Ajuda para hoje e esperança para o amanhã! 

O Que É Fé?

O Que É Fé?

“Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos” (Hebreus 11:1 Hebreus 11:1Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se vêem.
Almeida Atualizada×
, NVI).

Você vê muita fé no mundo ao seu redor? Grande parte da sociedade de hoje tem uma orientação secular e praticamente é desprovida de fé. Como a maioria das pessoas não lê a Bíblia, elas não sabem muito sobre o verdadeiro Deus.

Muitos não creem sequer se existe um Deus. Outros, embora acreditem Nele, não sabem que tipo de Deus Ele é. Esta situação não deveria nos surpreender. Afinal, é impossível que as pessoas tenham uma fé viva num Deus que não conhecem ou sabem muito pouco sobre Ele.

E você? Você já pensou—ou quis saber—no que Deus é capaz e o que Ele está disposto a fazer por você?

O Deus da Bíblia nos diz que podemos conhecê-Lo e desenvolver um relacionamento com Ele. Podemos saber o que Ele tem planejado para nós e nossas famílias nesta vida e no futuro. Podemos ter certeza de que Ele deseja coisas boas para nós. Sua Palavra nos diz que “a piedade para tudo é proveitosa, tendo a promessa da vida presente e da que há de vir” (1 Timóteo 4:8 1 Timóteo 4:8Pois o exercício corporal para pouco aproveita, mas a piedade para tudo é proveitosa, visto que tem a promessa da vida presente e da que há de vir.
Almeida Atualizada×
, ênfase adicionada em todo texto).

Não só podemos chegar a conhecer a Deus, crendo Nele—muito mais—como também podemos aprender a crer Nele.

Há uma diferença enorme em tudo isso. Muitas pessoas acreditam em Deus. Elas admitem que Ele existe, apesar de provavelmente não ter pensado muito sobre a Sua existência. Mas Deus não é suficientemente real para elas, e a falta desta realidade afeta o que elas pensam e fazem.

Para crer em Deus, por outro lado, é preciso ter fé de que Ele pode e vai fazer por nós o que tem prometido. A Bíblia nos diz que o antigo patriarca Abraão “creu em Deus” e explica que ele “não duvidou da promessa de Deus por incredulidade, mas foi fortificado na fé, dando glória a Deus; e estando certíssimo de que o que ele tinha prometido também era poderoso para o fazer” (Romanos 4:3 Romanos 4:3Pois, que diz a Escritura? Creu Abraão a Deus, e isso lhe foi imputado como justiça.
Almeida Atualizada×
, 20-21).

Deus espera-nos a agir de acordo com essa crença verdadeira. Ele exige que tenhamos uma fé viva em Sua existência, poder e promessas.

A fé não é um elemento mágico. Ela, no entanto, nos leva a uma atitude de confiança em Deus. A fé motiva nossas mentes a ter certeza do poder e da vontade de Deus em agir em nossas vidas. A fé se torna mais do que uma convicção mental à medida que crescemos nesse compromisso—de confiar que Deus não está apenas envolvido com nossas vidas como também contamos com a Sua ajuda para fazer a Sua vontade. Podemos ter certeza de que a vontade de Deus não significa um mero comportamento frívolo ou improdutivo—como vimos acima, “a piedade para tudo é proveitosa”.

A Palavra de Deus discorre sobre esta fé viva. E nos assegura que “o justo viverá da fé” e “andamos por fé e não por vista” quando nos arrependemos de nossos pecados e começamos a viver vidas dedicadas e piedosas, guiadas por nosso Salvador (Romanos 1:17 Romanos 1:17Porque no evangelho é revelada, de fé em fé, a justiça de Deus, como está escrito: Mas o justo viverá da fé.
Almeida Atualizada×
; 2 Coríntios 5:7 2 Coríntios 5:7(porque andamos por fé, e não por vista);
Almeida Atualizada×
). As pessoas que vivem pela fé, como seguidores de Cristo e membros da Igreja de Deus são “crentes” Nele (Atos 5:14 Atos 5:14e cada vez mais se agregavam crentes ao Senhor em grande número tanto de homens como de mulheres;
Almeida Atualizada×
, 1 Timóteo 4:12 1 Timóteo 4:12Ninguém despreze a tua mocidade, mas sê um exemplo para os fiéis na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza.
Almeida Atualizada×
).

A Palavra de Deus tem uma boa razão para chamá-los de crentes. No Novo Testamento, a palavra grega para fé é, em quase todos os casos, a mesma palavra para crença (ver “O Significado da Palavra Fé” na página 9). Embora os tradutores escolham usar as palavras “fé” ou “crença” no texto, se baseando em sua compreensão do contexto de cada passagem, o significado geralmente é muito mais amplo do que qualquer uma dessas palavras sozinha.

A Definição de Fé

Até mesmo na linguagem moderna, acreditar em alguém, em algo ou em alguma causa denota ter fé ou confiança em tal pessoa, coisa ou movimento—acreditar que aquilo é verdadeiro, justo e digno de apoio e envolvimento. Da mesma forma, ter fé, como está definido na Bíblia, é crer plenamente—ter total confiança—em alguém (Deus), acreditando e agindo de acordo com a verdade da Sua Palavra (a Bíblia) e passando a viver por uma grande causa: A salvação de todos os que acreditam na vinda do Reino de Deus (Marcos 1:14-15 Marcos 1:14-15 [14] Ora, depois que João foi entregue, veio Jesus para a Galiléia pregando o evangelho de Deus [15] e dizendo: O tempo está cumprido, e é chegado o reino de Deus. Arrependei-vos, e crede no evangelho.
Almeida Atualizada×
).

A fé é crença. Mas não vamos cometer o velho erro de pensar que, se acreditamos em Deus—isto é, que Ele existe—então temos fé. Muitos têm esta ideia equivocada. Eles dizem crer em Deus e, por isso, pensam que têm fé.

Acreditar em Deus é apenas o ponto de partida da fé. Mas crer em Deus não implica necessariamente convicção ou compromisso com Jesus Cristo e Deus Pai. O fato de crer em Deus é válido, mas  só isso não basta. Como o apóstolo Tiago lembra: “Tu crês que há um só Deus? Fazes bem; também os demônios [anjos caídos] o creem e estremecem” (Tiago 2:19 Tiago 2:19Crês tu que Deus é um só? Fazes bem; os demônios também o crêem, e estremecem.
Almeida Atualizada×
). Nós, obviamente, devemos ir além do nível de crença que demonstram os demônios.

Se quisermos melhorar nossas vidas, nosso exemplo de fé viva deve ser Jesus Cristo. Sua vida é o exemplo perfeito de . Ao longo de sua vida humana Jesus demonstrou perfeitamente uma fé viva e motivou a outros, não apenas creu em Deus, mas foi além disso, crendo no que Deus diz—confiando Nele a ponto de fazer tudo o que Ele disse para fazer.

Na verdade, muitos personagens bíblicos são exemplos maravilhosos de fé viva—o tipo de crença necessária para a salvação. A fé viva e ativa é a confiança de que Deus pode e irá intervir em nossas vidas a ponto de fazermos o que Ele nos diz. Podemos ter esse tipo de fé. Também podemos crer em Deus! Se fizermos isso, Ele vai intervir em nossas vidas também.

A fé viva, genuína, ativa e poderosa no Deus da Bíblia é difícil de imaginar em nossa sociedade cínica e secular. Mas nós podemos experimentá-la e também outras grandes bênçãos de Deus, quem pode nos guiar.

A evidência da fé

Hebreus 11, conhecido como “o capítulo da fé” na Bíblia, define a fé desta maneira: “Ora, a fé é o firme fundamento [realização, garantia certa, terra firme] das coisas que se esperam e a prova [evidência, realidade, convicção] das coisas que se não veem” (versículo 1). A fé é a nossa certeza das coisas que ainda não podemos ver.

O restante de Hebreus 11 identifica, como exemplos de fé, pessoas reais que viveram há muito tempo. Eles acreditavam em Deus a ponto de obedecer até à morte, confiante de que Ele iria resgatá-los ou ressuscitá-los para a vida eterna em Seu Reino. Eles confiaram nas promessas de Deus. A fé proporcionou-lhes essa garantia para seguirem em frente.

Esse tipo de fé não é um mero pensamento positivo—um sentimento fictício de que tudo vai dar certo. Esta fé é uma convicção profunda de que Deus sempre cuidará de nós e atuará a favor dos melhores desejos de nosso coração.

Cada um de nós pode ter esse tipo de fé. Na verdade, precisamos tê-la se quisermos honrar e amar a Deus. Este mesmo capítulo da Bíblia declara: “Sem fé é impossível agradar-lhe, porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que é galardoador dos que o buscam” (versículo 6).

Este versículo descreve dois aspectos necessários da fé. Primeiro temos que acreditar que Deus existe. Ou seja, devemos aceitar a existência do Criador Todo-Poderoso do universo como revelado na Bíblia. Então devemos acreditar que Deus vai recompensar aqueles que humilde e obedientemente O buscam—confiando nas promessas Ele faz na Bíblia.

O entendimento correto leva à ação

É evidente que muitas pessoas não têm a fé genuína descrita na Bíblia, uma vez que não acreditam ou praticam o que Jesus disse: “Se me amardes, guardareis os meus mandamentos” (João 14:15 João 14:15Se me amardes, guardareis os meus mandamentos.
Almeida Atualizada×
). A maioria das pessoas não consegue sequer citar mais de um dos Dez Mandamentos. Algumas acham que Jesus viveu os mandamentos por nós, por isso não têm de obedecê-los. Outros acreditam que isso não tem muita importância, contanto que demonstrem sentimentos de “amor” para com todos.

De fato, muitas pessoas se apegam a conceitos errados sobre a mensagem de Jesus, o evangelho ou boas novas. Nosso Salvador, que veio pregar “o evangelho do reino de Deus”, nos instruiu: “Arrependei-vos e crede no evangelho” (Marcos 1:14-15 Marcos 1:14-15 [14] Ora, depois que João foi entregue, veio Jesus para a Galiléia pregando o evangelho de Deus [15] e dizendo: O tempo está cumprido, e é chegado o reino de Deus. Arrependei-vos, e crede no evangelho.
Almeida Atualizada×
). No entanto, muitos nunca entenderam o verdadeiro evangelho ensinado por Jesus. Um entendimento imperfeito produz uma fé imperfeita.

E já que a fé envolve buscar diligentemente a Deus (Hebreus 11:6 Hebreus 11:6Ora, sem fé é impossível agradar a Deus; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.
Almeida Atualizada×
), devemos basear a nossa fé numa compreensão correta de Sua Palavra. (Se você gostaria de saber mais sobre a verdadeira mensagem que Jesus ensinou, então não deixe de baixar ou solicitar uma cópia gratuita do nosso guia de estudo bíblico O Evangelho do Reino).

Mudar as nossas vidas para deixar de desobedecer a Deus e começar a obedecê-Lo—o que a Bíblia se refere como arrependimento—tem como base a convicção de que Ele vai intervir em nossas vidas e, finalmente, nos conceder a vida eterna. A fé, que inclui compreensão e ação, é necessária para a salvação. Afinal, Deus não dará a vida eterna a alguém que não acredita Nele ou não O obedece. Tal pessoa traria miséria a si mesma e aos outros por toda a eternidade. A incredulidade significa desesperança.

A fé demanda humildade

Ter fé significa entender que Deus é grande e, comparativamente, nós somos pequenos. Essa humildade é um artigo raro no nosso mundo moderno e cheio de orgulho. Chegar a acreditar que Deus é todo-poderoso e que nós precisamos, desesperadamente, de Sua ajuda é realmente reconfortante.

Os antigos gregos acreditavam—tinham fé—de que o mundo estava apoiado sobre os ombros de Atlas, um de seus deuses. Se nos recusarmos ter uma fé viva em Deus, escolhendo não se submeter à Sua vontade, então buscamos ser como Atlas, tentando manter nossos mundos pessoais sobre nossos ombros, num esforço desgastante e infrutífero. Dessa forma, afinal de contas, encontramos frustração e infelicidade, porque sozinhos não sabemos como viver vidas felizes e produtivas ou encontrar o caminho para a vida eterna (Jeremias 10:23 Jeremias 10:23Eu sei, ó Senhor, que não é do homem o seu caminho; nem é do homem que caminha o dirigir os seus passos.
Almeida Atualizada×
; Provérbios 14:12 Provérbios 14:12Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele conduz � morte.
Almeida Atualizada×
).

Ter fé, por outro lado, é saber, com absoluta convicção, que o mesmo Deus que mantém nosso planeta em sua órbita dirige nosso mundo pessoal. Essa fé viva nos dá a paz mental, confiança e esperança de um futuro brilhante e eterno.

Fé, obras e graça

Simplesmente dizer “eu creio”, sem passar por uma mudança de vida, não é suficiente. O ato de reconhecer a existência de Deus não é uma mágica que gera um relacionamento correto com Ele. Como já mencionado, Jesus nos manda arrepender -se (Marcos 1:15 Marcos 1:15e dizendo: O tempo está cumprido, e é chegado o reino de Deus. Arrependei-vos, e crede no evangelho.
Almeida Atualizada×
). (Para compreender melhor o arrependimento, não se esqueça de baixar ou solicitar nossos guias de estudo bíblico gratuitos O Caminho para a Vida Eterna e Transformando a Sua Vida: O Processo de Conversão).

O arrependimento não acontece por acaso. Isto exige esforço e empenho. A fé viva deve ser espiritualmente cultivada, alimentada e edificada. Jesus nos adverte contra o perigo da falsa fé—a fé que é imatura e incompleta: “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no Reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus” (Mateus 7:21 Mateus 7:21Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.
Almeida Atualizada×
).

Mas o que dizer desta declaração de Paulo em Efésios 2:8 Efésios 2:8Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus;
Almeida Atualizada×
: “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isso não vem de vós; é dom de Deus”? Paulo pregou uma fé que não envolve a necessidade de obediência?

De modo algum. Esta passagem nos mostra que a graça de Deus—Seu favor imerecido a nós—é um presente por meio da fé. Ela inclui o imerecido perdão dos pecados através da aceitação do sacrifício de Jesus Cristo, que morreu em nosso lugar. E isso acaba levando à nossa salvação no Reino de Deus. Mas é errado simplesmente supor que, já que a graça é um presente, nenhuma ação—boas obras que demonstrem um coração arrependido e uma fé em ação—seja necessária (ver Tiago 2:14-26 Tiago 2:14-26 [14] Que proveito há, meus irmãos se alguém disser que tem fé e não tiver obras? Porventura essa fé pode salvá-lo? [15] Se um irmão ou uma irmã estiverem nus e tiverem falta de mantimento cotidiano. [16] e algum de vós lhes disser: Ide em paz, aquentai-vos e fartai-vos; e não lhes derdes as coisas necessárias para o corpo, que proveito há nisso? [17] Assim também a fé, se não tiver obras, é morta em si mesma. [18] Mas dirá alguém: Tu tens fé, e eu tenho obras; mostra-me a tua fé sem as obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras. [19] Crês tu que Deus é um só? Fazes bem; os demônios também o crêem, e estremecem. [20] Mas queres saber, ó homem vão, que a fé sem as obras é estéril? [21] Porventura não foi pelas obras que nosso pai Abraão foi justificado quando ofereceu sobre o altar seu filho Isaque? [22] Vês que a fé cooperou com as suas obras, e que pelas obras a fé foi aperfeiçoada; [23] e se cumpriu a escritura que diz: E creu Abraão a Deus, e isso lhe foi imputado como justiça, e foi chamado amigo de Deus. [24] Vedes então que é pelas obras que o homem é justificado, e não somente pela fé. [25] E de igual modo não foi a meretriz Raabe também justificada pelas obras, quando acolheu os espias, e os fez sair por outro caminho? [26] Porque, assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem obras é morta.
Almeida Atualizada×
).

A verdade é que, embora a nossa salvação venha através do dom da graça de Deus, Sua graça não inclui só o perdão dos pecados passados, mas também nos ajuda a desenvolver uma obediência fiel ao longo de nossas vidas. Deus não nos perdoa os pecados para continuarmos pecando em nosso estilo de vida. Ele quer que mudemos. Assim, devemos ter uma fé viva que produz boas obras, e não uma fé vazia e inativa. Mais uma vez, isso só é possível com a ajuda de Deus.

A Bíblia nos diz que a salvação é pela graça de Deus e não é ganha por boas obras “para que ninguém se glorie” (Efésios 2:9 Efésios 2:9não vem das obras, para que ninguém se glorie.
Almeida Atualizada×
). Nenhum nível de obediência irá anular a nossa desobediência do passado. Somente o sangue de Cristo pode propiciar expiação pelos nossos pecados. Além disso, os esforços para perseverar na obediência por nossa própria conta se mostraria inútil. A graça de Deus opera mediante a fé e é o que nos permite andar em boas obras (versículos 8, 10). (Ver “A Fé Coloca a Lei numa ‘Base Mais Firme’” na página 14).

O perigo que enfrentamos é o de nossa fé morrer se negligenciarmos a nossa salvação por não viver uma vida de obediência a Deus (Hebreus 2:1-3 Hebreus 2:1-3 [1] Por isso convém atentarmos mais diligentemente para as coisas que ouvimos, para que em tempo algum nos desviemos delas. [2] Pois se a palavra falada pelos anjos permaneceu firme, e toda transgressão e desobediência recebeu justa retribuição, [3] como escaparemos nós, se descuidarmos de tão grande salvação? A qual, tendo sido anunciada inicialmente pelo Senhor, foi- nos depois confirmada pelos que a ouviram:
Almeida Atualizada×
). É por isso que o apóstolo Paulo escreveu: “Antes, subjugo o meu corpo e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado” (1 Coríntios 9:27 1 Coríntios 9:27Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo � submissão, para que, depois de pregar a outros, eu mesmo não venha a ficar reprovado.
Almeida Atualizada×
).

Por si mesmas, as obras não podem prover salvação. Mas o livro de Tiago deixa bem claro que a fé, se desacompanhada de obras, é morta—totalmente inútil (Tiago 2:17 Tiago 2:17Assim também a fé, se não tiver obras, é morta em si mesma.
Almeida Atualizada×
, 20, 26; ver também “O Livro de Tiago: Uma ‘Epístola de Palha’?” na página 15 ).

Como ancião fiel na Igreja e meio-irmão de Jesus Cristo, o apóstolo Tiago escreveu: “Portanto, livrem-se de toda impureza moral e da maldade que prevalece, e aceitem humildemente a palavra implantada em vocês, a qual é poderosa para salvá-los. Sejam praticantes da palavra, e não apenas ouvintes, enganando-se a si mesmos” (Tiago 1:21-22 Tiago 1:21-22 [21] Pelo que, despojando-vos de toda sorte de imundícia e de todo vestígio do mal, recebei com mansidão a palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar as vossas almas. [22] E sede cumpridores da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos.
Almeida Atualizada×
, NVI). Ele acrescenta: “Mas o homem que observa atentamente a lei perfeita, que traz a liberdade, e persevera na prática dessa lei, não esquecendo o que ouviu mas praticando-o, será feliz naquilo que fizer” (versículo 25, NVI; comparar Romanos 2:13 Romanos 2:13Pois não são justos diante de Deus os que só ouvem a lei; mas serão justificados os que praticam a lei
Almeida Atualizada×
).

A verdadeira fé viva exige muito mais do que palavras. Ela requer compromisso e evidências deste comprometimento. Tiago faz esta pergunta retórica: “Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé e não tiver as obras?” (Tiago 2:14 Tiago 2:14Que proveito há, meus irmãos se alguém disser que tem fé e não tiver obras? Porventura essa fé pode salvá-lo?
Almeida Atualizada×
). Ele mostra que meras palavras são inúteis quando alguém precisa de alimento e roupas (versículos 15-17).

Tiago citou o exemplo do fiel Abraão para demonstrar que “a fé foi aperfeiçoada pelas obras” (versículos 21-22, NVI). Na verdade, a obediência por meio da fé leva a ter mais fé e obediência, como veremos mais adiante.

Nossa fé vive quando respondemos obedientemente ao amor de Cristo, guardando os Seus mandamentos (João 14:12-15 João 14:12-15 [12] Em verdade, em verdade vos digo: Aquele que crê em mim, esse também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas; porque eu vou para o Pai; [13] e tudo quanto pedirdes em meu nome, eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho. [14] Se me pedirdes alguma coisa em meu nome, eu a farei. [15] Se me amardes, guardareis os meus mandamentos.
Almeida Atualizada×
). Nós não somos salvos pela graça mediante a fé inativa.

Demonstrar uma fé viva entre os infiéis

Depois que Jesus Cristo ressuscitou, Seu discípulo Tomé disse que não iria acreditar que Ele tinha voltado à vida se não pudesse ver as marcas dos pregos em Suas mãos e tocasse na ferida da lança em Sua costela. Ele queria uma prova tangível e visível de que Jesus havia ressuscitado. Cristo assegurou a Tomé, dando as provas tangíveis, que Deus e Seu plano de salvação eram reais e encorajou-o a crer (João 20:24-29 João 20:24-29 [24] Ora, Tomé, um dos doze, chamado Dídimo, não estava com eles quando veio Jesus. [25] Diziam-lhe, pois, ou outros discípulos: Vimos o Senhor. Ele, porém, lhes respondeu: Se eu não vir o sinal dos cravos nas mãos, e não meter a mão no seu lado, de maneira nenhuma crerei. [26] Oito dias depois estavam os discípulos outra vez ali reunidos, e Tomé com eles. Chegou Jesus, estando as portas fechadas, pôs-se no meio deles e disse: Paz seja convosco. [27] Depois disse a Tomé: Chega aqui o teu dedo, e vê as minhas mãos; chega a tua mão, e mete-a no meu lado; e não mais sejas incrédulo, mas crente. [28] Respondeu-lhe Tomé: Senhor meu, e Deus meu! [29] Disse-lhe Jesus: Porque me viste, creste? Bem-aventurados os que não viram e creram.
Almeida Atualizada×
).

Sabemos que o nome deste apóstolo se tornou sinônimo de dúvida. Embora tivesse visto a Cristo fazendo milagres, ele ainda tinha dúvidas no subconsciente de sua mente. Embora seus companheiros apóstolos tenham lhe dito que eles se encontraram com Jesus ressuscitado frente a frente, ele se recusou a aceitar as suas declarações. Apesar da evidência do relato, ele não acreditava que seu Mestre havia ressuscitado dentre os mortos, como Jesus havia dito. Porém, como se vê, outros apóstolos também tinham dúvidas, mesmo depois de tudo isto (Mateus 28:17 Mateus 28:17Quando o viram, o adoraram; mas alguns duvidaram.
Almeida Atualizada×
).

Será que vamos ser como Tomé ou estes outros homens que duvidavam do sobrenatural, hesitando em aceitar o testemunho de muitas testemunhas oculares confiáveis ​​da ressurreição e dos milagres de Jesus Cristo—e até mesmo depois que possamos ter visto Deus atuando em nossas próprias vidas? Será que vamos crer e ter fé em Deus e em Suas promessas? Infelizmente, a fé viva, muitas vezes, escapa à nossa compreensão e duvidamos muito facilmente (Tiago 1:6-8 Tiago 1:6-8 [6] Peça-a, porém, com fé, não duvidando; pois aquele que duvida é semelhante � onda do mar, que é sublevada e agitada pelo vento. [7] Não pense tal homem que receberá do Senhor alguma coisa, [8] homem vacilante que é, e inconstante em todos os seus caminhos.
Almeida Atualizada×
).

A sociedade moderna, de muitas maneiras, parece preparada para minar a fé verdadeira. Os sistemas educacionais, de entretenimento e os meios de comunicação em massa são majoritariamente seculares e prejudicam os princípios piedosos e a Bíblia. Muitas gerações têm gravitado em torno de materiais que excluem a Deus. Tudo—ciência, filosofia, história está reduzido a fenômenos físicos.

O resultado é previsível e óbvio. Poucos sabem o que Deus espera de nós. E muito menos confiam Nele para guia-los ou estar envolvido em suas vidas. Não há fé viva e nem esperança espiritual para nós, nossos filhos e netos?

Embora, desenvolver uma fé viva numa época de dúvidas e materialismo seja difícil, a Bíblia promete que alguns terão este bem precioso quando Cristo voltar (Apocalipse 14:12 Apocalipse 14:12Aqui está a perseverança dos santos, daqueles que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus.
Almeida Atualizada×
). Devemos ter em mente que só porque algo é difícil de encontrar, não significa que seja impossível, especialmente para Deus. Na verdade, ter uma fé viva é possível e está ao nosso alcance. Como diz Paulo: “Aquele que não poupou seu próprio Filho, mas o entregou por todos nós, como não nos dará juntamente com ele, e de graça, todas as coisas?” (Romanos 8:32 Romanos 8:32Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como não nos dará também com ele todas as coisas?
Almeida Atualizada×
, NVI). E todo o processo de salvação afinal requer fé (ver “Muitas Coisas Maravilhosas Que Acontecem Através da Fé”, começando na página 16).

Deus nos deu a Bíblia para termos esperança e instrução através dos exemplos dos outros (Romanos 15:4 Romanos 15:4Porquanto, tudo que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito, para que, pela constância e pela consolação provenientes das Escrituras, tenhamos esperança.
Almeida Atualizada×
; 1 Coríntios 10:6 1 Coríntios 10:6Ora, estas coisas nos foram feitas para exemplo, a fim de que não cobicemos as coisas más, como eles cobiçaram.
Almeida Atualizada×
; 2 Timóteo 3:16 2 Timóteo 3:16Toda Escritura é divinamente inspirada e proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir, para instruir em justiça;
Almeida Atualizada×
). Ao estudar as suas experiências, podemos ver exemplos de fé da vida real em ação, que também nos ajudarão a edificar a fé.

No próximo capítulo, vamos analisar as vidas de homens e mulheres que, com a ajuda de Deus e Seu encorajamento, desenvolveram uma fé viva.