Ajuda para hoje e esperança para o amanhã! 

Anjos: Mensageiros e Exercito Espiritual de Deus

Você está aqui

Índice

Os anjos têm sido populares em nossa cultura. As pessoas têm muitas ideias sobre eles. Mas essas ideias são corretas? Elas estão de acordo com o que revela a Bíblia?

De onde vieram os anjos? Há quanto tempo existem esses seres espirituais? Eles têm livre arbítrio? Vamos buscar as respostas na Bíblia.

Existem quantos anjos? O que a Escritura quer dizer quando se refere a Deus como “o Senhor dos Exércitos”? A Bíblia nos diz quantos anjos existem?

Às vezes, as pessoas valorizam demasiadamente os anjos. As pessoas querem ter seu próprio anjo para livrá-las de problemas ou protegê-las pessoalmente. Frequentemente, elas buscam a ajuda dos anjos sem nunca ter pedido ajuda a Deus. Algumas pessoas olham para os anjos quase como se fossem seus gênios particulares.

Qual a forma dos anjos? Muitas pessoas pensam que eles se parecem a criancinhas com asas. Mas o que diz a Palavra de Deus realmente sobre a aparência deles?

Alguns religiosos ensinaram que várias escrituras do sexto capítulo de Gênesis se referem a anjos caídos que tiveram relação com mulheres e geraram gigantes meio-demoníacos. Mas há uma explicação mais racional para isso.

As pessoas têm diversas ideias sobre os anjos que não refletem com precisão o que vemos revelado nas Escrituras.

Talvez uma das mais estranhas representações de anjos seja como criancinhas aladas, que são referidas como querubins.

A Bíblia menciona dois anjos pelos nomes — Miguel e Gabriel. O que a Bíblia revela sobre eles nos diz muito sobre o mundo espiritual invisível.

Algum tempo depois de que o mundo foi formado, a harmonia pacífica no reino angelical mudou dramaticamente.

Há muitas referências do Antigo Testamento aos anjos de Deus, e algumas delas referem-se ao chamado "Anjo do Senhor", que também é identificado como "o SENHOR" (Gênesis 16:10-13; 22:11-12; Êxodo 3:2-6, Juízes 13:3-22). Mas como pode um anjo de Deus ser o próprio Deus? Evidentemente, esse é o mesmo personagem referido como "o Anjo da Sua Presença" em Isaías 63:9, bem como o "Anjo” que Deus enviou para guiar os Israelitas através do deserto até a Terra Prometida (Êxodo 14:19; 23:20).

Todos os anjos são iguais? As Escrituras revelam vários tipos diferentes de anjos, incluindo querubins, serafins e muitos outros seres espirituais. Como eles são?

A derivação da palavra hebraica querubim (keroob ou krub), referindo-se a um tipo de anjo, é incerta. Alguns propuseram que simplesmente significa "figura". Outros disseram que vem de uma raiz que significa "mistura", em referência a características combinadas. Outros ainda consideram os termos antigos semelhantes. A palavra acadiana karibu, que alguns dizem se referir a seres intercessores e suas estátuas, parece que tem uma relação com a palavra assíria karabu, que significa "grande" ou "poderoso", e a um termo babilônico similar que significa "propício".

Por que Deus criou o mundo espiritual angelical? Qual é o propósito deles? Quais são as responsabilidades deles? Veremos as respostas reveladas nas Escrituras.

Um equívoco comum é arrazoar que quando as pessoas morrem (especialmente crianças), elas vão para o céu e se tornam anjos. No entanto, os anjos têm existido muito antes do que as pessoas, pois estavam presentes na criação da Terra (Jó 38:7).

Muitas pessoas relataram experiências com algum tipo de ajuda que parecia envolver anjos. Contamos aqui histórias pessoais de algumas pessoas que tiveram encontros com anjos.

Os anjos não são fábulas ou mitos. Deus criou esses seres para um propósito específico — um propósito que tem a ver com você. A verdade é fascinante e encorajadora!