Ajuda para hoje e esperança para o amanhã! 

Os Diferentes Tipos de Amor Mencionados na Bíblia

Você está aqui

Os Diferentes Tipos de Amor Mencionados na Bíblia

Agapao (verbo) - É uma palavra que representa o amor divino especial de Deus para com Seu Filho, os seres humanos em geral e os crentes. Ele também é usado para descrever o enfoque do amor exterior que Deus espera que crentes tenham uns pelos outros. Agapao (incluindo a sua forma substantiva, ágape) é “a palavra característica do cristianismo, e desde a revelação do Espírito é usada para expressar ideias anteriormente desconhecidas; investigações sobre seu uso, porém, seja na literatura grega ou na Septuaginta, lança pouca luz a respeito de seu significado distintivo no Novo Testamento . . .”

Este tipo especial de amor cristão, “se exercido para com os irmãos, ou com os homens em geral, não é um impulso sentimental, nem sempre vem das inclinações naturais e nem advém daqueles que descobrem ter certa afinidade um com outro” (Dicionário Expositivo Completo das Palavras do Antigo e do Novo Testamento de Vine, “Amor”).

Lembrando o fato que o casamento humano é modelado do relacionamento divino entre Cristo e a Igreja, os maridos são orientados a amar suas esposas com este tipo de amor, um amor de cunho altruísta (Efésios 5:25 Efésios 5:25Vós, maridos, amai a vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela,
Almeida Atualizada×
, 31-32).

Esse tipo de amor talvez seja mais bem expresso na declaração de Jesus Cristo em João 15:13 João 15:13Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos.
Almeida Atualizada×
, “Ninguém tem maior amor [ágape] do que este: de dar alguém a sua vida pelos seus amigos”. Jesus mesmo demonstrou perfeitamente este tipo de amor em toda Sua vida, Ele constantemente dava de si mesmo, o Seu tempo e energias, para servir aos outros e, por fim, ofereceu a Sua vida como sacrifício por toda a humanidade. Este é o tipo de amor que Deus quer que cada um de nós demonstre em nossas vidas e, particularmente em nossos casamentos.

Phileo verbo) - Significa “’ter afeição e sentimento ardente— um tipo de amor impulsivo” (Novo Dicionário Bíblico Ilustrado de Nelson, 1995, “Amor”). Este é o tipo de amor e carinho natural humano que sentimos por um amigo, muitas vezes é definido como “amor fraterno”.

Em João 21:15-16 João 21:15-16 [15] Depois de terem comido, perguntou Jesus a Simão Pedro: Simão Pedro: Simão, filho de João, amas-me mais do que estes? Respondeu- lhe: Sim, Senhor; tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta os meus cordeirinhos. [16] Tornou a perguntar-lhe: Simão, filho de João, amas-me? Respondeu-lhe: Sim, Senhor; tu sabes que te amo. Disse-lhe: Pastoreia as minhas ovelhas.
Almeida Atualizada×
, Jesus perguntou a Pedro se ele O amava com o tipo de amor agapao e ele respondeu que sentia por Ele o tipo de amor humano normal, phileo. Mais tarde, depois de receber o Espírito Santo, Pedro seria capaz de realmente demonstrar esse tipo amor divino, agapao, ao servir aos outros ao longo de sua vida e, por último, sendo sacrificado em martírio.

Eros (substantivo) - Referente ao amor sexual e erótico ou ao desejo.

O verdadeiro amor (agapao), como explicado na Bíblia, não é enfocado em seus próprios sentimentos ou emoções, mas em vez disso é enfocado exteriormente aos outros, buscando servir e cuidar melhor deles. O verdadeiro amor é maravilhosamente descrito em 1 Coríntios 13:4-8 1 Coríntios 13:4-8 [4] O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não se vangloria, não se ensoberbece, [5] não se porta inconvenientemente, não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal; [6] não se regozija com a injustiça, mas se regozija com a verdade; [7] tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. [8] O amor jamais acaba; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;
Almeida Atualizada×
: “O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca perece” (NVI).