Ajuda para hoje e esperança para o amanhã! 

A Bíblia Informa a Localização da Cidade de Sodoma

Você está aqui

A Bíblia Informa a Localização da Cidade de Sodoma

A cidade de Sodoma realmente existiu? A história bíblica de sua destruição devido à sua maldade soa como uma fantasia para muitas pessoas, por isso ela é frequentemente considerada uma fábula. Porém, há alguma evidência da existência e da destruição dessa cidade? A evidência de um evento de destruição cataclísmica em grande escala no vale do Baixo Jordan, que destruiu muitas cidades é abordada no artigo principal desta edição, “E se a Cidade Sodoma Fosse Encontrada?”.

Mas será que Sodoma foi uma das cidades destruídas naquele evento? Se Sodoma fosse real, onde estaria localizada? As evidências nos apontam para um local específico?

A primeira menção de Sodoma na Bíblia

A cidade de Sodoma aparece logo no início do relato bíblico, primeiramente na fronteira de Canaã, em Gênesis 10:19 Gênesis 10:19Foi o termo dos cananeus desde Sidom, em direção a Gerar, até Gaza; e daí em direção a Sodoma, Gomorra, Admá e Zeboim, até Lasa.
Almeida Atualizada×
, e depois em Gênesis 13 com a história do patriarca Abraão. Ele era um homem abastado, “muito rico em gado, em prata e em ouro” (versículo 2). Ele estava viajando com seu sobrinho Ló, que “tinha rebanhos, e vacas, e tendas” (versículo 5). Hoje, nós os chamaríamos de beduínos — grandes famílias que moravam em tendas com suas famílias e servos e que viajavam de um lugar para outro buscando pasto suficiente para seus rebanhos de ovelhas, cabras e camelos.

Assim entramos no fluxo da história quando Abraão, então chamado de Abrão, e Ló estavam “entre Betel e Ai” (versículo 3), cidades localizadas nas montanhas alguns quilômetros ao norte da atual Jerusalém. E foi ali que esses dois homens tiveram um problema: “E não tinha capacidade a terra para poderem habitar juntos, porque a sua fazenda era muita; de maneira que não podiam habitar juntos. E houve contenda entre os pastores do gado de Abrão e os pastores do gado de Ló” (versículos 6-7).

Simplesmente não havia pasto suficiente para alimentar todos os animais que possuíam. Então, generosamente, Abraão ofereceu uma solução a Ló: “Ora, não haja contenda entre mim e ti e entre os meus pastores e os teus pastores, porque irmãos [ou família] somos. Não está toda a terra diante de ti? Eia, pois, aparta-te de mim; se escolheres a esquerda, irei para a direita; e, se a direita escolheres, eu irei para a esquerda”.

 “E levantou Ló os seus olhos e viu toda a campina do Jordão, que era toda bem regada, antes de o SENHOR ter destruído Sodoma e Gomorra, e era como o jardim do SENHOR, como a terra do Egito, quando se entra em Zoar. Então, Ló escolheu para si toda a campina do Jordão e partiu Ló para o Oriente; e apartaram-se um do outro. Habitou Abrão na terra de Canaã, e Ló habitou nas cidades da campina e armou as suas tendas até Sodoma” (versículos 8-12). Então, a Bíblia adiciona esta sinistra informação: “Ora, eram maus os varões de Sodoma e grandes pecadores contra o SENHOR”.

Apontando o caminho para Sodoma

Vamos examinar o que nos é informado aqui sobre a localização de Sodoma, baseando-se nos marcadores dados no texto bíblico. Agradecemos ao Dr. Steven Collins, reitor da Faculdade de Arqueologia e História Bíblica da Trinity Southwest University de Albuquerque, Novo México, por destacar esses marcadores e sua extensa pesquisa sobre o assunto (os leitores podem aprender mais em tallelhammam.com).

Conforme pode ser visto no mapa abaixo, Betel e Ai estão próximas ao norte de Jerusalém. Elas estão em uma zona montanhosa que vai de norte a sul, mais ou menos no meio da terra de Israel. Dali, “levantou Ló os seus olhos e viu toda a campina do Jordão” (o vale do rio Jordão), e “que era toda bem regada... e era como o jardim do SENHOR, como a terra do Egito”, exuberante por causa do rio Nilo (versículo 10) .

Assim, a partir dessas montanhas com vista para o vale do rio Jordão, Ló escolheu aquela exuberante área e “partiu Ló para o Oriente... e Ló habitou nas cidades da campina e armou as suas tendas até Sodoma” (versículo 11-12). E isso nos diz a direção da viagem de Ló — leste — e onde ele se estabeleceu, em Sodoma. Então Sodoma estava em algum lugar a leste de Betel e Ai no vale do rio Jordão ao norte do Mar Morto.

E podemos identificar ainda mais a localização de Sodoma quando examinamos a palavra hebraica kikkar, traduzida como “campina” nos versículos 10, 11 e 12. Complete Word Study Dictionary: Old Testament (Dicionário Completo de Estudo de Palavras do Antigo Testamento, em tradução livre) explica que esta palavra significa “algo redondo, como uma moeda (um talento); uma região; um pão [isto é, um pão folha ou pita redondo]. Indica algo redondo, em forma de prato, circular...”. Significa algo sem relevo, como em nossa palavra portuguesa “liso”, porém, mais especificamente, algo plano e redondo ou circular — em forma de disco, como os exemplos mencionados.

Novamente, referindo-se ao mapa, observe a grande planície circular logo ao norte do Mar Morto, que se encaixa perfeitamente nessa descrição. Eu estive nessa planície e é notável como as montanhas ao norte e sul se curvam ao redor e, para seu interior, no norte e sul para formar essa grande área semelhante a um disco. Dividindo essa planície arredondada está o rio Jordão, e fluindo das montanhas ao leste e oeste há diversos riachos e leitos de rios que, séculos atrás, teriam tornado esta área " toda bem regada", assim como descreve a Bíblia.

Curiosamente, oito diferentes palavras hebraicas são traduzidas como “campina” na Bíblia, referindo-se a uma área plana, vale, prado ou lugar baixo. A palavra kikkar é traduzida como “campina” apenas em conexão com essa área — a “campina” circular do vale do rio Jordão. Assim, kikkar parece descrever apenas essa característica geográfica e geológica específica do Vale do Rio Jordão — mais bem traduzido como "disco do Jordão".

E na extremidade leste desse disco, logo a leste de Betel e Ai, se encontra uma enorme cidade enterrada em um local atualmente chamado em árabe de Tall el-Hammam. O Dr. Collins e sua equipe arqueológica escavaram o local por quinze períodos e encontraram fortes evidências apontando para um provável local da antiga Sodoma (ver “E Se Sodoma Tiver Sido Encontrada?”).

Problemas com a localização ao sul do Mar Morto

Esses marcadores geográficos e direcionais da Bíblia apresentam um grande problema para a ideia de que Sodoma e outras cidades dessa planície estivessem localizadas perto ou sob o que hoje é a extremidade sul do Mar Morto, conforme indicado em muitos mapas e gráficos bíblicos.

Essa teoria foi popularizada por causa das escavações em alguns assentamentos naquela área há muito tempo. Contudo, a pesquisa mostrou que esses assentamentos foram abandonados muito antes de qualquer data razoável para a história bíblica de Sodoma. Não existe nenhuma evidência material para situar Sodoma e as cidades na área daquela planície.

A descrição bíblica de Sodoma estar em uma planície "bem regada" do Jordão também não se encaixa perto da extremidade sul do Mar Morto, uma vez que o rio Jordão deságua na extremidade norte do Mar Morto, mas nenhum rio deságua ou nasce ao sul dali. Além disso, não há grandes nascentes e riachos nessa área.

Outro problema com essa teoria é que a extremidade sul do Mar Morto não fica perto de Betel e Ai, área onde Abraão e Ló olharam para essa campina e se separaram, e Ló viajou para o leste, ou seja, para Sodoma. O extremo sul do Mar Morto nem mesmo é visível de onde Abraão e Ló estavam quando fizeram esse acordo, já que as montanhas impediam a visão desse lugar. Apenas a parte norte do Mar Morto é visível da área onde estavam Abraão e Ló.

Alguns argumentam que, a princípio, Ló simplesmente foi ao lado leste do Vale do Jordão e, mais tarde, se afastou para o sul de Sodoma. Mas esse não é o sentido de Gênesis 13:12 Gênesis 13:12Habitou Abrão na terra de Canaã, e Ló habitou nas cidades da planície, e foi armando as suas tendas até chegar a Sodoma.
Almeida Atualizada×
, que mostra Sodoma como uma das cidades do kikkar (comparar Gênesis 19:25 Gênesis 19:25E subverteu aquelas cidades e toda a planície, e todos os moradores das cidades, e o que nascia da terra.
Almeida Atualizada×
, 29).

Sodoma e as cidades da planície

A Bíblia nos dá outras pistas sobre a localização de Sodoma e seus arredores. Gênesis 14:1-17 Gênesis 14:1-17 [1] Aconteceu nos dias de Anrafel, rei de Sinar, Arioque, rei de Elasar, Quedorlaomer, rei de Elão, e Tidal, rei de Goiim, [2] que estes fizeram guerra a Bera, rei de Sodoma, a Birsa, rei de Gomorra, a Sinabe, rei de Admá, a Semeber, rei de Zeboim, e ao rei de Belá (esta é Zoar). [3] Todos estes se ajuntaram no vale de Sidim (que é o Mar Salgado). [4] Doze anos haviam servido a Quedorlaomer, mas ao décimo terceiro ano rebelaram-se. [5] Por isso, ao décimo quarto ano veio Quedorlaomer, e os reis que estavam com ele, e feriram aos refains em Asterote-Carnaim, aos zuzins em Hão, aos emins em Savé-Quiriataim, [6] e aos horeus no seu monte Seir, até El-Parã, que está junto ao deserto. [7] Depois voltaram e vieram a En-Mispate (que é Cades), e feriram toda a terra dos amalequitas, e também dos amorreus, que habitavam em Hazazom-Tamar. [8] Então saíram os reis de Sodoma, de Gomorra, de Admá, de Zeboim e de Belá (esta é Zoar), e ordenaram batalha contra eles no vale de Sidim, [9] contra Quedorlaomer, rei de Elão, Tidal, rei de Goiim, Anrafel, rei de Sinar, e Arioque, rei de Elasar; quatro reis contra cinco. [10] Ora, o vale de Sidim estava cheio de poços de betume; e fugiram os reis de Sodoma e de Gomorra, e caíram ali; e os restantes fugiram para o monte. [11] Tomaram, então, todos os bens de Sodoma e de Gomorra com todo o seu mantimento, e se foram. [12] Tomaram também a Ló, filho do irmão de Abrão, que habitava em Sodoma, e os bens dele, e partiram. [13] Então veio um que escapara, e o contou a Abrão, o hebreu. Ora, este habitava junto dos carvalhos de Manre, o amorreu, irmão de Escol e de Aner; estes eram aliados de Abrão. [14] Ouvindo, pois, Abrão que seu irmão estava preso, levou os seus homens treinados, nascidos em sua casa, em número de trezentos e dezoito, e perseguiu os reis até Dã. [15] Dividiu-se contra eles de noite, ele e os seus servos, e os feriu, perseguindo-os até Hobá, que fica � esquerda de Damasco. [16] Assim tornou a trazer todos os bens, e tornou a trazer também a Ló, seu irmão, e os bens dele, e também as mulheres e o povo. [17] Depois que Abrão voltou de ferir a Quedorlaomer e aos reis que estavam com ele, saiu-lhe ao encontro o rei de Sodoma, no vale de Savé (que é o vale do rei).
Almeida Atualizada×
registra uma breve guerra entre cidades-estados. E da Mesopotâmia vieram os reis da Babilônia e países vizinhos com seus exércitos. Outra aliança local dos governantes de Sodoma, Gomorra, Admá, Zebolim e Bela (também chamada de Zoar), que tinham sido súditos da Mesopotâmia, provocou uma rebelião quando o primeiro grupo estava voltando de uma campanha militar no sul.

Eles batalharam no “Vale de Sidim”, referindo-se à área ao redor do Mar Morto (versículos 3, 10). O governante de Sodoma foi derrotado junto com seus aliados, e os vitoriosos seguiram para o norte realizando pilhagens — e o sobrinho de Abraão, Ló, foi uma das vítimas dentre os cativos capturados. Abraão os perseguiu e os alcançou com seu pequeno exército particular e resgatou seu sobrinho.

Nesse relato, aprendemos mais sobre Sodoma. Ela era parte de uma aliança com outras quatro cidades que estavam “unidas” nessa área, mostrando que eram próximas umas das outras (versículo 3). Além disso, quando a Bíblia liga repetidamente duas cidades ou povoados, como vemos com "Sodoma e Gomorra" nesse capítulo e muitas outras passagens bíblicas, isso indica que elas são geograficamente muito próximas uma da outra, normalmente apenas dois ou três quilômetros (ou menos) de distância.

E da área de Tall el-Hammam, que um número crescente de estudiosos está aceitando como a localização da antiga Sodoma, é possível ver diversas colinas nas quais os restos de outras antigas cidades estão enterrados, incluindo uma a cerca de um quilômetro e meio ao norte que pode ser Gomorra . Outras próximas podem muito bem ser algumas das outras "cidades da planície". Evidências arqueológicas mostram que todas essas cidades, junto com dezenas de cidades e assentamentos menores na área, foram abandonadas ao mesmo tempo e não foram repovoadas nos seguintes trezentos a seiscentos anos.

Embora não seja conclusiva, certamente essa evidência é condizente com a probabilidade de que Tall el-Hammam poderia de fato ser a localização da antiga Sodoma.

Outras evidências da Bíblia

A Bíblia contém outras dicas que são compatíveis com a provável localização de Sodoma.

O capítulo dezenove de Gênesis descreve a repentina destruição de Sodoma: “Então, o SENHOR fez chover enxofre e fogo, do SENHOR desde os céus, sobre Sodoma e Gomorra. E derribou aquelas cidades, e toda aquela campina, e todos os moradores daquelas cidades, e o que nascia da terra” (Gênesis 19:24-25 Gênesis 19:24-25 [24] Então o Senhor, da sua parte, fez chover do céu enxofre e fogo sobre Sodoma e Gomorra. [25] E subverteu aquelas cidades e toda a planície, e todos os moradores das cidades, e o que nascia da terra.
Almeida Atualizada×
).

Mais uma vez, as evidências arqueológicas mostram que toda a área ao redor de Tall el-Hammam foi abandonada nos seguintes três a seis séculos. Grande parte do solo estava saturado pela danosa alta concentração de sal que impossibilitou por séculos a agricultura — e também a habitação humana.

A possível explicação para esse elevado teor salino, conforme descrito no artigo "E Se Sodoma Fosse Encontrada?", é a de que houve a explosão de um cometa ou meteoro perto da extremidade norte do Mar Morto, vaporizando milhares de toneladas de água salgada do Mar Morto, que, logo depois, caiu do céu com uma chuva e envenenou quilômetros de terra ao redor.

A Bíblia também diz que, depois que essa destruição de fogo veio do céu, Abraão, agora morando perto de Hebrom, “olhou para Sodoma e Gomorra e para toda a terra da campina; e viu, e eis que a fumaça da terra subia, como a fumaça duma fornalha” (Gênesis 19:28 Gênesis 19:28e, contemplando Sodoma e Gomorra e toda a terra da planície, viu que subia da terra fumaça como a de uma fornalha.
Almeida Atualizada×
). Abraão estava olhando esse evento nas montanhas a oeste do Mar Morto. Certamente, dali ele poderia ter visto a fumaça dessa grande destruição, e fazendo uma breve caminhada até o topo de uma colina próxima, ele poderia ter olhado para a extremidade norte do Mar Morto e visto a paisagem devastada.

Séculos depois, encontramos ainda outra pista quando os israelitas estavam se preparando para entrar na Terra Prometida, hoje o Reino Hachemita da Jordânia. O capítulo vinte e um do livro de Números relata parte da jornada deles, incluindo uma parada em Pisga, que fica muito perto do Monte Nebo — atualmente uma área turística muito conhecida e local de onde Moisés olhou do Vale do Jordão para a Terra Prometida antes de sua morte. A principal frase a ser observada aqui está no versículo 20, onde o Monte Pisga “à vista do deserto” — referindo-se ao vale do rio Jordão abaixo dele.

Essa informação, por si só, não parece significar muita coisa. Mas tenha em mente que, séculos antes, Abraão e Ló haviam olhado para aquele mesmo vale do lado oposto (oeste) e ele foi descrito como uma terra “toda bem regada” (Gênesis 13:10 Gênesis 13:10Então Ló levantou os olhos, e viu toda a planície do Jordão, que era toda bem regada (antes de haver o Senhor destruído Sodoma e Gomorra), e era como o jardim do Senhor, como a terra do Egito, até chegar a Zoar.
Almeida Atualizada×
) e como o Jardim do Éden. Mas agora é descrito como "deserto". Séculos depois, o vale exuberante e bem irrigado que parecia tão atraente para Ló agora era um deserto desolado e abandonado!

O que aconteceu entre esses dois eventos? A Bíblia revela. Deus enviou uma chuva abrasadora e devastadora para Sodoma e Gomorra e cidades e povoados vizinhos, reduzindo-as a brasas e cinzas. Aquela área tornou-se um deserto e, séculos depois, continuaria sendo assim.

Então, o que a Bíblia diz sobre a localização de Sodoma? Na verdade, ela revela muitas coisas. As evidências apontam fortemente para o Tall el-Hammam como um provável candidato a ser o local da antiga Sodoma. Sem dúvida, as evidências científicas apontam para uma repentina destruição pelo fogo! Os estudos e as pesquisas vão continuar e, certamente, surgirão novas descobertas.

Nesse ínterim, o mais importante é prestarmos atenção à advertência do apóstolo Pedro: “Deus condenou as cidades de Sodoma e Gomorra, destruindo-as com fogo, como exemplo do que vai acontecer com os que não querem saber dEle” (2 Pedro 2:6 2 Pedro 2:6se, reduzindo a cinza as cidades de Sodoma e Gomorra, condenou-as � destruição, havendo-as posto para exemplo aos que vivessem impiamente;
Almeida Atualizada×
, BLH). Nós oramos para que você e todas as outras pessoas tenham ouvidos para ouvir!