Depois disto andava Jesus pela Galiléia; pois não queria andar pela Judéia, porque os judeus procuravam matá-lo. [2] Ora, estava próxima a festa dos judeus, a dos tabernáculos.
Almeida Atualizada×
; 7-10, 14). “No último dia, o grande dia da festa, Jesus pôs-se em pé e clamou, dizendo: Se alguém tem sede, que venha a Mim e beba. Quem crê em Mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre. E isso disse Ele do Espírito, que haviam de receber os que nEle cressem; porque o Espírito Santo ainda não fora dado, por ainda Jesus não ter sido glorificado” (João 7:37-39 João 7:37-39 [37] Ora, no seu último dia, o grande dia da festa, Jesus pôs-se em pé e clamou, dizendo: Se alguém tem sede, venha a mim e beba. [38] Quem crê em mim, como diz a Escritura, do seu interior correrão rios de água viva. [39] Ora, isto ele disse a respeito do Espírito que haviam de receber os que nele cressem; pois o Espírito ainda não fora dado, porque Jesus ainda não tinha sido glorificado.
Almeida Atualizada×
).

Muitas igrejas creem que o apóstolo Paulo alterou fundamentalmente a maneira que os cristãos devem adorar. Esta ideia defende que Paulo ensinou aos gentios que a observância dos Dias Santos era desnecessária. Entretanto, sendo que parte de seu estilo de escrever era difícil de compreender até mesmo por seus contemporâneos (2 Pedro 3:15-16 2 Pedro 3:15-16 [15] e tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor; como também o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada; [16] como faz também em todas as suas epístolas, nelas falando acerca destas coisas, mas quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, como o fazem também com as outras Escrituras, para sua própria perdição.
Almeida Atualizada×
), as suas declarações e ações claras contradizem qualquer ideia de ele ter anulado ou abolido a prática dos Dias Santos.

Por exemplo, em 1 Coríntios 11:1-2 1 Coríntios 11:1-2 [1] Sede meus imitadores, como também eu o sou de Cristo. [2] Ora, eu vos louvo, porque em tudo vos lembrais de mim, e guardais os preceitos assim como vo-los entreguei.
Almeida Atualizada×
, Paulo disse aos seus seguidores: “Sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo” e “retende os preceitos, como vo-los entreguei”. Alguns versículos adiante, ele explica : “Porque eu recebi do Senhor o que também vos ensinei: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão; e, tendo dado graças, o partiu e disse: Tomai, comei; isto é o meu corpo que é partido por vós; fazei isto em memória de Mim” (1 Coríntios 11:23-24 1 Coríntios 11:23-24 [23] Porque eu recebi do Senhor o que também vos entreguei: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou pão; [24] e, havendo dado graças, o partiu e disse: Isto é o meu corpo que é por vós; fazei isto em memória de mim.
Almeida Atualizada×
).

Se a prática de Paulo não fosse a de observar os Dias Santos, os seus comentários aos judeus e gentios em Corinto seriam injustificáveis. É evidente que Paulo jamais desencorajou alguém a guardar as festas anuais; esta ideia seria impensável para ele (Atos 24:12-14 Atos 24:12-14 [12] e que não me acharam no templo discutindo com alguém nem amotinando o povo, quer nas sinagogas quer na cidade. [13] Nem te podem provar as coisas de que agora me acusam. [14] Mas confesso-te isto: que, seguindo o caminho a que eles chamam seita, assim sirvo ao Deus de nossos pais, crendo tudo quanto está escrito na lei e nos profetas,
Almeida Atualizada×
; 25:7-8; 28:17).

Pelo contrário, os registos bíblicos sobre o ministério de Paulo retratam repetidamente os Dias Santos como práticas importantes e marcos em sua vida. Por exemplo, ele disse aos efésios: “É-me de todo preciso celebrar a solenidade que vem em Jerusalém” (Atos 18:21 Atos 18:21antes se despediu deles, dizendo: Se Deus quiser, de novo voltarei a vós; e navegou de Éfeso.
Almeida Atualizada×
, ACF). Em Atos 20:16 Atos 20:16Porque Paulo havia determinado passar ao largo de Éfeso, para não se demorar na Ásia; pois se apressava para estar em Jerusalém no dia de Pentecostes, se lhe fosse possível.
Almeida Atualizada×
e 1 Coríntios 16:8 1 Coríntios 16:8Ficarei, porém, em Éfeso até o Pentecostes;
Almeida Atualizada×
vemos Paulo planejando sua viagem para acomodar a Festa de Pentecostes. Lucas, companheiro de viagem de Paulo, em Atos 27:9 Atos 27:9Havendo decorrido muito tempo e tendo-se tornado perigosa a navegação, porque já havia passado o jejum, Paulo os advertia,
Almeida Atualizada×
, refere-se ano àquela ocasião do ano como sendo depois do “Jejum”, referindo-se- ao Dia da Expiação.

O Comentário Bíblico Expositivo [The Expositor’s Bible Commentary], em referência a Atos 20:6 Atos 20:6E nós, depois dos dias dos pães ázimos, navegamos de Filipos, e em cinco dias fomos ter com eles em Trôade, onde nos detivemos sete dias.
Almeida Atualizada×
, diz que Paulo, impossibilitado de chegar a tempo a Jerusalém para a Páscoa, “permaneceu em Filipos para celebrá-la, e também a Festa dos Pães Asmos, que dura uma semana…” (Richard N. Longenecker, 1981, Vol. 9, p. 507). Ainda sobre Atos 20:16 Atos 20:16Porque Paulo havia determinado passar ao largo de Éfeso, para não se demorar na Ásia; pois se apressava para estar em Jerusalém no dia de Pentecostes, se lhe fosse possível.
Almeida Atualizada×
, esse mesmo comentário nota que Paulo “apressava-se, pois, para estar, se lhe fosse possível, em Jerusalém, no dia de Pentecostes…” (p. 510).

O ministério de Paulo incluía a prática dos Dias Santos de Deus junto com a Igreja. Defendendo o evangelho que pregava, Paulo disse que trazia a mesma mensagem que os outros apóstolos ensinavam: “Então, ou seja eu ou sejam eles, assim pregamos, e assim haveis crido” (1 Coríntios 15:11 1 Coríntios 15:11Então, ou seja eu ou sejam eles, assim pregamos e assim crestes.
Almeida Atualizada×
).

Paulo e todos os outros apóstolos ensinaram, consistentemente, uma mensagem acerca da necessidade de os cristãos seguirem o exemplo de Jesus Cristo em todos os aspectos. O apóstolo João, que escreveu até quase no fim primeiro século, resume esta mensagem: “Aquele que diz que está nEle também deve andar como Ele andou” (1 João 2:6 1 João 2:6aquele que diz estar nele, também deve andar como ele andou.
Almeida Atualizada×
).

Os judeus crentes continuaram guardando os Dias Santos, como também fizeram os cristãos gentios (ver artigo “Colossenses 2:16 Mostra Cristãos Gentios Observando os Dias Santos.”). Diante de todas essas evidências, somente podemos concluir que a prática da Igreja primitiva era a de observar essas festas de Deus, a Páscoa é a primeira delas.