Ajuda para hoje e esperança para o amanhã! 

Acredite Na Bíblia E Em Suas Advertências!

Você está aqui

Acredite Na Bíblia E Em Suas Advertências!

A arqueologia tem me fascinado desde a infância. Minha família fazia parte de uma sociedade arqueológica e, durante minha adolescência, ajudamos a escavar uma caverna onde os índios estadunidenses viveram por muitos séculos — minha primeira excursão em análise científica de culturas antigas.

E esse interesse permaneceu comigo, fazendo a transição em décadas mais recentes para o estudo das culturas e povos da era bíblica. Em viagens a Israel, Jordânia, Egito e Turquia, tentei visitar o máximo possível de locais bíblicos — andando pelas estradas e caminhos por onde os personagens bíblicos andaram e vendo o mundo como eles viram para entender melhor a Palavra de Deus e explicá-la àqueles com ouvidos para ouvir.

A visita a esses locais me mostrou, várias vezes, as provas e a exatidão do registro bíblico em pequenos e grandes detalhes. E muitas dessas provas foram mostradas nas páginas desta revista.

Particularmente, um sítio arqueológico na atual Jordânia, Tall el-Hammam, tem me fascinado há anos. Eu o visitei duas vezes. Esse local impressiona por sua enorme extensão — a maior cidade antiga da Terra Santa — porém ainda mais porque é uma combinação perfeita da descrição bíblica da localização da antiga Sodoma.

A Bíblia tem mais indicadores geográficos da localização de Sodoma do que de qualquer outra cidade mencionada nas Escrituras. Uma apresentação, que ouvi há dezesseis anos, sobre esse assunto me levou a acompanhar as notícias sobre essas escavações naquele local durante muito tempo.

E as últimas notícias que surgiram dessas escavações são surpreendentes. Depois de muitos anos analisando meticulosamente os dados da destruição dessa cidade, vinte e um cientistas de vários campos científicos colaboraram em um artigo de sessenta e cinco páginas, revisado por pares, que foi publicado na revista científica Nature Scientific Reports.

Eles chegaram à espantosa conclusão de que a grande e antiga cidade de Tall el-Hammam foi destruída por um repentino e violento cataclismo originado fora deste mundo.

Vamos refletir sobre isso por um instante.

E não seria surpresa se isso lhe soar familiar. A Bíblia nos diz que Sodoma foi destruída por uma súbita explosão de fogo vindo do céu. As evidências no solo apontam para temperaturas tão altas a ponto de derreter cerâmica e tijolos e vaporizar corpos humanos — calor suficiente para transformar um automóvel moderno em uma borbulhante piscina de aço derretido.

E essa não foi a conclusão de apenas uma área de análise científica, mas de todas as áreas da ciência que examinaram esse local. Tudo apontava para uma conclusão específica — que concorda notavelmente com o relato bíblico.

Portanto, não é um exagero dizer que esse pode ser o achado arqueológico bíblico do século — ou de vários séculos, ou talvez de todos os tempos até agora. É por isso que estamos cobrindo em detalhes essa notícia nesta edição. Provavelmente, você não verá muito sobre isso nas fontes da mídia tradicional. A maioria delas está mais interessada em desacreditar a Bíblia, e não em informar sobre evidências que demonstram a exatidão da Bíblia.     

Outra coisa que você não verá na maioria das outras fontes de notícias são as implicações dessa história formidável. E isso tem consequências importantes para os nossos dias.

A Bíblia apresenta Sodoma como um exemplo das consequências do pecado. E não é qualquer pecado, mas um tipo particular de pecado que se tornou flagrante e tem suscitado as piores atrocidades. Essa subversão da ordem natural não tem sido apenas normalizada nos últimos anos, mas também elogiada e apoiada por líderes culturais e intelectuais.

É mais um daqueles “Rubicões culturais” que temos atravessado às cegas, sem nos importarmos com as consequências para nossa sociedade, para nossas famílias, para nossos filhos e para as futuras gerações que pagarão seu preço. O que diz Deus? “Ai dos que ao mal chamam bem e ao bem, mal! Que fazem da escuridade luz, e da luz, escuridade” (Isaías 5:20 Isaías 5:20Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que põem as trevas por luz, e a luz por trevas, e o amargo por doce, e o doce por amargo!
Almeida Atualizada×
).

O padrão que vemos repetidamente na Bíblia é que Deus envia uma mensagem de advertência antes de uma destruição. Ele não quer ver a humanidade sofrer, pois deseja que nos arrependamos de nossos pecados, mudemos de direção e O busquemos (2 Pedro 3:10 2 Pedro 3:10Virá, pois, como ladrão o dia do Senhor, no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se dissolverão, e a terra, e as obras que nela há, serão descobertas.
Almeida Atualizada×
; Ezequiel 33:11 Ezequiel 33:11Dize-lhes: Vivo eu, diz o Senhor Deus, que não tenho prazer na morte do ímpio, mas sim em que o ímpio se converta do seu caminho, e viva. Convertei-vos, convertei-vos dos vossos maus caminhos; pois, por que morrereis, ó casa de Israel?
Almeida Atualizada×
).

Seria a descoberta dessa cidade, que pode ser a antiga Sodoma — e sua punição divina por seus pecados — outro alerta e chamado de Deus para o arrependimento enquanto ainda há tempo? Espero que possamos ter ouvidos para ouvir!